Templates by BIGtheme NET

Resgatando o Natal

 

 

 

Nesta série de escritos e reflexões, a proposta é resgatar o Natal das garras da exploração comercial na qual a festa cristã mais linda foi transformada.

Papai Noel, todos sabem, é uma invenção norte-americana com relações implícitas com a Coca-Cola, transcrevendo lendas mais ou menos reais sobre uma personalidade antiga da Europa, São Nicolau, daí a expressão SANTA KLAUS para o Natal entre os norte-americanos, referindo-se a tal homem.

Mas por que todos comemoram o Natal? Até os ateus, até aqueles que não gostam da Bíblia e retorcem o nariz só de ver uma imagem de Jesus Cristo ou alguma referência aos evangelhos?

Não deveriam comemorar, com base na origem real do Natal.
Presentes materiais é o que menos importa.

Mesmo que não gostem de Jesus Cristo ou de Bíblia, que bom seria se, antes de presentear os outros com coisas materiais, as pessoas se tornassem, elas mesmas, os presentes na vida das pessoas que as cercam!
Deus sequer exigiria sua presença em Igrejas! Sequer exigiria que lessem ou estudassem Bíblia!

Até porque muitos dos que frequentam Igrejas e estudam Bíblia não são na prática o que abordam na teoria, vivendo uma fé morta, sem obras.

Se cada ser humano se esforçasse para ser o presente vivo de doação e bondade na vida dos demais, não somente uma noite, mas durante o ano inteiro, a mensagem do Natal seria cumprida, afinal!

Porque o conceito mais forte do Natal é esse, o grande presente de Deus para a humanidade chamado Jesus Cristo, naquela que foi, com toda certeza, a mais linda das noites que este mundo já viu… e o maior desejo do Mestre, com toda certeza, é este: não o de ver você em Igrejas ou lendo a Bíblia, mas lutando para ser uma pessoa melhor, que os outros realmente julguem você como o presente mais precioso na vida delas.

Por isso, não esperei pelo dia 25 de dezembro para dizer estas coisas… Natal como nascimento de um ser humano melhor é uma mensagem eterna, afinal…

JP em 04.12.2019
**************************************************************

Comentários