Templates by BIGtheme NET

Reflexões do Messias 2

 

 

O GRANDE PRESENTE DE CRISTO PARA A HUMANIDADE

O Apocalipse não tem somente mensagens de morte e destruição.
Se engana quem pensa assim.
Na verdade, quem pensa assim foi acostumado a pegar da Bíblia apenas aquilo que o imaginário popular e a cultura mundana toma como pior, como negativo, errado, etc.

Até porque a palavra grega APOCALYPSIS significa REVELAÇÃO.
Portanto, grandes coisas que já foram reveladas e serão ainda reveladas, este é o maior significado deste precioso livro para o nosso tempo.

O Apocalipse fala mesmo numa extinção da humanidade?
Sim, e tal como foi com a geração de Noé, vai se repetir.
Essa extinção da vida na Terra já foi inclusive determinada por cientistas como cíclica.

Porém, a morte é a chave da renovação da vida, tanto é que estamos novamente aqui, após tantas extinções cíclicas, trazidas sempre pelos mesmos protagonistas cósmicos.

A morte como renovação faz parte de toda a natureza, os tibetanos, os orientais, os índios, muitos povos antigos possuem uma cultura não resistente ao apego da vida. Isso faz parte da cultura materialista dos modernos, cada vez mais afastados dos princípios espirituais.

Até estrelas morrem… estrelas explodem e se tornam nebulosas, e das nebulosas nascem novas estrelas. Essa é a Lei do nascimento e da morte, mas VIDA TRANSCENDE ISSO.

VIDA É O QUE FICA. A vida apenas transita nas estações materiais, a vida apenas flui de um estado para outro.

Veja o ciclo do H2O na natureza.
Não podemos chamá-lo de água, por causa do gelo, mas não podemos chamá-lo de gelo, por causa do vapor.
Mas o que é H2O?
É água, é gelo ou é vapor?
São os três.

Entende? Morte é o que transforma a mesma substância e o adapta a formatos materiais diferentes. Mas na verdade, não existe morte como fim da vida e da consciência que a anima, o que existe é somente TRANSPORTE DA VIDA.

A Vida da civilização está sendo transportada para outro nível, outra etapa, estágio, nível de consciência.

As transformações são necessárias. Caso contrário, a mesma vida entra em processo de involução e degeneração. A vida da civilização moderna já foi apanhada por esse vórtice negativo, e as forças do Cosmos estão entrando em ação para curar a Vida do planeta e da civilização em escalas que não podemos compreender, mas infelizmente aceitar. Porque será inevitável.

Porque o alvo da civilização, dum modo geral, se tornou o materialismo.
As lições dos mestres e suas sagradas doutrinas foram pervertidas pelas Instituições e traídas pelos seus representantes maiores, que também caíram nas garras do Materialismo, o que o Apocalipse declara com propriedade.
A Grande Prostituta se entregou aos reis da Terra… a Prostituta vende sua pureza, seu dom maior, por dinheiro… as religiões se prostituíram ao sistema e passaram a cultuá-lo como objetivo e meta.

Ou seja, o alvo da humanidade era a espiritualização, em sua origem criada para tal finalidade, mas como a grande maioria traiu o pacto e assinou com a alma vendida o compromisso com o materialismo, a Lei de Deus tem que interferir e executar Justiça segundo a Sua Verdade.
Porque é dessa Verdade que sai o caminho e a Vida!
O Evangelho e o Apocalipse tecem maravilhas sobre isso.

Jesus, e tentemos vê-lo sem os olhos afetados pela praga das Igrejas decaídas e maus pastores, saibamos portanto separa as coisas, porque Ele conseguiu acesso a Imortalidade não somente para si, mas para toda a parte da humanidade que lhe apoiasse em sua Obra. Isso graças ao Plano para onde conseguiu se elevar com sua Obra maravilhosa, que fez abalar as estruturas do céu e até as profundezas do Inferno, que não viam um ATO DE AMOR COMO ESTE HÁ MUITOS SÉCULOS na atividade humana!

Ele subiu até a sétima dimensão, ele conquistou um espaço exclusivo junto a Grande Lei para abrir o canal da vida eterna diretamente com o PAI, isso porque nós fomos criados imortais no início, mas perdemos essa condição, tanto na alma como no DNA, por causa de sucessivos pecados, especialmente os relacionados ao sexo que trazem violenta degeneração e involução genética.

Mas este é o segredo todo, nada de tecnologia ou magia, mas Cristo traz com Ele uma Egrégora de vida coletiva que ele mesmo está desejoso de partilhá-la com o mundo, embora as forças do Anticristo estejam ganhando no coração dos homens materialistas e que põem sua fé na tecnologia e nas falsas promessas da Modernidade.

Sim, a moderna ciência e engenharia genética tem recebido gordos patrocínios de milionários interessados em viver mais, em viver para sempre… e por isso, estimulam pesquisas genéticas, em busca de um suposto código genético da imortalidade que pudesse ser manipulado em laboratórios e reinserido nos homens… quanta tolice!
Perda de tempo e dinheiro, porque tudo o que sairá dessa criação diabólica serão monstros sem alma! Alguns filmes modernos até já insinuam estes caminhos no imaginário popular.

A chave da vida está no Espírito, e nem o DNA pode alguma coisa se o ESPÍRITO não estiver por trás de tudo, construindo e reconstruindo cada molécula que compõem os genes… e imprimindo-lhes sua assinatura pessoal.

Não entendem os cientistas e nem querem entender que DNA AINDA É PARTE MATERIAL, e que não teria vida e nem biologia inteligente nele se O ESPÍRITO NÃO ACIONAR SEUS COMANDOS COM A SUA PRÓPRIA ENERGIA VIVA E INTELIGENTE!

Pense nos termos de uma Mente Comum, uma Egrégora, lembra os 144 mil do Monte Sion?(Nada a ver com Sionismo, por favor. Sion é um monte simbólico aqui, aliás, como tudo é simbólico no Apocalipse, SION significa monumento, lugar marcado ou referencial de um encontro).

É isso, eles partilham uma vida comum, e Cristo, do mistério de sua divindade, vai outorgar vida a todos eles. E a todos os que se unirem a essa corrente maravilhosa.

Leia com atenção o capítulo 15 de João, ele fala exatamente dessa vida partilhada. O corpo é vida partilhada: seguirá a célula vivendo se for extraída do corpo?
Transporte a analogia para Cristo, o Senhor dos Espíritos, e compreenderá facilmente o mistério da vida partilhada em família espiritual.

Medite em todos os capítulos do Evangelho de João. Ele é, ao lado do Apocalipse, o livro mais importante do Novo Testamento, e ambos fazem um dueto. Se quiser aprofundar sua meditação, reúna a estes dois livros as três cartas de João, também do Novo Testamento. Terá um grupo de cinco livros, espelho intencional da Torá ou Pentateuco de Moisés…

Por isso eles, os eleitos, não têm medo da morte, na segurança de que Cristo lhes dará a vida outra vez, caso a percam.

Mas é preciso comungar da fé de Cristo em obras e consciência, nada a ver com esses evangélicos posando rituais vazios e egoístas na Igreja, mascarando o egoísmo em desejos egoístas de salvação, e cheios de materialismo também, usando o nome de Jesus para enriquecer.

Longe de tudo isso!

Somos uma família original, somos células de um corpo maior, nisso reside o milagre da grande vida partilhada.

E a ele, a Jesus Cristo, assiste o poder de ordenar que qualquer espírito entre de novo em um corpo de uma pessoa que morreu em estado de sua Graça e Fé. Esta família original reunida terá a dita de não mais ter que descer à sepultura, porque vai recobrar o status original de Adão imortal, porque será reconectada à Fonte da Vida.

Pela morte na Cruz, Jesus assumiu autoridade de introduzir quem ele determinar e desejar na futura raça. Ele é quem fará a escolha e seleção. A Morte na Cruz lhe deu esse direito junto ao Pai.

O Evangelho de João narra com muita propriedade e profundidade sobre tais mistérios.

O trágico será para quem ficar fora dessa eleição, porque além de ter que encarar a morte, vai encarar a Segunda Morte, o que é muito pior e inimaginável.
É lamentável que os maus exemplos da Igreja tenham roubado de muita gente a percepção do valor destes ensinamentos, e a importância do Presente de Cristo para a humanidade.

Sabe, defeitos, nós temos, somos fracos, somos impotentes diante de tudo.
Mas há um pecado que não podemos jamais pensar em sustentar, é o pecado da arrogância que se esquece de Deus ao ponto de se colocar em atitude de rebeldia. A arrogância que hoje sobe as alturas, zomba de Deus e da Escritura, se sente acima do próprio destino mal sabendo o que lhe aguarda no amanhã…

Falta-nos ainda muitos passos para chegar ao ponto que Deus deseja, mas fiquemos na receptividade de alma que jamais seria louca de rejeitar tamanho presente que Ele nos oferece.

Temos que estar vibrando no amor e na compaixão pelos que sofrem, temos que estar polarizados na humildade que sabe reconhecer seus erros e no perdão que queremos de Deus e que sabemos dar aos demais.

Sim, temos que estar procurando viver debaixo da simplicidade, da humildade, da pureza e do temor ao Senhor.

O Evangelho de João, capítulo 1, nos fornece a chave por completo!

E A TODOS OS QUE O RECEBERAM (O VERBO ENCARNADO) DEU ELE O PODER DE SE FAZEREM FILHOS DE DEUS, AOS QUE CRESSEM NO SEU NOME!

Aí está, o NOME do Agente da Vida e da Consciência, o Nome do Verbo é a chave… a chave de tudo isso.

Um Espírito como Jesus Cristo tem tanto poder como autoridade para declarar SEJA, e este SEJA será Ordem do Pai em seus lábios, ordem de cura, ordem de libertação, ordem de vida sobre a morte.

Mas cuidado, a Nova Ordem Mundial investe na cultura moderna de todas as formas para fazer com que voce não creia no que eu acabei de dizer.

E não crendo, não vai procurar por essa porta para abrir e cruzar, não podendo partilhar o que essa porta aberta pela tua fé lhe promete!

A fé ainda move montanhas.
Tenha fé. Ela é que te levará a Deus.
E por meio dela, viveremos para sempre.
Porque esse é o status original do homem em Deus: ser Imortal, Livre e Feliz!

É o mínimo que podemos esperar de um Deus cujo Nome é AMOR!

 

JP em 07.06.2019

 

Só existe uma verdade cobrindo a Terra:
a Verdade do Trono do Altíssimo. Quem puder compreender isso, que compreenda, porque está escrito:

“Céus e Terra fugiram de sua vista, quando o Trono do Altíssimo se revelou para julgar os vivos e os mortos…”

Nesse dia, gritarão os quatro Espíritos:

KADOSH KADOSH KADOSH
Eis o Santo Deus Todo Poderoso!
O que era, o que é, o que há de vir.

