Templates by BIGtheme NET

A Matriz Divina – O Cubo de METATRON

 

 

A Estrela de seis Pontas é formada por dois triângulos equiláteros iguais, unidos em posições contrárias.

Dessa geometria sairam todas as representações cabalísticas do Universo, e as três mais importantes são:

1. A Árvore da Vida ou Árvore Sefirótica
2. A Merkabah ou Carro de Deus
3. A Flor da Vida

A Árvore da Vida são dimensões. O Eixo do mundo que toca o céu, como a Montanha sagrada, as pirâmides, o templo, a torre etc.

A Merkabah são veículos, movimento nestas dimensões.

A Flor da Vida é a energia criadora consciente destas mesmas dimensões.

Três símbolos saídos de um símbolo, um super símbolo conhecido como CUBO DE METATRON.

O Todo é MENTE, disse Hermes. E o Cubo de Metatron é a chave mais preciosa da Cabala entregue pelas Inteligências mais altas do Universo aos sábios hebreus do passado, chave não só religiosa, mas cosmológica também.

O Cubo de Metatron contém todas as matrizes geométricas além das hexagonais, planificando os cinco sólidos perfeitos e extraindo todas as raízes numerais de importância na matemática, na química, fisica, biologia e astronomia em geral (galáxias por exemplo se abrem em espirais áureas, o que é um padrão numeral cósmico encontrado fartamente no Cubo de Metatron).

A Geometria do Hexágono é a Matriz inicial, ela têm respostas inclusive para os mistérios da ciência porque o número é o primeiro arquiteto.

O Sol é o objeto astronômico que melhor representa essa arquitetura cósmica do Cubo de Metatron, e o Sol reune aquelas três entidades ao mesmo tempo.

Ele está no tronco da Árvore da Vida, ele é a Merkabah dos tempos, ciclos e estações, e ele é a Flor da Vida e da energia em nosso mundo, e sem ele, não haveria vida. Vejam as cadeias vitais do carbono (6), as colméias com favos hexagonais, as estruturas celulares. a vida em cadeia é hexagonal.

Porque a vida é um fenômeno coletivo, a vida foi criada em grupos, em cadeias vivas, não em espécies isoladas. O organismo multicelular depõe a favor dessa teoria.
Todas essas geometrias são geometrias saídas da mesma Matriz.

E sabemos muito bem que dentro do Sol existem Stargates e acessos interdimensionais usados pelas naves para saltos no Hiperespaço rumo sistemas estelares distantes…
A SOHO que o diga!

A Estrela de seis pontas é a união de dois triângulos iguais e contrários, bela simetria da dualidade em tudo presente, do micro ao macrocosmo, se unindo no terceiro elemento, o laço, o elo de ligação.

Essa fórmula é realmente um padrão universal, e nada escapa a ela. Nem mesmo as partículas e as misteriosas leis do Quantum ou as macroscópicas emanações da gravidade nas grandes massas.

Se pudermos usar uma fórmula mística universal contida nessa Estrela, ela seria o Pai e a Mãe que tem no Filho o seu Canal, como João 1 o chamou, o Verbo (Filho) que sai de Deus (Pai-Mãe) e cria todas as coisas.

A trindade operante. A estrela de 6 pontas é a soma de todos os símbolos, forças, elementos e princípios.

Por isso, é Matriz Divina, os seis dias simbólicos da Criação no Alfa-Gênesis, e Ômega-Apocalipse, o sexto selo aberto pelo Cordeiro que inicia o Julgamento e o balanço de toda a criação iniciada no Alfa.

A Estrela é tão simples, pura e perfeita que poderia ser assim resumida:

Pai (Fonte) – Mãe (Meio) – Filho (Agente)

E sem a devida profundidade, a Bíblia decodificada se torna mesmo esse manual de instruções ligeiro só para as coisas que interessam (os ufólogos adoram os relatos de Ezequiel), descartando todo o resto, sendo que ela é um bloco único que só pode ser devidamente compreendida com ferramentas especiais.

E se a Biblia tem uma bula a ser seguida para a devida decodificação, essa bula se chama Cabala.

 

 

Os Seis sólidos perfeitos nos Seis Dias da Criação

O Cubo de Metatron contém a projeção geométrica plana dos cinco sólidos perfeitos, e só existem cinco deles, a saber, Tetraedro (4 faces triangulares), Hexaedro ou Cubo (6 faces quadradas), Octaedro (8 faces), Dodecaedro (12 faces pentagonais) e Icosaedro (20 faces triangulares).
Teoricamente, a esfera seria o Sexto Sólido perfeito derivado da revolução final do Cubo de Metatron, com INFINITAS faces de tamanho zero, derivadas da revolução daquela geometria.

Seis outra vez no símbolo da perfeição cósmica e da resolução final da Criação num modelo geométrico: A Esfera! E as pirâmides, seções dos sólidos perfeitos, participam dessa mística dentro da Geometria sagrada, imbuída de seus poderes especiais derivados assim dos segredos da Chave do Universo, a matriz geométrica original, o Cubo de Metatron.

