Templates by BIGtheme NET

Arquivo Crop Circle IV – mensagens venusianas

 

 

 

 

 

 

Anúncios do Segundo Sol nos crops circles

Crop circle importante, de 8 de Julho de 2008. Provavelmente a representação simples do Segundo Sol ou estrela Nêmesis, a companheira invisível do Sol (tanto que ela aparece escura, invisível, diferente do Sol, no disco central, que está claro). Ao seu redor, 40 pontos em órbita… esses pontos podem representar os asteroides, meteoros, cinturão de Van Allen ou a Nuvem de Oort… e todos os argumentos sobre o atual efeito bilhar nos meteoros do sistema solar… resta dizer que 40, na linguagem bíblica, é símbolo de penitência (40 dias na Arca, 40 dias no deserto, etc).
E o nome da Estrela, Absintho, significa Amargura no mesmo sentido do número 40, penitência ou purificação (pelo fogo).
Porque, o que a água já não limpa mais, o fogo com certeza limpará!

 

 

 

 

POR QUE acredito na iminência de um CÓDIGO FINAL?

Bem, desde o início do fenômeno crop circle composto por mensagens inteligíveis sem serem meros círculos, anéis ou grupos de círculos, este ano (2019) alcançamos o 30° ano do fenômeno (entrando no ciclo de Saturno).

Abaixo, você vê a imagem do PRIMEIRO PICTOGRAMA CROP CIRCLE composto por uma mensagem em código: ele aconteceu no dia 23 de Maio de 1990, em Chilcomb Farm, Cheesefoot Head, na Inglaterra.

Esta foi a PRIMEIRA IMAGEM COLOCADA PELOS EXTRATERRESTRES NO SENTIDO DE COMPOR UMA LONGA SÉRIE DE IMAGENS E MENSAGENS, como quem escreve um livro, palavra por palavra, capítulo por capítulo.

Neste ano de 2019, entramos no capítulo 30.
Porque 29 anos se completaram em maio de 2019.

A primeira imagem fala de um sistema duplo ligado por um eixo central e o padrão 11:11, que os esotéricos costumam chamar de PORTAL DO TEMPO.

Curiosamente, no Apocalipse 11:11, o registro sobre a morte e ascensão das duas testemunhas de Deus numa nave, nuvem brilhante.

São duas entidades ligadas por um eixo, podem ser dois planetas, Terra e Vênus, e pode ser junto com isso duas estrelas, o nosso Sol e o Sol Sírio, dando uma impressão acêrca da identidade oculta dos mestres extraterrestres por trás destas formações. Ou Sol-Nêmesis, sistema solar binário.

Este é ano 30 das mensagens, já se passaram 29 anos desde 1990, e o fenômeno nunca foi interrompido, pelo contrário, ele só cresceu em número e complexidade das figuras. E o principal, as figuras sempre seguiram uma linha contínua de lógica, uma continuidade de mensagem, como palavras em série numa frase inteligível.

E até hoje, o fenômeno que, começando na Inglaterra pelos idos dos anos 1970 a 1980, na forma de círculos, anéis e outras figuras simples, assumindo então o caráter de linguagem pictográfica a partir dos anos 1990, se estendeu para diversos países do mundo, inclusive o Brasil, continua sem “explicação oficial”.

A explicação real é aquela que todos nós sabemos, mas as autoridades insistem em não reconhecer: TRATA-SE DE UM EFETIVO CONTATO COM AS INTELIGÊNCIAS EXTRATERRESTRES.

O Código Final nos leva a uma concretização desse contato.
Houve inclusive outro paralelo que estabelece a duração de 26 anos. Foi em relação à mensagem enviada por cientistas em Porto Rico, no Telescópio de Arecibo, no dia 18 de Novembro de 1974, e que foi respondida por um par de crops circles no campo de Chilboltom, Inglaterra, bem diante de um rádio telescópio, no mês de Agosto de 2001, 26 anos e 9 meses depois.

Para quem estuda o fenômeno, como eu, a imagem acima é uma referência forte, e uma direção certa do teor do código final, que nunca saiu da linha iniciada em 1990, apenas se expandiu e assumiu complexidade.
Rumo a conexão final que revelará um contato (reservado).

 

JP em 17.09.2019

 

 

 

Série Crops Circles fantásticos

O Gato alado de 2016
No dia 21 de Julho de 2016, Inglaterra, este maravilhoso crop circle apareceu, plenamente amparado sob simbologias egípcias e cabalísticas.
A face do gato se relaciona a deusa egípcia Bastet, relacionada aos eclipses solares, à maternidade, gestação e nascimentos. Uma deusa protetora da maternidade (raio da Lua, guardiões).
A face da deusa foi ornada com par de asas de escaravelho, outro símbolo sagrado do antigo Egito, que assinala o deus Khepri, deus do Sol nascente, e significa o retorno do Sol, ou a ressurreição.
Cada asa tem 16 penas, e duas se somando em uma só na base: total, 33 penas.
Ora, o número-mestre da maçonaria e a idade de Cristo quando ressuscitou, representando a mesma coisa que os símbolos egípcios. Um conhecimento linear acontecendo aqui.
Mas o detalhe que poucos percebem é este:
Repare nos elementos da face do gato.
Ela se coloca debaixo de um Sol eclipsado.
Na testa, uma letra V e um raio que, descendo do eclipse, parece penetrar na cabeça do gato.
O nariz do gato tem um formato de pirâmide, enquanto que a boca, debaixo do nariz, um formato de sepulcro ou sarcófago.
Ou seja, a mensagem sutil e poderosa das pirâmides que canaliza energia dos eclipses e alinhamentos cósmicos para introduzir nos sarcófagos e promover a ressurreição mística do faraó.
Por isso, a conexão com a deusa gato (dos eclipses) e o deus escaravelho (dos renascimentos).
Porque, para eles, pirâmides eram (e continuam sendo) máquinas de ressurreição.
Porém, como não deixaram manual de instruções, atualmente elas não passam de montanhas de pedra para a arqueologia capenga.