Disse Cristo, antes de partir:

Não posso revelar ainda toda a verdade, porque vocês não estão preparados para ela.

Alegrem-se, todos, porque o tempo da Verdade é este.
Esteja o mundo preparado para ela ou não.

Porque, perante a sua visita, cairão todas as máscaras,
abrir-se-ão todos os segredos, iluminar-se-ão todas as trevas, revelar-se-ão todos os enganos… e no alto da Montanha sagrada, outra vez, a Crux brilhará vida nova… e abraçará todas as mentes e almas preparadas para ela.

Porque Eu Sou.
Eu Sou EL HAI, o Deus Vivo.
Não um Deus morto ou que fala na morte ou nos mortos.

 

 

A Ressurreição é a transcendência da Reencarnação

Todos os seres possuem a essência eterna, mas Cristo quer também findar para a humanidade a morte física e o sofrimento físico. Quer nos transformar em seres eternos em todos os sentidos, do físico ao espiritual, como ele mesmo se tornou, subindo em corpo físico e em espírito ao Pai.

Porque o corpo físico é veículo do espírito, e o espírito precisa do veículo para se mover na Criação, e a pior coisa é ter um veículo ainda preso a lei da dor, do sofrimento e das terríveis e dolorosas reencarnações.

Assim, com um corpo físico perfeito, chamado de Santuário do Espírito Santo, imortal à imagem e semelhança da alma, o espírito que o habita pode realizar um trabalho perfeito e pleno nas esferas do Infinito por toda a Eternidade, livre de doenças, velhice, cansaço e da grande limitação chamada MORTE.
Porque a VIDA será plena, em todos os sentidos, do corpo ao espírito, e da cabeça aos pés.

A Ressurreição crística é a transcendência da reencarnação mecânica da geração animal caída.

Muitos espíritas não conseguem compreender isso, julgando que não existe nada exceto reencarnações.

Deixar de reencarnar não significa deixar de evoluir, muito pelo contrário,é justamente em existência imortal que a mais poderosa evolução começa, a chamada evolução dos Anjos.

Mas isso é coisa que o espiritismo ignora, o que me faz sempre questionar que vozes são essas que guiam tal doutrina… de Anjos, é que não são.

Todas estas verdades foram também ensinadas por Buda a sombra da Figueira. E por todo mestre genuíno que pisou neste mundo. E ao ensinar a transcendência da Ressurreição, Jesus não precisou ensinar a lei mecânica da reencarnação. Por isso, não há uma só palavra desta lei em seus ensinamentos.

Ele queria simplesmente devolver a condição de Anjos imortais à humanidade caída na geração animal mortal.

Contudo, mesmo sendo este o maior presente que alguém poderia almejar nesta vida, nem mesmo Cristo nos obrigou a aceitá-lo, já que nos deixou livres para escolher entre a santidade que redime e o pecado que mata.

Entre o Santo Graal da Imortalidade ou a Serpente do desejo que envenena o corpo físico, todas as vezes que ele reencarna e volta a escolher o mesmo fruto proibido de sempre, aquele que nos torna escravos da sentença do “pó”…

Triste é ver um mundo onde o veneno da Serpente do desejo impuro que traz a morte ainda é preferido ao licor sagrado do Graal que concede vida eterna….

 

JP em 19.07.2019

 

 

 

 

Tecnologia do Anticristo

WWW vale 666 conforme o alfabeto hebraico. E significa literalmente uma grande Teia cobrindo o mundo: e todo mundo sabe que a Teia da Aranha serve para prender a vítima, para poder ser devorada pela mesma aranha sem ter como escapar ou se defender…

Eis aí o Apocalipse se confirmando a cada dia, e quem não acreditou, já começa a acreditar… porque a ambição dessa Tecnologia do Anticristo, mais do que apenas colocar chips de marcação nas mãos e testas, será a de integrar os seres humanos com a máquina como nos filmes mais terríveis de ficção científica.

E Deus criou o homem a sua imagem e semelhança, criou-o de sua vida e consciência, mas a Besta quer recriar o homem moderno à sua imagem e semelhança, feito máquina.

“666, o número da Besta”, por William Blake, e hoje sabemos que o número é um código associado a recriação do homem pela tecnologia do Anticristo. O homem fazendo o papel de Deus tentando recriar vida e inteligência artificiais por meio da máquina. A blasfêmia do ato reside no fato de que vida e inteligência são criações exclusivas do espírito divino.

E por uma razão muito simples: desde que os Anjos caídos foram precipitados na Terra e se converteram em demônios, eles perderam todos os seus poderes. Deus lhes retirou os poderes de Anjo, os poderes da Palavra Criadora e do pensamento materializador… e só restou à LEGIÃO investir pesadamente na TECNOLOGIA COMO ÚNICA FORMA DE OBTEREM ALGUM TIPO DE PODER, artificial, diga-se de passagem.

Cada vez mais, estes aparatos tecnológicos, que pregam um progresso de fachada, pretendem na verdade abrir as portas para as infra-dimensões e inserir na vida digital a presença real de consciências decaídas, diabólicas, tendo na máquina e na tecnologia digitalizada do pensamento a ponte que precisam para acessar milhares de mentes e controlá-las em seus projetos de dominação.

A tecnologia de NUVEM já é um protótipo para a criação de uma grande mente eletrônica globalizada, uma espécie de cérebro eletrônico global onde cada pessoa, cada computador e instrumento conectado, e cada cérebro se torne um terminal ativo da rede, através de implantes de chips que venham a interagir com a Internet e a rede de computadores (projetos de Ellon Musk e entusiastas da inteligência artificial e biotecnologia do futuro). Esses modelos tentam criar artificialmente o Status da Mente Divina, que é Coletiva e partilha espiritualmente as informações do Universo luminoso via conexões mentais.

E quem pensa em Terceira Guerra Mundial feita só de mísseis, se esquece que a pior de todas as guerras será travada nos domínios da mente cibernética globalizada, uma grande teia lançada aos ares para agarrar todas as inteligências e impedir qualquer despertar da consciência pelos canais sagrados da oração, da meditação e da viagem astral, mecanismos que ficarão mais e mais bloqueados conforme esse programa avance.

O Apocalipse 13 registra que a Besta se levantaria em Terra e faria grandes prodígios, os quais enganariam a humanidade, que se prostraria perante eles.

E diz claramente que a Besta teria sua imagem feita como um simulacro, e essa imagem receberia fôlego e vida, e inteligência, e falaria como homem, através do poder artificial da Besta: é a clara declaração da tecnologia a serviço da robotização humana!

 

O código 666 é mais do que um simples chip de identificação, ele abrange todo um contexto relacionado à gradual transformação da humanidade em máquinas de consumo, semelhantes a aparelhos que possam ser programados e controlados segundo a vontade dos seus operadores. É o inverso total da Verdade libertadora anunciada por Jesus Cristo: é a era das trevas feita por uma escravidão tecnológica que não dá chance à defesa alguma porque já começa a programar e construir uma mentalidade escrava desde o berço, no sentido de que a pessoa sequer suspeite que é escrava e que seus pensamentos são todos fabricados por um sistema numa direção pré-determinada!

 

Então, homens e empresas com esta direção, como Ellon Musk, podem estar seguros, são encarnações tenebrosas a serviço do Anticristo, e o dinheiro nunca lhes falta para pôr em marcha os seus projetos de Blasfêmia e Desonra à Entidade do Espírito, a fonte real de toda vida e inteligência.

Eles já carregam a marca da Besta e trabalham para que você a receba também, cedo ou tarde. Todos eles, sem exceção, são encarnações do Anticristo. E seu período de atividade máxima durará 3.5 anos, como foi predito, antes de queda final.

E a grande tendência será essa: no futuro, só poderá vender, comprar, negociar e fazer QUALQUER COISA quem estiver totalmente trancado nesse sistema tecnológico, que irá invadir sua privacidade, identidade e até pensamentos… aliás, como já acontece.

O projeto implica na criação de um grande cérebro coletivo, controlado pela rede de computadores cada vez mais velozes e precisos, que abarcará assim o controle absoluto de todas as mentes da Terra, e condicionará mais eficiente a massa nas diretrizes da Ordem Mundial que governa o planeta e precisa de número de gado para cobrar impostos e levá-los a trabalhar arduamente para que tal sistema continue vivo e operante.

No passado, essa intimidação era feita pelo poder da espada.

Hoje, é por meio da tecnologia hipnótica.

Mas eles alegarão que será tudo em nome do progresso e da maior comodidade das pessoas!

Vigiai e Orai: a Hora do Espanto chegou!

E sabe todos aqueles horrores que você viu nos filmes e pensou que era tudo ficção?

Eram ficção, mas agora se tornam reais.
E esses filmes foram criados exatamente para preparar o mundo ao que viria, para que o mundo ficasse habituado com tudo isso e não se espantasse com nada.

E na verdade, pasmem, existem milhares de pessoas interessadas em entrar nesse projeto e receber um chip no cérebro, tornando-se um monitor on-line vivo nas mãos do Grande Inimigo Invisível da Humanidade.

Bem… fomos avisados de que estes tempos chegariam.

Os sinais do fim se tornando cada vez mais claros, e o Anticristo mostrando as suas garras nestes projetos bilionários e mentes que já estão sob o seu controle.

Ellon Musk nem imagina que uma inteligência maior e decaída é que controla e inspira as suas idéias… ele é apenas mais um agente da Nova Ordem Mundial, inspirado pelo Anticristo.

Os frutos falam pela árvore.

JP em 22.07.2019

 

 

WWW vale 666 conforme o alfabeto hebraico. E significa literalmente uma grande Teia cobrindo o mundo: e todo mundo sabe que a Teia da Aranha serve para prender a vítima, para poder ser devorada pela mesma aranha sem ter como escapar ou se defender…

 

 

“666, o número da Besta”, por William Blake, e hoje sabemos que o número é um código associado a recriação do homem pela tecnologia do Anticristo. O homem fazendo o papel de Deus tentando recriar vida e inteligência artificiais por meio da máquina. A blasfêmia do ato reside no fato de que vida e inteligência são criações exclusivas do espírito divino.

 

 

 

 

A tecnologia de NUVEM já é um protótipo para a criação de uma grande mente eletrônica globalizada, uma espécie de cérebro eletrônico global onde cada pessoa, cada computador e instrumento conectado, e cada cérebro se torne um terminal ativo da rede, através de implantes de chips que venham a interagir com a Internet e a rede de computadores (projetos de Ellon Musk e entusiastas da inteligência artificial e biotecnologia do futuro). Esses modelos tentam criar artificialmente o Status da Mente Divina, que é Coletiva e partilha espiritualmente as informações do Universo luminoso via conexões mentais.

