Templates by BIGtheme NET

Genética estelar nas origens da humanidade

Sim!
E precisamente, e principalmente, herança genética venusiana! Pelo menos é o testemunho concordante de praticamente todas as raças antigas, suas culturas e mitologias. Outras estrelas e direções também são envolvidas, como Sirius, Órion e Pleiades, embora estas duas últimas possam ser mais uma referência espiritual do que propriamente de ancestralidade genética.

E, por incrível que pareça, desde 1990, os crops circles estão retomando toda a temática das culturas ancestrais no sentido de insistir na assinatura venusiana de suas formações principais, algumas delas, insinuando genética e mutação evolucionária, como foi o caso da incomparável temporada 2009.
Na Cabala, os Anjos de Vênus são chamados de “IHVH Zabaoth” ou o exército do Espírito que edificou a vida na Terra, chamado O SENHOR pelos escritores da Bíblia hebraica, aquele mesmo espírito que estava no Paraíso, ao lado de Adão e Eva.

E com tantos venusianos correndo em casos abundantes na Ufologia, tanto os divinos como os caídos (os tais nórdicos de Hitler), e com o planeta Vênus tão próximo da Terra, não é de se espantar que continue aquela tendência de procurar tão longe uma coisa que pode estar bem do nosso lado e, por estar tão perto, justamente não se vê. Isso tem um nome, é hipermetropia.
Tenta enxergar bem de longe mas, de perto, não se vê nada!
Quanto tempo poupado se os cientistas que admitem a vida extraterrestre atentassem para estas evidências… tantos telegramas nos sendo enviados e deixando de ser abertos e examinados devidamente…

Ps: há sim uma prova da existência de DNA alienígena em nós, e essa prova vem diretamente dos híbridos relatados, por exemplo, entre humanos e greys, subentendidos de todas aquelas relações sexuais e coleta de materiais (sangue, esperma, óvulo, etc) nas abduções frequentes. Somente espécies com compatibilidade genética podem se cruzar no sentido de uma reprodução, ainda que híbrida. Apenas porque nossas células possuem genética herdada de extraterrestres é que tais cruzamentos e hibridações se tornam possíveis, pelas leis da Genética, o que constitui prova, uma vez que tais cruzamentos são muito reais.

Só que os Greys representam o aspecto negativo desse procedimento, mutantes involutivos. Os Anjos de Vênus fizeram o aspecto positivo da nossa evolução programada, conforme os relatos da Bíblia, em especial, do Velho Testamento. E de muitas culturas antigas. Aliás, os símbolos mais comuns da nossa antiguidade remontam da Cruz ou suástica de origem venusiana, fora o padrão áureo 1.6180339 ….

A marca venusiana está em toda parte da Terra, desde o passado mais remoto da nossa civilização. Mas não é a única, apenas a predominante. Por uma questão de vizinhança.

Alguns crops circles da temporada 2002, aquela mesma que enviou a mensagem de alerta de crabwood, Agosto, falando nos portadores de falsos presentes e suas promessas quebradas… estampando a cara de um intimidador Grey junto de um disco criptografado.

