Entidades Invisíveis são detectadas por novo telescópio

Pesquisadores que procuram evidência de antimatéria no Universo, afirmaram que acreditam ter encontrado uma ‘forma invisível de vida’ na Terra desconhecida até então. O que ainda não é certo, é se essas formas de vida são de origem terrestre ou extraterrestre.

ITE - To no Cosmos

Imagem mostrando um movimento inteligente. Dr. Santilli afirma que essa entidade é composta por diversos raios de luzes de diversas cores que pulsam e se movem em sincronia em um trajeto complexo.

Os pesquisadores que descobriram as misteriosas entidades trabalham para a corporação americana Thunder Energies, uma empresa envolvida com física nuclear e equipamentos ópticos.  De acordo com eles, estas misteriosas entidades habitam a atmosfera da Terra.

A empresa é gerenciada pelo controverso físico nuclear, diplomado na Havard, o italo-americano Dr. Ruggero Santilli.  Dr. Santilli é considerado por muitos como perito em matemática e física, e já foi indicado para os Prêmios Nobel de Química e Física.  Ele desenvolveu um telescópio revolucionário, o qual foi projetado para encontrar luz antimatéria no Universo.

Ao contrário de telescópios refratores convencionais, que são feitos com lentes convexas, o telescópio de Santilli é feito com lentes côncavas.

O site AncientCode, destaca parte do documento publicado pela Thunder-Energies, onde Santilli afirma:

“Através do uso de telescópios com lentes côncavas, conhecidos como telescópios Santilli, revisamos evidências da existência aparente de galáxias antimatéria, e raios cósmicos antimatéria.  Independentemente destas detecções astrofísicas, apresentamos pela primeira vez evidências da aparente existência de entidades em nosso ambiente terrestre, as quais são somente visíveis através de telescópios com lentes côncavas, enquanto são invisíveis aos nossos olhos e aos telescópios convencionais do tipo Galileu, com lentes convexas.”

O novo relatório revelou a descoberta controversa, a qual sugere pela primeira vez a existência de entidades em nosso ambiente terrestre, as quais são invisíveis à olho nu e aos telescópios feitos de lentes convexas.

ruggero santilli - To no Cosmos

Santilli acrescenta:

“Entidades não identificadas, mas claramente visíveis, imediatamente apareceram na tela da câmera acoplada ao telescópio Santilli, sem qualquer ampliação, sem que as mesmas entidades fossem visíveis a olho nu, e sem qualquer imagem correspondente existente na tela da câmera acoplada ao telescópio Galileu.  Esta descoberta inesperada disparou um novo uso sistemático dos telescópios Galileu e Santilli, desta vez para a procura de entidades, aqui chamadas de Invisible Terrestrial Entities – ITE (Entidades Terrestres Invisíveis), as quais são invisíveis aos nossos olhos, bem como aos instrumentos ópticos com lentes convexas, mas são de outra forma perfeitamente visíveis através dos telescópio Santilli com lentes côncavas, e estão localizadas em nosso ambiente terrestre.”

As recém-descobertas ITE, ou ETI, são dividas em 2.

ITE-1: Consiste em entidades/matéria em nosso ambiente terrestre, se locomovendo através da aquisição de antimatéria em seus interiores, com o consequente uso de propulsão matéria-antimatéria, e conseguem a invisibilidade através da emissão de luz antimatéria, como um tipo de exaustor.

ITE-2: Não visíveis ao olho humano ou aos instrumentos ópticos convencionais com lentes convexas, mas perfeitamente visíveis através de telescópios Santilli com lentes côncavas… Deixam ‘imagens claras’ no fundo das câmeras digitais acopladas aos telescópios Santilli.

O site britânico Express, lançou a matéria com o título: “As incríveis fotos que cientistas dizem provas que ‘entidades alienígenas estão aqui na Terra”.

Como ainda se trata de algo não conhecido completamente, há a possibilidade de ser ‘entidades extraterrestres’, ou até mesmo algum tipo de manifestação de um Universo Paralelo ou Espiritual.

 

Comentários
Compartilhar