 

 

O código 666 é mais do que um simples chip de identificação, ele abrange todo um contexto relacionado à gradual transformação da humanidade em máquinas de consumo, semelhantes a aparelhos que possam ser programados e controlados segundo a vontade dos seus operadores. É o inverso total da Verdade libertadora anunciada por Jesus Cristo: é a era das trevas feita por uma escravidão tecnológica que não dá chance à defesa alguma porque já começa a programar e construir uma mentalidade escrava desde o berço, no sentido de que a pessoa sequer suspeite que é escrava e que seus pensamentos são todos fabricados por um sistema numa direção pré-determinada!

 

Resposta a uma questão irônica levantada:

“Saiba que o facebook talvez seja uma das empresas que mais utiliza a inteligência artificial, você critica e até mesmo crê em algo surreal, mas ainda sim divulga essa loucura via tecnologia! parabéns A incoerência escrita! Aquele tipo de pessoa que critica a ciência mas vai ao hospital quando precisa kkkkkk”

Sim, estou extraindo o antídoto do veneno. Para ajudar você. Não sabe que a cura vem da doença vencida? Se eu não vivesse toda essa experiência, não teria como mostrar para você a saida. De nada.
Ps: tenho mecanismos de defesa que me impedem dormir aqui dentro. Afinal, quem tem antídoto na veia não tem mais medo de cobra. Quer um exemplo? Jesus Cristo pregava contra o materialismo, e mesmo assim, ele e o grupo dos apóstolos precisavam das moedas de prata vindas de doações para sobreviverem. Dai a Cesar o que é de Cesar, e a Deus o que é de Deus. Tenha certeza de uma coisa: eu sei dar ao facebook o que pertence ao facebook, e ao espírito o que pertence ao espírito. Consigo estar aqui no controle das minhas funções mentais filtrando todo tipo de veneno contra o adormecimento. Por mim mesmo, não estaria aqui. Acho tudo um lixo. Mas outros precisam. É por eles que escrevo.
Não preciso de facebook ou Internet para reunir as informações que eu tenho: isso aqui é mais uma atualização dos eventos no mundo confirmando todas as verdades recebidas na dimensão da consciência desperta.
Se não acredita em mim, acreditará no dia em que eles te obrigarem a instalar um chip na testa. Você é jovem, ainda tem muito o que ver e aprender. E vencer. Porque sua descrença demonstra que você é outra célula adormecida do sistema. Loucura? realmente você dorme profundamente. Ouse despertar, ouse viajar com a mente nas dimensões paralelas onde a energia eletromagnética assume forma e consciência e depois me conte. Isso se você não se borrar todo com o que irá ver. Boa sorte

A Tecnologia é boa ou má?

 

 

 

A tecnologia é um acessório formidável, mas o grande problema é que estão tentando transformá-la na cura de todos os problemas da alma que se refletem, cedo ou tarde, nas deficiências do corpo e da mente.

O grande erro é usar a tecnologia para remendar os efeitos negativos da alma adormecida, em prisão de ilusões e ignorância, o que gera doenças e problemas de todo tipo na esfera material.

E os remendos da tecnologia, perante uma humanidade ainda ignorante e inconsciente, se tornam inúteis para solucionar os problemas na raiz, convertendo-se em uma fábrica de idiotas, incapazes de usar os maiores e melhores potenciais da mente, totalmente acomodados aos serviços da máquina das quais se tornam dependentes viscerais.

E o dia-a-dia nos mostra essa verdade em toda parte.

A tecnologia só será um acessório coerente quando o homem recobrar sua consciência perdida e se reconectar com o Espírito Vivo e Consciente ao invés de tentar obturar seus buracos com máquinas que fazem por ele o que ele não consegue mais com seus dons naturais perdidos. Porque, em mãos cegas, a tecnologia só se mostrará destruidora e devastadora, em todos os sentidos e aspectos da vida. O mal não está nela, mas na ignorância que a controla, e na má-fé daqueles que descobriram nela um grande instrumento de controle e manipulação do gado.

Todo mundo sabe disso, mas poucos assumem essa realidade e a encaram de frente no sentido de acordar, tentando se desvincular ao máximo do assumido VÍCIO DIGITAL.

A Roda é uma antiga e fundamental tecnologia, mas se a pessoa só andar de carro vai atrofiar lentamente seus ossos, pernas e músculos por falta de exercício. E terá problemas sérios de saúde.

É só transferir o mesmo conceito para as ferramentas da inteligência natural, cada vez mais desusadas por causa da invasão maciça da tecnologia.

O grande erro da modernidade é julgar que a evolução de consciência tem por termômetro a evolução da tecnologia. Um erro, porque a tecnologia também está sendo usada para se matar melhor e para se controlar melhor os mais fracos.

Esse é um conceito que tem que ser revisto. Porque, como arma, a tecnologia é neutra, e seus serviços serão conforme as intenções e nível de consciência de quem a manipula.

Mas num mundo onde a ganância e a mentira nunca se enfraqueceram, pelo contrário, crescem a cada dia, o que julgar que virá do uso de toda essa tecnologia?

Uma tecnologia que destrói o planeta para transformar a sociedade em consumidora desenfreada, com interesses no capital de giro e na riqueza de elites, também não pode ser considerada uma ação inteligente, se esse é o seu alvo.

O que mede a evolução da alma é sua consciência integrada com as Verdades do Universo, e não a sua tecnologia. Uma pessoa simples, que nunca viu um computador na sua frente, mas tem bondade e compaixão no coração, é muito mais evoluída do que um Nerd que passa horas na frente de um computador, conhece todos os comandos da máquina mas, perante aquelas verdades e estados de espírito, é um completo estranho, adormecido profundamente para todas as sintonias da mente com a energia consciente que criou tudo o que existe.

E se tecnologia fosse termômetro de evolução, não haveriam sociedades tecnológicas que utilizam seus mecanismos para matar, explorar,mentir, destruir e escravizar os mais fracos. Tal como tem se tornado o retrato da nossa própria civilização.

Tecnologia é acessório, e não alvo e meta da existência.

A maior prova disso é que os seres mais elevados do Universo vivem como imortais em planos tão acima da zona densa que tecnologia é totalmente inútil para eles, já que, assumindo o poder original da Criação, que é o Verbo, a Palavra criadora e a Mente que materializa o pensamento, tem para si a tecnologia do ser em total funcionamento, perante a qual a tecnologia artificial da máquina sequer pode ser comparada.

Porque a tecnologia da máquina pode fazer tudo: menos criar vida e consciência.

E se alguns alegam que ela pode, mentira.
Ela pode, no máximo, modificar vida e consciência, mas não gerá-la a partir de um ponto zero.

Tecnologia não nos torna inteligentes, mas os seres inteligentes sabem usar corretamente a tecnologia em suas vidas.
Por outro lado, os seres ignorantes se tornam rapidamente dependentes da tecnologia.
E é exatamente isso que o Sistema que opera a tecnologia moderna deseja.

Inteligente é quem percebe isso e tenta estar no controle da situação, ao invés de se tornar rapidamente controlado.

Porque, querendo ou não, a tendência é essa.
E o chip na testa, mão ou cérebro será a cereja do bolo que está assando no forno da Nova Ordem Mundial…

Portanto, a tecnologia não é boa e nem má.
Bondade e maldade não existem em máquinas, mas nos corações por trás delas.

Mas, por melhor que a utilizemos, ela jamais irá preencher aquelas lacunas e falhas que tem causa na mente, no ego e na psique humana ainda doente e adormecida.

O remédio para as doenças da alma só podem ser encontrados na própria alma, e em nenhum outro lugar.

No final das contas, o mais inteligente de todos é aquele que percebe que não existe tecnologia que supere o poder daquele que criou VIDA, Vida abundante e inteligente, perfeito em tudo o que fez.

Mais inteligente ainda se ele tentar aprender com esse poder de que maneira é possível alcançar a mesma perfeição.

 

JP em 23.07.2019

 

 

A Era da Tecnologia inteligente chegou!
Para muitos, a apoteose da tecnologia que chegou.
Para outros, a idade das trevas e da escravidão da mente.
Para muitos, tempos de glória.
Para outros, tempos de blasfêmia.
Para muitos, o homem se fazendo igual a Deus, criando o que Deus cria, e por isso, eles reverenciam a tecnologia.
Para outros, o maior dos enganos, porque vida e consciência não podem ser gerados por máquinas, sendo que tudo não passa de uma armadilha fatal:
A vida cheia de conforto e comodidade cujo preço é a liberdade da mente. Eis o lema do Sistema:
“Vivam uma vida bem confortável!”
(Desde que vocês vendam sua alma ao Sistema e a quem o opera nos bastidores…)
Podem ter certeza, essas coisas estão dividindo a humanidade, exatamente como foi anunciado:
é preciso separar o joio do trigo,
entre quem está amando tudo isso, desejando ser parte de tudo isso, e entre quem está odiando, desejando não tomar parte.
Qual é o seu lado?
O lado que prefere a morte ao ter que vender a alma ao sistema, pelo preço de uma vida confortável, mas escrava, ou o lado que já vendeu a alma e não vê a hora de ter o seu chip pessoal no cérebro?
É bom escolher depressa, porque você será em breve julgado por suas escolhas por Aquele que predisse que todas estas coisas aconteceriam.
Ataques anti-cristãos na França quadruplicaram no mês de julho (2019)!

Essas situações todas na França, Europa, no mundo árabe, entre as potências, entre os grandes e até na vida social em geral, são geradas por um fenômeno que, em toda a matéria, não está sendo considerado: o efeito Inconsciente Coletivo.

Parece que, profeticamente falando, as evidências da escalada da violência, em todas as esferas, não só contra as Instituições religiosas, mas também, contra a moral, os costumes, as tradições, o próprio elemento cultural da fé, vem sendo cada vez mais atacadas na tentativa de se pregar ideias materialistas e filosofias de uma falsa liberdade que, na verdade, desejam instituir o crime, a promiscuidade e o desrespeito ás instituições fundamentais da sociedade, como a família.

E se, de um lado, os maus exemplos da Igreja desmotivam muitos cristãos e enfurecem outros não-cristãos a todos estes atos, por outro, uma Mente Anticrística, muito acima de uma pessoa reconhecida como Anticristo, começa a dominar as massas, induzindo-as a todo este tipo de atividade, geralmente realizada em grupos e raramente por indivíduos isolados, provando que a sua origem é de comandos sobre o Inconsciente Coletivo.