O Cubo de Metatron se torna Esfera no Sexto Dia, quando a Criação se completa. E cada um dos cinco sólidos anteriores representa um Dia/Estágio cósmico da Criação, o que significa que, na verdade, o Cubo de Metatron projeta SEIS SÓLIDOS PERFEITOS, com a esfera representando o Sexto Sólido, sólido que tem um número infinito de lados tamanho zero, hipoteticamente falando, imagem perfeita para representar o homem criado no sexto dia, a meio caminho entre o macrocosmo (infinito) e o microcosmo (zero)! O Sexto Dia, quando a Criação está completa, e quando a obra mais perfeita do Cosmos (representada pela esfera), que é a expressão humana, carnal e consciente do espírito na matéria, que se levanta e se apresenta para sua obra, permitindo que Deus descanse no dia seguinte, o Sétimo – a Pausa.

A Esfera também representa o TODO, a Criação total e completa do Universo em evolução dentro de seis eras cósmicas. Essa é a visão dos cinco sólidos perfeitos na Música das Esferas planetárias que Kepler não soube construir, a partir dos dados da sabedoria pitagórica.

Segundo Platão, cada sólido perfeito era representado por um elemento, que eram cinco.
TETRAEDRO (4 FACES triangulares) = fogo
HEXAEDRO (ou Cubo, 6 FACES quadradas) = terra
OCTAEDRO (8 FACES triangulares) = ar
DODECAEDRO (12 FACES pentagonais) = ÉTER
ICOSAEDRO (20 FACES triangulares) = água

O PRIMEIRO DIA DA CRIAÇÃO
Equivale ao Tetraedro, elemento fogo. A geração do fogo-luz, o FIAT LUX do primeiro instante, a semente cósmica da Criação.A Base de tudo. Luz e Trevas, o início da Grande Lei da Dualidade.

O SEGUNDO DIA DA CRIAÇÃO
Equivale ao elemento água e ao Icosaedro.. Águas superiores e Águas inferiores, a distinção entre as dimensões superiores e as dimensões inferiores. Energia e matéria, geração das grandes massas cósmicas e das primeiras partículas fundamentais. A síntese atômica, conceito da evolução mineral.

O TERCEIRO DIA DA CRIAÇÃO
Equivale ao elemento terra e ao Hexaedro (ou Cubo).
Mar e terra firme foram criados nesse dia, a partir das águas inferiores (matéria densa, dimensões inferiores, mundos planetários) quando entrou em cena a evolução vegetal (erva verde, árvores frutíferas, sementes).

O QUARTO DIA DA CRIAÇÃO
Complemento do anterior, equivale ao elemento ÉTER e ao Dodecaedro, porque nele se desenvolvem os grandes astros, estrelas e luminares, a partir das águas superiores (matéria sutil, plasma, base da geração estelar).
Dodecaedro, Pentagrama, número Phi, Música das Esferas.

o QUINTO DIA DA CRIAÇÃO
Elemento ar e o Octaedro. As primeiras formas Animais (Alma, sôpro) foram criadas aqui, começando pela vida marinha e as aves do céu. Os modelos evolucionistas dizem que a vida realmente começou no mar, o que concorda com os dizeres do Quinto Dia. Já as aves aqui podem ter outro contexto… Anjos! De qualquer forma, o elemento ar está exaltado no Quinto Dia. Evolução animal, anima, animus, alma que ganha corpo, forma, movimento.

O SEXTO DIA DA CRIAÇÃO
Finalmente, a última porção de Natureza a ser coberta por animais: a terra firme, com quadrúpedes, répteis, aves e toda casta que foi completada, em evolução animal, pela criação de Adão. A Esfera é o sólido perfeito que representa o sexto e último estágio da criação evolucionária que se completou no animal racional, aquele que teve auto-consciência e inteligência criadora, à semelhança do Espírito que o criou e então, mirou-se no espelho chamado HOMEM. E o sexto elemento, equivalente à Esfera e que cobriu o éter das estrelas se chama
PENSAMENTO!

Observação: Seis Dias da Criação naturalmente não equivalem ao dia de 24 horas, mas Dias de Deus, ou Eras cósmicas. Até porque nem Terra girando ainda existia no começo de tudo… donde vem nosso conceito de dia de 24 horas!

 

 

O Crop Circle da Matriz Divina

E falando em Matriz Divina (Cubo de Metatron), sabendo que praticamente todos os recortes geométricos que dão base aos crops circles tem saido da mesma matriz divina, que a Geometria Sagrada explorou muito no passado, com suas raízes especiais e relações entre padrões matemáticos, sonoridades na escala natural e formas geométricas relacionadas, é claro que os Irmãos Maiores das Estrelas não poderiam deixar de plasmar um magnífico CROP CIRCLE CUBO DE METATRON, o que ocorreu no ano de 2016, Fazenda Nursteed, dia 17 de agosto, em traços puros e linhas perfeitas.

A julgar que todos estes conhecimentos foram entregues à humanidade ainda jovem no passado remoto da nossa civilização pelos mesmos seres das estrelas que, hoje, retornam, fica claro entender por que eles estão escrevendo todos estes símbolos nos campos de cultivo do mundo inteiro… uma espécie de flash back do conhecimento, e um sinal evidente de que eles estão de volta, já que prometeram regressar um dia… e este dia chegou.

Se eu fosse definir o Cubo de Metatron numa sentença simples, eu diria:
Ele representa a expressão matemática, musical e geométrica da Mente Divina como Matriz de toda a Criação Cósmica!

JP em 19.11.2019

Comentários