“Esse pode ser o nosso último Natal”, diz Papa Francisco

Em um discurso severo, o Papa disse que o atual cenário caótico do mundo marca o começo do ‘final dos tempos’, e nessa mesma época no próximo ano o mundo tende a estar de uma forma irreconhecível, conta o site YourNewsWire.

Francisco, que anteriormente havia anunciado o começo da Terceira Guerra Mundial, rotulou o Natal desse ano como uma “charada”, durante uma missa na Casa Santa Maria, no começo de Dezembro.Durante o discurso foi citado ataques terroristas pelo mundo, como ataques a aviões, entre outros.

“Nós estamos fechados para o Natal. Haverão luzes, haverão festas, árvores brilhantes, e até cenários natalinos, tudo às mil maravilhas. Enquanto o mundo continua em guerra”, disse o Papa.

O Pontífice elaborou para o seu discurso a seguinte fala: “Enquanto o mundo passa fome, queima, e se declina para um caos maior, nós devemos perceber que a celebração natalina esse ano, para aqueles que celebram, possa ser a última”.
“A não ser que o caminho para a paz seja reconhecido, nós devemos chorar pelas vítimas inocentes que crescem a cada dia, e pedir perdão para Deus. Assim como Jesus e Deus choram, eu choro também”, acrescentou o Papa Francisco.

 Alguns tratam como necessidade o que para outros é algo inimaginável.
Um tanto diferente dos outros Papas, seja pela evolução que o Tempo proporciona, ou por um impulso pessoal seu, Jorge Mario Bergoglio, o Papa Francisco, apresenta uma postura fora do comum para o poderio romano.
Não apenas em seus discursos, mas o que mais chama a nossa atenção são os pequenos atos que o Papa vem demonstrando, que revelam grandes resultados.Estaria o Papa sabendo de algo que não pode dizer publicamente, mas mesmo assim está tentando nos dar um recado? 

Obs.: Essa matéria foi postada no site há alguns anos, porém se mantém mais atual do que nunca.

Comentários
Compartilhar