Ajuntando a tudo isso o fato de que as mídias culturais, filmes por exemplo, tem investido cada vez mais na cultura do terror, do medo, do terrorismo, guerras e violência, fica evidente que essa Nova Ordem Mundial em ascensão, declaradamente anti-cristã, tem particular interesse em destruir tudo o que as instituições religiosas, especialmente cristãs, construíram em 2000 anos de História, o que envolve filosofia, cultura e arte, especialmente a arte medieval e renascentista, marcadas fortemente pelo estilo cristão.

Lembrando que Emmanuel Macron continua sendo o presidente da França (e muitos estudos apontam sobre ele um possível candidato a Anticristo) e que a França, milagrosamente, recebeu uma onda de crops circles de alerta neste ano de 2019, como nunca antes, crops circles relacionados ao Apocalipse 12 e ao nascimento da Criança Sagrada, aquela que vai terminar o ciclo da Igreja na Terra e começar o ciclo da espiritualidade cristã madura e consciente no “refúgio”, e sabendo que o Apocalipse 12 termina dizendo que a chegada desta Criança provocaria a fúria do Dragão Vermelho na direção da Mulher, sua Mãe… e que frustrado em seu ataque, esse Dragão partiria imediatamente para a Guerra contra os cristãos remanescentes no mundo em convulsão… está me parecendo que os próprios doutores da Igreja, segundo as linhas da matéria acima, estão ignorando as profecias da sua própria cartilha, a Biblia e o Apocalipse, desde quando a Igreja foi fundada pelos primeiros mártires de Israel.

Para terminar… se o Anticristo está tão ativo, controlando mentes na direção de todas estas violências contra a fé cristã e seus símbolos sagrados, é porque, pura e simplesmente, tal coisa configura uma excelente mensagem: a de que Cristo realmente está chegando e já entre nós, o que provoca tanto ódio destilado sobre as mentes mais fracas e os grupos mais insatisfeitos.

A França está debaixo de uma grande onda de ataques contra os valores da fé cristã, o que significa claramente os rastros da chegada do Anticristo, esse orquestrador invisível da Nova Ordem Mundial desde as suas origens… e não é por acaso que a Virgem Maria escolheu a França como sua pátria … porque ela sabia, desde o começo, de que o Grande Dragão Vermelho se levantaria ali mesmo, no final dos tempos.

E isso está tomando forma diante do mundo.
E se o Cristo já está entre nós, com toda certeza, o Anticristo também está!

O incêndio da Catedral de Notre Dame não foi casual.

Foi, antes, um sinal de todas estas coisas.

Afinal, não existe alguém mais “cristianofóbico” do que o Anticristo…

 

 

A CURA DO MUNDO

Fim dos tempos?

Eu não sinto MEDO diante de tudo isso. Pelo contrário, sinto que está chegando a hora dos Seres Maiores e bons arrumarem a casa. 
MEDO se o mundo fosse entregue ao Deus dará.

O único medo que temos que ter é do homem vendido ao sistema (NOM), este que traz a agenda cheia de destruição, elitismo e sede de poder. De resto, o que vem das Alturas, isso sim, me conforta. Sim, temos também que considerar o que vem das Baixezas. Mas há deuses e deuses. O Bem e o Mal estão chegando ao ápice do simbólico Ha-Meguido e a inevitável GRANDE BATALHA.

Precisamos escolher um dos lados. Ficar no muro é cair. Nunca ninguém precisou de ajuda para cair. Só precisamos ser ajudados quando subimos. Mas para cair, a omissão basta.

É errado dar um tom exclusivamente negativo às profecias.

Encaro assim: uma pessoa foi ao hospital e precisou ser internada.

O Médico traz a seguinte profecia (diagnóstico): o quadro é grave mas tem cura. Precisa de medicação pesada e repouso.

O Médico é Deus. A Terra é o paciente doente. A Natureza mostra estes sintomas diariamente.

Boa notícia? Certamente.
A Terra tem cura, e os médicos estão chegando. Mas limpezas e medicamentos pesados serão necessários.

O Apocalipse é cheio de boas visões e de esperança.

Só há decreto fatal para uma coisa: a maldade humana.

Esta realmente deve perder toda a esperança e entrar no mais profundo pânico.

Mas o egoísmo também sabe se apropriar das religiões para investir nas suas cobiças.

Mas desejar viver para sempre, errado? Quem é que quer morrer e perder a beleza de se viver?

É tanto que a ciência investe muito nas fórmulas da longevidade, e até na busca pela imortalidade.

Só que em vez de usar a fé espiritual, usa tecnologia.

Querer viver eternamente não é um erro, nunca foi.

Desde que voce saiba o que fazer com a eternidade em suas mãos. Isso não é uma utopia.

Até porque, na hora da morte, todos querem continuar vivendo. Sejam eles religiosos ou ateus.

Só existe decreto de condenação eterna ao EGO: é para ele que existe o Inferno. Sim, existe um Inferno de fogo e vibrações depuradoras.
Ó VÓS QUE ENTRAIS… ABANDONEIS TODA A ESPERANÇA!
Foi a legenda que Dante Alighieri viu escrita nos portais do Inferno.
Para o EGO NÃO HÁ ESPERANÇA!
É ele, e toda a sua malícia e orgulho, e toda a sua violência e mentira, e toda a sua podridão e hipocrisia, e toda a sua luxúria e morbidez, que serão destruídos pelo fogo das profundezas, após a sentença do Grande Juiz.
A alma não é destruída no Inferno, embora tenha que acompanhar todo o processo… exatamente como um doente se recuperando no hospital, e que precisa acompanhar o PASSO A PASSO da destruição do seu tumor, da sua infecção, da sua enfermidade, paralelamente à boa evolução de sua saúde espiritual.

O Inferno é o Hospital das Almas. Ele não é eterno para elas. Ele só tem peso de culpa eterna para o EGO humano. Que isso fique claro.

Tenho pena do homem que julga que Nada ou Ninguém o Observa atentamente e cuidadosamente em todos os seus atos e passos, especialmente aquele slouváveis e aqueles outros condenáveis.

Ezequiel capítulo 8 fala muito desse tema. ” E eles faziam coisas vergonhosas dentro das paredes… julgando que o Senhor não via… ”

Tudo o que se pratica no segredo de quartos fechados está sendo contabilizado pelos muitos olhos dos Querubins de Deus, símbolo da Onisciência Divina.

Há um Juízo Universal sobre a Terra. Cada consciência pode senti-lo pulsando em sua própria mente, em seu próprio coração.

O mal só existe e cresce em função da certeza da impunidade.

A impunidade implica em ausência de Lei e Justiça.

Que tipo de mundo é esse que se cria, senão que o próprio Inferno que o homem dessa índole está a construir com as próprias mãos?

A consciência dos atos é Deus dentro do homem, é a fagulha que temos Dele. Quando ela se apaga, então o único limite de homens sem freios no mal é a dor.

Porque nenhum conselho do amor, ele ouvirá mais.

Infelizmente, perante a Justiça do Universo, será o que merecemos, e não o que queremos. Mas nem tudo é profecia triste. A profecia também diz que o Pai colocará segunda vez a Sua Mão, e que os puros herdarão a Terra. O peso destas profecias é contra os que praticam iniquidade, corrupção, mentira, dolo, torpeza, e o número no mundo cresce. O Apocalipse está sendo escrito pelas mãos do próprio homem. Todo, e cada sofrimento, tem no homem a sua causa e origem. A Ciência sabe que o mundo está no fim de um grande ciclo, as profecias falam disso muito antes, e espelham também a decadência moral da humanidade, enquanto a ciência só observa os fenômenos materiais e energéticos do sistema. Mas para a fé, o mais importante é o que está acontecendo com a alma humana, em franco estado de involução. E é este tipo de alma que se torna vítima da Justiça. O que salvou Noé não foi a sua arca, e sim, uma tamanha integridade em tempos de enorme corrupção.

O SINAL DO FILHO DO HOMEM

Há algum tempo estudando as Escrituras e confrontando com os eventos recentes, não é difícil para qualquer um perceber que as profecias ali anunciadas (e em outras partes) estão se cumprindo com rigor matemático.

Das partes que eu mais gosto é Mateus capítulo 24, tão precisa, clara, direta e sem subterfúgios que é no sentido de anunciar a Escatologia. De qualquer forma, muito se falou em UFOs aparecendo sob a Lua Vermelha, a última da Tétrade (que se deu em 28 de Setembro de 2015).

Interessante reparar que, neste muito exato capítulo 24 de Mateus, se fala que, logo após estes sinais todos, isto é, Sol Negro, Lua vermelha e estrelas (meteoros) caindo do céu em quantidade (tudo num mesmo espaço de tempo) apareceria o Sinal do Filho do Homem no céu. Ele é anunciado para logo após a Lua vermelha. E como não há um acordo entre os religiosos e estudiosos acerca do que seja tal sinal, o que poderia ser tal sinal?

Não falo especificamente de Nêmesis, o segundo Sol, mas um sinal que, além deste, declare a identidade do CRISTO ao mundo.

Bem, pra mim o Sinal mais claro e identificável de Cristo é a Cruz. Já andaram aparecendo cruzes luminosas em diversas partes do mundo, México, Rússia, até agora sem explicação, mas parece que este sinal aí, não identificado, representa uma espécie de “Vela do Bolo”, ou cobertura sobre todas as coisas que já vem acontecendo, a anunciar outras coisas chegando a seguir, no sentido de uma forte transformação de todo o planeta. Segundo Mateus 24, é logo depois da última Lua vermelha, dias, meses, vamos ver. Mas Deus terá que ser criativo, porque todo mundo vai dizer que é obra do Blue Beam ou de tecnologias humanas desconhecidas. Até hoje os crops circles sofrem a mesma rotulação.

Mas com certeza, tanto um como o outro tem/terão a intervenção UFO. Os UFOs adoram tomar parte destes espetáculos proféticos, muitas vezes em mega-produções, como o caso de Fátima, Portugal, e Zeitun, Egito, e a Ufologia, bem como os testemunhos do passado, têm registros de sobra nesse sentido.

Filho do Homem é uma expressão que foi usada no Antigo Testamento para dois profetas ilustras, se não me engano, Daniel e Ezequiel. Homem, nesta terminologia, vem do nome Adão, que é sinônimo de homem, e que parece querer estender na pessoa de Jesus a imagem do Adão redimido por ele. Sua descendência recuperada na Cruz e seus mistérios de redenção, ressurreição e tudo mais que se espera do poder de Cristo para regenerar a humanidade, na alma, no DNA, na mente, na consciência, etc.

