Templates by BIGtheme NET

Teorias da evolução da vida na Terra em outros crops circles proféticos de 2009

Continuando a série, vejamos esse estranho crop circle “forma de vida” que apareceu em 25.06.2009, e que lembra um protozoário do tipo ciliado, e podem falar de outro tipo de praga temida para a humanidade: as doenças, as epidemias.
Ou também, visto o conjunto das mensagens totais de 2009, podem se referir a modelos evolucionários da vida na Terra.

 

“Protozoários ou Protozoa (do latim proto “primeiro” e zoon “animal”) são microorganismos eucarióticos geralmente unicelulares e heterotróficos (não possui a capacidade de produzir seu próprio alimento, e por isso se alimenta de seres vivos).

Sua classificação é controversa, pois inclui diversos seres semelhantes que não possuem relação evolutiva, sendo assim um grupo polifilético (grupo que não inclui o ancestral comum de todos os indivíduos) que une diferentes tipos de organismos microscópicos que não se encaixam no reino Metazoa”.

(Wikipédia)

Protozoários ciliados

 

Como este crop circle, na extremidade circular, aproveitou um pequeno lago circular local para compor seu modelo, então pode se referir a um protozoário ciliado mesmo (os pequenos tentáculos) porque os ciliados se locomovem na água através do batimento de cílios numerosos e curtos e aparece geralmente em água doce e salgada, e onde existe matéria vegetal em decomposição.

“A maioria dos protozoários são de vida livre e aquática podendo ser encontrados na água docesalobra ou água salgada, levam vida livre também em lugares úmidos rastejando pelo solo ou sobre matéria orgânica em decomposição ou agem como parasitas de diversos organismos, podendo gerar doenças conhecidas por protozooses.”.
(Wikipédia)

Podem ser pistas reforçando teorias de evolução da vida na Terra a partir da água (especialmente do mar). E pelo significado do nome “Proto” (primeiro) e “Zoon” (animal).  Os primeiros animais (seres vivos) teriam sido marinhos, e realmente microscópicos, reforço às teorias modernas existentes.

 

Note que na sequência dos dez círculos em progressão e tamanho que formam o corpo do animal, justamente no quinto círculo é que se encontra uma pequena marca, em forma de lua crescente, indicando que estamos atualmente na Quinta Raça ou Quinto Estágio de evolução de vida e consciência na Terra, o que confere tanto com as escrituras védicas como com a cosmologia maia.

O diagrama oferece sutilmente o padrão 11-11, como um código presente que significa que a evolução planetária só aconteceu em função de uma conexão com outro mundo, ou mundos, uma espécie de evolução partilhada e acompanhada (Vênus, em primeiro grau).

Porque, no eixo (corpo) do protozoário ancestral, temos duas séries de círculos intercaladas, uma de 10 círculos pequenos, e outra de 10 círculos em progressão de tamanho, rumo a cabeça, onde dois círculos (na forma de um eclipse solar, Sol-Lua, representado) se fundem, simbolicamente, no estágio 11-11 de cada série circular.

E note que os cílios estão em pares, formando os mesmos padrões 11-11 na forma gráfica, e contamos, no total, 19 cílios (2×9 + 1, cauda). Alguma relação com 2019, dez anos depois?

Sol e Lua, Yang-Yin e voltamos à Alquimia dos binários na pauta das evoluções mineral, vegetal e animal deste e de outros planetas na base da vida inteligente (humana).

Outros crops circles “formas de vida” deste ano de 2009 parecem confirmar a teoria apresentada:

Crop circle Medusa, 29.05.2009 UK

 

Crop circle 19.06.2009 UK

Outro crop circle biológico um tanto assustador e peçonhento, foi o modelo da aranha solar, com base em mitologia pré-colombiana.

Crop circle 19.04.2009 UK

Foi um dos primeiros crops circles da temporada 2009, em 19 de Abril, e mostra um organismo (tórax e abdômen) semelhante a uma aranha, com patas unidas, lembrando também o OITO. Nas quatro direções, séries de três círculos em progressão (incluindo os dois círculos que formam o corpo da aranha). E numa segunda fase, dois dias depois, estes círculos receberam um acréscimo: outros quatro círculos de cada lado formando a letra (assinatura) T, muito comum e recorrente em diversas formações (deduzo eu, Thor, o comandante das operações venusianas crop circle na Terra).

 

FASE 1:

FASE 2:

 

Um diagrama muito semelhante, por exemplo, a esta aranha cherokee.

Aranha cherokee

 

Aranha pré-colombiana

A Aranha está envolvida em um disco com 44 divisões, 22 de cada lado (4+4 = 8, o oito central).
Diversos povos indígenas, como os Hopis, os Cheyenne, os Cherokees e os Arapaho, contemplam nas aranhas os mitos da Criação. Assim, outra vez, os crops circles de 2009 em suas formas biológicas tentam nos falar sobre as origens da vida na Terra, origens que se entroncam certamente com vida alienígena (venusiana).

