Templates by BIGtheme NET

Reflexões 7

O Terror nosso de cada dia

Quando o terror, a violência e o assassinato são nos filmes, todo mundo adora, cinemas lotados, sucessos mundiais de bilheteria.

Quando o terror, a violência e o assassinato são nos games, todo mundo compra e quer jogar sem parar, sucesso nas lojas e nos círculos dos game-maníacos.

Mas quando o mesmo terror, violência e assassinato acontecem na vida real, em grande parte inspirados por aqueles enredos da grande mídia, então todo mundo fica estarrecido, dizendo que é tragédia, e diz não saber como uma coisa dessas pode ter acontecido…

Até quando essa mania dos jovens enturmados debochar dos colegas que são diferentes vai continuar em ambiente escolar, sob vista grossa dos pais?

Porque me parece que os pais só se preocupam quando seus filhos sofrem o Bullyng, mas não ligam quando eles PRATICAM o Bullyng sobre outros jovens… depois reclamam quando as vítimas reagem de tal ou qual maneira, exigindo justiça. Justiça?

A sociedade está hipocritamente criando os seus roteiros de terror na vida real ao patrocinar com seu consumo em massa toda essa cultura invertida porém altamente lucrativa para as mídias que a oferecem abertamente e sem qualquer censura. Está se alimentando o subconsciente com doses diárias de violência e assassinato servida nessa cultura de manipulação mental e depois não entende como mentes mais fracas podem se inspirar em tudo isso para cometer atrocidades.

Que os pais comecem a prestar mais atenção, tanto ao Bullyng que seus filhos enturmados praticam na escola contra os colegas diferentes (ou o Bullyng que seus filhos recebem nas escolas) e também nessa cultura de lavagem cerebral de sangue, terror e assassinato que seus filhos consomem, horas e horas diárias a portas trancadas em seus quartos, de forma obsessiva ao ponto de deformar para sempre a consciência deles com estes passatempos “inocentes”… até o dia em que tragédias digam o contrário…

Não há nada de espantoso ou novo nestas tragédias, elas são o reflexo da total inversão de valores presente na cultura dos nossos tempos tenebrosos.
Tudo é lei de causa e efeito.

Alimente um ser humano com comida de monstro, e um dia você terá criado um monstro na sua casa.

E o que mais existe nessa cultura moderna de inversão de valores sem censura alguma nas mídias é comida de monstros para humanos mentalmente manipulados… porque monstros não pensam… apenas consomem.

O problema é que a moderna sociedade de consumo aprendeu a gostar de toda essa cultura invertida, de toda essa inversão de valores dos tempos modernos, onde o romance do sangue fala mais alto que o romance do coração. E ela mesma financia sua deformação cultural ao consumir sem freios todos os produtos que a grande mídia oferece, com muitas intenções veladas.

Ou seja, existe toda uma Indústria da Violência em nossa cultura mas a maioria finge que não vê quando consome os produtos dessa indústria, financiando-a de forma direta.

Mais espiritualidade e menos tecnologia é a única saída para que a humanidade não se torne o objeto manipulável de controle e consumo nas mãos do Sistema.

Porque uma humanidade violenta acaba até ajudando no camuflado programa de redução populacional.
São muitos os interesses envolvidos em tudo isso.

 

Armar o cidadão é realmente a solução?

O primeiro passo na direção de uma sociedade realmente evoluída não é armar o cidadão de bem, e sim, desarmar o cidadão marginalizado. Porque, se armarmos o cidadão de bem, a curva vai tender a aumentar para o outro lado, o lado da violência facilitada e da agressão multiplicada. Mas desarmando o cidadão marginalizado, e aumentando as oportunidades de educação e emprego, aí sim, erradica-se o roubo, o furto e os homicídios em sua raiz verdadeira, e a curva da evolução social será acentuada no lado correto, ascendente.
Arma não é solução, nunca foi.
Arma é estender o problema da violência a todos os setores.
A raiz do problema é a violência.
Combater violência com mais violência é jogar gasolina no fogo para tentar apagá-lo.
Uma sociedade nivelada em cultura, educação, salários, empregos, comida e moradia, não terá mais necessidade de assaltar e matar para possuir estas coisas de modo ilícito, já que os governos não oferecem-nas de modo lícito e por direito social de cada um.
É só olhar os países desenvolvidos, e ver que a equação da sociedade pacífica não está nas armas que faltam, mas nas oportunidades que sobram…

