CiênciaTerra

Artefatos que mudam a história de 24.000 anos são encontrados no Brasil – 10 razões pelas quais isso é algo grandioso

O misterioso artefato foi descoberto em 2016 durante escavações no sítio pré-histórico de Vale da Pedra Furada, no Brasil. Foi encontrado por membros de uma missão arqueológica conjunta franco-brasileira.

10 razões pelas quais os artefatos de pedra de 24.000 anos no Brasil são importantes

1. As escavações têm sido realizadas lá desde 2011. Durante este tempo, os arqueólogos encontraram uma grande quantidade de evidências inesperadas da atividade humana, a idade dos mais antigos chega a 40 mil anos.

2. Em 2016, uma camada arqueológica foi escavada contendo cerca de 2.200 artefatos de pedra, um número incrível para um único local. Desde então, eles têm sido estudados em condições de laboratório.

3. Até agora, a versão oficial para os primeiros colonos na América sugeria que isso aconteceu há cerca de 15.000 anos. O novo artefato de pedra no Brasil, porém, mudou completamente essa percepção.

4. A análise de radiocarbono e análise OSL (método de luminescência opticamente estimulada) mostraram que a idade da camada em que os instrumentos foram encontrados é de 24 a 27,6 mil anos, a mais antiga já datada.Artigos relacionados

Resultados da análise de macro-traços do artefato de pedra no Brasil.  Crédito: Eric Boëda
Resultados da análise de macro-traços do artefato de pedra no Brasil. Crédito: Eric Boëda

5. Todos os artefatos de pedra foram feitos de quartzo ou quartzito e possuem características típicas da região. No entanto, uma ferramenta realmente surpreendeu os cientistas. É notavelmente diferente de todas as outras ferramentas, não apenas no tamanho, mas também na técnica de fabricação.

6. Além disso, possui características técnicas nunca antes encontradas em um levantamento de sites paleo-americanos. No estudo, os autores relatam que a ferramenta improvável foi feita de arenito siltoso. Seu comprimento é de 21 centímetros, a largura máxima é de 18,5 centímetros e a espessura máxima é de 2,9 centímetros. Observe que ele tem uma forma hexagonal simétrica.

Artigos relacionados

7. Os cientistas escrevem que esta ferramenta foi, sem dúvida, criada pelo homem. Mas é resultado de alguma tecnologia desconhecida nesta região. Na verdade, isso é resultado de algum tipo de inovação técnica para a América do Sul durante o Pleistoceno. O estudo desta ferramenta pode literalmente reescrever a cronologia do povoamento desses lugares.

8. Além disso, os cientistas estabeleceram que o misterioso instrumento foi feito como resultado de pelo menos cinco diferentes estágios de processamento tecnológico. Isso também o distingue da série geral.

9. Os cientistas ainda não podem explicar o propósito funcional do hexágono. Eles não excluem que também poderia ser um objeto simbólico usado para fins rituais. No entanto, isso não é típico da época do Pleistoceno. Os especialistas simplesmente não têm nada com que comparar este artefato de pedra, uma vez que tais instrumentos ainda não foram encontrados em nenhum outro lugar no território de ambas as Américas.

10. Tudo isso torna o achado excepcional, mas os especialistas ainda prestam atenção especial à sua idade. Afinal, o artefato de pedra no Brasil na verdade refuta a teoria geralmente aceita do período de migração humana para a América por milhares de anos. Mais pesquisas serão feitas no futuro. Por enquanto, o artefato único está guardado no Museu do Homem Americano, na cidade de São Raimundo Nonato.

Fonte

Comentários

Botão Voltar ao topo