Templates by BIGtheme NET

A CIÊNCIA E A COSMOLOGIA DAS PREMONIÇÕES E PROFECIAS – parte 3

Parte 3
Tempo, Destino e Livre-arbítrio

Um mesmo evento tem vários estágios em movimento. Um vulcão que explode, uma guerra que acontece, um cometa que cai na Terra, não podem ser tomados como eventos de estágio único de duração indeterminada, senão que secções de ondas de informação complexas e multidimensionais viajando nas camadas do tempo e que cruzam nosso mundo 3D a meio caminho de ida e volta dentro daquela Grande Roda (centro-periferia-centro) e que podem então ser interceptadas em qualquer ponto do espaço-tempo… e em certo grau, evitadas.

Isso se não se tratarem de eventos de ordem kármica superior, construídos pelo Inconsciente Coletivo e que não podem ser alterados por uma mente individual desperta. O que essa mente pode fazer é se desligar desse evento coletivo.

Portanto, um evento como uma guerra, que dure 10 anos neste mundo, pode ser encarado no Universo multidimensional como um feixe de informações instantâneas em dimensões diferentes comportando TODO O CONTEÚDO DESTA GUERRA, do dia que começa ao dia que termina! Ou seja, qualquer evento, por mais indefinido que possa parecer em nosso mundo e tempo, já tem uma total definição, do começo ao fim, no registro de todas as suas rodas temporais engatadas num mesmo eixo dentro do Cosmos em movimento.

Tudo já existe e será como deve ser dentro da concepção da Inteligência Infinita, o que nos leva a um conceito alinhado com a Providência Divina abarcando tudo, dentro da qual até nossas decisões, mesmo diante do Livre-Arbítrio, parecem já orquestradas numa determinada direção. Eventos e objetos são como círculos de “n” tempos já fechados dentro das “n” dimensões do Universo.

E o nosso campo de alcance no tocante ao livre-arbítrio na verdade não altera significativamente a existência destes círculos definidos pela Inteligência Maior. Talvez alguma resistência de nossa parte possa atrasar levemente seu curso e sua marcha… como você se atrasar para pegar o trem e pegar somente o próximo trem no dia seguinte… porém, um atraso de alguns dias ou mesmo anos perante a Eternidade é irrelevante… até porque Tempo é ilusão.

Melhor será ao nosso livre arbítrio se fazer consciente da Providência Divina e cooperar com sua construção. Independente das nossas decisões, temos que nos lembrar de que já existe um Universo pronto lá fora, desde as partículas até as galáxias, cheio de vida e dentro de um funcionamento perfeito que nossas decisões não alteram em nada. E ainda que pensemos nos efeitos de uma guerra nuclear, por exemplo, afetando toda a vida do planeta por força do livre-arbítrio dos poderosos em suas más escolhas, temos que saber que qualquer planeta e toda forma de vida, com o tempo, se renovam. A renovação é uma lei pre-existente ao ciclo e aos fins.

E se uma guerra desse tipo atrasar em alguns milhares de anos a nossa evolução como humanidade, isso continua sendo medida irrelevante de tempo para a Construção da Inteligência Infinita em comparação com a Eternidade ao seu dispor.

Por isso é que eu disse que o livre-arbítrio humano, em tal escala cosmológica, é irrelevante. E dentro do que concerne ao KARMA, continua valendo a definição de que as COISAS SÃO COMO DEVEM SER, conforme a Lei de causa e Efeito, o Eixo das rodas cósmicas. E se as coisas são como devem ser, e se elas fluem como informações em estágios de tempo e dimensões diferentes mas conectadas, podem ser captadas por meio dos instrumentos mentais da premonição.

Se tempo são tempos, um evento físico é apenas uma secção de um evento multidimensional num dado espaço e tempo do nosso mundo.

Se hoje eu olho para um vulcão dormindo, e daqui a dois meses esse vulcão acorda, devo compreender que, hoje, quando olhei para o vulcão dormindo, ele já estava explodindo numa dimensão onde sua onda de informação viajava além do meu ponto de referência com tal seção do mesmo evento.

E lembram da questão “quantas dimensões” tem qualquer evento ou objeto? O mesmo número “n” de dimensões existentes no Universo? Olhe outra vez para o vulcão em questão e repare que ele, como objeto e evento, tem massa, energia, partículas, vibrações e cordas que o constituem, todas elas coexistindo com as “n” dimensões do Universo, embora nossos sentidos só capturem a secção de informações no plano 3D e em instantes “t” isolados do ciclo completo do vulcão como objeto e evento inserido no Universo Consciente com todo o seu corpo de informações entre seu passado, presente e futuro já concluídos na Mente Infinita, o que permite ao profeta ver o vulcão explodir antecipadamente e com relativa precisão na faixa de espaço-tempo do mundo físico.