Mas enquanto estivermos sob o controle de uma política de ladrões e sob a direção de uma Justiça parcial e cega, infelizmente o povo continuará com parcelas de miséria aumentando, enquanto as elites vão ficando mais gordas e ricas… e a sociedade pacífica não passará de utopia.

“Aquele que combate espada com espada, terminará morto pela espada”

Jesus Cristo, o único Messias que eu reconheço, embora muitos ainda teimem em achar que Barrabás é a solução.
Talvez mudem de ideia quando as tragédias dos jornais aconteçam em suas casas. Tarde demais.

JP em 14.03.2019

 

Um dos dias mais sangrentos da História… assassinato na Nova Zelândia.
Mal foram enterradas as vítimas recentes de Suzano, outro gamer-maníaco realiza um assassinato em massa ainda pior do que aquele, claramente inspirado em vídeo games e filmes de terror e assassinato.
Quem assiste o vídeo terrível desta nova matança, vê claramente que o assassino procurou simular um vídeo game na sua performance.
E enquanto o assassino mata suas vítimas tranquilamente como se fossem baratas, no som do seu carro rola um rock heavy metal pesado, deste estilo de música que faz apologia a Satanás e ao Inferno, cheio de sangue e violência…
E então, você que fica horrorizado, vai continuar comprando games de assassinato para os seus filhos, ou quem sabe, jogar com eles tais games? Ou enfrentar filas para assistir aqueles filmes da bilheteria internacional baseados nos mesmos enredos de terror, horror, zumbis, mortos vivos, vampiros, guerras, assassinatos e banhos de sangue?
Será que a sociedade não enxerga que é ela quem patrocina tudo isso ao comprar esses produtos, parte de uma inflitração cultural pervertida, invertida e perversa na mente coletiva, via filmes, cultura, estilos de música, video games, e o que mais vier?
A quem culpar e a quem apontar o dedo?
Ps: são quase cinquenta mortos, mas o número pode aumentar, pois existem muitos feridos graves…
Existem inclusive pedidos para não compartilharem o vídeo, já que ele pode servir de inspiração a outros monstros da família… já que foi uma MATANÇA muito bem planejada, parece que você assiste um vídeo game real … a que ponto chegamos!
Ps: para você, que sente um estranho PRAZER ao jogar jogos de matança em série, ou a assistir filmes onde existem banhos de sangue, mas se horroriza quando estas coisas acontecem na vida real, deixo uma pergunta:
Qual é a doença da sua alma?
https://g1.globo.com/mundo/noticia/2019/03/14/policia-e-acionada-apos-relatos-de-tiros-em-mesquita-na-nova-zelandia.ghtml
*******************************************************

Quando a cegueira é assumida…

Faz parte dos roteiristas investigar antes quais são os pães e os circos de preferência popular, e depois, lançam seus filmes nos palcos da vida, com a certeza de que cativarão o povo cada vez mais. Internet e Facebook, por exemplo, além de outros dispositivos cyber, são vitrines onde os roteiristas do mundo investigam arduamente, dia e noite, todas as preferências de consumo da humanidade, para seguir aprimorando seus roteiros em todas as mídias e em todos os produtos que o sistema vende para mantê-la distraída, enquanto eles mandam e controlam tudo sem resistência!

Mas o povo quis ser cego, então merece viver no escuro…
Portanto, a quem culpar, quando a cegueira é assumida?
A Deus, aos governos?
Ou a mosca da sopa?

