Templates by BIGtheme NET

Reflexões 17

 

 

O SILÊNCIO É A ORAÇÃO DOS SÁBIOS

O Intelecto é tagarela por natureza, e adora arrotar livros que leu, programas que assistiu e as palestras que participou, ou seja, sua munição é sempre a galeria dos eventos externos e sociais, os quais exibe como troféus de sua vida agitada e culturalmente marcante… enquanto o sábio, aquele que vivencia direta e objetivamente a sua sabedoria na fonte de todo o conhecimento, que é a prática que lhe ilumina acima e além de teorias do mundo, este se sente inclinado a, cada vez mais, buscar a reclusão e o silêncio, e quando ensina, ensina por causa do dever assumido com a mesma Luz que o abasteceu, que é o dever da partilha, e não com o desejo narcisista de brilhar um falso ouro diante das platéias, que é todo o seu conceitualismo subjetivo reunido… na maioria das vezes, fruto de uma teoria que raramente ele mesmo vivencia na prática… o que é o pior de tudo!

****************************************

PARAÍSO

O Paraíso não é a experiência de um lugar maravilhoso e sem sofrimento, e sim, a consequência da convivência harmoniosa ao lado de quem se ama.
Isso porque a Felicidade é dar e receber o AMOR, não importando o lugar.
Importando apenas o AMAR.
Por isso é que vemos tanta gente rica e abastada sofrendo de Depressão (o câncer da Alma), enquanto existem pessoas humildes e felizes na vida modesta que levam, vida porém cercada de amor e propósito de SERVIR, sendo essa a riqueza real delas.
No final, é todo esse AMOR e esse desejo de Servir destes seres benditos que se espalha ao redor e constrói Paraísos onde quer que estejam… estes corações que carregam sementes de Paraísos, sementes de AMOR…

***************************************

TRANSCENDÊNCIA

Transcender começa com esquecer.
Digo, quando queremos transcender situações desagradáveis na vida, envolvendo pessoas, relacionamentos e sentimentos, coisas que são pesadas em nosso coração, e desejamos nos libertar de tudo, o primeiro passo é esquecer.
Somente esquecendo podemos perdoar.
Quem não esquece, não perdoa, por mais que tente.
Será um perdão da boca para fora.
Esquecer significa não carregar mais as coisas que machucam a memória.
Significa limpar seu jardim e queimar todo o entulho.
Depois de esquecer, vem o segundo passo: perdoar.
Muitos esquecem mas não perdoam.
Perdoar… significa não mais culpar tal ou qual pessoa por determinada ferida do passado. Significar libertar a pessoa da culpa, e libertar voce mesmo do ato de condenar a culpa daquela pessoa.
Como podemos ver, perdoar é deixar de fazer o papel de juiz.
É soltar a condenação, é retirar todas as culpas de uma pessoa, mesmo que a dor ainda exista no coração em função de faltas cometidas.
Mas… como é mesmo aquela parte da oração?
“… perdoai as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado os nossos devedores…”
Pois é.

Finalmente, após o perdão, vem o terceiro passo: o amor.
Voce deixa de ver a pessoa como culpada de suas dores e problemas porque já esqueceu o passado que contém tudo isso, e esquecendo, deixou de culpar a pessoa por ele. Mas falta agora colocar amor aí.
Amar a pessoa quer dizer, compreender a pessoa.
Por que as coisas aconteceram assim?
Tudo foi culpa dela, ou parte da culpa não foi dela?
Ou tinha que ser assim, ou de repente eu lhe devia aquilo de vidas passadas… ou era necessário ao meu crescimento e mudança interior… etc… ah…. quantas camadas e camadas de realidades subjetivas ao nosso próprio sentimento ferido se depositam em situações assim, camadas e camadas de nossa própria imagem refletida no espelho da auto-crítica, cada uma delas pedindo, exigindo o exercício da compreensão que leve ao amor consciente.

