Vírus Crops Circles

Virus Crops Circles

Tivemos no passado dois modelos que, entre outros objetos, foram associados com imagens de virus, esferas com pontas proeminentes ao redor.

O primeiro objeto (acima) foi no ano de 2005, e mostrava a esfera com antenas, como que se espalhando ao redor, os pontos espalhados ao redor dela, sugerindo algo que se espalha (como numa epidemia).
Curiosamente, em 2005, coronavírus humano HKU1 divergiu do coronavírus de morcego.

Porém, “os primeiros casos da síndrome respiratória aguda grave (SARS – Severe Acute Respiratory Syndrome), causada pelo SARS-CoV, aconteceram na China em 2002, tendo o vírus se espalhado rapidamente para mais de doze (12) países na América do Norte, América do Sul, Europa e Ásia. Entre 2002 e 2003, mais de oito mil (8.000) pessoas foram infectadas e cerca de oitocentas (800) morreram, no que foi chamado uma “epidemia global”.

Argumento para os crops circles com esse estilo de mensagem nos anos seguintes, 2005 e 2008.

O segundo objeto foi mais simples, porém similar ao primeiro, no ano de 2008.


Mas a relação principal trazida pelo segundo objeto está contida na data de sua aparição: 08.08.2008.


Porque, no mesmo dia, apareceu um crop circle fantástico, em formato de OITO, com 44 círculos, 22 em cada banda, e ajuntando como meteoros nas suas bodas externas e internas, na mesma quantidade.
O Número Oito, no TARÔ, significa a Grande Lei do retorno.

E o seu traçado mostra a imagem do Laço, que se estende de uma ponta a outra até se fechar sobre si mesmo, representando uma ação que contorna um espaço fechado e volta ao ponto de retorno, a imagem de eventos cíclicos, como já se tornaram as epidemias da variedades de coronavirus (a primeira delas, pelo SARS-Coronavirus, em 2002, na mesma China).

No mesmo dia 8 de agosto de 2008 dos crops circles, foram abertos dos Jogos Olímpicos na China, em sua edição 29.
E a China foi o berço da atual epidemia de coronavirus (na presente mutação).

Outra curiosidade: As Olimpíadas deste ano de 2020 (edição 32) será no Japão, voltando a ser num país do extremo leste da Ásia, e que também sofre com a epidemia do atual coronavirus, o que pode afetar seriamente a realização das Olimpíadas naquele país.

São situações repletas de sincronicidades que sempre nos fazem pensar num universo fechado e repleto de encadeamentos que nós nem suspeitamos que existam.
De qualquer forma, estes e outros crops circles sempre demonstram que os mensageiros por trás das imagens sabem muito bem dos sintomas do planeta e sobre aqueles eventos encadeados chegando nos tempos futuros da raça humana.

Todos falando em guerras biológicas em teorias malucas da conspiração, mas poucos considerando que aquele laço ou cadeia que se abre e se fecha sobre si mesmo é a própria natureza, repetindo eventos (como epidemias) porque a Natureza é, toda ela, governada por ciclos. E para quem não sabe, até epidemias sofrem ciclos de manifestação sobre as populações, muitas vezes modificando o virus para isso.

Basta consultar sobre a família do coronavirus e ver quantos ciclos epidêmicos ele já não manifestou, há décadas.


Estratégias da natureza para o controle da população, já que a própria população nunca controla de forma inteligente sua quantidade?
Ps: escrevi dias atrás o tópico sobre o cavaleiro da peste e a origem das doenças no ser humano. O ego humano atraindo o mal e as doenças sobre si mesmo continua invisivel na maioria das teorias conspiratórias, que sempre procuram um bode expiatório do lado de fora para tudo. Eu prefiro sempre buscar por uma causa interna.


Mas eu não descarto a manipulação, e se aparecerem provas concretas, pode crer que eu publico. Mas até o momento, estudando a questão, penso que seja mesmo uma manifestação epidêmica cíclica para controle populacional da parte da natureza inteligente diante de superpopulações (como é o caso da China e de outros países) .

JP em 01.03.2020

Comentários
Compartilhar