É como se o futuro do vulcão se processasse no mundo quântico na forma de informação sendo elaborada incessantemente, (mundo microcósmico, tempos tendendo a zero) enquanto o passado do vulcão é armazenado como memória no tecido macrocósmico do Akasha, das grandes massas cósmicas configurando o espaço, naquelas curvas de tempo se arrastando muito lentamente.

E o presente de cada objeto e evento é simplesmente o tempo onde o observador se situa em sua observação. Se o observador olhar no mundo quântico, será presente para ele naquela dimensão, embora seja ainda futuro na nossa dimensão de mundo 3D. Mas se o observador olhar o vulcão nos registros akáshicos da Terra, ele verá o presente naquele tecido de espaço-tempo, embora seja passado aqui no mundo físico. Partículas processam o futuro dos objetos e eventos, enquanto grandes massas cósmicas e seus espaços distorcidos armazenam o passado. O modelo da Grande Roda, tempos lentos, rodas maiores, e tempos rápidos, rodas menores, todas concêntricas girando animadas por um mesmo eixo, Causa e Efeito…

Portanto, inserir a mente na vibração destes dois campos opostos e complementares do universo equivale a experimentar o passado e o futuro de objetos e eventos observados.

Mas, perante a Inteligência Infinita, todos estes estágios de tempo do vulcão coexistem na sua Mente como uma informação única e compartilhada dentro de um Eterno Presente, contínua e instantânea, já que a Mente Infinita está imersa na Eternidade (t=0), e dissolvendo aquelas rodas, aquela matéria toda, só restará o Eterno Agora em suspensão no universo a fluir para suas novas direções.

Portanto, passado e futuro são ilusões de percepção que vão se dissolvendo a medida que a mente humana recobra seus potenciais perdidos na queda original, queda na existência de raiz instintiva e natureza animal.
O Adão divino, imortal e de inteligência ilimitada se tornou Adão animal e mortal, meramente racional.

Uma onda de informação, que comprimento tem?
Ou em que “ponta” ela começa e em que ponta ela termina? Os muitos estágios que constatamos de determinado evento ao longo do tempo neste mundo físico, estão fluindo INSTANTANEAMENTE ao longo do corpo da grande Roda Maior de muitas rodas menores…
e se na analogia, os tempos são as diferentes durações de órbita dos planetas de um sistema estelar, a Lei de Causa e Efeito é o raio gravitacional que cruza todas as órbitas deste sistema em movimento eterno, ligando todos eles numa dinâmica partilhada.

O Plano físico onde nossas percepções têm seu foco majoritário é na verdade um cenário dimensional intermediário de resultantes finais de eventos antigos que chegam e também o cenário de novas causas semeadas para eventos futuros disparados.
O ponto de partida se torna o ponto de chegada.
A eterna fronteira entre o ontem e o amanhã é o hoje.

O que é presente aqui, será futuro lá, e o que se faz presente lá, será passado aqui. E assim a roda se completa, pois o nosso presente já é passado no futuro, e esse futuro é o presente na sua própria dimensão de ação. Passado e futuro são como o em baixo e o em cima de qualquer objeto. Basta virá-lo de ponta cabeça que esta situação será invertida. E no final, estamos mergulhados dentro de “presentes” multidimensionais fluindo no universo de ponta a ponta.
Só existe o Agora.

O futuro é o Agora na dimensão onde ele acontece, e o passado é o Agora na dimensão onde ele acontece.

Einstein disse que o espaço é relativo, e muda conforme o observador, mas o tempo também é relativo e se distorce, como o espaço. Posso viver um minuto aqui que vale uma semana numa dimensão paralela, pelo efeito da distorção temporal. E vice-versa.

Esse é o argumento central na questão das premonições.
Futuro para nós já é presente nos planos superiores, e o nosso presente se faz passado por lá. Isso é relatividade temporal, conjugada com a relatividade espacial no universo de 4 dimensões.

Muitos eventos em curso podem ser capturados em dimensões superiores segundo uma Lei imutável chamada causa e Efeito (Ação e Reação, Isaac Newton). É claro que eventos globais, como aqueles registrados no Apocalipse há 2000 anos e de âmbito mundial, só podem ser acessados através de um Poder superior, não menor do que aquele concedido como Intercessão Divina.