Olhar para aquela pessoa e situação, começar a compreender aquela pessoa, seus limites, falhas, suas próprias dores, suas carências, enfim, ver nela alguém tão sofredor e merecedor da liberdade como tu…
pois bem, quando esse tipo de compreensão começar a brilhar no teu coração, então não haverão mais inimigos e culpados, apenas existirá o aprendizado do crescimento.

Porque o perdão completo só acontece quando voce compreende a situação por inteiro, e esse POR INTEIRO envolve voce também, envolve o seu grau de participação em tudo isso: porque não existem nem culpados e nem vitoriosos isolados no universo… todos nós temos parcelas de participação em tudo, seja em nossa vida, seja na vida dos outros.
A compreensão do perdão é mais complexa do que podemos imaginar..

E então, estarás pronto para o passo maior, o amor, que deve ser dirigido principalmente a tais pessoas porque, no final, voce vai descobrir, com espanto, que são elas que mais precisam desse tipo de amor da compreensão, que perdoou ao esquecer tudo.
E por uma incrível magia da sintonia do amor, a outra pessoa irá mudar também… irá se curar também, atraída pela cura que voce realizou em ti mesmo.
E quem sabe, se tornem os melhores amigos.
E então, terás dado o passo final desejado logo no começo: transcendência.
E o chumbo do rancor se tornou o ouro do amor.
O que não deixa de ser uma transmutação espiritual, com todo o seu valor encontrado na luz da consciência.
A consciência de ser livre de verdade…

******************************

JANELAS MAIORES SÃO INÚTEIS PARA OLHOS MENORES!

Ou, nos dizeres de Cristo:
Eles tem olhos para ver, mas não vêem…
Eles tem ouvidos para ouvir, mas não ouvem…
A pobreza de espírito é se fazer mendigo num Universo repleto de riquezas acessíveis a consciência..
A cegueira da Alma é se fazer indiferente a tanta Luz!
É dar mais crédito ao que os olhos vêem do que ao que diz o coração…

*********************************

 

JP em 06.07.2019

 

 

 

Despertar os olhos para a Verdade é o primeiro passo da longa caminhada.
Viver essa Verdade e se transformar por ela, plenamente, integralmente, são todos os passos restantes…

O MAGO E O LEÃO

Certa vez, em um Reino, existia um grande e poderoso Leão, temido por todos… exceto por um Mago.

Intrigado, houve um dia em que o Leão se aproximou do Mago e lhe perguntou:
“Mago, por que tu não tens medo de mim? Todas as criaturas deste Reino fogem a minha vista, e tremem com o meu simples rugido. Por que tu não tens medo de mim?”

E o Mago, calmamente, lhe respondeu:

“Fera, tu certamente és o animal mais poderoso do Reino, e todos lhe temem. Mas observa, tu és, para mim, fera conhecida, eu posso ver-te em seus movimentos de força e conhecer-te em tua poderosa dominância.

Tu és fera conhecida diante dos meus olhos, por isso, tenho como te evitar ou, até mesmo, me defender diante de ti.

O que eu realmente temo são as Feras desconhecidas, aquelas que andam na sombra e em silêncio… que não rugem para manifestar seu domínio e nem marcham ao Sol em desfile de soberania… Aquelas cuja estratégia é a camuflagem, e não a ostentação…
O que eu realmente temo são as feras que eu não conheço pois, assim sendo, como controlá-las, e como combatê-las?

O que eu realmente temo, ó poderoso Leão, com toda a certeza, são as desconhecidas feras dentro de mim…”

A partir daquele dia, o Leão passou a respeitar o Mago, e mais… passou também a temê-lo!

AQUELE QUE ABRE OS OLHOS PARA A REALIDADE DO CÉU, COMEÇA A SE SENTIR UM PEREGRINO NA TERRA….

Esta é toda a minha pequena filosofia, ser feliz e tentar ser feliz com meus bolsos vazios, meu coração cheio e minha consciência limpa, aprendendo a me adaptar cada vez mais com menos do material, engordando somente a conta das boas ações, porque estas é que se transformam em dinheiro cósmico (Dharma).

