Templates by BIGtheme NET

A PALAVRA PERDIDA

Porque gene, DNA, células, tecidos, órgãos, o corpo inteiro, são produto de vibrações modificadas de uma corda original vibrando e pulsando no núcleo-coração do Ser, onde a semente da vida começou a germinar por duplicação binária (mitose = oitavas ascendentes) e até mesmo por efeito de impulso daquela mesma corda cardíaca original estendida.


Todo espírito começou a sua existência a partir de uma Palavra secreta emitida pelo Verbo de Deus na Aurora da Criação, palavra esta que é carregada de vida consciente, palavra que mergulhou naquela semente plantada no útero materno e iniciou a construção atômica, molecular e celular do nosso templo físico.

Essa Palavra sagrada perdida, esquecida no tempo e no giro da Grande Roda das reencarnações, Palavra essa que é um Nome, uma frequência-chave, uma identidade sonora, uma matriz harmônica, uma espécie de R.G. ou identidade cósmica, que nos identifica como indivíduos eternos, imortais, reais…alma e espírito conscientes no Seio de Deus.


Notem que todos os homens de fé, homens de Deus que passavam por profundas transformações espirituais, segundo os relatos da Bíblia, tiveram seus nomes mundanos transformados para nomes divinos. Abram se tornou Abraham, e Sarai, Sarah. Jacó se tornou Israel, e Emanuel, Jesus, bem como Simão se converteu em Pedro. A imagem da transformação que outorga o novo nome, nome divino, que é somente um. E para sempre.

Não é com o DNA que devemos conversar, e sim, com o Espírito que tange as cordas da nossa Lira eterna. Sim, é com o coração que devemos conversar para nos reprogramar, porque é nele que está aquele instrumento da nossa existência, dedilhado pelas Mãos de Deus…


No Princípio era o Verbo, que era Deus… e que criou todas as coisas, e tudo o que foi feito, foi feito por Ele. Nele estava a vida, que era a luz dos homens, etc.

O Apóstolo amado já disse tudo isso há dois mil anos… Se a ciência prestasse mais atenção na sabedoria dos antigos, não demoraria tanto tempo em sacar conclusões óbvias…

Aquele que encontrou a matriz harmônica do seu ser, Seu Deus interno em seu coração, encontrou não só a chave da reprogramação completa do DNA, mas também a porta da imortalidade através de uma ressurreição/transformação total do corpo e da mente, como templo que é derrubado e reedificado para que nele habite o Espírito Santo do Pai.


Essa é a chave da Iniciação, sempre foi, sempre será.

A Palavra Perdida, a frequência-chave e o Nome secreto são seus elementos de passe.

O núcleo-coração é uma corda que vibra em ressonância com a Terra, o céu, Sol, Lua e estrelas. Até com o núcleo-coração da Galáxia ela se liga em sintonia, de modo que a pessoa que conquista estas vibrações e se transforma nelas pode dizer que realmente se tornou UM com o TODO, vibratoriamente falando…

Como é em baixo, é em cima, já dizia Hermes. Se temos um pai e uma mãe que nos geram fisicamente na Terra, e nos batizam, é porque, antes, tivemos e eternamente temos um Pai-Mãe cósmicos e eternos, que nos geraram em mistério de amor espiritual, nos deram um Nome eterno e nos enviaram à escola da Terra, para que pudéssemos aprender e retornar a eles com o diploma de nosso ofício celestial, convertidos em Anjos a serviço da Ordem Cósmica.
Professores das letras sagradas não faltaram neste mundo para nos ensinar o caminho de retorno. As realidades da Terra não passam de passageiras sombras projetadas das fulgurantes e perpétuas realidades cósmicas…

Aquele Nome e tom fundamentais do átomo-coração se desdobram em harmônicos e sub-tônicas, segundo as mesmas leis da Harmonia Musical, e se espalham numa rede harmônica ou grade complexa de múltiplas vibrações encadeadas no tecido do espaço até projetarem como resultante final este nosso corpo, um coágulo de matéria e energia que envolve o espírito numa bolha pulsante, que nada é se não tivesse o impulso do motor central, coração.

Muito já se falou do coração em todas as escolas de sabedoria, modernas e antigas, e poderia resumir o CAMINHO nessa perspectiva: o regresso a Deus está no caminho da interiorização rumo ao coração…

Diante de todas estas definições, não é difícil deduzir a interferência muito real do Som, de toda palavra emitida, de toda frequência sonorizada, externamente falando, projetadas nessa bolha pulsante, vivente, pensante, que somos nós, como chaves que pretendem ir “abrindo caminho” até a morada do Pai-Mãe internos, no Trono do coração…E conquistando a ressonância com a frequência central ou matriz existencial, eis que a luz brotará em nossa mente abrindo nossos olhos e revelando todo o mistério até então oculto de nosso Ser profundo… muito além da existência humana que carregamos e que, um dia, terá desaparecido,carecendo de realismo…

A Palavra Perdida é o real instrumento da Iniciação, ela é que transmutará toda a tua vitalidade, toda a tua libido, todo o teu eros, toda a tua energia física e mental, refinando o instinto para construir o Anjo dentro de sua nova natureza, conforme a fórmula secreta de Hermes, o deus da Palavra e do Pensamento e o seu caduceu alado. A Palavra, e não o sexo, é o instrumento da reedificação do Espírito Santo. O sexo pelo sexo é a roda, é o retorno ao pó, desde a queda original e as invenções mentirosas da serpente, que iludiu o gênero humano dizendo que o sexo era o fruto da imortalidade… porque ela também era um anjo caído, que caiu pelo mesmo fator com o qual passou a induzir outros anjos na mesma queda.
O Verbo é a chave da Iniciação mas só funciona em estado de suprema castidade física e mental.

Então, teremos conquistado a posse daquele átomo central, que Jesus comparou a um pequenino grão de mostarda, tão poderoso que, além de construir todo o nosso edifício humano, é capaz de mover montanhas, se a Palavra da Garganta puder emitir a mesma nota que ele, como um eco da Palavra eterna do coração, a Palavra de Deus em ti mesmo… sim, antes de ser a Palavra de Deus na Biblia ou em tábuas de Lei… a Palavra de Deus em ti mesmo…

JP em 31.01.2019

Comentários