Curiosamente, Ezequiel foi o profeta que viu o Senhor nos seus Ufos (Merkabá) e Daniel tem as profecias mais detalhadas do fim, com datas e tudo (Isaac Newton era obcecado pelo livro de Daniel, passou a vida toda tentando decifrá-lo, e elaborou muitas interpretações).

De fato, podem sim usar o sinal e outros argumentos da Bíblia, mas João foi tão perspicaz que incluiu no Apocalipse que a Besta tecnológica, à frente das nações e os interesses da NOM, faria isso mesmo, faria sinais que confundiriam até os escolhidos, tentando imitar a Deus com seus prodígios.

Lembra a história do Êxodo? Os magos egípcios foram imitando os feitos de Moisés e Aaron até certo nível. Mas teve um momento que os prodígios divinos foram tão grandes que eles não aguentaram mais a competição. E entregaram as armas. Talvez se dê o mesmo, algo tão excepcional que nenhuma tecnologia do mundo tenha como explicar, a não ser forçar por meio de argumentação.

Ps: que cada um confira o Apocalipse 6 e o mistério do SEXTO SELO… Sol negro, Lua em sangue, estrelas caindo na Terra… (meteoros em profusão)…E LOGO DEPOIS DAQUELES DIAS, VEIO O DIA DA IRA DE DEUS OU JUSTIÇA DIVINA…. e a primeira praga desatada na Terra seria A GRANDE GUERRA… da qual já não estamos muito longe, infelizmente, a julgar pela hostilidade crescente entre as potências globais… e debaixo de todo esse cenário na Terra, e a misteriosa estrela no céu, saber que tudo ainda é o COMEÇO DAS DORES… isso nos exorta a continuar vigiando e orando. Ai daqueles que estejam com as candeias do espírito apagadas, aplicados às trevas do mundo!

JP em 24.07.2019

 

JP em 24.07.2019

MARANATA

Realmente, a Bíblia distingue a diferença entre Fé e Letra Morta. Fé é verdade que se torna ação e pensamento na vida do legítimo cristão, e letra morta é apenas teoria que não muda ninguém e não melhora ninguém, seja ela religiosa, científica ou filosófica.

A fé é a potência do coração, mas a letra morta pode ser escrita por qualquer mente que, apartada da Verdade em sua vida, tasca no papel um monte de bobagens, ainda que selada com títulos de doutorado e PhD. O papel aceita tudo, mas o coração do cristão legítimo nunca perde a sintonia com a verdade, e a reconhece onde quer que ela esteja, no papel ou na pedra, no pergaminho ou no computador, na Bíblia, na Tora, no Popol Vuh, no Zend Avesta, no Baghavad-Gita, no Ramaiama, no Alcorão, na Cabala, enfim, em todas as modestas manifestações da Luz desejando comunicar-se com o homem ainda que por meios imperfeitos e limitados, não obstante, os meios que o homem pode suportar da manifestação divina plena que ele ainda não pode suportar.

O papel pouco interessa. A diferença é o que está escrito nele. Alterações, manipulações, fatos distorcidos? Pois bem, que a profecia se cumpra, que Cristo leve a termo a obra da Cruz, e deixemos o tempo calar os minúsculos entendimentos e, com eles, seus pequenos deuses e ídolos de barro…O que não podemos jamais é colocar a nossa diminuta opinião acima de todo esse legado. Isso seria agir com algo que transcende a própria prepotência.

Todas estas Escrituras mencionadas e outras tantas, e suas profecias, são unânimes em declarar a respeito do retorno dos DEUSES no fim do ciclo da humanidade e presente raça. Todas elas, sem exceção, ainda que separadas pelo tempo e pelos oceanos, ouviram a mesma Voz Divina que declarou o mesmo, e todos os cálculos, dos hindus aos maias, egípcios e bíblicos, colocam para esta época que vivemos o fim do grande ciclo, quando então terminaria a era dos homens para começar a era dos deuses, que voltariam liderados por uma Hierarquia Maior, um Cristo, um Avatar, um Deus Solar, enfim, combatendo todo o mal para poder finalmente erguer um Novo Reino da Terra, Reino de Justiça e Paz para Homens de Boa Vontade.

Como é possível ter havido manipulação, falsificação ideológica e arranjos políticos em tantas vertentes distintas?
É querer forçar demais a barra!

Porém, tristemente, existem muitos doutores entendidos que vêem nesses deuses apenas projeções da própria vilania humana, e os enquadram como anunnakis e reptilianos dominadores, falando de agendas da Nova Ordem, de farsas, de manipulação, mentiras e tiranos escravocratas, porque seus olhos não conseguem enxergar nada além desse padrão que rege a moderna humanidade, já que seus corações não estão em sintonia com a referida Verdade que nem a pedra e nem o papel podem conter, apenas o coração que ama e é justo e bom por natureza, e não porque a religião ensinou. Assim, poderá um Salvador nos ajudar, desde que salvemos a nós mesmos deste estado perene de egoísmo e vilania que nos rege a vida.

Agora, se o mundo está acabando, em grande parte por nossa própria culpa, e em outra parte pelos sintomas de todo final de ciclo, e ainda muitos julgam que não precisam de salvadores, de mestres ajudadores, que a ciência e a tecnologia lhes basta, e seus infalíveis intelectos para os guiar a salvo da grande opressão que chega, bem, o que dizer de uma situação dessas? Lugar comum voltar a falar em orgulho. É algo que eu nem mais sei definir.

De novo o exemplo do paciente que detonou toda a sua saúde com seus péssimos hábitos, e está cheio de doenças lhe comendo até os ossos, mas ele diz na cara do médico: não preciso de médicos e hospitais, eu me garanto.

Se é assim para o corpo, o que dizer para as moléstias da alma?

O duro é quando a pessoa acha que não tem doença nenhuma, está íntegra e perfeita em sua mente e opiniões. Não precisam de médicos da alma, de salvadores e instrutores divinos que lhes restaurem a luz nos olhos e a boa consciência da Verdade perdida. Porque eles se bastam, eles se sentem auto-suficientes, tremendamente espertos, inteligentes, sensíveis e esclarecidos. O orgulho não é bom conselheiro.

Então, novamente, deixemos que o tempo demonstre o quão enganados estão!
Até por uma questão de pura lógica, raciocinemos o seguinte: se todas estas manobras dos poderes deste mundo, aquilo que João chamou de Primeira BESTA OU ANTICRISTO, no Apocalipse, e que significa essa aliança entre a política, o militarismo e a ciência tecnológica para exercer domínio, iniciando um programa de extinção em massa (conforme tal da Agenda), e tendo que essa aliança se estende a outros domínios envolvendo grays e aliens do mal, etc etc *(tudo mapeado corretamente pelo Apocalipse), e se tudo isso é real, e se esse monstro chamado BESTA ou ANTICRISTO a cada dia fica mais forte e se instala com maior poder á vista de todos, qual a dificuldade em acreditar no OUTRO LADO DA FORÇA, EM CRISTO E SUA ALIANÇA BRANCA COM ANJOS, ESPÍRITOS DE LUZ E ALIENS DO BEM, DOTADOS DE PODERES TECNOLÓGICOS E ESPIRITUAIS SUPERIORES QUE SE DIRECIONAM PARA NÓS, e podem e querem nos ajudar, só desejando que diminuamos o nosso nível de orgulho e arrogância básicos para poder receber o que eles têm para nos dar?

Afinal, se o Anticristo está chegando, com toda força, e nisso acreditamos, porque não acreditar no retorno do Cristo, seja no papel de Homem Deus, seja no papel de Força Coletiva de Luz, para nos ajudar dentro desse sistema tenebroso? Porque sozinhos, e amparados apenas pelos doutores da lei e fariseus do templo, não teremos como resistí-los. Ou teremos?

A pergunta que eu deixo, enfim, e por mais que eu tente, não consigo responder:

Porque as pessoas acreditam facilmente no Mal, no Anticristo e no Império das forças negativas mas tem tremenda dificuldade em acreditar no equivalente luminoso e bom de tudo isso, o Cristo, o Bem e o Reino Divino prometido pelas Escrituras?

Se o primeiro existe, é real e já se manifesta entre nós, porque seria fictício o segundo?

* Se as pessoas pudessem ter uma pequenina noção do significado da Crucificação… do que este ato representou para o Universo dos espíritos conscientes e vigilantes do Pai em relação ao nosso pequeno mundo e sofrido povo… que ato grandioso, sinfonia magistral que derrubou demônios, abriu infernos e curou almas num tempo em que a caridade estava mais fria que gelo e mais dura que pedra, e lavrou no Livro da Lei uma nova oportunidade para o homem moderno em continuar a sua estrada em busca da luz… mas o moderno não compreende o eterno… a tecnologia assumiu ares de Divindade em nosso tempo porque, como disse o Apocalipse, à Besta foi dado fazer prodígios que impressionariam aos homens, que se esqueceriam de Deus e honrariam a Besta por causa deles. Mas o amor ainda é o maior dos prodígios, porque lhe segue o Espírito da Vida… o amor que não pode sair de uma máquina, tampouco a vida, mas é triste ver que a máquina está tornando a vida cada vez mais artificial e morta, e em máquina transformando todo coração que se entrega a ela.

É preciso despertar, é preciso deixar a luz brilhar por dentro, para que ela suba os olhos e então as Escrituras revelarão toda a sua grandeza, majestade, verdade e poder. Caso contrário, seremos como cães brigando por migalhas às portas de um Templo Celestial cujas portas estarão eternamente cerradas para nós… porque os que já compreenderam que o AMOR é a única religião, e já a praticaram e se transformaram por ela, estes já entraram no templo e mudaram a sua forma, de cães para anjos… e tudo começou com uma decisão!

Apenas seguir o que Cristo ensinou, sem erudições, sem falsidades, sem hipocrisias.

Apenas abraçando uma fé com todo amor no coração…

Sobre as tais contradições na Bíblia que muitos ateus adoram levantar, devemos considerar dois pontos muito importantes aqui. Primeiro ponto, é que geralmente estes doutores que fazem estes estudos, em geral, são ateus ou pelo menos não simpatizantes com o Cristianismo, por diversos motivos, e então, quando se põem a estudar as Escrituras, se movem não pelo Espírito da Verdade, mas pelo espírito da contradição. Em outras palavras, eles já se armam de mente negativa e incrédula e saem na caçada de contradições que, em geral, são pequenas, e até explicáveis, como farei a seguir, fazendo aquele papel dos fariseus que coam o mosquito mas engolem o elefante ou, em outras palavras, debatem sobre o ponto e vírgula, mas vivem suas vidas tortas, imorais e sem qualquer caráter, porque se fixam nos detalhes mas deixam escapar as grandes verdades morais e espirituais das Escrituras, porque elas não as interessam.

