A “Espiritualidade” da Nova Era

Hoje em dia, temos assistido pavorosos espetáculos dantescos encenados por legiões de humanos nas redes sociais, especialmente naqueles grupos do tipo MÍSTICO DA NOVA ERA.

Isso porque estamos diante de uma nova configuração da espiritualidade.
Sem regras, sem dogmas e muito sem noção também.

A fraqueza física e moral da humanidade está “reinventando” a espiritualidade, não para melhor, mas sim, para acomodá-la justamente às suas fraquezas e limitações.

Santo Agostinho dizia que deveríamos orar não por fardos mais leves, e sim, por ombros mais fortes.
Porém, os “espiritualistas” da nova era atiraram longe o fardo que não querem mais carregar, e até a oração elas descartaram, achando que o poder máximo já está dentro delas, e elas só precisam acionar com o “pensamento positivo” num estalo de dedos. E estalando os dedos, o Universo se curvará aos pés delas e cumprirá imediatamente tudo o que elas querem.

Isso de orar e rezar é coisa de religiosos.
Mas não! Elas não são religiosas, e se ofendem terrivelmente se você as chamar assim.
Elas são “Espiritualistas”.

Os “Espiritualistas” da nova era… são diferentes, porque sabem que a física quântica explica um monte de coisas… bem, elas não entenderam ainda, mas apenas sabem que o Universo é quântico e, de alguma forma, porque estava naquele Livro, o Segredo, o Universo tem que dar tudo o que elas querem…

Cristo nos ensina que a Verdade, e somente a Verdade, tem poder para nos libertar, isso porque nos transforma, resgatando nossas fraquezas físicas e morais para transformar em força.

Porém, na era da inversão da fé, os fracos e ímpios transformaram a verdade em mentira para adaptá-la ao seu estado.
Ou seja, o ego, a falsa individualidade, soma de todos os defeitos da natureza humana, não suportando mais as verdades que lhe arranhavam a face, modificou essa verdade para poder sobreviver a ela na era moderna.
E o resultado é um fracasso completo, porque o que temos visto é um modismo filosófico e materialista cada vez mais superficial, medíocre e cego guiando multidões.

As pessoas adoram mencionar o UNIVERSO em tudo.
O Universo manda sinais,
O Universo nos dá abundância,
eu Decreto ao Universo o meu querer,
e outras pérolas da sabedoria moderna.

Porém, evitam a todo custo dizer:
Deus manda sinais,
Deus nos dá abundância,
eu peço ao Criador conforme a Sua Vontade.

Na era do politicamente e do “quanticamente” correto,
os termos Deus, Pai ou Criador estão sendo evitados, e mesmo, banidos
por essa gente que ACHA QUE ENTENDE ALGUMA COISA DE FÍSICA QUÂNTICA
só porque leu aquele livro, o Segredo,
e então, inventaram uma nova religião,
que eles mesmos não chamam nunca de religião, para não parecerem “fanáticos”
porém, na sua conduta, o fanatismo materialista e a arrogância cega continuam visíveis
e estampados para quem quiser ver.

Oração?
Oh, não… tais criaturas se sentem poderosas demais, acham que estão no controle de tudo, apenas porque a Física Quântica lhes ensinou isso (KKKKKKKKKKKKK), e então, não pedem mais nada ao Criador. Apenas DECRETAM ao Universo e esperam que a força quântica de suas mentes faça todo o resto (???)

São criaturas que dizem que Deus já está dentro delas, e que elas são perfeitas, pura luz, não precisam se arrepender de nada nem pedir perdão de nada, porque são perfeitas e estão no controle!
E a vaidade mística é tão forte em suas almas que nada e ninguém as remove mais desse absurdo autoconceito deturpado, saído de um espelho sujo e de uma bola de cristal trincada.

Em geral, seus DECRETOS ou Intimações ao Universo são de cunho material.

Decretam que o Universo lhes envie grandes somas de dinheiro, de bens materiais, e apostam na energia quântica das partículas mais a ação mental de seus pensamentos e palavras, para realizar tudo isso, como se o tal UNIVERSO não tivesse um Criador a frente, totalmente consciente de quem merece e quem não merece sua abundância que, em primeiro lugar, não é material, mas espiritual, abundância de virtudes.

Por incrível que pareça, mesmo que o mundo lá fora esteja ruindo, e milhões de pessoas sofrendo e morrendo, isso não as comove, elas continuam decretando ao Universo que lhes envie grandes somas de dinheiro, como se estivessem surdas… ou mesmo loucas.

Satanás levou Cristo ao mais alto monte e lhe ofereceu todas as riquezas do mundo, se Cristo se curvasse aos seus pés… e se assim foi, a quem estas pessoas estão servindo na vida?
A Cristo ou a Satanás?
São criaturas mesquinhas e egoístas que se programam o dia inteiro para PEDIR TUDO, mas nunca pensam em dar nada para ninguém. E mesmo assim, querem ser saciadas todo o tempo.

Aquela lei maior do DAR PARA RECEBER?

Se fizeram cegas para tudo isso, para o fato de que os tesouros divinos não são materiais, mas morais.
Um bom coração é o que devemos pedir em oração, e não bolsos cheios de dinheiro.

Quem poderá lhes demonstrar que o seu ego medonho se vestiu de místico e encheu a cabeça dessas filosofias estúpidas da nova era, que deturparam todos os valores espirituais legítimos em nome de uma vida falsa, de uma caminhada rumo ao abismo do fracasso?