O grande inimigo dos escravos não são as correntes que lhes prendem, mas o sentimento de conveniência que lhes prendem nas correntes…

Por isso, dos cegos do castelo, eu me despeço e vou… porque a luz incomoda olhos acostumados ao escuro.
E por mais que tentemos clarear esses olhos, eles reagirão com violência na defesa de suas trevas de estimação, onde seguirão se escondendo pelo resto de suas vidas, quando o medo da Verdade os impede de abrir os olhos…

Aprendei da parábola a tempo: são cegos guiando cegos.
Nada mais do que isso. Tudo se resume nisso.

Quem seguir cegos, cairá no abismo.
O Sistema é um grande Olho que levanta líderes cegos guiando o povo cego do mundo.
Qual a semelhança entre o Bem e o Mal?
Ambos sabem exatamente o que estão fazendo.
Por isso, Olhos representam tanto a Onisciência Divina como o Sistema Negro de controle do mundo (NOM).

JP em 15.03.2019

O Adormecimento é a porta aberta para todo tipo de ataque astral, incluindo pesadelos e até aquelas abduções que você esquece, e só lembra em sessões de terapia e hipnose…
Vigiai e orai, porque os Inimigos da luz se movem nas sombras do adormecimento da alma nas ilusões da matéria e nas correntes do desejo e do prazer passageiro.

(***)

Reinos divinos e gloriosos existem… e neles habitam os deuses… mas a visão humana foi trancada na percepção horizontal da matéria tridimensional. Temos ainda consciências de formigas perante a grandiosidade do Universo multi-dimensional. E é com este nível de consciência que a arrogante ciência moderna pretende mensurar o Infinito e declarar suas leis? Para formigas, tudo o que existe são linhas num espaço plano. A lei das formigas é a lei das linhas se movendo em planos.

JP em 21.03.2019

(***)

A Equação do Amor

A = R / t

Sendo A, o Amor
Sendo R, os relacionamentos
Sendo t, o tempo

Essa equação significa que, ao longo do tempo, em teus relacionamentos, sejam eles quais forem, familiares ou não, tudo o que restar além de paixões físicas, e tudo o que superar apegos e emoções inferiores, e tudo o que resistir aos desejos passageiros do momento, no filtro do tempo, isso será o Amor que ficará em tua vida, em teu coração.

Quando acabar a paixão, quando o combustível das atrações físicas terminar, e quando os fatores do apego emocional se desgastarem com o tempo e as incompatibilidades, então haverá somente AMOR nos relacionamentos que ficarem além desse tempo, baseados na amizade, confiança, afeto puro e sintonias de alma, que transcenderam totalmente os valores da carne ou da boa aparência, ou mesmo os laços de sangue, que nada tem a ver com Amor, demonstrando que os relacionamentos são a verdadeira escola do Amor, sejam eles familiares ou matrimoniais, fraternos ou simplesmente sociais.

A função do tempo no universo dos relacionamentos, sejam eles quais forem, é ensinar a alma a amar de verdade, não com o desejo dos olhos, mas com a energia do coração.

Nesse dia, o Amor de cada um será como uma fênix azulada saindo mais forte e viva do que nunca de todas as labaredas dos relacionamentos e suas dores, suas brigas, seus desentendimentos e seus ajustes em função do tempo, que vai permitindo que conheçamos melhor as pessoas, e aprendamos a amá-las como elas são e não como queremos que elas sejam.

E a maior descoberta de todas é que, enquanto as dificuldades da vida fazem brilhar o amor verdadeiro, as ilusões justamente o fazem desaparecer, quando você descobre que nada daquilo era amor… porque é no fogo das provações que o ouro verdadeiro se distingue do metal sem valor. É, portanto, na dor que o verdadeiro amor se revela, nunca no prazer… porque prazer vem do corpo e vai embora, mas amor nasce no coração e permanece para sempre.

E o legítimo companheirismo surgirá!

E o BEM DO SER AMADO será o impulso dessa ave eterna em sua jornada adiante nas dimensões do Amor Ágape.

E a Fênix do Amor Eterno voltará para a casa das estrelas, em alegres bandos, donde saiu um dia…

 

JP em 22.03.2019

Comentários