Por tal razão eu geralmente não considero os estudos destes doutores da Lei e Fariseus da Letra morta. Porque é somente a letra morta que suas mentes vasculha, ou seja, ficam coando os mosquitos, as contradições de nomes, letras, datas e lugares, mas deixam passar a beleza do Evangelho que é Cristo na sua essência mais pura.

Eles podem apresentar 400 milhões de contradições bíblicas, e ainda assim, não moverão o coração que, blindado pela fé verdadeira e não pela letra morta, é como um invencível rochedo diante de todos os impactos dos oceanos contrários.

Segundo ponto, a Biblia é uma coleção de livros escrita ao longo de 16 séculos por cerca de 40 homens. Se para o Espírito da Revelação a Verdade revelada é homogênea e única ao longo de toda a Palavra entregue, temos que considerar as limitações dos receptores humanos, realmente sujeitos a falhas, apesar de todos os seus esforços mais sinceros.

Tomemos o exemplo de Cristo, um evento de tremenda magnitude que abala a História até os dias de hoje, e que moveu uma corrente de testemunhas, contemporâneas e posteriores a si, e uma enxurrada de registros que, com o tempo, assumiram caráter de posteridade e se tornaram evangelhos de todos os tipos, canõnicos ou apócrifos. Pois bem, mesmo que a pessoa de Cristo seja uma só e sua manifestação, coesa em propósito e sentido, para cada observador vai parecer de um jeito, e se as interpretações são múltiplas e variadas mesmo entre os seus contemporâneos, o que dirá daqueles que, mais a frente, apenas ouviram falar dele e passaram a criar seus próprios registros, evangelhos e narrativas? Por tudo isso é que os primeiros sábios da Igreja julgaram acertadamente reunir apenas os (quatro) evangelhos ditos canônicos porque eram os mais concordantes entre si, e ainda assim, apresentando nuances e variações, mas estas não significam que a História de Cristo seja falsa, apenas significam que os testemunhos variam. Isso é bem fácil de constatar. Levemos uma turma de 40 alunos para assistir um mesmo filme e, depois, durante uma prova, coloquemos todos eles para fazer uma redação sobre o filme, em parte descritiva e em parte, dissertativa (interpretativa) da história assistida. Não existirão nem mesmo dois textos concordantes.

O mesmo se aplica a Bíblia, tentativa humana, dos melhores sábios eleitos por Deus nestes 16 séculos, para apresentar ao mundo o testemunho do seu propósito, Amor, Lei, Inteligência e Verdade. Os testemunhos vão variar, mas isso não significa que mentiram. Isso é bastante fácil de compreender, está dentro da limitação do veículo humano. Então os doutores da Igreja nascente reuniram os quatro evangelhos mais concordantes entre si, o que não invalida os textos apócrifos, apesar de que nem todo escrito antigo que se encontra é necessariamente verdadeiro só por ser antigo: existem mentiras na antiguidade também, e falsos testemunhos contra Cristo e sua Verdade.

Contudo, isso não quer dizer que os apócrifos sejam sem valor. Porém, se as pessoas mal compreendem os evangelhos básicos, para que inserir textos com forte carga esotérica na Bíblia? Agiram bem os sábios que edificaram a Igreja nos seus primórdios.

De qualquer forma, o testemunho da Verdade é totalmente discernível para os que estudam a Bíblia com mente sincera e aberta, porque os que se arma de ceticismo e descrença terão os olhos fechados, a partir do momento que a Inteligência que moveu todos aqueles homens em todo esse tempo na sua escrita ainda vive e está entre nós, chamada Espírito Santo.

E Ele não pode ser subornado por nossas mesquinharias intelectuais e nem astúcias de uma mente descrente e cínica. A Verdade sempre vai encontrar um canal, e se engana quem pensa que o último livro da Bíblia foi o Apocalipse. O último livro da Bíblia está sendo escrito bem diante de nós, agora mesmo, diante da consumação de tudo o que se escreveu, e em que pese as limitações da alma humana, o Espírito nunca falha. E Ele demonstrará a sua Verdade, de uma forma ou de outra, e já o faz, porém, quando não queremos abrir os olhos, não poderá a luz entrar sem ser convidada por um coração que se fechou deliberadamente para ela.

Concordo que a Bíblia sofreu adulterações não do texto original, mas de interpretação, mas quem pode ter o luxo de ter a Escritura original no hebraico e interpretá-la com maior profundidade e conhecimento, pode ir além da interpretação livre de muitos tradutores, mas ainda assim, tais traduções não foram tão contraditórias ao ponto de deixarem de fazer sentido. Podem continuar coando o mosquito, mas o GIGANTE ainda desfila diante deles como Verdade inabalável, e como a Escritura bíblica ecoa em harmonia com outras escrituras a respeito do fim do ciclo, do término da raça e do retorno dos deuses, sim, essa concordância é ainda mais forte do que os mosquitos coados pelos doutores da Lei.

É como aquela história do filme, a história é a mesma, mas cada um interpreta do seu modo. O importante é manter o cerne do enredo, e isso foi mantido. Até porque aquele Espírito Santo da Revelação trabalha em sintonia mental e agrega pensamentos e direciona harmonicamente as inteligências para concordarem entre si, de uma forma geral, dentro da concepção do que se propôs revelar.

Esse CARÁTER UNIVERSAL DA VERDADE É O QUE ESMAGA DE VEZ TODO O CETICISMO MALICIOSO E TENDENCIOSO, COMO QUEM ESMAGA UMA SERPENTE SOB OS PÉS.
Além do mais, não somente os textos religiosos estão sujeitos a este processo de contradição e corrupção por efeito do tempo, devido ao número elevado de testemunhas e manipulação de muitos intérpretes (o que não invalida o evento original). A própria História corrente é repleta de contradições, algumas muito gritantes e que nos fazem questionar tudo o que aconteceu no passado. Nesse ponto, não temos como mudar muita coisa, exceto no dia em que tivermos o poder de acionar a Memória do Universo chamada Akasha.

Mas, no caso específico das Escrituras, havia e há um interesse muito grande da parte de Deus (A quem não podemos ainda suportar em manifestação direta, portanto, Ele emprega a Palavra revelada a canais intermediários, os profetas, santos e gênios) em preservar a Unidade Doutrinária das Escrituras, apesar da multidão de testemunhas, intérpretes, estudiosos e tradutores envolvidos na manipulação dos textos (originalmente em hebraico, Velho Testamento, e Grego, Novo Testamento, textos que ainda existem, no original, e que concordaram com muitos escritos dos pergaminhos do Mar Morto, outra prova de harmonia doutrinária).

A preservação dessa Unidade Doutrinária diante dum quadro desses decididamente não era obra que ser humano algum podia sustentar, senão que somente pôde ser executada por uma Inteligência Superior, Coletiva, trabalhando atemporalmente e pluralizadamente, em todas as mentes as quais se revelou ao longo dos 16 séculos, Inteligência chamada de Espírito Santo e que instruiu desde Moisés a João, do Gênesis ao Apocalipse, trabalhando arduamente para preservar aquela Unidade apesar das reais limitações dos canais humanos a quem se revelou, e os receptores desses canais, e assim por diante, numa corrente que se multiplicou enormemente com o tempo até os nossos dias.

De tal modo que, se ainda temos hoje uma Bíblia com essência doutrinária preservada, apesar de tudo (e as profecias a cada dia têm provado isso) tal coisa consiste num efetivo MILAGRE que só pode ser atribuído a Deus, ou a Inteligência Coletiva, criando uma espécie de Grade Mental Harmônica que ligou todos os autores, intérpretes e organizadores dos textos sagrados, e as pequenas contradições (os mosquitos que os doutores da Lei adoram coar) que inevitavelmente saltam na presença de tantas testemunhas, oculares ou mais ainda, posteriores, envolvendo questões de pouca monta, não chegaram a invalidar a essência da verdade revelada e que realmente importa para os verdadeiros cristãos, a seguir:

CRISTO É O FILHO DE DEUS
CRISTO MORREU POR AMOR DE NÓS
CRISTO RESSUSCITOU E ASCENDEU AO PAI, E PROMETEU VOLTAR NO FINAL DOS TEMPOS, ANUNCIADO PELOS SINAIS PROFÉTICOS, SEPARANDO O JOIO DO TRIGO, RESGATANDO OS SEUS FILHOS TRANSFORMADOS POR SUA VERDADE E POR SEU EXEMPLO (IMITATIO CHRISTI) PELO PODER DA FÉ, E NÃO DA LETRA MORTA SEM OBRAS, FINALIZANDO ASSIM A OBRA DA CRUZ COM A REDENÇÃO FINAL DO HOMEM, A ANIQUILAÇÃO DE TODO O MAL E A EDIFICAÇÃO DE UM REINO PERENE DE VERDADE E JUSTIÇA NESTE MUNDO TRANSFORMADO PELOS CATACLISMAS CURADORES.

Isso é o que realmente importa ao cristão legítimo, e tal essência de verdade fora preservada ao longo dos séculos, apesar os mosquitinhos das contradições, se é que todas elas são reais ou forçadas por ateus, que têm interesse em fazer com que Cristo não exista.

Deus é uma força cósmica, sem dúvida, mas também se manifesta da forma mais grandiosa no Universo, e essa forma é em cada coração que se torna canal do seu Amor e Verdade, como Cristo. Todos nós temos potencial da cristificação interna. E todas as almas que passam por ela são chamadas de Cristos, de Ungidos, de Messias, de Filhos de Deus, de Budas, de Bodhisattwas, de Anunnakis, de Anjos, de Devas, etc. E suas antíteses, os demônios, os espíritos caídos, etc.

Os termos realmente não importam se a compreensão se adiantar a todos eles.

O que importa é a Alma da Doutrina, que nos chegou intacta até os dias de hoje, milagrosamente, e têm transformado muitos corações pelo poder da fé que mata a letra morta e se revela por obras de amor que realmente concedem redenção ao espírito humano por meio de um poder que transcende o intelecto e alcança a central da fé, onde carne e espírito se encontram, e essa central é o nosso coração, e sua religião única e eterna, o Amor… a despeito dos tantos mosquitos coados pelos doutores da Lei, frios como gelo, em cujos corações morreu toda caridade, compaixão e discernimento, causa esta das trevas persistentes em suas mentes nunca inspiradas, ainda que ostentem diplomas nas paredes. Mas os doutores da Lei sempre existirão, estavam lá para afrontar o Filho de Deus e continuam fazendo isso. Porque sua competência só chegou até aqui.

Porque o que os move não é o Amor em busca da Verdade e sim, a astúcia maliciosa e tendenciosa.