Ao invés de abraçarem a verdade que as liberta de si mesmas (EGO), preferem deturpar essa verdade conforme os desejos do seu ego e seguirem mentindo para si mesmas, atraindo grupos simpatizantes à sua forma de pensar que, então, reforcem o exército de zumbis espirituais e a legião de galinhas.

Ao invés de orarem com fé, esperarem com confiança e agradecerem ao Criador por tudo, preferem enviar ordens ao Universo impessoal, na certeza de que a mente delas vai alcançar tudo só porque elas querem, fazendo de suas vontades a lei máxima, como se o Universo não fosse mais o Criador, e sim, um servo dos seus desejos.
Perderam essa relação de intimidade com o Pai e Senhor e seus Anjos, para se tornarem ridículas marionetes de outros gurus da nova era e suas doutrinas imbecis, que elas seguem sem questionar.

Cegos guiando cegos na direção do mesmo abismo chamado fracasso.
Atacam as religiões antigas com sua forma moderninha de pensar, mas são mais inconscientes do que as pedras do caminho.

Se sentem superiores, infalíveis, determinadas, mas não passam de almas vazias e covardes tentando se agarrar na primeira madeira flutuante de um barco que já naufragou em um mar que está para terminar o seu trabalho, tragando tudo o que é mentira e hipocrisia.

Preferem se agarrar no seu orgulho e na sua prepotência do que acordar desse pesadelo de falsidade ideológica perante o Criador, sem saber que, no fundo, quem as inspira é a Mente do Anticristo, essa sombra que cobre a Terra faz dois mil anos e que se tornou muito poderosa com o advento da tecnologia.

Retiraram o Criador do controle do Universo e colocaram a si mesmas no controle de tudo, a tal ponto que acham mesmo que o Universo foi criado “pela física quântica” apenas para saciar suas vontades! E na sua cegueira, mal sabem que destino lhes virá no amanhã. E mesmo assim, não mudam essa forma doentia de pensar.

E como CRISTO é um nome que nunca toma parte das invocações quânticas delas, então se tornarão entregues ao Anticristo, que já se infiltrou com sua mentalidade pervertida em todas as mentes, sistemas, instituições e modelos de cultura e pensamento, cujo alvo é iludir as multidões com uma falsa espiritualidade, hasteada nos altos cumes da arrogância, cujo final será a inevitável queda no abismo do fracasso.

A espiritualidade da nova era é um completo fracasso.
Primeiro, porque nada que se baseia em mentiras pode alcançar sucesso.
E segundo, porque o Universo ODEIA a hipocrisia.

“Pois virá o tempo em que o povo não suportará a sã doutrina; pelo contrário, sentindo coceira nos ouvidos, segundo os seus próprios desejos, as pessoas elegerão mestres para si mesmas.
Elas se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para as fábulas”.

2 Timóteo 4:3,4

O Ponto de Partida

Em tudo, o ponto de partida em nossa vida é o Pai, o Criador.

Ele é o Primeiro, e será o Último.

Por isso, a espiritualidade legítima coloca o amor ao Pai e Senhor como primeiro mandamento, e prioridade em nossos caminhos, fazendo da oração o mais alto contrato de relações proveitosas entre Pai e Filho, à nossa disposição.
Se a oração é o combustível da fé,
a fé é o motor do carro que nos conduz à todas as grandes realizações nesta vida!

Se aquela desejada mudança fica atrás de uma porta,
a oração persistente lhe dará a chave!

A proposta da oração é construir uma consciência de comunhão gradual, tijolo por tijolo.
Na era da internet e da impaciência, as pessoas já não sabem como construir consciência dessa forma, e seguem suas vidas vivendo apenas um monte de ilusões fadadas ao fracasso.

Nossa vida de atos e pensamentos está ligada ao Pai e Senhor por um fio invisível de conexão que a oração tem por finalidade tornar consciente, manifestando todos os seus poderes.

A oração não é o ato de forçar a realização da nossa vontade, e sim, o ato de realinhar a nossa vontade com a Vontade do Criador, nos tornando então conscientes dela e preparados para ela.

Porque a Vontade do Criador é perfeita, e tem tudo o que é melhor para nós em seu acervo, mas a nossa vontade pessoal ainda é falha e baseada nos desejos impuros do ego.

Por isso, a oração é um ato de realinhar a nossa vontade imperfeita com a Vontade Perfeita que nos criou.
Uma oração fora desse propósito e conexão será mera repetição de palavras escutadas apenas pelas paredes que nos cercam…
Mas para que ela seja eficiente, precisamos abordar o Pai com o coração aberto e sem máscaras.
Reconhecer os erros e se arrepender por eles é o primeiro passo deste desnudamento.
Deus não se comove nem pela manipulação e nem pela chantagem emocional, muito menos pela autopiedade.

O que comove o coração de Deus?
A sinceridade, a honestidade, a fé, a simplicidade, a pureza, o amor pelos outros, e todas as coisas que então cumprem o primeiro mandamento da Lei:

Amarás a teu Deus acima de todas as coisas, com toda a tua força, alma e entendimento.

Porque Deus, o Pai, estará nas coisas onde colocarmos o nosso coração.
Ali estará o nosso Amor, que é o elo entre Ele e nós.

A oração feita por um coração cheio de amor verdadeiro por Deus é o ponto de partida de tudo, é donde saem as sementes que irão plantar tudo o que há de melhor para nós, nesta e na outra vida.

A Árvore da Vida, na concepção dos “espiritualistas” da nova era.

Fim dos tempos…

JP em 21.10.2020

Comentários
Compartilhar