Uma ação qualquer acontece aqui no presente, e conforme a identidade “quântica” ou registro quântico dessa ação flua pelas rodas dimensionais em coordenadas do futuro, (novas ações sempre fluem na direção do centro da Grande Roda, o futuro, as rodas mais rápidas, para depois repercutirem na direção das rodas mais lentas e afastadas do centro, o passado) essa ação vai assumindo estágios, como uma onda de informação que muda a cada salto dimensional (analogia do salto eletrônico e a defasagem de onda-frequência entre os saltos).

 

E o maior mistério em tudo isso é ainda o segredo do tempo nulo ou t=0 do centro da grande roda, que cruza o eixo da Lei universal de Ação-Reação (Karma, no esoterismo), numa esfera existencial onde nem matéria ou energia fazem algum sentido, já que toda natureza cíclica da existência, articulada justamente na presença de sistemas de matéria e energia, é interrompida para dar lugar ao grande Vazio mencionado por toda aquela sabedoria antiga… um Grande Vazio que talvez encontre seu sentido de ser justamente para comportar Aquele que é adimensional, atemporal, Onisciente, Onipresente e Plenipotente…Imutável porque Ele é o que é, para quem não existe nem passado e nem futuro, fazendo do Eterno Agora uma porta de acesso a sua Super Realidade…

Resumindo,
Universos paralelos são como rodas concêntricas (dimensões) com giros distintos (tempos) todas encaixadas no mesmo eixo (Ação-Reação), e eventos ou objetos e seres são ondas de informação fluindo em sentido radial (centro-periferia e periferia-centro) de acordo com a Lei de Ação-Reação repercutindo no sistema das rodas como um todo integrado, criando em cada uma delas uma realidade paralela que dá sequência a todos os estágios de um evento, objeto ou ser como um todo igualmente integrado, e o que percebemos de cada evento neste plano 3D é tão somente um dos seus estágios em movimento, uma secção 3D do evento, e não o evento em seu corpo de informação completo.

A imagem simbólica da BALANÇA corresponde a esses modelos em sua metáfora antiga, colocada no centro do Universo.

A Premonição é como saltar os sentidos da mente de uma roda a outra, exatamente como fazem os elétrons nos saltos quânticos orbitais, desde que mudem sua frequência básica de energia interna, capturando assim os eventos em outras realidades paralelas e dimensões de tempo.
E nesse modelo, sincronicidades representam reflexos destes estágios eventuais entre as dimensões paralelas ao ponto de confundir sonho e realidade.

A situação de um Mestre Consciente e Desperto com a Mente amplificada seria como aquele que conseguiu despertar sua percepção em todas estas rodas e dimensões de tempo, ao ponto de capturar e interpretar com inteligência inspirada os eventos, objetos e seres em todos os seus estágios de existência, fluindo do centro a periferia e da periferia ao centro, com o perfeito conhecimento de causa e efeito que satisfaz plenamente a Equação da Vida como produto do espírito.

Disso deriva toda a sua sabedoria, pelo conhecimento amplo, abrangente e profundo de qualquer evento, objeto ou situação ou ser, sondando-os desde o micro até o macrocosmo, e estabelecendo corretamente as decisões a serem tomadas e as conexões entre todas as partes envolvidas, integradas por uma Única Inteligência Universal, da qual ele se torna um componente ativo e operante aí inserindo, com todo conhecimento de causa dentro de suas próprias decisões e ações modificadoras.

A consciência do mestre está conectada com todas estas realidades em tempo presente, de modo que ele pode anunciar, com plena veracidade e absoluta propriedade, que… O TEMPO É UMA ILUSÃO!

Observação:
Se a Psicanálise se aliasse à Paranormalidade, e ambas comungassem da mesma cosmologia assim apresentada, professando uma ciência que não pretende estudar apenas entidades inertes de matéria e energia no espaço-tempo, mas principalmente, as entidades vivas e inteligentes que interagem profundamente com o universo então abordado pela ciência, entenderia que os muitos estados da alma se estendem às várias dimensões e círculos de tempo contidos na Eternidade em suas realidades paralelas se entrelaçando com outros seres conscientes … e acontecendo simultaneamente diante de uma mesma e única Consciência (Deus) respondendo por todos os fenômenos do Universo Inteligente Multidimensional…
Mas isso é tema para outro tópico!

 

JP em 31.01.2019

Comentários