Universo Virtual

Que o Universo 3D é uma simulação holográfica das projeções da matéria-energia, cobrindo com camadas cíclicas (portanto transformáveis) as realidades mais profundas em portos dimensionais mais elevados, isso não é novidade, e desde o Budismo clássico e as doutrinas mais puras da antiguidade, esse depoimento é invariável, afirmando que o Universo 3D não passa de tecido granulado de ilusão, MAYA.

Mas por que … COMPUTADOR?

Por que vez ou outra um teórico qualquer vem dizer que o Universo foi programado por um grande computador, transformando Deus num tipo de nerd maior da computação?


Mania que esses pensadores modernos têm para limitar as articulações do Universo a uma mera máquina! Em vez de COMPUTADOR, por que não teorizam como Hermes, que o Todo é uma Grande Projeção Mental do Criador, e do seu “Cérebro”?


Por que não trocar Computador por Mente?


Será que a mente destes teóricos já está tão chipada assim que não conseguem mais pensar fora dos modelos tecnológicos, subestimando o próprio cérebro que a natureza lhes deu, a maior e melhor obra de tecnologia natural já produzida pelo espírito e inimitável? Meditar mais e jogar menos video game vai ajudar bastante em tal esclarecimento.


Ps: se o Universo é transformável, ele não é entidade fixa. E não sendo entidade fixa, logo, pode ser chamada de realidade virtual, e se é realidade virtual, então é realmente simulação. Nenhuma novidade até aqui, de acordo com as doutrinas mais puras e sábias do passado que atribuem a existência de tudo a dois fatores fundamentais: o Mentalismo dos Espíritos amparado pela ação do Som, Verbo, Palavra… teorias antigas cada vez mais próximas de uma confirmação na moderna Teoria das Cordas, já contemplada por Pitágoras.

Leia também  A Pedra Sagrada do Arcanjo Miguel (p 1)


Cientistas não tem inventado nada de novo, só estão reformulando velhos conceitos. E o pior, teorizando tudo com linguagem de máquina, como se a máquina fosse a última palavra da Realidade Maior, para a qual todo tipo de tecnologia se torna irrelevante…

JP em 01.03.2020

Comentários
Compartilhar