A progressão do sinal do Apocalipse 12

Está parecendo que, na Páscoa de 2020, vão acontecer sinais zodiacais que dão complemento e continuidade àqueles importantes sinais de 23 de Setembro de 2017, abrindo as portas da profecia do Apocalipse 12.

Primeiramente, porque, naquele dia de 2017, tivemos a Lua Nova em Virgem, quando a Lua apareceu aos pés da Virgem Celeste, Com o Sol um pouco mais acima, no vestido da Virgem, mais aquelas doze estrelas na sua coroa, tomando parte com o signo de Leão, símbolo da realeza.

Ali, um importante anúncio relacionado com a Igreja Ascendida (não as Igrejas da Terra, corrompidas) acontecia; o anúncio da Criança para nascer e do Dragão Vermelho se posicionando para destruí-la.

Passados dois anos, chegamos em 2020 e o mundo entra num status de apocalipse global por causa da Pandemia, e de tudo o que ela poderá ainda acarretar por efeito, num tempo que coincide com a Quaresma cristã, e todo mundo sendo obrigado a uma quarentena no mesmo tempo da Quaresma, o que é uma sincronicidade notável.

O mundo inteiro em Quaresma?
Isso nunca aconteceu antes.

Agora, a Páscoa Judaica, marcada no dia 15 Nissan, cairá no dia 8 de Abril, quando a Lua cheia será, na verdade, uma Super Lua, e sinalizará exatamente dentro do ventre daquela Virgem Sagrada.

A Páscoa cristã, nos três dias de celebração, de sexta a domingo, acontece entre 10 e 12 de abril de 2020.

A Lua nova tem um sentido de concepção (Sol e Lua, Pai e Mãe) enquanto a Lua cheia é a imagem da Mulher grávida, prestes a dar a luz. Então, é como se, entre 2017 e 2020, entre estes dois sinais, contamos com um período simbólico de amadurecimento da “Criança” no ventre da Virgem Mãe da Igreja (a Madre, o Útero sagrado de nascimento espiritual). O Embrião da Criança, que representa a nova vida e consciência planetária a assumir seu papel na Igreja Ascendida (não deste mundo) está pronto para nascer a qualquer momento.

Alguns têm visto relação aqui com o tema do arrebatamento, o que se alinha perfeitamente com o simbolismo da Páscoa, porque Jesus foi arrebatado ao trono de Deus no domingo de sua ascensão, terminando sua Páscoa (Passagem) e nos tempos de Moisés (quando a primeira Páscoa foi celebrada entre os hebreus, originando-se dali o culto), os hebreus foram arrebatados por Deus do Egito, onde eram cativos, na ocasião do Êxodo.

Há uma forte expectativa de sinais e mensagens no período, o que inclui, como pressinto, o início da decisiva temporada crop circle 2020, cujo tema também fala em “colheita global”!

JP em 03.04.2020

Comentários
Compartilhar