Templates by BIGtheme NET

Viagens no Espaço e no Tempo da Consciência transformada

 

Dentro do Universo entrelaçado, Universo que é múltiplo pelo lado de fora, mas unitário e essencial pelo lado de dentro, e é pelo lado de dentro que podemos nos conectar a tudo isso…

 

Saber que os seres são diferentes por fora, mas carregam uma origem comum e partilhada dentro do Multi-Universo, significa compreender o mecanismo da evolução espiritual das essências na forma material.

 

 

 

Desde o reino mineral até o reino animal, coroada a evolução consciente no reino humano, existem infinitas escadarias de evolução acontecendo dentro do giro de uma Roda que faz subir e descer tudo isso.

 

A espiral infinita é dupla, admitindo evolução e involução, ora se abrindo para o infinito, ora mergulhando na direção do centro.

 

 

O homem, por definição, se encontra no ponto mais alto desta Roda, antes que ela comece a inverter seu giro (descida, involução) e a única forma de evitar a queda é começar a trabalhar pela evolução de forma consciente a partir deste ponto alcançado.

 

E as doutrinas antigas, vertidas para o formato das religiões com o tempo (e suas instituições) tinham o propósito de ensinar ao homem, no seu status de evolução consciente e racional alcançada, os caminhos para que ele subisse a partir daí ao plano dos Anjos (consciência reintegrada ao Todo-Deus).

 

 

Porque a evolução natural cessa nesse ponto. Não há um mecanismo automático que impele o homem sem esforço para as estrelas e a consciência unificada dos Anjos. Ele tem que promover uma subida consciente, uma evolução dirigida pelo trabalho sobre si mesmo, o que envolve autoconhecimento teórico e prático.

 

No plano natural do homem racional, fruto de evolução antiga desde os reinos básicos da natureza, não existe ainda consciência de reintegração com o Todo, porque esta parte ele deve construir dentro de si, para que se torne, de fato, algo consciente.

 

O que existe e foi dado pela natureza é uma mente auto-consciente, capacitada ao questionamento inteligente, que é o precedente de toda consciência transformada na direção da reintegração com a Fonte, o que significa consciência transformada nas suas viagens pelo espaço e tempo do Infinito.

 

 

As simbologias antigas são fartas com esse apelo.
A escadaria de Jacó, a Montanha de Moisés, até os templos e pirâmides como instrumentos de ascensão do homem terreno ao homem estelar.

 

Porque a semente estelar está dentro de nós, mas para que brilhe e se torne semelhante as estrelas, é preciso trabalhar por meio de passos escolhidos dentro de caminhos selecionados da Grande Verdade Universal.

 

E a montanha da ascensão se ergue dentro de ti mesmo, apoiada em todos os teus passos firmes na direção dessa Luz que, brilhando nas alturas, te convida a partir de um chamado interno a subir cada vez mais, em todas as superações e em todas as conquistas que tu promoveres em termos de autoconhecimento e despertar da consciência, desenvolvendo o potencial de todas as coisas boas que existem dentro de ti ao mesmo tempo que dissolves o potencial das coisas negativas.

 

“Se carregares todos os dias um punhado de terra em tuas mãos, terás erguido uma montanha ao final de tua existência”.

 

 

 

JP em 18.04.2019

Comentários