Templates by BIGtheme NET

Arquivo Crop Circle IV – mensagens venusianas

 

 

 

 

 

 

Anúncios do Segundo Sol nos crops circles

Crop circle importante, de 8 de Julho de 2008. Provavelmente a representação simples do Segundo Sol ou estrela Nêmesis, a companheira invisível do Sol (tanto que ela aparece escura, invisível, diferente do Sol, no disco central, que está claro). Ao seu redor, 40 pontos em órbita… esses pontos podem representar os asteroides, meteoros, cinturão de Van Allen ou a Nuvem de Oort… e todos os argumentos sobre o atual efeito bilhar nos meteoros do sistema solar… resta dizer que 40, na linguagem bíblica, é símbolo de penitência (40 dias na Arca, 40 dias no deserto, etc).
E o nome da Estrela, Absintho, significa Amargura no mesmo sentido do número 40, penitência ou purificação (pelo fogo).
Porque, o que a água já não limpa mais, o fogo com certeza limpará!

 

 

 

 

POR QUE acredito na iminência de um CÓDIGO FINAL?

Bem, desde o início do fenômeno crop circle composto por mensagens inteligíveis sem serem meros círculos, anéis ou grupos de círculos, este ano (2019) alcançamos o 30° ano do fenômeno (entrando no ciclo de Saturno).

Abaixo, você vê a imagem do PRIMEIRO PICTOGRAMA CROP CIRCLE composto por uma mensagem em código: ele aconteceu no dia 23 de Maio de 1990, em Chilcomb Farm, Cheesefoot Head, na Inglaterra.

Esta foi a PRIMEIRA IMAGEM COLOCADA PELOS EXTRATERRESTRES NO SENTIDO DE COMPOR UMA LONGA SÉRIE DE IMAGENS E MENSAGENS, como quem escreve um livro, palavra por palavra, capítulo por capítulo.

Neste ano de 2019, entramos no capítulo 30.
Porque 29 anos se completaram em maio de 2019.

A primeira imagem fala de um sistema duplo ligado por um eixo central e o padrão 11:11, que os esotéricos costumam chamar de PORTAL DO TEMPO.

Curiosamente, no Apocalipse 11:11, o registro sobre a morte e ascensão das duas testemunhas de Deus numa nave, nuvem brilhante.

São duas entidades ligadas por um eixo, podem ser dois planetas, Terra e Vênus, e pode ser junto com isso duas estrelas, o nosso Sol e o Sol Sírio, dando uma impressão acêrca da identidade oculta dos mestres extraterrestres por trás destas formações. Ou Sol-Nêmesis, sistema solar binário.

Este é ano 30 das mensagens, já se passaram 29 anos desde 1990, e o fenômeno nunca foi interrompido, pelo contrário, ele só cresceu em número e complexidade das figuras. E o principal, as figuras sempre seguiram uma linha contínua de lógica, uma continuidade de mensagem, como palavras em série numa frase inteligível.

E até hoje, o fenômeno que, começando na Inglaterra pelos idos dos anos 1970 a 1980, na forma de círculos, anéis e outras figuras simples, assumindo então o caráter de linguagem pictográfica a partir dos anos 1990, se estendeu para diversos países do mundo, inclusive o Brasil, continua sem “explicação oficial”.

A explicação real é aquela que todos nós sabemos, mas as autoridades insistem em não reconhecer: TRATA-SE DE UM EFETIVO CONTATO COM AS INTELIGÊNCIAS EXTRATERRESTRES.

O Código Final nos leva a uma concretização desse contato.
Houve inclusive outro paralelo que estabelece a duração de 26 anos. Foi em relação à mensagem enviada por cientistas em Porto Rico, no Telescópio de Arecibo, no dia 18 de Novembro de 1974, e que foi respondida por um par de crops circles no campo de Chilboltom, Inglaterra, bem diante de um rádio telescópio, no mês de Agosto de 2001, 26 anos e 9 meses depois.

Para quem estuda o fenômeno, como eu, a imagem acima é uma referência forte, e uma direção certa do teor do código final, que nunca saiu da linha iniciada em 1990, apenas se expandiu e assumiu complexidade.
Rumo a conexão final que revelará um contato (reservado).

 

JP em 17.09.2019

Comentários