Esse é o estado de espírito de quem viaja! Se a sua meta são as estrelas, não deve mais se sentir preso a nada e a ninguém, e principalmente, nunca mais preso aos próprios desejos impuros e materialistas… afinal, quanto mais leve a bagagem, melhor! De bagagem eu levo bolsos vazios,coração cheio e consciência tranquila e feliz!

Mas se tenho uma ambição, essa ambição é a de viver na Obediência à Vontade do Pai e não obediente à minha vontade… e se tenho uma cobiça… ah…essa cobiça é de viver nas estrelas para sempre….
Lá, na pureza daqueles reinos, não podemos chegar com os pés cheios de lama… que se entenda então o ritual do Lava-Pés de Nosso Senhor, limpando os pés daqueles que o seguem em espírito, verdade e coração!

 

 

UNIVERSOS EM MIM

EU, que pensei em pensar no Universo, tentando saber se o Universo pensa em mim e sabe que eu existo… me surpreendi no dia em que um ponto de fuga qualquer na rota de um Espírito viajante encontrou seu porto num destes tantos pensamentos meus e ali lançou sua âncora, e desde este dia então, esse Bom Espírito passou a me guiar em minhas próprias reflexões…

E ele mesmo me assegurou que só conseguiu me encontrar porque eu estava sempre disparando feixes de pensamentos na direção das estrelas, como quem procura uma resposta em qualquer espelho refletindo imagens…

E no dia em que abri meus olhos, contemplei aquele Universo e descobri que todo aquele Universo estava dentro de mim, pensando em mim todo o tempo… me procurando sem que eu soubesse…e que aquele Espírito viajante que encontrou ponto de fuga no meu coração… era eu mesmo em níveis superiores e elevadas dimensões daquele universo não mais perdido dentro de mim… e não mais procurando o que ele procurou por toda a eternidade… bastou que eu pensasse nele com mais profundidade e paciência… e no exercício diário da meditação, que é a reflexão do Ser que está dentro, eis que este Ser me encontrou.

Nos tornamos os melhores amigos e, agora seguimos viagens juntos… e selamos pacto de nunca mais abandonarmos um ao outro até a meta DEUS ser alcançada!

E até esse dia, nossa estrela sempre nos sorrirá!

 

UM TÚNEL NO FIM DA LUZ

E pra você, que passou do ponto onde procura uma luz no fim do túnel, e agora começa a procurar por um túnel no fim da luz… bem, aqui fica uma sugestão.
Porque… e isso não vale só como trocadilho… no fim de toda luz, lá, onde o espaço é curvo, existe mesmo um túnel no fim da luz que dá acesso a outras dimensões, túneis estes que os OVNIs cruzam sem qualquer problema, aliás, sendo esta a forma mais eficiente de deslocamento deles no universo *via wormholes, além daquela velocidade-limite de dobra, de fuga, de ruptura… por isso, um túnel no fim da luz!
Então, faz sentido procurar no fundo de cada luz brilhante do universo um túnel de saída… e chegada em portos melhores do que este nosso mundo!
Não é questão de fugir… e sim, de procurar ajuda profissional competente…. em outro planeta que seja.
E algumas coordenadas crop circle estão me assegurando desta real possibilidade. O ano de 2017 entra em conjunção com os significados do ARCANO 17 em termos de sinais celestes que sirvam de guia efetivo e real a outras realidades, praias, mundos e reinos…
Mas antes de esperar que eles venham até nós, é preciso ir até eles…
O heróico aqui não está em esperar a descida dos Anjos, mas tentar abrir nossas asas e voar até eles…Não podemos ficar só em atitude de eterna espera…

Eles têm lançado suas âncoras e nós temos visto estas âncoras nas mensagens crop circle e em tantos sinais celestes reunidos diante dos nossos olhos… todos eles caracterizam as ÂNCORAS DAS NAVES EM TODA A TERRA!