Mas, para o cristão renascido dentro desse batismo da Verdade que seu coração discerniu no mundo da fraude e da mentira, coração esse sempre em sintonia com o Sagrado e o Divino, dentro e ao redor, onde quer que Ele se apresente, não serão máquinas holográficas e nem armadilhas tecnológicas que irão fazer perecer aquilo que, dentro de nós, é maior que o mundo, e é chamado também a vencer o mundo, se entrarmos em aliança com Aquele que o fez antes de nós e por isso foi chamado de Filho de Deus.

O grande mal do nosso tempo é a supervalorização da tecnologia enquanto os trabalhos com o espírito são negligenciados, e seus poderes enormes, tombam ainda desconhecidos por isso. Mas são poderes formidáveis que, se despertos, nos tornariam unidos à Alma Cósmica Divinal e, portanto, nos fariam invencíveis.

Contudo, é esse estado de imaturidade espiritual e adormecimento negligente que nos torna tão vulneráveis ao cerco das trevas.
Então, que nós possamos abraçar de vez esta profissão de fé verdadeira, e lembrar que estamos todos no mesmo barco, e que somos irmãos, todos nós, filhos dum mesmo Pai, e que não deveríamos estar nos degladiando por causa de mesquinharias num mundo terrível onde tantos já estão morrendo à míngua e debaixo de sofrimento atroz, enquanto nós ainda temos tanto, mas não sabemos aproveitar e nem partilhar devidamente a alegria de podermos ainda estarmos juntos falando livremente sobre estas coisas…

Observação: um dos argumentos mais usados pelos ateus é aquele: “como pode um Deus de amor se portar como o terrível Jeová bíblico, que matava e mandava matar os ímpios do seu povo?”

Não que os ateus se preocupem em compreender a Justiça Còsmica, o que os move na verdade são argumentos que possam combater o espírito da religião, apenas isso.

O Deus de Amor é, antes de tudo, um Deus de Justiça. E a Justiça, quando necessária, tem que punir. Porque Amor conivente com o crime, a depravação, o homicídio e com tudo o que não presta no caráter do homem não é mais Amor. É hipocrisia.

Amor é Lei, mas não aquele tipo de Lei do Inferno “FAZE TUDO O QUISERDES, HÁ DE SER DA LEI”. Esse é o mandamento do Inferno. Amor é Lei segundo a sentença: FAZ TUDO AO SEMELHANTE CIENTE DE QUE ISSO MESMO RECEBERÁS DE VOLTA. SE DERES AMOR, RECEBERÁS AMOR. SE DERES O MAL, O MAL RECEBEREIS”.

Devemos saber que aqueles que Jeová punia, segundo o Velho Testamento, eram os assassinos, os pervertidos, os orgíacos, os que praticavam prostituição nos templos sagrados e os que atiravam suas crianças nas fogueiras em honra ao ídolo Moloc. Como é que Deus poderia deixar viver uma gente de tal tipo, incorrigível e irrecuperável, no meio do seu povo justo infiltrada e até ameaçando a existência física e moral de tal povo justo? Proteger o filho mal que executa o filho bom? Que lei é essa? Donde ela veio e por quem nos foi inspirada?

Todo pai e mãe sabem que se eles disserem sempre SIM aos desejos dos seus filhos e, ao mesmo tempo, não punirem seus erros com rigor, fazendo vista grossa a todas as coisas erradas que eles fazem, estarão criando monstros para a sociedade.

E se Deus tivesse deixado vivo aquele povo diabólico naqueles tempos, ele teria se espalhado e se inflitrado no seu povo e em outros, de tal modo que a Terra já teria acabado como civilização organizada.
Deus sabe o que faz, o homem não sabe o que diz.

É só olhar no exemplo do Brasil, e o avanço da criminalidade não tem outro causador senão que a impunidade e a justiça frouxa demais para com o crime. Está criando monstros, todos os dias. Porque a Pena de Morte já existe, não para o criminoso, mas para o homem de bem indefeso em suas garras.

E na verdade, sabemos que Deus não pune ninguém, nossos atos é que nos absolvem ou nos condenam, sempre. A misericórdia só existe quando há arrependimento, a Bíblia é bastante clara e enfática nesse ponto. Mas para o crime premeditado e recorrente, só a Justiça rigorosa poderá contê-lo em nome de um bem maior que transcende em importância a existência de um único indivíduo delinquente e irrecuperável, capaz de perverter sozinho todo um povo e uma sociedade.

Por isso as questões legais na Bíblia eram tão delicadas e exatas, apesar de parecerem injustas segundo o conceito hipócrita de muitos.
Volto a dizer: Deus não pune ninguém: nossos atos nos absolvem ou nos condenam.

O próprio Cristo declarou sentenças mansas ao justos e severas aos ímpios sem arrependimento.

E fechou com chave de ouro: AQUELE QUE FERE COM A ESPADA, PELA ESPADA SERÁ FERIDO.

A Lei do Amor é CAUSA E EFEITO.

Dê amor e terá amor. Dê perdão e terá perdão.
Ofereça o Mal e o Mal te voltará.

Não poderia ser mais simples, perfeita e justa tal Lei, que entra em ressonãncia com o comportamento relativo e quântico do Universo Físico.
Só poderia ser de Deus, simples, perfeito e justo em tudo.
Amor é Lei, Lei é Justiça, Justiça é Causa e Efeito.

E a Causa e Efeito é o modo do Universo conter o que há de mal em nós mesmos enquanto expande o que há de bom ao infinito!
É o homem que pune a si mesmo e cria todos os seus infernos, de dentro e de fora, sem que Deus tenha qualquer coisa a ver com isso.

Porque volto a repetir: para o poder de CRISTO, a Tecnologia é NADA.
Para o homem que venceu a morte, a màquina é NADA.
E ele disse aos seus, antes de partir: VIGIAI E ORAI, porque as forças tenebrosas avançam, e que elas não vos peguem dormindo!
E concluiu:

NÃO SOIS DESTE MUNDO, EMBORA ESTEJAIS NESTE MUNDO.
ASSIM COMO A MIM, O MUNDO VOS ABORRECERÁ, E TEREIS AFLIÇÕES.
PORÉM NADA TEMAM, O QUE ESTÁ DENTRO DE VOS É MAIOR QUE O QUE ESTÁ NO MUNDO!
NADA TEMAM!
EU VENCI O MUNDO!
E EU ESTAREI CONVOSCO ATÉ A CONSUMAÇÃO DOS TEMPOS.!

O que fazer? Só nos resta buscar a comunhão com CRISTO, em atos, palavras e pensamentos, oração, meditação, prática, vigília e interiorização, discernindo o que é bom do que é mau e se esforçando em sintonizar o coração com toda a Verdade, repelindo a mentira e a fraude, ainda que vestidos de ouro.

Quando as trevas ocupam o coração, é tudo o que os olhos verão do lado de fora, e nada além disso. Mas quando a Luz de Cristo está dentro do coração, então ela sobe aos olhos e o Universo-Deus se revela, e a letra morta é transcendida, e a Escritura da Verdade revela seu sentido.
Por ser uma luz cuja nascente é dentro, poucos a possuem, porque pecam ao esperar por ela somente do lado de fora.
Nosso coração é um rochedo se ele tiver fé, e nenhum oceano poderá movê-lo do lugar.

O oceano faz o seu papel, as ondas são atiradas contra o rochedo, mas o tempo passa, as ondas baixam e lá fica firme o rochedo, para sempre.
Esse é o coração do cristão verdadeiro, e a fé, a dureza de sua rocha. E sobre essa rocha é que edificamos a religião verdadeira, que é a comunhão com Deus.

Acabou o tempo da Igreja, acabou o tempo das doutrinas, acabou o tempo da especulação religiosa e científica. Quando falei que terminou a era dos homens e começou a era dos deuses, me referi a certa promessa de Jesus Cristo, muito antes de existir Igreja, Kardec, Eliphas Levi, Teosofia ou qualquer outra doutrina que mira reflexos, não a luz direta.
Mas agora a Luz direta brilha, e quem puder suportar seu brilho, que a veja, ou então, caia cego.

Se nem os apóstolos podiam, naquele tempo, suportar a Verdade de Cristo, que dirá nós? O mundo ainda não está pronto para ela, de modo geral, mas quem estiver pronto, a Verdade lhe batizará, e este será transformado, e esse batismo implica em atirar velhas crenças para fora, todas as que não se coadunam com o Espírito da Verdade, e isso é o mais difícil para a grande maioria. Está tudo aqui, claro como cristal, antes de existir Igreja, ismos e ismos, e todos os religionismos conflitantes e modernos.
Ele, Cristo, volta para os que estiverem prontos para a Sua Verdade libertadora.

Tivemos dois mil anos de sucessivas reencarnações não para compreender a Verdade de Cristo, mas para nos preparar para a Sua Chegada e retorno anunciado.

Jesus ensinava por parábolas porque as pessoas não podiam ainda compreender as verdades do Alto. Era preciso preparação, e os ensaios religiosos dos tempos refletem essa escola dura, difícil, em busca da transcendência da crença separatista rumo ao amor congregante e harmônico.

Eu não defendo a Igreja. Defendo a Verdade, que foi promulgada pela boca do Filho de Deus antes de existir Igreja.

O Retorno de Cristo significa, principalmente, o retorno de Sua Verdade, não para o mundo, que se apartou dela, mas para os poucos que estiverem prontos para mirar sua luz direta, sem reflexos, e suportarem-na sem tombarem cegos: PORQUE A LUZ INTENSA TAMBÉM NOS DEIXA NA ESCURIDÃO E NOS CEGA SE NOSSOS OLHOS NÃO PUDEREM SUPORTÁ-LA.

Por isso Cristo ensinou por parábolas e por isso os divinos mestres não falaram tudo o que sabiam.

Pois se até o pouco que foi dado e ensinado, o mundo se porta da maneira como vemos, imagine se desse tudo? A humanidade já teria enlouquecido.
Ter novos olhos para enxergar significa estar disposto a abandonar velhas crenças, por maior que seja o nosso apego a elas. E é essa a riqueza mais difícil de abandonar, não a riqueza de dinheiro, mas a riqueza conceitual, intelectual, a noção equivocada e limitada que nos impede de ver acima e além.

Esse é o rico da parábola: é mais fácil um camelo passar por um buraco de agulha que um rico entrar no reino dos céus: o rico de si mesmo.
O problema é que estamos querendo discutir e discernir o Ilimitado *DEUS com compreensão e mente muito limitados, e não estamos dando conta do erro que temos feito, o de querer adequar o Ilimitado DEUS ao nosso limitado aparelho de compreensão, sendo que deveríamos cuidar do contrário, ou seja, procurar ampliar o limitado aparelho de entendimento que nos serve para então começar a escalar notas mais altas de compreensão do Ilimitado.

