Templates by BIGtheme NET

Vulcão pode destruir parte dos EUA

Nas profundesas do noroeste do território americano está localizado um supervulcão chamado de Yellowstone. Se o vulcão de Yellowstone entrar em erupção, dois terços dos Estados Unidos desaparecerá, é o que dizem os cientistas, além de afetar a comunicação mundial.

YellowStone, belo e perigoso.

De acordo com uma matéria publicada pela US Geological Survey, cidades em um raio de cerca de 500 quilômetros de distância ficariam cobertas em 7 centímetros de cinzas, caso ocorra uma super erupção, o maior tipo de erupção possível. O material expelido atingiria as duas costas dos EUA, tanto Nova Iorque, localizada no extremo leste, quanto Los Angeles, no extremo oeste.

Na verdade, as cinzas vulcânicas seriam tão fortes que iriam sobrepor os padrões dos ventos fazendo o ar viajar pelo continente inteiro alterando assim os clima das regiões.

krakatoa - To no CosmosA maior super erupção já registrada foi a de Krakatoa, no arquipélago Indonésio no ano de 1883. Para se ter uma ideia a poeira vulcânica se manteve na atmosfera do planeta durante um ano, com a potência de quatrocentas bombas de hidrogênio. O detalhe é que o vulcão estava considerado quase extinto na época.

Todas as formas de vida animal e vegetal da ilha foram destruídas. Por causa das explosões, vários tsunamis ocorreram em diversos pontos do planeta. Perto das ilhas de Java e Sumatra, as ondas chegaram a mais de 40 metros de altura.

vulcão - To no Cosmos

A área em vermelho indica as áreas mais atingidas pelas cinzas, porém podendo haver variações.

Um outro vulcão, o famoso é Crater Lake Caldera no Oregon, pode recarregar-se em poucas décadas e, em seguida, explodir com  força total de destruição. Até recentemente, os cientistas acreditavam que também eram necessários milhares de anos para os vulcões se tornarem perigosamente ativos novamente. Parece que eles estavam errados. O cientista designado como encarregado de manter um olhar atento sobre os vulcões localizados na Califórnia para o Serviço Geológico dos EUA (USGS) é Margaret Mangan. Recentemente ela disse ao jornal UDA TODAY o seguinte: “A compreensão científica do momento das erupções e do calendário de desenvolvimento das erupções está mudando.”

yellowstone-615 - to no cosmosO site sul-africano Praag, afirma que os EUA ofereceu $10 bilhões por ano, durante 10 anos, para serem construídas casas temporárias para o povo americano caso um erupção acontecer.

Brasil, Austrália e Argentina seriam os destinos de milhões de pessoas no caso de uma evacuação de emergência.

De acordo com o Serviço Geológico dos EUA, houve três grandes erupções do supervulcão de Yellowstone, nos últimos milhões de anos. A primeira foi cerca de 2,1 milhões de anos atrás, a segunda ocorreu 1,3 milhões de anos atrás e a última grande erupção foi em torno de 640 mil anos atrás.

Comentários