Entre maias e astecas, a aranha cumpre melhor os papéis de divindades relacionadas a morte e ao submundo, mas na África Ocidental, a divindade Anansi cumpre, como entre os índios norte-americanos, o papel de criador primordial.

 

Anansi

Anansi, “aranha” em akan, a língua dos ashanti, é um deus, herói trapaceiro e herói civilizador dos ashanti.

Entre os ashanti, Anansi é filho da deusa da fertilidade Asase Ya e do deus do céu Nyame, em nome do qual preparou a matéria dos primeiros humanos e criou o Sol, a Lua e as estrelas. Em seguida, Nyame insuflou a vida nos humanos e, como herói civilizador, Anansi lhes trouxe os cereais e a enxada.

Existiria aqui o paralelo com Quetzalcoatl?
Certamente, porque uma das suas representações são de macacos-aranha, enquanto os mitos dizem que ele teria descido do céu em um fio tecido por uma aranha… assim sendo, a temporada 2009 também assinou a presença do deus primordial da Criação dos mitos da América Pré-colombiana…

E é claro que o referido deus deixou seu principal crop circle naquele ano… mas dele falaremos no último capítulo desta série “Crops circles proféticos de 2009”, com a melhor parte da profecia, chamada O RETORNO DE PAHANA…

Crop circle Quetzalcoatl, 05.07.2009 UK

Inclusive, como todos os anos acontece, o seu PENTAGRAMA (outra assinatura venusiana) apareceu, com estilo, no dia 27 de Junho de 2009, com adição posterior em 6 de Julho:

 

Pentagrama estilo floral, com geometrias sobrepostas, como que representando os ciclos sinódicos venusianos, tão característicos nas relações orbitais entre Vênus e a Terra, desenhando estes símbolos no céu, captados pelos maias.

E mais, esse pentagrama é tríplice encadeado, o que é outra informação a respeito do sistema tríplice de Sirius, donde vieram os seres azuis, Anunnaki.

 

E o que dizer do crop circle dos Salvadores-Peixe, de 8 de Junho 2009? Que usa o argumento 777 das pontes dimensionais no código dos números? Além de fazer referência ao sistema tríplice Sirius (três estrelas = três peixes) donde veio os Anunnaki civilizadores da antiguidade?

 

Falando em portais, hiperespaço e quarta dimensão:

Crop circle 09.07.2009 UK

Um belo modelo de tetraedro nos incluiu em relações de energia com a Quarta Dimensão, o que significa um capítulo importante da Arca de Noé no sentido de preservação e continuação de toda essa vida notificada, desde seus primórdios, em evolução e aperfeiçoamento, diante de catástrofes anunciadas e eventos de extinção global previstos pela própria ciência moderna: uma coisa implica na outra, para que a vida siga sua evolução em um mundo renovado!

 

Note o processo de desfragmentação cúbica – que significa o teletransporte de matéria 3D para o Hiperespaço 4D (dentro dos mecanismos reais da Arca de Noé como refúgio perfeito).

Modelos assim já apareceram em outras temporadas, com o mesmo argumento geométrico e sentido relacionado ao deslocamento pelo Hiperespaço.

A relação imediata deste tetraedro se esconde no código 777: em cada um dos lados do triângulo retratado, existem 7 frações de área cortadas pelas diagonais. Assim, a mensagem é 777, associada normalmente às pontes entre 666 (abismo, núcleos dos sistemas) e 888 (estrelas, céus, mundos cósmicos abertos). A ponte do Hiperespaço.

Crop circle 09.08.2009 UK

Este modelo cúbico fala em portas e passagens de acesso no plano fechado 3D que ele representa para aqueles planos citados. O resgate das espécies vivas, bem como dos seres escolhidos para continuar a História da Terra, é parte integral da logística evolutiva de qualquer planeta-escola, quando ela é assistida e acompanhada por Inteligências Superiores que ainda não compreende. Note o padrão losango destacado nas laterais (padrão portal 4D).

Segue agora um magnífico crop circle, em duas fases (entre 10 e 13 de Julho 2009) , e que revelou um modelo de transposição hiperdimensional de um objeto dentro de um sistema de túneis representados:

FASE 1:

FASE 2:

 

O objeto dentro do anel do tempo parece-se com uma estrutura piramidal entrando num movimento de transposição dimensional, segundo a precisa geometria empregada que faz convergir as linhas do mesmo objeto no centro superior, dentro de um movimento não em termos de velocidade (x, y, z), mas em termos de mudança de coordenada “t”.

