Templates by BIGtheme NET

A verdadeira Matrix – onde tropeçaram os Anjos?

 

 

 

 

Antes do Gênesis ser escrito por Moisés há mais de 3000 anos, os velhos hindus escreveram obras preciosas para a humanidade, cheias de sabedoria mesclada com verdadeiras sagas extraterrestres incluidas nos primórdios da humanidade, como é o caso do Mahabharata e do Ramayana… porém, entre o acervo dos antigos brâmanes, ainda contamos com escrituras preciosas, como os Vedas. Porém, quero destacar um precioso manuscrito pesquisado pela excepcional Madame Blavatsky, uma das fundadoras da atual espiritualidade científica:

As Estâncias de Dzyan.

(Segundo Blavatsky, as “Estâncias de Dzyan” seriam um manuscrito arcaico em pergaminhos a que a instrutora Blavatsky teve acesso com os mestres do Tibet em suas viagens, e que conteriam registros de toda a evolução da humanidade, em uma língua desconhecida pelos filólogos denominada Senzar, manuscrito esse que ela ocultou e não o tornou público).

Em sua vasta obra, destacando A DOUTRINA SECRETA, volume III, um verdadeiro mergulho nas raízes da humanidade é realizado.

Porém, vamos ao grão, ao que interessa, e que possa ser comparado com outras Escrituras, como o Gênesis, e mostrar seu valor, podendo assim contemplar a origem comum e concordante de todas essas teorias sobre as origens do homem.

Nestes escritos, é dito que a humanidade adâmica era totalmente diferente da humanidade pós-adâmica, isto é, da simbólica queda e expulsão do Éden. Esse ponto converge para outra teoria, a da queda original dos Anjos, influenciados por uma alta Hierarquia do planeta Vênus, chamada Lúcifer, que se opôs a obra de Sanat Kumará, então líder de Vênus e diretor geral da civilização desde o início.

Essas informações são encontradas em várias partes da Sabedora Hindu e batem com as tradições bíblicas, ainda que muito veladas para o atual contexto de suas interpretações. Ali se diz que a queda dos Anjos aconteceu por causa da experiência sexual! E a partir dela, os Anjos (humanidade original) perderam completamente a sua natureza superior, e passou a existir nas limitadas condições da geração sexual, semelhante aos animais.

Dizem essas escrituras que o status do homem-Anjo era totalmente superior ao nosso, em todos os aspectos, e na sua condição física, mental e genética, era dotado de poderes incríveis, e ele não conhecia nem a doença e nem a morte. Entendia os animais, conversava com as potências celestes e vivia em fraternidade com os mais elevados Aliens do Universo.


E o principal argumento: eles não tinham sexualidade como a nossa, já que o seu poder criador e transformador residia, completo, num órgão que hoje a humanidade perdeu, e que ficava na Garganta. Sim, a laringe dos Anjos era criadora. Ela tinha poderes excepcionais e estava capacitada a vibrar em ressonância com todos os departamentos da Criação.
Quando vemos os milagres de Jesus Cristo, todos eles a partir somente do uso de sua Palavra de Ordem e Fé, podemos compreender melhor isso. Mas, quando parte dessa humanidade-anjo caiu (por vontade própria, embora induzida a erro por Lúcifer) na geração animal, a semelhança com os deuses se perdeu, e o veículo físico se tornou à semelhança dos animais (e o macaco é o seu parente mais próximo dentro dessa semelhança decaída).
Essa queda alterou tudo, condição física, poderes cerebrais, código genético, faculdades e dons… e o mais triste resultado foi a perda da imortalidade.

Um dado científico importante que pretende demonstrar isso, e que refere-se a atividade da glândula Pineal: ela costuma ser grande na infância, e as crianças normalmente têm essa glândula ativada em seu psiquismo paranormal “natural”. Porém, quando entra a puberdade e os hormônios sexuais começam a circular com mais intensidade na corrente sanguínea, ao mesmo tempo em que os órgãos sexuais começam a amadurecer, exatamente aí a glândula pineal começa a se atrofiar e diminuir de tamanho, até se calcificar e ser totalmente desabilitada no cérebro (exceto na geração de melatonina, cuja taxa também diminui depois da puberdade).