O santuário do céu, o Tabernáculo do Senhor do Trono, sempre foi, desde o profeta Enok, que subiu ao Pai, e também junto a Moisés, que para lá, o mesmo lugar, subiu para trazer a Lei e a ciência de IHWH, e Elias, e depois Ezequiel, e depois Paulo, Jesus e João de Patmos… sempre foi… O PLANETA VÊNUS!

Em várias passagens do Apocalipse se menciona esse determinado TEMPLO CELESTE onde os anjos se reúnem, junto aos eleitos, aos pés do Trono do Senhor Adonai, que disse de si mesmo ser A ESTRELA DA MANHÃ!

Lá, antes de qualquer outro mundo distante, é que se reúne a Grande Fraternidade Branca dos seres que virão e chegam para restaurar o mundo, e o Apocalipse 21, falando da Descida da Cidade Celestial Branca… fala na verdade da ANCORAGEM de Vênus na Terra, e em vários aspectos e sentidos, o fenômeno crop circle já começou dita ancoragem pelos idos de 1990.
É bom ter ciência de tudo isso.
🙂

JP em 11.07.2019

EM BUSCA DA VERDADE

O normal, o tradicional, é que cada um siga aquilo que alimentou sua mente desde a infância, debaixo de transformações do pensamento aplicadas por mudanças de cenário, ambiente e estilos culturais, estudos, fontes, livros, autores, experiências, enfim…

Mas, na questão da Busca eterna da Verdade… vivemos em tempos onde a consciência de cada um é que será o árbitro e juiz na decisão final do caminho a ser seguido, e para esse juiz de nada valerá argumentos e livros escritos por terceiros, senão que o seu próprio conteúdo de direcionamento espiritual que seguirá muito mais pela intuição das coisas do que pela razão que elas apresentam diante do mundo e da opinião pública, mesmo que séculos de tradição tenham que ser estilhaçados pelo golpe da verdade crua e nua por parte de quem não a teme…

Disse o Mestre Maior: Conhecei a Verdade, e a Verdade vos libertará!
Disse o Mestre Maior: Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida!
somai as duas expressões:
Conhecei a (minha) Verdade, e ela vos mostrará o caminho e a vida!

E da mesma forma que uma agulha de bússola é atraída para o pólo magnético norte, a consciência de cada um se imantará com o caminho que julga ser verdadeiro, conforme seu conteúdo somado de consciência depois de uma longa estadia nas espirais terrestres de evolução da Raça Humana.

Se é o caminho certo ou o caminho errado? Isso não dependerá de modo algum do caminho escolhido em si, mas tão somente do que cada consciência carrega dentro.
E nesse domínio, nem o próprio Deus terá como interferir. Afinal, de nada adianta o Sol arder lá fora… se as janelas continuam fechadas ou parcialmente abertas.
O abrir de janelas é conosco.
O brilhar é com Deus.
O abrir de janelas não tem nada a ver com ficar dentro de uma casa fechada estudando livros, pesquisando sites, engordando o intelecto com um monte de teorias que nunca saem a prática.
O abrir de janelas tem muito mais a ver com pegar suas sementes de conhecimento e semeá-las na vida prática.
Sementes só germinam se receberem o beijo do Sol.
Se ficarem amontoadas na mente, como teorias, vão morrer, vão mofar em crenças estagnadas sem valor algum.
O abrir de janelas é sempre um renascimento.
E isso não tem nada a ver com o que voce leu ou alguém lhe disse.
Isso tem muito mais a ver com o que você viveu e transformou dentro de sua alma, construindo consciência com os teus próprios olhos.
O abrir de janelas de uma casa que ficou fechada todo esse tempo na escuridão ou penumbra do intelectualismo é como o exercício do abrir de olhos ao cego.
A Luz lhe será sempre surpreendente, e terá sabor de vida nova.

