A Descontinuidade do Aqui e Agora no Espaço 3D

Usamos muito a fórmula do AQUI E AGORA para identificar aquele estado de consciência sempre alerta e vigilante, desprendido do passado e do futuro, seja de sonhos que não voltam mais, seja de eventos do amanhã que não temos como controlar, evitando assim a negativa ansiedade emocional, para que possamos aproveitar todas as oportunidades do Eterno Agora da melhor forma possível. Porque muita gente perde estas oportunidades justamente por deslocar sua mente ao passado e ao futuro da ação não realizável em sua vida…

Contudo, filosofias a parte, realmente o Aqui e o Agora também varia de pessoa para pessoa, e isso dentro do ponto de vista da própria relatividade aplicada sobre o nosso espaço habitual: a Terra.

Por exemplo, qual é o seu aqui? E qual é o seu agora neste exato momento?

Cada um de nós está vivendo numa latitude e longitude diferentes do planeta Terra, e em um fuso horário próprio destas coordenadas (meridianos).

Então, se você está aqui, e alguém em quem você pensa, está numa cidade distante, o Aqui e o Agora de ambos não coincide, a começar pelas variações geográficas, e terminando com uma série de circunstâncias externas que, se analisadas rigorosamente, imputam diferenças de espaço e tempo em relação a pontos diferentes do planeta.

Muito diriam: são apenas conceitos de posição, porque o tempo é um só, atravessando todo o planeta!
Ou o tempo nem existe…

Se o tempo também recebe a influência dos ciclos, e os tempos são compostos por ciclos na nossa vida, então fusos horários marcam diferenças temporais importantes definidas no planeta em permanente rotação e sob as diferenças de cada horário do dia. O tempo é gerado em ciclos, e se o dia é uma unidade dos ciclos de tempo da Terra, então fusos horários marcam tempos diferentes em lugares diferentes da Terra.

Aqui temos o primeiro fator de descontinuidade do Aqui e Agora em relação a cada consciência em referenciais localizados nas coordenadas x, y, z, t do nosso mundo (desconsiderando outros mundos e sistemas de referência).

Uma situação interessante entre duas pessoas afastadas em sistemas diferentes de espaço e tempo na mesma Terra permite ilustrar o significado aproximado do Emaranhamento quântico entre duas partículas afastadas.

Imagine que você tenha um amigo que mora do outro lado do mundo, e enquanto você está no Brasil, ele está no Japão, e enquanto aqui é dia, lá é noite: coordenadas espaciais e temporais diferentes, até mesmo opostas, num mesmo momento do planeta Terra. E acontece de você telefonar para o seu amigo, e ele atende, do outro lado do mundo, e mesmo em lugares e tempos diferentes, vocês conversam, vocês estabelecem uma ligação que flui instantânea nas ondas da telefonia, transcendendo as barreiras impostas pela topografia do Universo 3D em seus tempos ou ciclos fechados, baseados na mecânica celeste (rotação, translação, meses lunares, anos, etc).

Isso seria um exemplo de emaranhamento quântico.

E é nele que vibra o maior e o melhor poder contido na filosofia do Eterno Agora.

Porque o Eterno Agora, combinando os argumentos da Física Quântica com os da Metafísica, é uma espécie de janela atemporal e adimensional onde cada um de nós é capaz de romper as estruturas 3D limitadas de espaço e tempo que nos localizam em um x, y, z, t qualquer e experimentar a realidade paralela dos planos imediatos da Quinta Dimensão, além de poder nos conectar com outras inteligências segundo o mesmo dispositivo anunciado: as ligações do telefone mental, porque, por definição, a mente vibra na quinta dimensão, e a quinta dimensão, uma dimensão acima da quarta e duas dimensões acima da terceira, é a região do universo onde os fenômenos do tipo entrelaçamento quântico acontecem fartamente, não só entre partículas, mas principalmente entre mentes, alcançando uma verdadeira unidade de pensamento e vibração.

O nome disso, dessa conexão cósmica direta entre duas mentes, transcendendo o espaço 3D e o tempo 4D nas ondas fluentes da quinta dimensão, é TELEPATIA, fenômeno e dom paranormal que os argumentos da ciência moderna e da Física Quântica são capazes de explicar satisfatoriamente, tal como sempre explicou a Metafísica dos sábios…

JP em 14.01.2020

Comentários
Compartilhar