Ou seja, quando a sexualidade começa a controlar o corpo, a glândula pineal vai se atrofiando. Cientificamente falando.


Isso parece demonstrar as teorias da antropogênese mencionadas, e também justificar as duras lições de Jesus Cristo aos seus apóstolos, exortando-os ao celibato e a uma voluntária renúncia ao casamento e a atividade sexual (regra monástica cristã que já existia em outras ordens anteriores ao cristianismo, por exemplo, ordens e mosteiros budistas do Tibet, e que até hoje empregam a via celibatária como regra), o que pode ser lido de forma direta (sem parábolas ou segundas interpretações) nos versículos:

Mateus 19: 3-15 e Mateus 22: 23-32 (Lucas 20: 27-40)

Nestes versículos ele determina aos discípulos que renunciem ao casamento e a sexualidade, porque, palavras dele:

“…porque, na ressurreição (os escolhidos) nem se casam e nem são dados em casamento, mas serão como Anjos no céu”… ou então “…há eunucos que se castraram a si mesmos por amor ao Reino dos Céus. Quem puder receber isso, que receba!”

E após essa citação, Jesus menciona a famosa passagem: “Deixai vir a mim as crianças, porque delas é o Reino dos céus”, como se indicasse a necessidade de se resgatar a criança interior, que é como o Anjo que vive dentro do homem, mas que é assassinado pela luxúria e pela escravidão carnal, origem da queda.

Atualmente todo mundo fala (virou moda, desde o filme do mesmo nome de Keanu Reeves) em Matrix de controle da humanidade, e falam em matrix holográfica, matrix tecnológica, matrix alienígena etc… mas a grande maioria, quase todo mundo, não enxerga a matrix mais poderosa de todas, e que controla a mente humana desde o início dos tempos, e raramente alguém lhe pode resistir: essa Matrix é o SEXO! E foi criada não por holografia ou tecnologia, mas pelo maior poder de todos, a Natureza, prendendo a alma na roda fatal da reencarnação para cumprir seus fins de reprodução… e contra essa Matrix real é que lutou todo homem e toda mulher antes de se tornar um Iluminado e um Liberto ao reencontrar a perdida Via dos Anjos… e a única pista que o Rabi nos deu sobre essa via, além do retorno ao estado infantil e casto, seria a famosa ordem de Levantar o Filho do Homem no deserto, como Moisés levantou a serpente de bronze na vara e curou os hebreus…


isso quer dizer que até mesmo Aliens que usam a função biológica do sexo para reprodução não são tão evoluídos assim como pensamos, porque também estão presos nessa matrix da natureza e morrem, no final do giro da Roda. Temos muito ainda o que conhecer sobre a desconhecida e muito elevada natureza dos Anjos que já foram homens um dia…

Jesus não condenou o casamento, muito pelo contrário. Ele apenas o vetou para os seres da classe ANJO. Tanto que ele acrescenta no final:


“Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido”.
E em seguida, fala dos eunucos, os que se castram a si mesmos. Está bem claro. A Igreja não condena em si o casamento.

Afinal, ele é um sacramento. O que parece claro é que sua destinação é a legalização da procriação e a regularização da instituição familiar.

Para quem foi concedido este mandamento! Ele acentua!

E os compara a Eunucos. Está bem claro. E ele também diz que nem todos poderiam isso. Mas o mesmo Paulo diz que era melhor ao homem ficar solteiro na Obra de Deus. Os que não se aguentassem, que então se casassem conforme a instituição secular. Porque senão assumiriam o pecado da fornicação e adultério.

E os próprios discípulos dizem: sendo assim, melhor ao homem não se casar. É quando ele arremata: que se façam eunucos por amor ao Reino de Deus, mas isso não é para todos!

E no caso das relações humanas, o casamento foi estabelecido como instituição para regular a célula mater, a família. Se mesmo com estas leis o povo apronta todas motivado pela luxúria e promiscuidade aberta, imagina se elas não existissem:? Os homens ainda são animais, se pudessem, teriam montes de mulheres, fariam todo tipo de sexo, etc. Vai dar asa aos desejos proibidos pra ver como os seres humanos derrubam toda a estrutura social familiar e degeneram tudo o que tocarem, se é que já não está acontecendo isso!


