Seita “extraterrestre” no Brasil é destaque na imprensa internacional

Esta comunidade eclética realiza seu ritual mais importante do ano no Dia do Trabalho para homenagear os médiuns que se comunicam com bons e maus espíritos. O grupo combina uma série de práticas religiosas, incluindo cristãs e hindus, com símbolos emprestados dos incas e maias, bem como uma crença na vida extraterrestre e viagens intergalácticas. 

Com cerca de 600 templos em todo o Brasil, Portugal, Alemanha, Japão, Bolívia, Uruguai e os EUA, o movimento religioso afirma ter 800.000 membros.

Os fiéis da seita acreditam serem descendentes espirituais de alienígenas vindos da distante estrela Capella.

Esse alienígenas teriam sido enviados por Deus ao planeta Terra para ajudar a evolução da humanidade.

Mas apesar da crença em extraterrestres, o Vale do Amanhecer é composto por influências do cristianismo, religiões afro-brasileiras, hinduísmo, crença orientais, incas, maias, egípcias e uma variedade de tradições esotéricas.

De acordo com o The Conversation, os adeptos do Vale do Amanhecer “manipulam” as energias cósmicas para curar a si mesmos e aos outros.

Fonte

Comentários
Compartilhar