Templates by BIGtheme NET

Seria o Escaravelho sagrado do Egito uma representação do cérebro dos deuses?

Outra vez, um paralelo entre um simbolo sagrado (o escaravelho) e o cérebro humano, e precisamente, a caixa craniana, que imita o design do corpo de um escaravelho egípcio, visto de cima.
O escaravelho é um inseto muito pesado e sem qualquer formato aerodinâmico, mas no entanto, consegue voar.
E ao voar, vibra intensamente as suas asas, podemos até escutar o zumbido.

Essa é a analogia pretendida: desenvolver no cérebro o zumbido interno, a vibração-chave da projeção astral.
É isso que tanto o escaravelho sagrado como o falcão solar representavam no antigo Egito. O corpo astral da divindade relacionada.

Há uma letra especial que vibra na região da nuca, onde se encontra o CEREBELO, uma extensão do próprio cérebro que tem profundas relações com o sentido de movimento e equilíbrio.
Num outro plano. as energias do cerebelo se relacionam a projeção astral, ou mobilidade da mente numa outra dimensão.

A letra R feita com os lábios (R de língua, e não R de garganta) é a que mais vibra nessa região da nuca. Alguns minutos entoando RRRRRRR… vai massagear essa área e estimular seus poderes.

No Tarô, a letra R é a de número 20: o Arcano 20 mostra um Anjo tocando sua trombeta e acordando os mortos.
A Letra R é essa trombeta.

Os mortos são os vivos adormecidos em sua vida.
O nome do escaravelho no Egito era Rá, a divindade solar. Ram é o nome da divindade na Índia. Ravi é o nome do Sol. Rabi é o nome para Mestre, entre os judeus.

Enfim, diversos idiomas relacionam a letra R e a partícula Rá ao Sol.
O Besouro Solar é a alma que consegue voar…
voar para a luz do Sol.

Os egípcios, principalmente os sacerdotes, eram como xamãs, dotados de todas essas faculdades psíquicas desenvolvidas, para se tornarem os guias do povo, instrutores dos reis a quem serviam.
Este crop circle maravilhoso apareceu na Inglaterra em 2005:

Crop circle do Escaravelho em 21.08.2005 UK

 

Um escaravelho sagrado do Egito (deus Khepri, deus Sol da manhã, deus da ressurreição, do retorno e do despertar).

Sete faixas em cada asa, formando o número-mestre da Cabala, 72, e outra relação com a glândula pineal e a sétima corda, que é a vibração secreta intra-craniana que produz a ruptura da alma com os sentidos físicos limitadores, abrindo a visão astral da mente para as realidades paralelas. Ou, de forma objetiva – como a imagem sugere – possibilitando a viagem astral da alma pelas dimensões superiores com plena consciência.

 

 

O FALCÃO PEREGRINO – o animal mais veloz do planeta, seu voo de mergulho supera os 300 km/h, por isso, foi usado na simbologia do corpo astral e do projetor astral consciente – aquele que sabe abrir as asas e acelerar as vibrações da mente para voar nas vizinhanças do Sol…Este falcão simboliza o deus Hórus, deus solar…
Queres êxito no despertar da consciência? Pois mergulhe nas práticas e crave suas garras no exercício do auto-controle, com todas as tuas forças…o céu que te envolve é vasto… mas se você não voar até ele, ele certamente não voará até você… viver é para todos…mas voar é para poucos…
Voce sabia que o nome Kéfren, que batiza a pirâmide de Gizé, a segunda em tamanho, esta que tem um triângulo pitagórico na estrutura fundamental, significa, em egípcio: KAF-RÁ, traduzido por VOE RÁ! O salto da alma do deus na pirâmide rumo às estrelas, segundo as coordenadas harmônicas de frequência das medidas da pirâmide de Kafra…
Rá é o nome do Sol. Rá é um mantra solar poderoso de efeito vibracional sobre o cérebro, especialmente o cerebelo, área relacionada ao movimento e ao equilíbrio.
O Arcano 20 do Taro : detalhe, a letra R é chamada Reish em hebraico, e Reish significa CABEÇA: o centro vibratório solar.
Do Latim SCARABAEUS, “espécie de besouro”, do Grego KARABOS, “besouro, tipo de crustáceo marinho”.
O importante é sempre procurar reduzir o stress intelectual do cérebro, o que conseguimos realizando práticas respiratórias profundas, ao mesmo tempo que aceleramos as vibrações de certas partes, dos vórtices, do cerebelo, da região da nuca e do entrecenho ou fronte: temos que mudar o status de energia do nosso cérebro se quisermos que ele opere em outras realidades, além daquelas do nível comum de operação da vida material cotidiana, dentro da qual ele está sempre dentro de um stress, de uma ansiedade, de uma inquietude negativa para o alinhamento das energias internas…
Imagem de Papiro antigo: o corpo astral (KA, no idioma egípcio) abandonando a múmia – ou o projetor astral vivo! O corpo astral aqui na forma do falcão solar.
Conclusão: o escaravelho sagrado abrindo as asas e voando até o Sol representa a mente transfigurada do faraó que alcançou as estrelas e a imortalidade, na semelhança com os deuses…
JP em 30.03.2019

Comentários