Sim, isso mesmo, Homens-Anjo são incompreensíveis para nós, e o que Jesus deixou claro é que são nascidos da Palavra e do Espírito, não da carne. Mas tem gente que insiste no contrário: é o desejo que não quer perder o seu objeto de prazer.
Compreensível!

Vou ampliar. Jesus Cristo foi concebido pela Palavra do Espírito Santo no ventre de uma Virgem sagrada, fora da geração sexual.


E o Apocalipse afirma que os 144 mil eleitos dele em Terra (aqueles destinados a via dos Anjos, chamados a ressurreição) foram comprados puros, VIRGENS (celibes), não contaminados por mentiras na boca ou por luxúria em seus corpos, vestindo roupas imaculadamente brancas.

E quanto a Buda? que realizou a sua Iniciação fora do sexo? (era casado mas se separou da esposa) em estado de severa castidade, só na base da oração, da meditação e controle da mente nos resguardados mosteiros da selva, ensinando sobre a Roda aprisionante do desejo, sobre Maya e as ilusões carnais dos sentidos, sobre a Matrix sexual que, uma vez superada, liberta o homem e o conduz a iluminação no Nirvana! Onde está o equívoco? Pra mim está muito claro, quem conhece os capítulos da vida de Buda conhece tudo isso. Não é novidade.


Confusão foi o que alguns mestres fizeram com a doutrina, transformando-a em paranóia sexual, parece que deixando seus discípulos num contínuo estado de morbosidade sexual e desejo, dessa forma enterrados nas profundezas do Inconsciente a custa da repetição sistemática, condicionando-os assim ao desejo em estado contínuo, o que produz ruptura com o Espírito divino.

E esse LOOP os monges tibetanos chamaram de RODA dos renascimentos. Essa é a MATRIX mais poderosa que existe, e que controla todas as mentes desde a queda do Éden.


Então, quando Buda nasceu e tentou ensinar isso na Índia contaminada pelo tantrismo, ele apenas declarou a mesma chave de Hermes que Jesus declararia, 600 anos depois!

A mesma chave que os Hindus anteriores a Buda chamaram de RAJA YOGA, ou a Yoga-Rei, a Yoga da Mente! Através da qual o homem poderia reencontrar a via perdida dos Anjos DENTRO dele mesmo, e sozinho, ele e seu espírito interior no caminho do autoconhecimento e despertar de poderes internos… yoga desprezada pelos tantristas… e ATRAVÉS dessa via, os iogues, os monges e os santos conseguiam simplesmente transferir o poder pleno do Espírito interno para a Garganta, para a Palavra, que então se tornava efetivamente criadora, poderosamente materializadora das imagens mentais, transformadora e de tudo, realizadora, conforme está escrito sobre os Anjos e o Poder do CORO que lhes assiste! E essa Palavra do Espírito na garganta é que lhes transformavam em seres tremendamente imateriais apesar de terem corpo, energéticos e altamente psíquicos, totalmente conectados com o Criador em tempo integral e contínuo… e é claro, imortais!

Por essa via é que eles conseguiam despertar o Kundalini na base da coluna e ascendê-lo até o cérebro, realizando então todo o magistério do segundo nascimento, da serpente de bronze erguida no deserto e do Filho do Homem levantado pela água transmutada e pelo espírito. A Palavra é, portanto, a ciência perdida dos Anjos. A outra, dos demônios!