Nosso erro tem sido esse, queremos adaptar o oceano ao nosso dedal de recepção, ao invés de jogar fora esse dedal e buscar por vasos cada vez maiores.

Mas quem disse que estamos dispostos a jogar fora o dedal que nos é tão caro?

É sobre isso que versam as parábolas de Cristo, a transformação do homem para que ele possa entrar em comunhão cada vez maior, mais profunda e ampla, com a Verdade Divina.

A Igreja de CRISTO não é formada por pedras ou dogmas, e sim por espíritos celebrando uma união invencível e uma egrégora de luz, amor e poder capaz de cobrir todo o Universo e criar mundos, e erguer reinos, e fazer o milagre da vida aparecer e brotar onde quer que ela se instale.
Porque onde dois ou mais falarem de mim, aí estarei entre eles.

A Igreja de Cristo é tão somente o Amor Congregador como expressão final de todos os nossos esforços, buscas, limitações, perguntas e caminhos, nesta e noutras existências. A VIDA é um milagre desse amor de união.
Porque tudo, tudo temos feito, e muito, mas tudo muito mais no terreno da teoria que no da prática.

Esta é a diferença entre letra morta e fé, em que religião for.

HUMILDADE PARA ESVAZIAR.
PUREZA PARA RECEBER.
GRATIDÃO PARA PASSAR ADIANTE.

PORQUE, PARA VENCER O ANTICRISTO, QUEM MAIS DO QUE O PRÓPRIO CRISTO? TANTO NO SENTIDO INDIVIDUAL COMO COLETIVO, SOMENTE O CRISTO PODERÁ DERRUBAR O ANTICRISTO E LIBERTAR A HUMANIDADE. Daí que resistir-lhe na fé é pura ignorância, até porque não acredito que as máquinas dos poderosos chegaram a tanto. No mais, eles querem é ter algum argumento para que, quando se cumpra a profecia do TODO OLHO O VERÁ, EIS QUE ELE VEM COM AS NUVENS, os céticos digam: AH, ISSO AÍ É PROJEÇÃO HOLOGRÁFICA, NÃO É REAL! COntudo, saberemos que não será tão fácil assim dar tais explicações, quando Ele finalmente se apresentar ao mundo e cumprir a mais esperada das profecias: o Seu Retorno e o Arrebatamendo da Sua Igreja COngregada de 144 mil justos comprados da Terra, antes que ela se desintegre debaixo dos cataclismos e contaminada pelos atos da própria civilização apartada de sua Verdade e Justiça.

*Resumindo,
o Programa do Anticristo consiste, por meio da tecnologia e de uma cultura e sistema cada vez mais dependentes da máquina, transformada em coisa natural em nosso dia-a-dia, converter o ser humano numa máquina, pensamentos pré-fabricados do dia que nasce ao dia que morre.
E por que?

Ora, tem coisa mais fácil de se programar do que uma máquina, segundo a vontade do operador?
Só o poder do Cristo VIVO pode nos libertar desse pesadelo da pior das escravidões possíveis.

E a apoteose desse programa já está chegando, quando a computação for combinada aos processos neurológicos. Então a programação poderá ser completa, direta: a mente humana transformada num computador que recebe dados e executa tarefas conforme a programação.

Na época dos escravos da antiguidade, somente seus membros eram presos nas correntes. Mas sua mente era livre para ter esperanças e arquitetar planos de fuga ou movimentos de revolta. E seus lábios, abertos e franqueados para rezar e clamar por ajuda.

Num sistema de máquina, a mente está acorrentada, e aí todo desejo de liberdade se faz impossível de sua parte. A mensagem subliminar dos zumbis e vampiros e criaturas similares da mídia moderna vai nessa direção, a geração alienada, programada, manipulada no pensamento. 666.
Mil vezes preferível as religiões, com todas as suas imperfeições e riscos, do que isso.

Porque na religião se fala em um Deus Vivo presente na Natureza e na humanidade congregada, se fala em respeito mútuo e lei de causa e efeito. Se ensina as primeiras noções da Justiça, Direito e Liberdade, domínios do Espírito e da Vida, e se prepara a alma para verdades maiores e experiências melhores.

As religiões são só o começo. A Bíblia é somente o passaporte do cristão legitimo para maiores realidades e melhores existências.
Porém, no universo da máquina, tudo se resume ao programa daquele que a manipula.

O Sistema capitalista já nos têm transformado em máquinas de trabalho para manter o capital crescendo e circulando (para eles). A cultura de máquina, ciência e tecnologia, já está preparando o caminho para o advento do Robo Sapiens, o aspecto mais negro e decaído possível do homem natural.

A máquina não tem vida, a Vida artificial não existe. A vida sai do espírito.O que a máquina faz é somente manipular a vida já existente, do espírito. A máquina não ama. Não reage a nada. Não protesta, não tem esperança, não tem fé, porque Deus diante dela é tão somente o seu programador.

O ESCRAVO IDEAL!

Como pode reagir a máquina diante do programador se, incluso no programa, no download dos arquivos profundos do Inconsciente, está o pensamento de que tudo está normal, tudo está bem, e a realidade é somente aquela que o programador executa na memória da máquina?
É a partir do Inconsciente que o Robo Sapiens está sendo criado, onde o homem é completamente indefeso e vulnerável justamente por estar inconsciente de todo o processo lento, na raiz da própria consciência.
Contra esse sistema não há humana nem racional defesa. Só sobre-humana e divina mesmo.

Isso é a morte em vida.
Sem Espírito, sem Vida, sem cor, sem perfume, sem rosa, sem nada.
Só o Cristo pode nos libertar desse pesadelo do Programa da Nova Ordem.
Porque Cristo disse: EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA.
Se o Anticristo é a sua antítese, ele é a Perdição, a Mentira e a Morte.
E seu desejo é destruir as flores do campo para criar flores de plástico com aromas artificiais.

Seu desejo é destruir homens de alma para construir robôs em série ao seu serviço. Já está fazendo isso com o pensamento de muitos. Pena que muitos estão contemplando esse falso deus no lugar errado, nos anunnakis, em Jeová, etc. Mas não o enxergam bem diante de si atrás do seu número moderno, cheio de olhos e ouvidos, e bocas e mentes, exercendo o controle de tudo. Não lá, mas aqui é onde ele está.
Nenhum falso deus ensinaria o homem a amar, a respeitar a Natureza, o semelhante, e a caminhar com retidão para se alcançar liberdade, felicidade e iluminação.

CRISTO foi o porta-voz do genuíno Deus, Aquele que criou toda a Vida pelo poder supremo do Amor por meio do Som, Palavra, Verbo ou CORDAS.
Pois desde a sua queda, Lúcifer prometeu vingança, e nada podendo contra Deus, se aplicou na destruição da mais bela criação Sua, o homem. E no seu desejo megalômano de semelhança, procurou pela Tecnologia para materializar uma criação toda artificial, por meio da qual se presuma e mesmo se intitule Deus diante dos homens, especialmente o Robô-sapiens acima descrito. Um homem-robô num mundo virtual para dizer a Deus: Eu me fiz DEUS como Tu! Entretanto, o Anticristo até pode manipular vida e edificar uma civilização inteiramente artificial e nela colocar um homem similar. Só não pode manipular uma coisa: o Espírito. Daí a sua eterna incapacidade, por mais que tente, de criar vida, partindo para todo tipo de artificialismo que modernamente a tecnologia lhe permite, como já permitiu em outros tempos.

E essa é a diferença essencial entre um e outro, entre o falso deus e o Deus vivo: nenhum Blue Bem, Haarp ou outros engodos enganarão o coração do cristão legítimo. Porque seu coração sempre saberá distinguir entre um e outro no universo das aparências.

Em tudo o que Deus é e pode, o Anticristo simulará ser e poder.
Mas dentro de todas, e de cada uma de suas simulações, não encontraremos jamais espírito, nem amor, nem vida, na qualidade de falso deus pretendendo uma falsa criação.

E o seu instrumento é a tecnologia, com a qual deseja replicar artificialmente o universo e tudo o que nele há. E o seu discurso de argumentação, a ciência ateísta.

Para convencer o mundo e a si mesmo de que ele é Deus. Porque o Diabo não é ateu, e nunca foi. Ele, melhor do que ninguém, sabe da existência do Criador, mas prega o ateísmo como estratégia para quebrar o poder da fé da humanidade e atuar melhor em campo neutro nas mentes então desarmadas e expostas à sua furtiva ação subconsciente, implementando o conceito de que ele é deus, e nenhum outro.

Um deus sem vida, sem espírito, sem cor, sem perfume, sem rosa, sem nada, que só pode convencer os iguais a ele, sem vida, sem espírito, sem cor, perfume, rosa, sem nada.

MARANATA

A RELIGIÃO FOI IMPLANTADA PARA FREAR OS HUMANOS…
É por isso que ela, a religião, é tão atacada atualmente.
Em parte, porque o ser humano já percebeu que ela foi criada mesmo para frear a besta-fera inata de todos.
E segundo, porque o ser humano quer quebrar todos os freios, mesmo aqueles que foram colocados para o seu próprio bem.
Por outro lado, os velhacos, as bestas-feras que subiram ao poder, não se importaram em manipular religiões para continuar exercendo o controle.
Nada mais intimidador para o povo do que se fazer parecer a ele o porta-voz de algum deus!
Se o verdadeiro Porta-Voz ou Pontífice, Jesus Cristo, pregou a libertação pela verdade, não há como associá-lo com todos estes padres, pastores e pregadores da mentira moderna.
Há que se separar bem isso.
Desde aquela época, Cristo mostrou outra face da religião, não a face que intimida a besta-fera inata dentro de nós, mas a face que convida o anjo dentro de nós a ouvir as verdades do amor.
Essa foi a grande virada de tônica na transição do Velho ao Novo Testamento.
O Velho Testamento é realmente formado por códigos rígidos que freavam o animal dentro de nós.
Mas o Novo Testamento deu um salto, e se tornou a voz do amor a convidar o Anjo também inato dentro de cada um.
Na luta entre o Animal e o Anjo, ganha aquele que voce alimentar.
E essa decisão é de cada um.
O Velho Testamento nos obriga a sermos bons, controlando a fera interior.
Mas o Novo Testamento nos convida a exercermos a melhor parte de nós.
Realmente, tem que começar pelo auto-controle.
Sem ele, não teria como terminar na livre decisão do Amor.
Por isso, cada coisa que a religião nos deu está em seu perfeito lugar no tempo certo da evolução da consciência humana.
JP em 31.07.2019

Comentários