Imagem supostamente vazada da Força-Tarefa do Pentágono mostra objeto misterioso a 10 mil metros de altura

O Debrief soube do vazamento de uma foto não classificada, supostamente amplamente distribuída na Comunidade de Inteligência, que supostamente mostra o que o DoD caracterizou como “Fenômenos Aéreos Não Identificados”.

Na quarta-feira, o Debrief informou sobre  dois relatórios confidenciais de inteligência  emitidos pela Força-Tarefa de Fenômenos Aéreos Não Identificados do Pentágono (UAPTF).

O Debrief soube da existência da fotografia por um oficial de defesa que foi verificado como estando em posição de ter acesso aos relatórios de inteligência da UAPTF. Além disso, os mesmos dois funcionários do DoD e um da comunidade de Inteligência dos EUA com quem conversamos anteriormente, confirmaram que a imagem vazada é a mesma fornecida em um relatório de posição de inteligência de 2018 emitido pela UAPTF.

A foto em si é considerada “Não classificada e para uso oficial apenas”, no entanto, como a imagem e o relatório que a acompanha foram compartilhados em uma rede segura da Comunidade de Inteligência, os funcionários com quem falamos apenas reconheceram sob estritas condições de anonimato. Antes de qualquer acordo,  o Debrief verificou  que essas fontes estavam de fato em cargos dentro da Comunidade de Inteligência dos EUA e sob a autoridade do Diretor de Inteligência Nacional dos EUA.

O Debrief entrou em contato com a porta-voz do Pentágono, Susan Gough, para esclarecimentos sobre a foto, que em 3 de dezembro de 2020 respondeu às nossas perguntas por e-mail.

“Para manter a segurança das operações e evitar a divulgação de informações que possam ser úteis a adversários em potencial, o DOD não discute publicamente os detalhes de relatórios, observações ou exames de incursões relatadas em nossos campos de treinamento ou espaço aéreo designado, incluindo aquelas incursões inicialmente designadas como UAP, A resposta de Gough foi lida.

A foto é consistente com as alegações de que a imagem foi capturada por um piloto usando seu telefone celular pessoal. Funcionários com quem falamos disseram que a imagem foi capturada em 2018 na costa leste dos Estados Unidos.

Fenômenos aéreos não identificados encontrados pela Marinha em 2018.

Embora os detalhes sejam difíceis de distinguir, a imagem parece representar um objeto em forma de sino invertido, que não é facilmente identificável devido ao contexto da foto. O objeto parece possuir cristas ou outras saliências ao longo de suas bordas laterais, estendendo-se em direção à sua base.

Fonte

Veja também:

Comentários
Compartilhar