Templates by BIGtheme NET

Silbury Hill e os crops circles da ressurreição e retorno dos deuses

 

 

 

Silbury Hill é um monte  artificial pré-histórico perto de Avebury no condado inglês de Wiltshire . É parte do Stonehenge, Avebury e Locais Associados, Patrimônio Mundial da UNESCO . Com 39,3 metros (129 pés) de altura,  é o mais alto montículo pré-histórico feito pelo homem na Europa e um dos maiores do mundo; semelhante em tamanho a algumas das menores pirâmides egípcias da Necrópole de Gizé .

Silbury Hill faz parte do complexo de monumentos neolíticos ao redor de Avebury, que inclui o Avebury Ring e o West Kennet Long Barrow . Seu propósito original ainda é debatido. Vários outros importantes monumentos neolíticos em Wiltshire sob os cuidados do English Heritage , incluindo Stonehenge , podem ser cultural ou funcionalmente relacionados a Avebury e Silbury.

Wikipédia

 

 

De modo geral, os crops circles diante de da Colina Sagrada ou Pirâmide de Silbury Hill têm um contexto de RESSURREIÇÃO E RETORNO do deus ou espírito sagrado que simbolicamente descansa na Montanha ou Pirâmide.

Este aqui, de 2008, mostra um vórtice de seis pétalas. Geralmente, as geometrias do hexagrama (6) tem relação com a Flor da Vida, a ressurreição e a fonte da vida eterna do deus. Vórtices representam energias que despertam, ou o próprio deus que retorna.

 

Inclusive, o recente crop circle inglês (acima) do dia 23.7.2019 mostram um hexágono similar, em forma de vortéx, as energias solares em manifestação, tanto no aspecto astrofísico da estrela, como no aspecto espiritual da geração de energias de iluminação.

 

Um pentagrama diante de Silbury Hilll, como este, e pentagramas são assinaturas crop circle, todos os anos eles aparecem.

Este é  de 2012, e faz associação com a Profecia Maia e o retorno de Quetzalcoatl, a serpente emplumada.

Abaixo, um crop circle que repetiu o estilo, foi na Inglaterra, sem local identificado, no dia 6 de Julho 2019, quando o Sol se alinhou com Sirius no Zodíaco, outro indicador da origem das inteligências por trás dos crops circles.

 

 

 

 

Este é o crop circle do OLHO, de 2005. Uma luz que desperta.

Também fala de vórtices de energia, mudanças dimensionais e as estradas por onde os deuses viajam… Ufo-Estradas…

 

 

O Floco de Neve em geometria hexagonal, 1997.

Crop circle da Merkabá, outro em geometria hexagonal de FLOR DA VIDA. Em 2010. O padrão hexagonal é um dos mais usados na geometria sagrada dos crops circles.

O crop circle do BARCO DE ENKI, a Nave de prata que conduz a alma daquela divindade antiga para o nosso tempo. Outra referência ao despertar e retorno das divindades primordiais no fim do ciclo. De 2013.

Crop circle com a Flor da Vida dentro de um triângulo, O argumento da ressurreição, da vida nova assumida pelo deus simbólico que descansa em sua pirâmide. De 2012, e a conexão com a profecia maia.

O Cálice com a palavra ARISE (emergir, despertar, manifestar-se) em código de runas ogham. De 2013. O Graal das lendas, a vida nova ao deus adormecido que retorna.
Este é o mais famoso crop circle de Silbury Hill, ao lado do Índio de 2009. Ele é de 2004, e mostra pela primeira vez um padrão de Calendário Maia com referência ao fim do ciclo do quinto sol em 2012. Foi chamado de DOOMSDAY CROP CIRCLE, ou crop circle do Fim dos Dias. Duas asas reunidas, um princípio binário similar ao Yang-Yin se unindo para gerar as energias do despertar do deus que retorna, como as duas asas do Caduceu da chama da vida. Ele possui uma combinação entre ornamentos egípcios e maias.

Visão melhorada do crop circle Silbury Hill 2004. o retorno do esperado deus é parte essencial do código final.

Este crop circle muito interessante é de 2016, apareceu em Silbury Hill. Mostra um pentagrama dentro de um vórtex, e se o pentagrama significa, entre outras coisas, as hierarquias divinas do universo, este é outro bom argumento para o despertar dos deuses adormecidos de Silbury Hill, a simbólica montanha dos deuses…
Este enigmático símbolo, de 2013, retrata o DJED egípcio, tronco de árvore que, na verdade, é a imagem da coluna vertebral atravessada pelo WAS e encimada pelo ANKH: signos esotéricos que, juntos, representam os processos iniciáticos da ressurreição do faraó!
Aqui, o fantástico disco alado dos Anunnaki, que apareceu em 1999, outra vez, falando do retorno dos deuses….
Este modelo, de 2001, mostra o triângulo das forças em processos de combinação, de fusão e síntese, geração de energias no universo relacionadas à cosmologia do novo homem.
E para encerrar o ciclo, o crop circle mais fantástico diante de Silbury Hill, a face do Índio, representando Quetzalcoatl e o retorno dos deuses da profecia americana, os venusianos!
JP em 24.07.2019

Comentários