 

 

 

JP em 26.09.2019

 

 

Série crops circles fantásticos
Assinatura dos Venusianos

O primeiro crop circle pentagrama, representando o modelo de revolução sinódica do planeta Vênus a desenhar nos nossos céus um pentagrama a cada 8 anos (terrestres) apareceu em 4 de setembro de 1993, e foi chamado Mandala Bythorn, por causa do local onde apareceu, na Inglaterra.
Ele trouxe um pentagrama com dez pétalas *alusão ao chakra manipura, que pertence ao planeta Vênus na escala dos sete planetas relativas aos chakras, e inseriu duas órbitas ao redor do núcleo solar, alusão à órbita venusiana.

Símbolos assim sempre apareceram nos campos de cultivo da Inglaterra, desde 1993, de modo que o pentagrama se tornou como uma espécie de assinatura anual nas temporadas em curso.

Porém, um destaque para este crop circle, de 1998, 4 de julho, 5 anos depois de 1993 e o primeiro modelo.

Ele é composto por dois pentagramas idênticos, um sobreposto ao outro, formando dez pontas. E reproduz a simbologia dual de Vênus, como era conhecida na antiguidade, desde os romanos até os maias. Os romanos chamavam Vênus matutina de Lúcifer, e Vênus vespertina de Vésper, derivando daí o termo para Vênus poente.

Ou seja, o mesmo planeta Vênus, se colocando antes do nascer do Sol ou depois do por do Sol, conforme o ângulo de posição do astro em relação a Terra. Os maias já sabiam desse efeito astronômico, entre tantos outros.

Este crop circle também dispôs, junto das duas estrelas sobrepostas, um Sol central e duas órbitas, com relação a órbita de Vênus, e o anel externo sugerindo a órbita ou campo de translação da nossa Terra.

Mas o que mais impressiona neste crop circle em particular são as três assinaturas ao redor do mesmo.
Duas delas relacionadas diretamente a símbolos venusianos, como o Tau cristão e o Ankh (cruz ansata) egípcio.

O outro símbolo é uma espécie de chave que aparece desde 1990, quando os pictogramas começaram na Inglaterra.
E repare, este belo pentagrama apareceu depois de oito anos (terrestres) desde o início das mensagens pictográficas em 1990 (1998)

Oito anos na Terra é o tempo em que Vênus volta para a sua posição de pentagrama no céu!

Ou seja, sem sombra de dúvida, Venusianos são os autores principais destas mensagens ao mundo.
O que eu não entendo é como tantos pesquisadores sérios do fenômeno ainda não deram conta disso, e ficam falando em arcturianos ou pleidianos envolvidos… o que está bastante incorreto. Pelo menos, tal declaração não é sustentada pelo estudo e pesquisa serial dos objetos, talvez mais pela fantasia mística de alguns grupos.

 

 

UFOs e Piramides – Analogias

O Ufo Pirâmide

Crop circle de 7 de Junho de 2007, Inglaterra.

Uma nave em forma de triângulo ou mesmo piramidal, mergulhando em portais do Sol, o que explica tantas aparições estranhas de UFOs diante das lentes da SOHO.

UFOs triangulares e até piramidais tem sido avistados no mundo inteiro.

Sabendo que a Pirâmide é uma clássica geometria da famosa Merkabah dos deuses, que traz um sentido não só de veículo espacial, mas também de maquinário de abertura de dimensões, então estas imagens e mensagens crop circle dão uma boa noção do nível tecnológico dos nossos instrutores…

Porque tanto UFOs como Pirâmides acionam, de modos diferentes, passagens dimensionais. Enquanto o UFO precisa do movimento para isso, a Pirâmide imóvel aproveita as energias da Terra e dos alinhamentos cósmicos para realizar a mesma coisa.

Então, o que consideramos?
UFOs e Pirâmides participam de tecnologias análogas, direcionadas a um mesmo propósito!

JP em 19.10.2019

 

 

A primeira representação das Plêiades

Esta imagem é uma foto rara, não existe na Internet, porque eu a extrai do meu arquivo particular, de uma publicação francesa de 1997 intitulado (o livro) “L’INEXPLIQUÈ”, autoria de Robert Laffont, no capítulo “Círculos de Cultivo”.
Trata-se de um registro ainda dos anos 1980, num campo da Inglaterra, da primeira formação (entre outras posteriores) a retrata o traçado da constelação das Plêiades.

A mensagem adicional é que a Lua crescente foi colocada ao lado dela, com uma sugestão:
O primeiro e o último, ou seja, o primeiro grupo de astros, o mais distante, e o último astro, o mais próximo, a Lua, a enviar energias especiais para a Terra.

Sem a Lua, não teríamos a vida como a conhecemos.
E sem as Plêiades também, que aparece assinalada, em muitas culturas antigas, como a fonte espiritual do nosso mundo orgânico… se Sirius é a capital da Luz, nas Plêiades parece residir a fonte do primeiro alento espiritual que nosso mundo recebeu, o que deve elevar e muito a hierarquia dos Pleidianos, fato aproveitado por muitos místicos e canalizadores modernos.

Inclusive passagens importantes da Bíblia confirmam essas teorias.
Não somente Sirius, mas a identidade das Plêiades costuma também aparecer nas formações crop circle.
E aqui temos a primeira de todas na Inglaterra!

JP em 24.10.2019

Comentários