TSE foi hackeado e as eleições teriam sido afetadas?

O suposto ataque hacker ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que acessou dados pessoais de funcionários teria ocorrido em 2020. De acordo com a Polícia Federal, o ataque seria mais amplo, com acesso a endereços e telefones, armazenados no Portal do Servidor. Até então a informação inicial era de que os dados expostos no último domingo (15) de eleição seriam entre 2001 e 2010. Ainda segundo a PF, os ataques teriam ocorrido de Portugal, e antes de 1º de setembro.

“A divulgação foi feita no dia da eleição para trazer impacto e para fazer parecer fragilidade do sistema eleitoral”, declarou Barroso, no dia das eleições. Barroso apontou também ligações políticas dos grupos que embarcaram na campanha de desinformação a partir das primeiras notícias de ataques ao TSE.

Ainda no domingo, o TSE afirmou que o ataque havia ocorrido, com certeza, antes de 23 de outubro deste ano, e expôs dados administrativos com informações pessoais sobre servidores.

No entanto, apesar do furto ao Portal do Servidor do TSE ter sido em sua maioria de arquivos antigos, foi constatado pelas investigações que dados referentes ao ano de 2020 também foram vazados – porém, até o mês de setembro.

Fonte

Comentários
Compartilhar