Túneis misteriosos surgem na Antártica

Os cientistas descobriram túneis sob grossas camadas de gelo na Antártica, que são comparáveis ​​em altura à Torre Eiffel. Sua descoberta foi possível graças a radares montados em aviões e fotografias de satélite, revelando que a existência de sulcos e cavidades na superfície do gelo correspondia a túneis na base da camada de gelo.

Pesquisadores das universidades britânicas e do British Antarctic Survey Centre detectaram os túneis depois de pilotar um avião sobre a plataforma de gelo Filchner-Ronne, na Antártida Ocidental. O avião que transportava os cientistas foi especialmente projetado para operar em locais remotos e foi equipado com sensores remotos, fornecendo à tripulação dados sobre terra, gelo e mar sobre os quais sobrevoou. Equipamentos de radar especialmente projetados foram usados ​​para decifrar os túneis sob o gelo, que medem 820 pés de altura, um número comparável à Torre Eiffel, que mede 987 pés e cerca de quatro vezes maior que a Tower Bridge, que mede 213 pés.

O grupo de pesquisadores concluiu que a formação dos túneis é atribuída ao derretimento da água que flui sob a camada de gelo sobre a terra e para o oceano. Outra conclusão interessante dessa descoberta é que a água se movia sob o gelo em canais concentrados, da mesma forma os rios, em oposição à crença anterior de que a água derretida se movia sob as camadas de gelo em finas folhas contínuas, uniformemente espalhadas.

A equipe científica já publicou seu trabalho na revista Nature Geoscience e agora aplicará esse conhecimento para prever como esse sistema de camada de gelo do túnel responderá às mudanças.

Fonte

Comentários
Compartilhar