O Código Lazarus no crop circle da Borboleta

um dos maiores crops circles já realizados!

Holanda, 8 de agosto de 2009
Um imenso crop circle, de cerca de 500 metros de comprimento,
apareceu junto a rodovias movimentadas na Holanda,
e como sempre, ninguem viu nada… porque, se fosse obra humana, um crop circle desse tamanho, e perto de rodovias, necessariamente teria que ser visto por muitas testemunhas.
Mas não foi o caso.

Tal como o crop circle do Índio, essa é outra amostra dos códigos de ressurreição em muitos deles.

Chaves para vencer a morte, para realinhar o DNA mortal com o DNA imortal de Adam Kadmon, o super homem que já fomos um dia antes da queda na bestialidade instintiva que hoje, governa a mente dos humanos geneticamente defeituosos, não de fábrica, porque vieram perfeitos, mas defeituosos pelo abuso e mau uso de suas nobres faculdades…

O crop circle da Borboleta humana no estilo Homem Vitruviano, de Leonardo da Vinci, gênio que também procurou avidamente pelas chaves da imortalidade, alquimista que foi.
E aqui, os Aliens de Vênus, que repartem nosso DNA dum mesmo tronco ancestral relacionado ao Adão edênico, enviaram o código Lazarus na ressurreição da larva em borboleta.

Ninguém tem que morrer eternamente para escalar as escadarias da evolução cósmica.
Isso pode, isso deve ser feito em condição de veiculo imortal.
Muita gente te ensinou coisas erradas a respeito da reencarnação como única maneira de evoluir.
Tanto que Jesus não falou uma única linha sobre reencarnação.
Isso porque ele trouxe algo muito melhor.
A possibilidade de se viver para sempre, reassumindo a mesma condição (perdida) dos anjos (que já fomos um dia) em existência imortal nas estrelas.

Vamos publicar em breve o código Lazarus na análise da borboleta humana, aliás, carregada de padrões 11-11.
Então, acompanhe o canal e nunca desligue a estação mental!

Não precisamos morrer fisicamente de forma repetida para despertar a consciência divina.
Não é exatamente a matéria física que precisa morrer para que isso aconteça. Mas sim, os estados de imperfeição da alma.
Essa é a lição central da morte que conduz à vida eterna dos evangelhos, a mesma lição do Budismo clássico que ensina como deter a roda do tempo, a roda do Samsara cujo eixo atravessa nosso corpo ainda vivo de ilusões…

E quando os estados impuros e imperfeitos da mente e da alma morrem na raiz mais profunda do nosso psiquismo, é que a mente se torna liberada outra vez para realinhar nosso DNA corrompido com o padrão original de Adam Kadmon, o homem cristal eterno ressonante com as estrelas…

A pureza elementar é a condição mais básica da vida eterna, e a mais difícil de ser alcançada pelo homem bestial da era moderna. E por isso, ele morre e seguirá morrendo na lei do pó.

Jesus convidou as crianças a tomarem parte do seu novo reino de Imortais, bem entendida a simbologia da criança como alma que resgatou sua pureza interior e se reconectou com a fonte primordial!

É justamente esse psiquismo impuro que reencarna e sofre todas as leis do Karma, e a própria reencarnação é o Karma que acorrenta a alma nesses ciclos de morte sem fim.

Quando um discípulo destrói o psiquismo impuro e se reconecta a Fonte primordial (Deus) cessa a reencarnação e ele salta a um novo status existencial, o status eterno, como os Anjos. É um conceito simples de se compreender, derrubando de vez tantas mentiras psicografadas…

Despedaçar esse eixo é deter o tempo, é quebrar a roda, é viver para sempre no mesmo grau dos Anjos, em veículos imortais… são lições que estão ensinando errado para muita gente aqui, via canalizações impuras.

Mas, como eu disse antes, crops circles estão aqui para realinhar nossa consciência com a Verdade.

Assim seja, porque assim será!

JP em 02.08.2020

Comentários
Compartilhar