Templates by BIGtheme NET

Eterno Retorno

 

 

 

Quando a roda dos segundos se fechar nos minutos,
e quando a roda dos minutos se fechar nas horas,
e a roda das horas se fechar nos dias,
e a roda dos dias se fechar nos meses,
e a roda dos meses se fechar nos anos,
e a roda dos anos se fechar nos séculos,
e a roda dos séculos se fechar no incontável tempo,
e a roda do tempo incontável girar sobre si mesma,
recomeçando tudo no primeiro instante de uma segunda roda,
você saberá que desconhece a Eternidade…

 

Quando a roda do corpo se quebrar na morte,
e a roda dos órgãos expor as células,
e a roda das células soltar moléculas,
e a roda das moléculas escorrer em átomos,
e a roda dos átomos escapar pelos ralos da natureza,
e do teu pó nascer outro corpo dentro de outra roda,
e a serpente morder a cauda,
que também será pó em todos os corpos,
e o tempo da existência não durar mais do que um sonho,
repetido sonho de outra noite de dormência,
você saberá que desconhece a Vida…

 

Quando a roda dos elementos se dissolver no Caos,
e a roda das estações desonrar suas normas,
e a roda das chamas derreter suas formas,
e a roda dos contrários juntar suas pontas,
e a roda dos contrastes misturar seus tons,
e a roda das potências desacelerar e parar,
e a roda dos ventos deixar de soprar,
e a roda das medidas afundar nas águas,
e a roda das memórias for esquecimento,
e a roda das luzes se dissipar em brumas,
e a roda dos sons se calar nas esferas,
e a roda da matéria explodir em energia,
e a roda da energia aspirar-se ao vácuo,
e a roda dos mundos cair em cinzas,
e a roda dos sóis apagar-se em névoas,
e a roda do Cosmos engolir a si mesma
para eclodir de um novo começo,
você saberá que desconhece o Universo…

 

Quando a roda dos conceitos se partir em especulações,
e a roda das crenças se perder em ilusões,
e a roda dos livros desbotar suas letras,
e a roda das religiões rezar no materialismo,
e a roda da ciência tombar fora do eixo,
e a roda das leis negar a si mesma,
e a roda dos valores girar ao contrário,
e a roda dos relógios travar suas engrenagens,
e a roda das vaidades frear-se na dor,
e a roda dos espelhos quebrar seus vidros…

 

E a roda dos acadêmicos for toda incerteza,
e a roda das verdades for toda mentira,
e a roda dos sábios for toda loucura,
e a roda dos loucos for toda lucidez,
e a roda dos santos for toda silêncio,
e a roda das máquinas for toda falência,
e a roda dos espíritos for toda segredo,
e a roda dos magos for toda mistério,
e a roda dos seres voltar ao repouso…

 

E a roda do tempo for o mesmo momento,
e a roda da vida for o mesmo pó,
e a roda do Universo for o mesmo vazio,
e a roda das certezas for despedaçada
e tudo voltar ao Nada
você saberá que desconhece Deus…

 

E você saberá que tudo o que conhece até agora
é um eterno retorno sobre a repetida ignorância de tudo o que pensa saber

 

E que a única certeza que você terá nessa vida
é a certeza da roda …

 

 

JP em 07.11.2019

Comentários