Este crop circle parece determinar em linhas geométricas, algo sobre o segredo das pirâmides como portais de energia concentrada, cujo manual de instruções se perdeu com o tempo e o esquecimento…

Além disso, os números falam também: a geometria é a do círculo (360°) dividido por 18 setores (20°), e cada vértice contém 4 círculos em pirâmide (4×18 = 72, ângulo do pentagrama, número-mestre da Cabala).

E somando com o outro grupo de (2×18) = 36 pontos ao redor da mandala, entre os 18 triângulos piramidais, somando 36+72 = 108 teremos, além de outro ângulo do Pentagrama e do Pentágono (a raiz da geometria do número da vida), teremos o código budista de reencarnações humanas em seu limite de aprendizado!

Outro argumento formidável indicando os esquemas do planeta escola aplicados sobre a evolução de toda a vida e, principalmente, os aprendizados salutares para a humanidade!

Um dos primeiros modelos, em 29.04.2009, mostrou uma relação com estes modelos citados, porque mostra um vórtice com 18 ondas e, dentro dele, um túnel do tempo, wormhole, algo similar:

 

A Espiral evolucionária do DNA

Suiça crop circle, 12.07.2009 UK

Uma deslumbrante geometria espiral (escadaria) em 3D apareceu na Suíça, o que lembra as duplas hélices DNA com suas quatro ligações ( O DNA, receita de bolo que determina cada característica de um ser vivo, é formado por quatro moléculas chamadas bases nitrogenadas. Adenina,citosinaguanina, e timina – mais comumente referidas como A, T, C e G – são os tijolinhos mais elementares da vida)… além do fato de a espiral representar a evolução da vida na Terra, desde os primórdios (centro da espiral) até as formas atualmente existentes. Evolução do DNA seria o nome deste crop circle em padrão 3D na Suíca, 2009.

E existem na espiral oito gomos ou ventres… e o número OITO reproduz, graficamente, as hélices do DNA e as serpentes do caduceu de Mercúrio, chave hermetista que declara que a evolução de toda forma responde diretamente a evolução de sua mente… quando a mente evolui, a forma evolui por efeito aplicado!

 

Este crop circle me pareceu tanto um modelo celular como um modelo de reunião, de seleção, de grupo.

Crop circle 02.08.2009 UK

Contei 67 pontos internos com duas aberturas, na parte externa, e na parte interna. Um agrupamento de seres seletos em duas câmaras principais, a câmara intermediária (67) e a câmara mais interna (1). Somando 6+7 = 13, um número-arcano que fala da morte da transformação, é outro código evolucionário da vida.

Porém, sobre o número 67 associado a uma célula, veio uma conexão interessante: existe um biomarcador, chamado Ki-67, um antígeno que é produzido durante a fase ativa da proliferação celular, ou seja, sua presença indica que a célula está em crescimento e divisão celular ativa.

O antígeno Ki67 é uma proteína nuclear, a qual é expressada em todas as partes ativas do ciclo celular (G1, S, G2 e mitose) mas está ausente em células em repouso (G0).

Em contraste com muitas outras proteínas associadas por ciclo de outras células, o antígeno Ki67 está consistentemente ausente em células quiescentes e não é detectável durante processos de reparo de DNA.

Portanto, a presença do antígeno Ki67 é estritamente associada com o ciclo celular e confinada ao núcleo, sugerindo um papel importante na manutenção e/ou regulação do clico de divisão da célula (ou seja, mais um indicador de evolução celular, crescimento e mutação das espécies ao longo dos processos da vida na Terra).

Mas falando em reunião, arrebatamento e etc, a Bíblia fala em templos no céu como sede de todos estes processos espirituais aplicados sobre a Vida na Terra em evolução, preservação e resgate.

Observem o modelo magnífico do dia 12.08.2009, UK:

 

 

Modelo duodenário estilo Rosetas de Catedral gótica… só pode nos levar ás relações com o arrebatamento dos 144 mil eleitos, vida realmente evoluída e espiritualizada na Terra, aliás, 144 é o quadrado de 12.

Roseta em janela sul da Catedral de Chartres, França

 

Os três modelos de alinhamentos cósmicos

Modelo 1: 24.07.2009 UK

Uma tábua cosmológica duodenária (fundamentada no modelo zodiacal) e com símbolos de píctogramas antigos, estilo 11-11, que representam coordenadas astronômicas e, no caso, modelos de alinhamentos planetários.

No centro, círculo central, a Terra, e nas extremidades, nos doze pictogramas repetidos, o Sistema Solar alinhado com o astro que se aproxima (ondas gravitacionais de aproximação foram colocadas nele): dentro do círculo interno, símbolos que lembram o hieróglifo astrológico do planeta Plutão, além da letra T (Thor, Valiant Thor, uma assinatura regular por aqui).

