Templates by BIGtheme NET

RESGATANDO NOSTRADAMUS

Resgatando Nostradamus

Primeiro e mais importante:
ELE NUNCA PREVIU O FIM DO MUNDO EM 1999

Vejamos a famosa quadra

“Em 11 de agosto de 1999
o grande rei do terror virá dos céus
ressuscitando o cruel Angolmois
Antes e depois, Marte será”
(X – 72)

Onde está escrito fim do mundo nesta quadra?

O que aconteceu é que INTERPRETAÇÕES ERRADAS se popularizaram, e até hoje, declarando fim do mundo em 1999, foram lidas como ideias de Nostradamus, porém, foram interpretações de Nostradamus.

Com profecias apocalípticas costuma acontecer o mesmo efeito, ou seja, o efeito

“O POVO INTERPRETA ERRADO E DEPOIS DIZ QUE FOI ERRO DO PROFETA”, ou intérpretes fracassam na interpretação, e depois, o povo encara como sendo erro das profecias, e não dos intérpretes.
A mesma coisa fizeram com a maravilhosa ciência dos maias, interpretando erradamente fim do mundo em 21.12.2012, e como nada aconteceu naquele dia (embora o mundo nunca mais foi o mesmo depois daquele dia), então o descrédito em relação ao conhecimento dos maias se popularizou.

Mas o mesmo povo sempre esquece de considerar quando as profecias funcionam.
Visão unilateral e tendenciosa da coisa toda?

Observe a quadra: Ele diz que viria algo dos céus, com data marcada, data de um eclipse solar. Esse algo ele nomeia ou associa a um antigo rei cruel, e a quadra tem clara ligação com guerras, porque ANTES E DEPOIS, Marte, um codinome para GUERRA, dominará. Marte ou Ares, o deus da guerra.

Agora, como pode a guerra dominar DEPOIS de 1999 se Nostradamus diz ser a data do fim do mundo? Pessoas incapazes sequer de entender a semântica do texto e que se disseram intérpretes ou mesmo leigos lidando com algo sem a devida profundidade, criaram pela força da tradição ignorante transmitida pela corrente popular a falsa ideia de que Nostradamus previu o fim do mundo em 1999.

Em outra quadra, inclusive, ele diz um complemento à esta quadra, e fala nestes termos:

“Quando ocorrer o eclipse do Sol então,
O monstro será visto dia por completo:
De modo errado isso será interpretado,
Preço alto pela desproteção: ninguém terá previsto isto”
(III-34)

O eclipse de 1999 foi ao meio dia nas regiões da Europa.
Estas duas quadras, 72-X e 34-III, se relacionam.

Um monstro seria visto ali, mas interpretado errado.
Pode ser que esse monstro do qual ele fala tenha relação com o astro invasor, que o Apocalipse chama de Absintio, e que o povinho interpretaria tudo errado (fim do mundo) e por esse erro, não se preparariam ao longo dos anos para tal chegada.

E eu sempre entendi essa quadra como uma referência a Nêmesis, que será vista num determinado eclipse solar, porém, pela equivocada postura dos astrônomos, não será considerado, e pegará o mundo de surpresa (chegará como o “ladrão” das parábolas de Cristo).

E ele associa tudo isso ao tempo das guerras, Marte, que vai dominar antes e depois de 1999, o que é um fato indiscutível, culminando para uma Terceira Guerra (inclusive a mesma profecia foi feita pelos índios HOPI, do outro lado do mundo, que as chamam de AS TRÊS GRANDES PURIFICAÇÕES DA HUMANIDADE), havendo petróglifos com estes dados.

Segundo ponto: Nostradamus codificou suas quadras com conhecimentos da antiga cabala, da astrologia e da poesia medieval, com seus arranjos, anagramas, códigos criptografados e chaves numéricas, uma alta ciência que o povo não entende, e ataca como sendo confusa.

É a mesma coisa eu chegar aqui e dar um livro de Geometria da Relatividade do Espaço-Tempo ou Física quântica avançada para alguém interpretar, e por não conseguir, vai sair dizendo que é tudo um monte de besteiras só porque não consegue entender.

Terceiro: era preciso que Nostradamus fizesse esses enigmas para escapar da Inquisição católica, muito severa contra quem levantasse a palavra escrita ou falada contra a Igreja, o que Nostradamus fez várias vezes.

E para fechar, existem cartas de Nostradamus ao rei Henrique e ao filho Cesar, onde ele escreve não de forma codificada, mas simples e clara, num texto lógico e direto, e que falam mais claramente destas coisas.

Além de tudo isso, existem sete imagens secretas dentro de um livro de 88 imagens, chamado O LIVRO DE IMAGENS DE NOSTRADAMUS, e estas sete imagens principais trazem relações com os sete planetas, além de outras profecias perturbadoras sobre guerras, a queda dos reinos e os destinos da Igreja.

Para os antigos, MARTE era o símbolo da Guerra.
E este ano, 2019, além dos números fecharem um ciclo (2+1+9 = 12), será o ano de regência de Marte, e geralmente são anos explosivos os que Marte rege, em termos de conflitos.

Segue a imagem de Nostradamus para o planeta MARTE no fim dos tempos, e basta olhá-la para se compreender instantaneamente o que ele quis dizer todo esse tempo, sem ser compreendido pela massa.

(Detalhe: a cor vermelha da roupa do braço que segura a grande espada na imagem 68, de Marte, faz uma associação direta ao segundo cavaleiro do Apocalipse, aquele que começa a Guerra (Rússia, China). Marte, na Cabala, é chamado de O PUNIDOR (ou aplicação da execução do Karma).

Conclusão: a grande verdade é que NOSTRADAMUS sempre acertou suas profecias, embora as tenha escrito para uma parcela selecionada e reduzida da humanidade, que podem compreender tudo. Da mesma forma como fazem os crops circles. A maioria não entende e diz que são fakes ou besteiras. Mas para quem os entende, nossa, quantas mensagens recebidas!

Sabemos que a maioria das pessoas tem preguiça de pensar, mais agora, na era cyber, tudo pronto, tudo no google, estamos fartos de ver rótulos tipo fake, bobagem, coisas assim, para eventos e informações acima do alcance da massa pensante comum.

Mas quem estuda Nostradamus a fundo, fica maravilhado da sua relação com a ciência secreta, os templários mesmo, como se ele fosse, e foi mesmo, um herdeiro da tradição secreta dos cavaleiros de Salomão… isso é só uma degustação do tamanho daquela sabedoria e da envergadura da sabedoria “nostradâmica”…

Isso sem considerar a alta ciência quântica envolvendo premonições, na questão do tempo configurado como rodas múltiplas girando, em dimensões diferentes, no mesmo eixo da eternidade ou t=0, cruzando e validando a Relatividade de Einstein com os melhores postulados do TAO, do I Ching, dos Maias… etc.

JP em 25.01.2019

Comentários