Templates by BIGtheme NET

Teleportação, uma das consequências da Teoria da Relatividade

 

 

A dois dias de completarmos o centenário da demonstração experimental da Teoria da Relatividade em 1919, através da observação bem sucedida de um eclipse solar aqui no Brasil, em Sobral, Ceará, percebemos alguns crops circles nesta temporada 2019 fazendo alusão, direta e indireta, a estes eventos.

 

 

Mensagens que, devidamente interpretadas, podem estar sinalizando Wormholes e mesmo teleportação como efeitos diretos da Teoria da Relatividade e da compreensão da mecânica do Hiperespaço.

(Crop circle Norridge Woods, UK em 22 de Maio, simulando, entre outras coisas, alinhamentos e analogias com o LHC e a abertura de portais)

 

Isso porque tanto os Wormholes como a teleportação acontecem em função da instabilidade do tecido do Espaço-Tempo, permitindo assim naquela dimensão do Hiperespaço (4D) tanto a mobilidade de artefatos (UFOs) por atalhos dimensionais (os buracos de minhoca) como a teleportação de objetos e até corpos vivos na mesma região.

Na verdade, quando um UFO salta no espaço através do hiperespaço, cruzando distâncias infinitas por meio de atalhos (Wormholes) todo o seu “corpo”, ao penetrar no Hiperespaço, rompe com os mecanismos do espaço 3D e com toda a Física clássica do movimento (Cinemática), o que significa, literalmente, a realização de um teletransporte, de modo que, pela casuística, a tecnologia extraterrestre realmente domina essa proeza.

 

 

Não se trata, portanto, de desintegrar o UFO ou o corpo vivo ou objeto inanimado para realizar tal transporte, esse é o erro comum das teorias a respeito, mas sim, de mudança de coordenada dimensional dos mesmos:
(x-y-z) para (x-y-z-t)

O equivalente simples de se CRUZAR PORTAIS.

 

 

Dessa forma, podemos entender o teletransporte dentro do mesmo pacote dos Stargates, a saber, como fenômenos explicáveis pelos inúmeros efeitos e consequências da Teoria da Relatividade aplicados com tecnologia compatível.

O próprio fabrico de crops circles pode estar subordinado a tais tecnologias procedendo de UFOs que não estão operando na faixa 3D visível do nosso espaço – daí que ninguém nunca vê os autores e a construção dos crops circles legítimos, isso porque estariam operando a partir do Hiperespaço 4D, o que explicaria também as inúmeras anomalias das formações genuínas, impossivelmente reproduzidas por humanos e tábuas, e cordas, e habilidades de amassar e quebrar as plantas.

O que não é o caso dos crops circles autênticos.

 

 

Pode ser que um significativo crop circle apareça no dia 29 de Maio, celebrando os 100 anos da maior de todas as teorias da Física Moderna, que dá base para entendermos um pouco mais sobre a tecnologia dos extraterrestres.

Quem sabe, apareça em Stonehenge, UK, o portal das pedras gigantes?

 

Crop circle Stonehenge 13.07.2011 UK

 

Tudo isso tem sido confirmado nestas mensagens enviadas ao mundo por aqueles que detém estas tecnologias do Hiperespaço onde tudo fazem, embora ocultados de nossa visão limitada 3D.

 

 

O verdadeiro lugar do refúgio, onde passa a fazer todo sentido aquelas civilizações subterrâneas, como Agarthi, ou civilizações paradisíacas invisíveis, como Shamballa e Xangri-Lá, e todos os muitos reinos mitológicos que se tornaram lendários para os habitantes da casca planetária, só porque tais reinos não conseguem ser vistos… muito embora aparecem registros de raríssimos indivíduos que puderam visitar tais lugares, relatos estes que a ciência oficial sempre tenta transformar em lendas, atrás de seus óculos teóricos 3D.

 

**********************************

TELEPORTAÇÃO QUÂNTICA

Teleportação é o nome dado pelos escritores de ficção científica ao fato de se desintegrar um objeto ou pessoa em algum lugar enquanto uma réplica perfeita aparece em outro lugar qualquer.

Os detalhes de como isso é feito geralmente não são explicados. Entretanto, a idéia básica parece ser a de que o objeto é escaneado de modo a se extrair dele o máxi mo de informações, que são transmitidas ao local de destino e usadas para construir a réplica, não necessariamente com material igual ao do original, mas talvez com átomos do mes mo tipo, arranjados exatamente como no original.

Uma máquina de teleportação deveria ser algo semelhante a uma máquina de fax, com a diferença de trabalhar com objetos tridimensionais e de, ao criar uma réplica, o original ser destruído.

Tudo isso parece apenas discussão teórica. Entretanto, em 1997, um grupo de cientistas na universidade de Innsbruck, da Áustria, confirmou experimentalmente que a teleportação é, em princípio, realmente possível para objetos submicroscópicos, como átomos, elétrons ou fótons.

Eles demonstra ram ser possível transferir propriedades quânticas de uma partícula para outra, mesmo havendo grande distância entre elas. São as chamadas partículas gêmeas, que Einstein já havia previsto.

Não há nenhuma previsão para a teleportação de objetos em escala macroscópica, por exemplo pessoas, em futuro próximo.

Aqui entra o problema ético. Replicar objetos é tecnicamente mais fácil que teleportá-los. A teleportação implica a destruição do original, o que demandaria uma quantidade enorme de energia.

A replicação não implica a destruição do original, porque apenas as informações são teleportadas, e não a matéria.

Replicar objetos inanimados parece envolver apenas problemas técnicos. Entretanto, fazer uma réplica de seres humanos vivos seria uma fonte inesgotável de problemas das mais diversas ordens. As réplicas de pessoas seriam apenas pro gramas de computador armazenados em algum tipo de memória.

Se a clonagem de animais já levantou tanta polêmica, imagine o que seria a replicação de um ser humano completo, incluindo dotes físicos, morais, intelectuais, suas memórias, suas vontades e sua personalidade de um modo geral!

********************************************

 

 

Como podemos ver, nossa teoria moderna sobre o assunto ainda é bastante limitada, porque estão apenas considerando os elementos “quânticos” da matéria no fenômeno possível da teleportação, e não os fenômenos associados a Relatividade Geral, mudança de frequência fundamental e rearranjos das estruturas dimensionais da matéria a ser teletransportada, como vimos em outras passagens, dentro da chave do Tetraedro.

A verdadeira teleportação, essa que os extraterrestres realizam de forma simples, não tem nada a ver com essa CLONAGEM QUÂNTICA dessas especulações pseudo-científicas acima mencionadas, e sim, com uma mudança de padrão estrutural-dimensional do objeto/corpo teletransportado. O corpo não é alterado em nada, mas a estrutura dimensional que o comporta, sim, ela muda do sistema cúbico para o sistema tetraédrico.

Mas nossa ciência ainda está na Idade da Pedra nesse conceito.

Ainda avaliando tudo sob a ótica da matéria 3D.

JP em 26.05.2019

Veja também:

 

Os Portais Dimensionais segundo a Geometria Harmônica do Universo – parte 1 – matéria, consciência e dimensões

 

Os Portais Dimensionais segundo a Geometria Harmônica do Universo – parte 2 – a chave do tetraedro

 

Comentários