Alguns interpretaram isso como símbolos do macho e da fêmea, ou céu e Terra. Mas na verdade trata-se de uma tábua astronômica falando em alinhamentos cósmicos, até porque, em 2009, faltavam 3 anos para o fechamento do Calendário Maia, no qual todas estas leituras se basearam, marcando também a aproximação de Nêmesis, o Segundo Sol, conforme a ideia dos marcadores astronômicos nos pictogramas de 1990 em diante.  E todas as transformações de impacto anunciadas deveriam ser levadas em conta pelos Aliens no processo de Êxodo, arrebatamento e continuação da evolução humana e planetária garantida por seus trabalhos.

Modelo 2: 06.08.2009

 

Continua no estilo pictograma do anterior, no formato de marcadores astronômicos, envolvendo também símbolos de eclipses tradicionais, bem como modelos de wormholes, na boca do túnel do tempo, por onde correm as ondas gravitacionais de impacto geradas nestes fenômenos de alinhamentos, quando eles envolvem astros muito importantes e raros em aproximação (como o caso do Segundo Sol).  Órbitas de planetas ou de estrelas distantes são representadas na periferia do crop circle.

Modelo 3: 16.08.2009

Uma flor octogonal fascinante, mostrando ondulações gravitacionais nas linhas (eixos) dos pictogramas em sentido radial na relação com o centro do sistema (Terra).

E mais uma vez, eles aproveitam para nos dizer que o nosso sistema é binário, enquanto o deles é trinitário, o que faz este crop circle (estilo Oito-Estrela) também ser uma notificação da identidade SIRIANA dos Seres Azuis por trás dos processos de evolução assistida da Terra, além dos Irmãos nórdicos arianos-venusianos.

A Estrela de Oito pontas dos Anunnaki, aqueles que vieram das estrelas, especialmente da grande Estrela que é três, e que tem um planeta com oceanos, vida marinha e formas muito avançadas e espiritualizadas de vida… essa estrela que também representava Vênus para eles, de modo que os Anunnaki são tanto das estrelas mais distantes (como Sirius) como do astro mais brilhante e perto da Terra (Vênus). Os nossos criadores ancestrais falando nas mensagens crop circle!

 

Vênus, Sol e Lua em representação sumeriana

 

Para terminar, um emblemático e muito misterioso crop circle, exposto INCOMPLETO de forma proposital: feito no dia 19 de Julho, num campo com parte de área não cultivada (grama ou erva local).

 

 

Um sistema de seis braços, geometria hexagonal, sendo que cinco braços estão completos, mas o pólo externo do quinto braço está sendo finalizado, enquanto o sexto braço do sistema começou sua projeção: o pólo externo ainda não existe, e se dirige para a área não cultivada (nativa, selvagem) daquele campo.

Total de círculos na mandala completa: 48 (braços) + 18 (extremidades) + 1 (centro) = 67, o número repetido do crop circle celular anterior (1+66).
Total de círculos na mandala deixada incompleta: 67-7 = 60.
Sugere que a evolução completa se dará na futura raça, próximo estágio da vida na Terra, Sexto Anjo, Sexta Igreja, Sexto Sol.

Ninguém interpretou isso!

Primeiro, temos a ideia da Flor da Vida (geometria hexagonal) num modelo de vórtice, algo retomando a ideia de evolução em movimento e acompanhada. Segundo os textos muito antigos dos Vedas, bem como dos maias e astecas, a Terra já teve Cinco Grandes Raças, e atualmente está no final da Quinta Raça, cujo fim, segundo o seu calendário (maia-asteca) foi decretado em 21.12.2012 pelo selo 4-Ollin, que significa o fim pela ação dos grandes terremotos.

Isso explica o quinto braço quase finalizado (faltava, em 2009, 3 anos para a profecia maia fechar a data de 21.12.2012).

A Sexta Raça já está em embrião, está sendo embrionada nos processos acompanhados pelos Irmãos Superiores em todo esse tempo da transição planetária rumo ao Sexto Sol. Por isso, o pólo extremo do sexto braço não aparece, o terreno ainda não é cultivado – porque é futuro. Agora é tempo de finalização do quinto braço, na transição para o Sexto.

Algo que o extraordinário LIVRO DAS RAÇAS no crop circle de Junho, em 3 fases, escreveu neste mesmo ano, e eu comentei em outro tópico anterior a este!

Fase 1 em 21.06.2009

Fase 2 em 23.06.2009

Fase 3 em 30.06.2009

A Temporada 2009 foi a temporada das temporadas em termos de tantas revelações concentradas, de caráter vital para a humanidade!

Penso que ela terá ecos em 2019, 10 anos depois, ecos de realização, isto é, passando da mensagem para a ação, e da teoria para a prática!

JP em 14.03.2009

 

 

 

 

 

 

 

Comentários