Templates by BIGtheme NET

Se a Meta for o Amor de Deus…

 

 

Se a meta for o Amor de Deus, todas as outras coisas nos serão acrescentadas!

A Meditação é o Canal de acesso a este amor, é o instrumento de prática que tem por objetivo quebrar a resistência dos veículos físico e mental, e remover todos os bloqueios do EGO separatista, essa entidade desordenada de energia psíquica fragmentada por uma legião comandada por Sete Demônios chamados:

Ira – Gula – Luxúria – Preguiça – Cobiça (Inveja) – Avareza (Apego) – Orgulho

Essa é a legião que nos possui, literalmente, corpo e mente, e isso foi o que quis dizer aquela passagem do Evangelho sobre Jesus tirando sete demônios do possesso: os demônios do EGO.

Estes demônios possuem literalmente nosso corpo e mente, controlando nossas energias e pensamentos na direção de sua eterna satisfação, representando sempre um empecilho para a nossa auto-realização nas estradas do Autoconhecimento, já que nossos nobres instrumentos de trabalho, o corpo e mente, ficam inabilitados para tal trabalho nessas condições, e essa legião ou Besta interna de sete cabeças e milhares de cabeças menores bloquearão de tal forma os nossos veículos que a Energia do Amor Divino, que a tudo preenche, simplesmente não tem como “entrar” em nós, porque sua nota vibratória, elevada demais, não irá entrar em ressonância com os conflitos psíquicos causados por aquela legião.

Meditar é uma forma de “expulsar” e exorcizar de nós mesmos, por algum tempo, estas entidades criadas e alimentadas por nós mesmos desde um passado remoto a partir da queda original, legião essa que sempre reencarna conosco a cada novo ciclo de existência.

Cedo ou tarde teremos que mergulhar fundo nos trabalhos de autoconhecimento e iniciação astral, assumindo poder e compreensão a altura de eliminar tal legião, desde suas entranhas plantadas na nossa alma, porém, a meditação é uma arma maravilhosa que, como espada de dupla lâmina, tem o poder de enfraquecer dita legião e, ao mesmo tempo, fortalecer a nossa alma a cada “encontro” com Deus.

Não adianta nada ficar pregando que temos “Deus dentro” se isso ficar somente na teoria. Temos que exercitar essa verdade, porque Deus dentro ainda não é pleno, é apenas uma semente dentro do homem a espera de cultivo árduo e prolongado para alcançar todo o seu potencial.

Todas as vezes que conseguimos conduzir uma boa prática de meditação, exorcizando a legião, nem que seja por alguns minutos, sairemos reabastecidos da Energia do Amor Divino, cada vez mais fortes e plenos, e sentiremos nossa alma ascendendo suas notas vibracionais gradualmente.

Que fique claro que, nesta vida, não há nenhuma meta, obra, trabalho, ofício, empreendimento, projeto, busca, sonho, ideal, desejo, ou qualquer outra ação, por mais importante que nos pareça, que possa superar esse chamado do Amor Divino.

E por mais que o mundo desfile diante dos nossos olhos todas as suas ilusões de consumo multiplicadas ao infinito, todas elas, somadas, não passam de um punhado de cinzas que o vento do tempo que passa levará para longe algum dia… mas nada poderá remover do nosso coração o lapidado diamante da presença divina através desse trabalho ou sacro-ofício que a tudo supera, e deveria ser a nossa prioridade em tempo integral.

Se o pensamento tem o poder de esculpir a nossa vida, só a meditação poderá fornecer a conexão com a Fonte (Deus) que despeja nesse mesmo pensamento a intenção perfeita de todas as suas realizações no Destino.

O fluxo da energia mental é como um rio que nasce a partir de uma fonte escondida no alto das montanhas do Ser.

O Autoconhecimento tem a proposta não somente de conquistar o controle do pensamento, mas também de subir essa montanha do mistério do Ser e encontrar a fonte donde brota aquele rio de energia mental. Essa escalada é a própria meditação.

Aquele que bebe água diretamente da Fonte, conquistou a meta das metas.

A União com o Sagrado.

A Meditação transcende a própria oração ao reunir a alma suplicante com a Fonte de sua súplica (Deus) numa única Presença espiritual somada num ponto singular que, além de todo espaço e todo tempo, acima de tudo o que é corpo ou mente, se torna capaz de recriar a Comunhão dessa Presença espiritual com todo o Universo sensível ao Amor Divino:

A Gota se dissolveu no Oceano!

Oração sem palavras

Ainda falando da meditação, é interessante lembrar que todas as necessidades que costumamos manifestar verbalmente durante as nossas orações e súplicas, já se encontram “embutidas”, digamos assim, na energia da meditação, de modo que a meditação se torna a melhor das orações pois, mesmo ausente de palavras, está presente da melhor direção possível para todas as nossas demandas: a direção do Espírito (Subconsciente) invocado à ação na prática da meditação.

Ou seja, a meditação é muito mais eficiente do que a oração com palavras porque, ao calar a nossa voz, nos tornamos atentos e sensíveis à voz de Deus dentro, que, por tal espaço por nós concedido, passa a falar em nosso coração, nos orientando em tudo e nos reabastecendo de energia, vitalidade e iluminação para que possamos solucionar, da melhor maneira possível, todos os nossos desafios.

A meditação é o ato que realiza plenamente em nossa vida aquela solene declaração:

“Faça-se a Tua Vontade, e não a minha!”

Por tudo isso é que a Meditação é a única porta capaz de nos remeter diretamente a tamanha excelência de vida espiritual internamente rica e iluminada em propósito, confirmando que, se o Amor de Deus for a meta da nossa vida, o Universo acrescentará todas as coisas à esta nossa vida para que ela se torne gradualmente uma vida unida a Deus!

JP em 07.09.2019

 

Comentários