Templates by BIGtheme NET

Tempo

 

 

 

Tempo é o que foi, tempo é o que será.

Mas tempo não é o que agora é.

Tempo girou, tempo rodou.

Mas tempo algum ficou.

Tempo muda, tempo inventa, tempo reinventa
mas tempo não cria.

Tempo de ter e de perder, tempo de nascer e de morrer, tempo de ficar e partir. Mas nunca tempo de SER…

Tempo que eu conto, tempo que eu regulo, tempo que eu marco, tempo que eu controlo em agendas, relógios, calendários, e que, na verdade, é o tempo me regulando, é o tempo me marcando, é o tempo me controlando, e nunca eu a ele…

Agendas, relógios, calendários é que me regulam.

O tempo é que me cativa e me aprisiona, não eu a ele.

Tempo em segundos, tempo em minutos, tempo em horas, tempo em dias…

Tempo em meses, tempo em anos, tempo em séculos… somam-se tempos ao tempo para que ele continue sendo o que sempre foi: TEMPO.

Mas, nesta altura do meu discurso, eu te pergunto:
O QUE É O TEMPO?

É o intervalo entre dois momentos… que momentos?

Momentos que, daqui a algum tempo, deixarão de existir?

Isso me revelou o que é o TEMPO?

Então, olhe para o espelho… ou melhor, não olhe para o espelho, porque ele é apenas um confidente indiferente da brevidade dos teus momentos passageiros… … olhe para suas fotos, seus retratos, porque eles são testemunhas do tempo que passa…

O que eles dizem sobre o tempo passando através da sua carne e da sua vida?
Que o seu tempo está se esgotando?

Mas que tempo?

Já me disseram que tempo é energia em movimento… já me disseram muita coisa sobre o tempo… já me disseram que ele é mais forte que o aço, mais silencioso que a Esfinge, mais fugaz que uma nuvem, mais instável que a areia que o vento sopra no deserto…

Já me disseram que o tempo é memória, que o tempo é esquecimento, que o tempo é alegria e tristeza, cansaço e saudade, maldição e glória…

Mas esta noite, o tempo veio a mim e me disse:

Eu não sou nada. Eu sequer existo. Você é que me inventou para tentar suportar o seu exílio da Eternidade.

Se eu te escravizo?

Sim, com certeza.

Mas porque você é quem escraviza a si mesmo.

Eu não existo sem ti. Você é que inventou agendas, relógios e calendários, você é que tirou fotos e juntou-as em álbuns, você é que se perdeu contando segundos, minutos, horas, dias, meses, anos, séculos, que nunca te levaram a lugar algum porque estas rodas giram e sempre voltam para o mesmo lugar.

Voce criou todos os teus calabouços onde agora está acorrentado.
Deixa eu te revelar o segredo: o tempo É VOCE MESMO fingindo-se de mortal, de fútil, de tolo esquecido e de impotente ao dar as costas a Eternidade que a fraqueza de sua alma não pôde suportar…

O tolo é voce que acredita em relógios e calendários, como se eles escrevessem a sua linha do Destino… o tolo é você que contempla espelhos achando que eles confessam sobre a tua verdadeira pessoa… o tolo é você, pensando que sua vida é realmente tudo isso o que está contido nas moradas dos segundos, dos minutos, das horas, dos dias, dos meses, dos anos, dos séculos a passar… moradas do tempo!

Voce é o fantoche do tempo…

Você inventou o tempo.

Você é o tempo.

O Tempo é a máscara que voce criou para cobrir a Face da Verdade que você não consegue mais encarar, Verdade essa que dura para sempre e não cabe em todos estes teus mundinhos passageiros, porque ela tem o poder para desintegrar todas as tuas pequenas mentiras condicionadas aos teus minutos e relógios, agendas e aparências…

Já me chamaram de RODA, mas eu prefiro ser o teu Sonho, aquele que te faz dormir para fugir do medo de acordar. Eu sou o teu medo. Eu sou o teu sonho.


O tempo é que o te mantém dormindo e sonhando…

Você é toda a ilusão que agora te cobre numa falsa vida que renegou a Eternidade de teu Pai… e se o tempo te arrasta de novo para a morte e para o fim, é porque você mesmo é que tem se arrastado desde o começo para a sepultura do esquecimento…

Não invoque ao tempo para culpar o teu fracasso.

Mas reaprenda a invocar a Eternidade para salvar a si mesmo deste abismo que voce cavou com suas mãos e chamou de tempo… e se ele é cruel ou indiferente, se ele é leviano ou monótono, se ele mente ou simplesmente passa sem se importar com coisa alguma que lhe seja importante, lembre-se… ele é tão somente o eco de todas as suas próprias vozes…

Pegue todos os teus tempos e atire-os então no SILÊNCIO!
E viva o AGORA!

Pois, se o tempo é a tua mentira… faz do despertar a tua verdade!

Porque a eternidade não é nada disso do que gira lá fora ao redor do teu umbigo e corre nas agendas escritas pelo tempo… ela é a tua verdade interior que deseja te acordar para a vida real.

Caso contrário, voce será mais um enganado por aquela velha mentira contada e recontada ao longo do tempo, aquela mentira universal das pessoas insistindo em dizer que nunca têm tempo pra nada…

 

JP em 06.07.2019

Comentários