Mistérios

Conexões entre monólitos e crops circles

Realmente, desde que eu comecei a abordar o recente fenômeno dos monólitos, tentando separar o joio do trigo, o verdadeiro do falso, exatamente como acontece com os desenhos em plantações e cultivo (porque há os círculos humanos também), a sensação de que eu abordava um fenômeno com a mesma procedência e direcionamento que os crops circles foi aumentando.

Porque ambos traziam a mesma geometria codificada e os mesmos símbolos, e as mesmas mensagens em idiomas estranhos, ou em simbolismos, ou em hieróglifos, ou em coordenadas… ou seja, os monólitos vem com o mesmo estilo dos crops circles nesse sentido, diferindo apenas em suas estruturas. Monólitos são estruturas metálicas, enquanto crops circles são impressões em forma de mandalas em campos de cultivo.

Mas ambos os fenômenos acontecem sem autoria declarada: os objetos simplesmente surgem, da noite para o dia, em lugares específicos, com elementos que ajudam a compor a mensagem.


Geralmente ambientes místicos, Igrejas, ruínas antigas, ou civilizações perdidas no tempo e no passado… compondo assim o mesmo cenário dos crops circles.

Os monólitos começaram a aparecer em novembro de 2020, e ate agora, pleno abril de 2021, cinco meses depois, eles continuam a aparecer, sem qualquer pista sobre sua origem, descartando qualquer possibilidade de marketing global de alguma empresa de cinema ou TV, marca de consumo ou grupo de artistas oportunistas.

Todas estas hipóteses, propostas no começo, foram perdendo força com o passar do tempo, a medida que certos monólitos continuavam firmes em seu propósito de enviar mensagens ao mundo, mensagens que, interconectadas, nada tinham a ver com qualquer promoção de marketing humano, muito pelo contrário, as mensagens pareciam cada vez mais associadas a alertas globais.
Exatamente como fazem os crops circles.

E o novo fenômeno dos monólitos acontece justamente no lapso entre as temporadas crop circle, que terminam em meados de setembro e outubro dos anos, para recomeçarem entre abril e maio dos anos seguintes… exatamente nessa lacuna, começou o fenômeno dos monólitos, de forma inesperada, e se tornou global.

Muita gente não liga para eles, atribui tudo a ação humana… mas foi do mesmo jeito que a humanidade, lá no começo do fenômeno crop circle, se sentia em relação aos círculos desenhados nas plantações… com o mesmo ceticismo. E o fenômeno crop circle completou 30 anos com mensagens inteligíveis, e se estabeleceu por si mesmo no cenário ufológico da atualidade, vencendo todos os preconceitos dos céticos.

E até nisso, os monólitos se parecem com os crops circles…

Inclusive, um singular monólito apareceu combinado a um círculo na neve, que reproduziu um antigo símbolo nativo (indigena) do Sol em forma espiral…

Imagens selecionadas, egípcias, olhos, hieróglifos, geometrias, a mesma relação de conteúdo entre crops circles (geometria plana) e os monólitos (geometria tridimensional), supondo aqui um salto: rumo à quarta dimensão, quando ambos forem devidamente combinados.

Monólitos como sendo a atual evolução do fenômeno crop circle, materializando tudo o que foi anunciado antes na forma singular destes objetos que representam a conexão entre a Terra e o céu, o caminho dos deuses que retornam e nos avisam…

JP em 14.04.2021

Comentários
Compartilhar

Botão Voltar ao topo