A Estrela Azul dos Hopis

(Matéria de 03.09.2017)

“QUANDO A ESTRELA AZUL KATCHINA APARECER NOS CÉUS, O QUINTO MUNDO COMEÇARÁ. Ela virá quando Saquasohuh (Estrela Azul) Kachina dançar na praça e remover sua máscara”!

A Estrela Azul é o último de nove SINAIS que os antigos índios HOPI (norte-americanos) profetizaram como sendo sinais do fim do Grande Ciclo e a entrada da Grande Purificação.

Notando que os mesmos HOPI falaram de três grandes purificações para a humanidade associadas a Guerras: duas já aconteceram, as duas Guerras Mundiais, e eles asseguram que haveria uma Terceira.

Outra coisa destacada na Profecia da Estrela Azul é o retorno do PAHANA, o Irmão Branco das Estrelas, que se associa ao Kukulkan-Quetzalcoatl venusiano dos maias-astecas. Ele viria com a Estrela, e iniciaria o Quinto Mundo (para os maias-astecas, será o Sexto Mundo ou Sexto Sol que vai começar após a Grande Purificação).

Muito debate em torno de qual seria essa estrela azul.

E de fato, tal estrela já ocorreu há exatos 30 anos pois, em 24.02-1987, os astrônomos se surpreenderam com o brilho de uma inusitada SUPERNOVA AZUL que brilhou por meses nos céus do Sul na Grande Nuvem de Magalhães, uma sub galáxia que abrigou a supernova SN 1987A, uma das mais brilhantes e próximas já observadas.

Três anos depois, em 1990, mensagens extraterrestres em código 11-11 (pictogramas) começaram a aparecer na Inglaterra e não pararam mais, se estendendo nos anos seguintes a outros países.

Com certeza, o PAHANA avisando que havia chegado e estava falando com a humanidade.

Os resíduos daquela Estrela formaram um singular desenho no céu, e se de certo ângulo lembra o número 8, de outro, lembra um cone duplo. Inclusive o famoso crop circle 8.8.2008 simulou um dos formatos da supernova residual no céu.

Ao Nono Sinal, o da Estrela Azul, os antigos Hopis ajuntaram outro, a vinda dos Gêmeos!

Nos dias finais, olharemos para cima, para nossos céus e testemunharemos o retorno dos dois irmãos que ajudaram a criar esse mundo, no tempo do nascimento. Poganghoya é o Guardião do Polo Norte e seu Irmão Palongawhoya é o Guardião do Polo Sul. Nos dias finais, a Estrela Azul Kachina virá ficar com seus primos e eles retornarão a Terra para a sua rotação natural, que é do oeste para o leste.”

Os gêmeos serão vistos nos céus do Noroeste. Eles virão para ver quem ainda se lembra dos ensinamentos originais, voando em suas Patuwvotas, ou escudos voadores. Eles trarão consigo muitos da sua família das estrelas nos dias finais.”

Apesar de alguns sugerirem que estes GÊMEOS poderiam ser objetos astronômicos singulares (e de fato, ano passado, 2016, os cometas gêmeos cruzaram nossos céus e, neste ano, 2017, lá na conturbada região da constelação de Virgem, dois pontos brilhantes mas visíveis no Infravermelho apareceram, e parecem gêmeos na gestação da Virgem, e para outros, os dois olhos do Dragão Vermelho), sim, aqui a profecia é específica a falar de DOIS MESTRES, os quais podem até serem antes sinalizados por objetos astronômicos. O próprio formato que a Supernova azul assumiu nos céus após sua explosão e dispersão de material pode representar os Gêmeos vistos no céu…

Curiosamente, os textos do Pistis Sophia (obra gnóstico-cristã) fala do Espírito Santo como Salvadores Gêmeos, e o Apocalipse 11 menciona as duas testemunhas, que retornam para completar a Obra de Cristo. A Cena da Transfiguração de Cristo, nos Evangelhos relatada, apontam que as duas testemunhas são Moisés e Elias.

Não foram dois anjos os salvadores da família de Loth de Sodoma e Gomorra, antes de serem aniquiladas pelo fogo que caiu do céu? Existem inúmeros paralelos bíblicos e não-bíblicos.

De qualquer forma, segundo os Hopis, estes gêmeos são salvadores e mestres que virão das estrelas, associados ao PAHANA, o Messias Hopi, e eles serão mensageiros da doutrina esquecida pela humanidade… muito a ver com o papel das duas testemunhas, manifestando a última mensagem ao mundo, que se esqueceu ou desprezou os ensinamentos de Jesus Cristo em nossos tempos. O Apocalipse declara que as duas testemunhas virão ao mundo durante os sete anos da Grande Tribulação, para lançarem a Última Profecia.

Em Mateus 24, Jesus diz que, depois dos sinais no Sol, na Lua e nas estrelas (Eclipses, luas vermelhas, meteoros, etc), apareceria o GRANDE SINAL DO FILHO DO HOMEM NOS CÉUS…e seria visto por toda a humanidade.

Exatamente após este sinal, que parece ser o ÚLTIMO DELES, encerrando a longa lista, é que Jesus enviaria seus Anjos aos Quatro Cantos da Terra para reunir e resgatar seus eleitos.

O Profeta Zacarias, no capítulo 1, ilustra vários cavaleiros sobre cavalos de cores diferentes a percorrerem, por ordem do Senhor, os quatro cantos da Terra, para encontrá-la em descanso (Shabat, Pausa ou o sentido de COLHEITA).
Resta notar que, na Bíblia, cavalos e cavaleiros, em sua linguagem típica, neste aspecto relacionados ao Senhor, representam UFOS E INTELIGÊNCIAS EXTRATERRESTRES de apoio à Hierarquia.

As “Patuwvotas” ou escudos voadores dos Gêmeos das Estrelas são similares às VIMANAS dos antigos deuses hindús.

Todas as profecias se harmonizam e convergem para o mesmo denominador comum: o retorno do Messias e o início da Purificação da Terra, com a colheita espiritual anunciada na semeadura que começou séculos e séculos atrás, tempo hábil para toda alma amadurecer espiritualmente.

Em seguida, viria a ESTRELA VERMELHA PURIFICADORA, também conforme a profecia Hopi, a qual, acredito eu, já está entre nós.

E seu nome é Nêmesis…

JP em 21.05.2020

Comentários
Compartilhar