A citação “o que nasce da carne é carne, o que nasce do espírito é espírito, leva a outra, que declara que o poder não está na carne. E ela diz:

“Mas a todos os que o receberam (o Verbo) deu ele o poder de se fazerem filhos de Deus aos que cressem no seu NOME.
Que não nasceram do sangue, nem da vontade do homem, nem da vontade da carne, mas de Deus!”
(João 1: 12-13)

Está bem claro, os filhos de Deus nasceram do poder do Nome e da Palavra de Deus, não da carne, do sexo ou do sangue. O que nasce da carne, do sangue e do desejo é carne, e será sempre mortal, atado a Roda dos Renascimentos. O mesmo evangelho de João diz que “O Verbo criou todas as coisas, estava com Deus e ERA DEUS, e nele estava a Vida, e a Vida era a luz dos homens!”… sendo que a carne é apenas o recipiente onde a Palavra deposita o seu Poder, Consciência e Vida. Então, temos que buscar o espírito na sua fonte, e ela não é o Sexo, mas sim, a Palavra que deu a Vida, a Luz e tudo o que existe.


Lembra do que declarou o Gênesis 6? Que os filhos de Deus (Anjos) tiveram relações com as filhas dos homens, e dessas relações (que lhes eram PROIBIDAS) nasceram aqueles Nefilim ou gigantes, e sabe o que significa NEFILIM? Os caídos! Caídos na geração animal.

E que a partir dessa queda, a humanidade começou a se corromper, até que veio o Dilúvio? Está bem claro tudo isso.

Por outro lado, quem conhece a obra de Hermes, sabe que a chave sempre foi o caduceu de Mercúrio, e quem conhece os atributos do deus Hermes, sabe que eles se concentram em três coisas: no poder da palavra, no poder da respiração controlada e no poder da concentração mental! Somente isso!

Toda a vasta simbologia da Alquimia, Sol e Lua na união dos opostos com alvo no Andrógino, os Anjos realizam em escala superior pelo poder do Verbo, a partir das próprias condições de androginia interior contidas no cérebro em seus dois hemisférios.

Não se trata de perder o prazer sexual, e sim, transcendê-lo ao nível do prazer espiritual puro, com o qual nem pode ser comparado, o que significa a realização do AMOR num nível que o meio carnal e animal limitado impossivelmente poderia conter ou sequer suportaria conter… é a realização do AMOR em sua real e mais poderosa condição, que é e sempre foi em espírito, o que promoverá em decorrência toda a transformação da carne, toda a transmutação do animal e toda a transcendência do humano rumo ao divino. A Pedra oculta a ser encontrada pelo discípulo em sua peregrinação não é outra, senão que a Palavra Perdida dos Anjos…

Essa era a regra (e ainda é) de Jesus no deserto, de Buda na selva, dos monges em seus retiros monásticos… a chave de Hermes. Só enfatiza tanto o poder da geração animal quem desconhece o real poder dos deuses, que todas as escrituras antigas são unânimes em afirmar que está na PALAVRA criadora.

Então, temos o Livro de Enoque que diz que demônios ensinam suas ciências profanas desde o começo dos tempos, o que concorda com o Gênesis, que diz que Caim trouxe estas mesmas ciências profanas e as transmitiu aos seus descendentes. E que a ciência de Caim (demônio) matou a ciência de Abel (Anjo)… e Deus teve que recomeçar a humanidade no terceiro filho de Eva, Set.

Essas declarações são sempre muito fortes quando encontram pessoas bastante presas aos ditames da mais poderosa de todas as Matrix… elas sempre reagem muito.


De minha parte, está tudo claro como cristal, LIMPO como cristal. Mas derrubar a matrix sexual que controla a mente do mundo ( e o pior que todo mundo sabe disso), nem Jesus conseguiu, nem Buda… nem as constantes exortações e advertências da Virgem Maria em suas aparições pelo mundo, falando sempre a respeito dos grandes pecados carnais da humanidade… 
Porém, há quem julgue que a prática do kama Sutra o iluminará, e há quem julgue que a oração e o controle do corpo e da mente o iluminará. Apenas um está certo aqui.

Não é fácil resgatar almas assim da escuridão da caverna do desejo, e dependendo do grau em que a raiz da luxúria penetrou no Inconsciente, eles não conseguem mais sair.
A sexualidade já domina a mente deles completamente.


E o Espírito Santo, nestas condições, abandona o templo totalmente em trevas até o dia da sua ruína.

PORQUE ÉS PÓ, DO PÓ VIESTES E AO PÓ TORNARÁS!
JP em 03.12.2019

Comentários