Um novo disparo cósmico para a Terra, semelhante ao disparo de 21.12.2012 do calendário maia

Um novo disparo cósmico para a Terra, semelhante ao disparo de 21.12.2012 do calendário maia

O que o magnífico crop circle gigante de junho de 2009 e o atual geoglifo da Croácia têm em comum?

Ambos estão descrevendo gatilhos de energia cósmica prestes a ser disparados, dentro do entendimento do amplo significado desse processo.

Antes lembrando que, apesar dos desajustes entre o calendário juliano e o gregoriano e supostas correções que alguns vêm elaborando à data do calendário maia, é importante frisar que o calendário maia não se baseia em meras contagens de tempo, mas em eventos cósmicos. Assim, o evento que aconteceu em 21 de dezembro de 2012 não pode ser ajustado.

Ele realmente aconteceu naquele dia, e sabemos que foi o alinhamento do sistema solar com o núcleo da Galáxia, que recebeu então uma poderosa flecha de energia que, desde então, e até agora, promove uma transformação acelerada das coisas.

Apenas as facções céticas ou ignorantes interpretaram a data de 21.12.2012 como sendo o fim do mundo marcado para aquele dia. Melhor seria dizer: o começo do fim.

Tal como se verifica, e que o gigantesco crop circle de junho de 2009 antecipou em seu modelo, que, na época, eu batizei de O LIVRO DAS RAÇAS, tudo porque, junto do arco e flecha, existe uma cabeça alienígena, e dela partem cinco filamentos ou linhas com códigos em caracteres desconhecidos e, portanto, não interpretáveis de forma correta, apenas especulativa.

Foi um dos maiores crops circles já criados pelas inteligências venusianas, e tão grande que foi feito em três dias diferentes. E o mais misterioso também.

Mas o importante aqui é que estes cinco comandos mentais saindo da cabeça do Alien representam as cinco raças da Terra escritas por Deus e com a participação das inteligências superiores, aliens ou anjos, como preferirem.

E a mesma cultura maia-asteca afirma que essa é a quinta raça humana sob o Sol que expirou em 2012.
E no mesmo ano, 2012, uma flecha cósmica foi disparada contra a Terra e o Sol, para promover a transição para o Sexto Sol, que iluminará a Sexta raça ou civilização.

Esses disparos cósmicos são cíclicos para a Terra, baseados nas Eras astrológicas e a Precessão dos Equinócios em seu giro total de 25920 anos. Por isso, são inevitáveis, são como engrenagens de um relógio que repete sempre os mesmos comandos quando seus ponteiros se alinham outra vez (com o núcleo da Galáxia).

Você pode ver, no grande crop circle, o sistema solar em alinhamento no corpo da flecha que vai no arco retesado, prestes a ser disparada. Em todas as raças anteriores, aconteceu o mesmo, e as subsequentes transformações, extinções e recomeços em civilizações seguintes.

A humanidade anterior equivale a Atlântida, destruída pela água.
Pois bem, o geoglifo da Croácia nos mostra uma flecha, e um alinhamento cósmico representado, este mesmo que, conforme eu disse antes, acontecerá em, e no entorno e 14 de dezembro de 2020, o eclipse solar total em Sagitário (signo representado pelo centauro, arco e flecha).

Portanto, o que este geoglifo recente pode estar sugerindo é que teremos um tremendo disparo de energia cósmica no mês de dezembro, que vai acelerar ainda mais as transformações (previstas em profecias) para o ano de 2021, de tal modo que 2020 haverá de parecer apenas uma amostra.

Conclusão
O fim da Quinta Raça atual é um fato tão certo e evidente como das quatro raças que as precederam.
Porque tudo isso já é um script nas Mãos do Criador, auxiliado pelas infinitas inteligências da Ordem Cósmica.
Não adianta negar ou querer mudar as coisas com falsas visões, canalizações e contatos duvidosos, negando o processo já em curso acelerado.

Isso vai acontecer.

E em dezembro, ao que tudo indica, a Terra e o Sol vão receber um novo disparo de energias, talvez não tão grande quanto o de 2012, mas forte o bastante para aumentar o que já está quente…

A grande sincronicidade é que a grande conjunção Júpiter-Saturno, que ocorre a cada 20 anos (o período do Katun maia, 7200 dias) se dará no grau exato em 21.12.2020, oito anos após o fechamento do calendário maia.

E pra reforçar ainda mais a sincronicidade entre os dois eventos, tanto a grande conjunção como o eclipse solar vão acontecer nas proximidades do núcleo da galáxia (Via Láctea), tal como se deu em 21.12.2012.

Realmente, será um novo disparo com uma flecha diferente (novos alinhamentos) mas recebendo energia da mesma região central da galáxia… isso sem contar que o objeto P 7X também estará na região dos grandes alinhamentos de dezembro de 2020 (eclipse solar e a grande conjunção) sendo que ele NÃO ESTAVA em 2012!

imagens recents do objeto P 7X

Vamos seguir acompanhando!
JP em 29.10.2020

Comentários
Compartilhar