A Páscoa da Super Lua

Hoje, dia 8 de abril de 2020, páscoa no calendário judaico, Lua cheia do 15 Nissan, acontece um raro sinal astronômico no céu: uma Super Lua Cheia, que se alinhará com a estrela Alfa Virgo, Spica, a estrela (azul) mais brilhante da constelação de Virgo, que significa a Espiga, sentido simbólico do signo: a colheita (porque, no Hemisfério Norte, o mês de Virgem fecha o verão e o tempo das colheitas de cereais – Ceres, deusa dos grãos e da agricultura, a deusa associada a Virgem, entre outras deusas, como Perséfone, sua filha).

Junte-se a isso o fato de a Lua estar cheia, e no ponto mais próximo da Terra (perigeu) o que caracteriza o fenômeno da Super Lua. E sendo Lua cheia o símbolo da gestação e do nascimento ( a Lua estará dentro do ventre da Virgem estelar!) , eis que temos dois argumentos de conteúdo simbólico associados: a colheita e o nascimento.
Ou o nascimento do espiritual favorecendo os tempos e colheita espiritual na Terra.

E tudo isso caindo na Páscoa, que simboliza a passagem da morte (transformação) de um estado inferior de consciência para outro superior. Da morte para a imortalidade, da escravidão para a liberdade, das trevas para a luz, da dor para a felicidade!

Agora, a forma como todas estas configurações astronômicas se tornam energias específicas direcionadas para a Terra com poder para escrever e reescrever o Livro do Destino de toda a humanidade e de cada ser humano em particular (o argumento da Astrologia), isso não cabe à ciência moderna compreender, a partir do momento em que ela optou pela dialética materialista e pela orientação ateísta na sua forma de abordagem dos fenômenos do Universo, interpretando tudo como jogos do caos e do acaso sem lugar para Deus ou a Inteligência Criadora no controle de tudo, em toda a vastidão de suas especulações…

E por isso, ela seguirá cega, sempre negando ou rindo de todas essas coisas… e assim deve ser, pelo simples fato de que, se DEUS resolvesse lhe falar aos ouvidos, essa ciência que aí está simplesmente não entenderia.
E Deus não atira pérolas aos porcos.

Mas aos que ainda não foram possuídos pelo espírito de porco nessa Terra, e pelo contrário, ainda assumem o espírito simples e livre das crianças, que então os astros revelem seus segredos, e a Lua rosa na casa da estrela azul lhe fale do nascimento da força Cristo aos ouvidos, em tempo urgente para o mundo!

Lua Rosa sobre Stonehenge

Um espetacular registro da Super Lua de hoje, 8 de abril 2020, data da Páscoa Judaica (15 Nissam) sobre o santuário de Stonehenge, na Inglaterra, a pátria-mãe dos crops circles.
Note que o termo Lua rosa não significa que a Lua fica rosada, apenas que se trata de um termo tradicional para esse fenômeno da Lua cheia coincidir com seu perigeu orbital.

O nome Superpink Moon (superlua rosa) não foi dado pelo fato do tom rosado da lua, até porque ela fica mais alaranjada no fenômeno. E sim porque sempre que chegamos nesse dia as flores silvestres Creeping Phlox aparecem nos lindos campos dos Estados Unidos, e lá, eles estão nos primeiros dia da primavera, em razão disso os horizontes norte-americanos ficam inteiros cor de rosa (o termo vem da tradição de índios norte-americanos).

JP em 08.04.2020

Comentários
Compartilhar