***********************************

A PALAVRA MAIS PODEROSA

Há uma palavra… que torna as nuvens negras, brilhantes… e semeia a claridade nas cavernas mais distantes.
Essa palavra é tão cara que o Senhor a conquistou.
É do humano, é muito nossa, mas Ele a quis e a tomou.
Tem mais força que os exércitos com as bandeiras agitando, e já conquistou mais vitórias que as nações mais festejadas.
É uma palavra que Deus sempre quer ouvir repetida, na minha, na sua, na nossa vida.
Portanto, ergue os teus olhos e, da alma, na profundeza, tira essa palavra e a oferece: Eis, Senhor, a minha riqueza!
E há um tapete no chão de pedras preciosas para os teus pés quando essa palavra for proferida…
E que palavra tu disseste que transformou a tua noite em dia?
Foi a palavra perfeita de GRATIDÃO!

**************************************

 

Geralmente, é quando estamos diante do abismo, nas piores situações da vida, que a mesma vida que temos e levamos assume o seu maior valor e importância.

Mas o homem de consciência não precisa ser empurrado a beira do abismo para enxergar isso.

A vida, para ele, é sempre o maior bem, precioso demais para ser atirado no abismo das vaidades humanas.
Viver bem não significa viver intensamente, estourando todos os limites do corpo e da mente.

Quem vive assim, extrapolando tudo, este vive sempre a beira do abismo…e quando começar a cair dentro dele, verá que é tarde demais para se arrepender de tal filosofia que diz:

Viva hoje como se fosse morrer amanhã!

Eu reescreveria essa sentença tola da seguinte forma:
“Viva hoje sabendo que a eternidade à sua frente depende dele”.

Viver bem não é extrair da vida o Máximo, e sim, o Melhor.

O que significa capturar o verdadeiro sentido da vida não através do corpo e suas sensações, mas através da alma e suas conexões com o espírito.

Porque é na vida interior que mora a raiz da nossa existência.

Ainda que um homem viva a sua vida dedicada ao prazer das sensações e ao frenesi emocional produzido pelo mundo exterior, chegará ao último dia de sua vida cheio de dor e medo ao constatar que, mais uma vez, está diante do abismo, e para ele caminha vazio, sem ter aprendido nada com as lições do tempo.

O sábio faz de cada experiência uma oportunidade pra mergulhar no auto-conhecimento, mas o tolo insensato procura apenas colecionar diversão e prazer sensorial em momentos passageiros.

E se a morte para o tolo é um salto no abismo, a morte para o sábio é um vôo de ascensão para as moradas que ele explorou ao longo de uma vida muito bem vivida no nível interior da consciência.

JP em 13.07.2019

 

 

Um retrato artístico do Emaranhamento Quântico entre dois corações que sentem o mesmo e viajam na mesma jornada a distância, numa distância que nem mesmo existe, na Eternidade de seus passos conjugados… e a Ciência se rende a poesia metafísica do AMOR, a real transcendência de todas as coisas… amor, esse espelho que revela tudo o que existe do outro lado deste meu coração por ele atravessado!
JP em 14.07.2019
O que é solidão para os olhos, é comunhão para o coração…
Quem navega em sonhos, um dia avistará as praias de uma nova realidade, porque o que se planta nos sonhos, se colhe na vida…
A solidão serve para nos melhorar como pessoas e apurar ainda mais nosso amor nos relacionamentos. A solidão é como o sono, porque é quando dormimos que o corpo se refaz.
Quando nos isolamos é que nosso amor pelos semelhantes se renova. A solidão é a porta da meditação. E através da meditação é que construímos gradualmente uma pessoa melhor, mais habilitada a amar e servir o semelhante, porque cada solidão meditativa é um encontro com Deus, esculpindo em nosso coração a sua imagem e semelhança.
Estar conosco mesmos na medida certa, sabendo também estar com os outros na medida certa, são os dois pratos da Balança do Amor nas experiências do coração. Precisam estar sempre nivelados.
JP em 18.07.2019

Comentários