Crabwood crop circle mensagem, agosto 2002 UK

Neste crop circle de 17 de Julho 2002, UK, vemos um caracol nos padrões da espiral áurea formada pela série Fibonacci. Não são padrões da vida em todo o Universo?
Aqui, um filamento DNA em cadeia de seis nós ou gomos. A estrela de Davi e a Geometria da Flor da Vida implícita às condições vibratórias de fundo do DNA que, então, lhe imprimem VIDA!
E observadores mais atentos perceberão que há algo de estranho nesse DNA (sugestivamente humano), já que existem apenas dois braços de ligação entre os filamentos, e não quatro, como o normal.
Isso significa um nítido 11-11 cruzado nos três eixos da geometria deste Hexágono, Flor da Vida harmônica!
Vejam com atenção este belíssimo crop circle de 4 de Julho de 2002.
A Estrela ou Hexágono, matriz geométrica da Flor da Vida, em formato de fitas, de cadeias de DNA…  o DNA, as moléculas que geram vida e consciência, em cada célula, em cada nucleotídeo, enfim, em cada átomo, são produções de uma matriz invisível de vibração harmônica que a sabedoria antiga nomeou por Flor da Vida… cadeias que se ligam a outras cadeias nos laços de uma geometria fractal em série, nos sistemas interligados…
Outro crop circle, de 23.7.2002, que, representando um espermatozóide e um óvulo, fala de fecundação e sugere os híbridos humanos e alienígenas, venusianos em primeiro grau.
Crop circle de 15 de Julho de 2002, representando a Árvore da Vida, simbologias que nos remetem a origem da vida em nossa raça e planeta, ligadas (segundo a temporada 2002) aos extraterrestres.
Segui-lhe a árvore da ciência, em agosto
Uma árvore que usa na sua simbologia o exponencial de base 2 (n), e que representa a duplicação, o fenômeno da mitose celular e, por extensão, o gênero de reprodução sexuada da grande maioria das espécies vivas.. Árvore da Ciência ou fruto proibido aos deuses e anjos, e todo aquele que o provou, perdeu sua condição, e gerou nefilins e enaquins, os gigantes, os monstros, os híbridos…
Por incrível que pareça, o próprio crop circle do alerta de Crabwood foi desenhado sob a espiral áurea da vida!
E naquele ano, geometrias cúbicas 3D começaram a surgir nos campos… a alegação de paus e cordas ficava cada vez mais difícil.
A direção das buscas era dada neste belo crop circle de 7 de Julho, dia em que o Sol e Sirius se alinham no céu, em conjunção… a bússola indica que a busca das respostas sobre nossas origens deve ser nas estrelas… que estrelas?
O pentagrama… como estes dois crops circles, de julho e agosto, indicam… de Vênus a Sirius.
Eles estão escrevendo o Livro da Humanidade bem debaixo do nosso nariz, do alfa ao ômega de toda a Criação.
Ps: o que não impede a evolução de acontecer mesmo na Terra, a partir dos elementos minerais, sem a necessidade de cometas com módulos de aminoácidos na bagagem. Contudo, o cruzamento entre espécies diferentes, no caso, evoluídas, é técnica conhecida para ajudar a evolução do DNA, com colaboração consciente. O que é válido em todas as espécies orgânicas, não somente aquelas “humanóides”, deste e de outros mundos. Vamos dizer que a evolução ganha uma ajuda da partilha. Muitas raças diferentes sobre a Terra (pertencentes a mesma espécie humana) sofreram mutações evolutivas pelo mesmo caminho.

Talvez nos faltem alguns cromossomos para adaptação em outros planetas, e eles podem vir desses híbridos com raças evoluídas. E da mesma forma, extraterrestres que desejam viver aqui, na Terra, podem precisar de alguns cromossomos nossos, obtendo-os com o mesmo procedimento. Não vejo impedimento nisso, mas uma manobra para aprimorar a adaptação dos organismos de um planeta em outros. Isso realmente é um fator de evolução inteligente, apropriado para raças dessa envergadura.

Ps2: O corpo é a sombra do Espírito. Jesus Cristo é o Espírito de Deus encarnado. E seu corpo tinha/tem as mesmas funções do corpo humano comum, só que em grau exaltado, muito exaltado, com todas as potencialidades despertas e ativas. Anjos de Vênus andaram pela Terra, desde Abraham e muito antes dele, e apareciam como homens comuns: “os filhos de Deus desceram e tiveram relações sexuais com as mulheres dos homens”… Gênesis 6.

Ah sim, a questão de Vênus ser um planeta inóspito para nós… bem, com tecnologia do hiperespaço, voce pode viver em qualquer lugar… a velha mania de achar que tudo se reduz a três dimensões.

E que tal aqueles UFOs que ninguém explica bebendo suco solar bem na boca da chaleira?

Porque o egocentrismo humano básico quer formatar o padrão de vida no universo somente de acordo com as condições da Terra? Continuamos com a visão geocêntrica aqui?

Per Einstein!

Quanto aos híbridos, sim, tem muitas provas vivas andando por aí, incluindo também venusianos puros. O duro é distinguí-los no meio da massa. Porém, vai ser difícil porque, para o tipo de trabalho que eles realizam, quanto mais camuflado, melhor, por razões evidentes. A diferença entre os servidores da humanidade e os dominadores é que os primeiros nunca desejaram aparecer, apenas realizar seu trabalho. O mar esculpiu os rochedos da praia e nunca ninguém viu a mão do artífice. Tudo o que precisou foi de tempo e a sutileza de uma ação contínua. Provas, Roberto? Os Anjos sempre estiveram entre nós, em corpo e/ou em espírito. Só encontrando um para ter certeza. Então, termina a falácia e começa a consciência.

“O que eu falei sobre a Obra do Sol está completo”
Hermes

Abaixo, crop circle padrão DNA de 1996, com as mesmas mensagens já naquele tempo.

JP em 07.03.2019

Comentários