Templates by BIGtheme NET

Os Crânios de Paracas são de origem Não-Humana, comprova teste de DNA

Na região sul da costa do Peru está localizado o deserto de Paracas. Foi nesse cenário que o arqueólogo Julio César Tello em 1928, fez uma incrível descoberta.

Um sítio arqueológico com tumbas enterradas em enorme quantidade por debaixo da areia e das pedras.

cranio alongado - To no Cosmos

Dentro dessas tumbas, Tello encontrou algo bastante controverso de acordo com a história humana que conhecemos. Os esqueletos tinham o crânio alongado, sendo os maiores já encontrados, sendo chamados de Crânios de Parada.

No total foram mais de 300 crânios encontrados datando mais de 3 mil anos de idade.

Cranio Alongado - TO no CosmosEis que para sanar as dúvidas, uma pesquisa recente analisou o DNA em alguns dos crânios, apresentando resultados desafiadores para a atual perspectiva de evolução do ser humano.

Sabemos que outros culturas também têm praticado o alongamento do crânio ou algumas técnicas de deformação para diferentes finalidades.

Mas por que eles alongariam o crânio dessa maneira? Teriam tido contato com seres com tal aparência?

Algumas tribos da América do Sul costumavam amarrar a cabeça das crianças para conseguir tal forma em seus crânios. A pressão no crânio é capaz de mudar sua forma, mas não o peso ou o volume, sendo essas características padrões do crânio humano.

Porém os crânios de Paracas são diferentes. O tamanho é 25% maior e 60% mais pesado do que um crânio humano. Por isso alguns pesquisadores acreditam que eles não poderiam sofrer tais modificações apenas com técnicas de alongamento craniano.

Também há diferenças em sua estrutura, e tem apenas um osso parietal, enquanto nos humanos são normalmente duas.

Os crânios alongados foram encontrados em diversos locais além de Peru, Bolívia, Argentina, também foram achados em outras parte do planeta como no Egito, Austrália, Rússia e até na Austrália.

cranio egito - TO no Cosmos

O diretor do Museu Histórico de Paracas enviou amostras de 5 crânios para o teste genético, e segundo o site LockLip, o DNA mitocondrial (derivado da mãe) apresentou mutações desconhecidas de qualquer homem, primata ou qualquer animal.

Segundo o site, o laboratório onde o teste aconteceu permanece em anonimato devido as críticas recebidas e possíveis manipulações de resultado, o que levanta algumas suspeitas sobre a veracidade.

alongados - To no Cosmos

Para alguns estudiosos, apenas o fato de culturas ditas como ‘primitivas’ alongarem o crânio, com certeza seria uma forma de parecerem fisicamente com seus respectivos ‘deuses’, quase sempre oriundos das Estrelas.

Comentários