Templates by BIGtheme NET

Pinturas premonitórias da Guerra?

 

 

Estariam antigas pinturas de Gustave Fraiport anunciando “premonições” sobre novas guerras na França e no mundo?

 

 

Gustave Fraipont (1849, Bruxelas – 1923, Paris) foi um pintor, escultor, ilustrador e designer de cartazes. Nascido na Bélgica, ele mais tarde se tornou cidadão francês naturalizado.
Professor de desenho na “Maison d’éducation de la Légion d’honneur”, foi autor de numerosos livros sobre a arte do desenho. Em 1885, ele forneceu ilustrações para a série Le Littoral de la France na editora Victor Palmé.

Ele também ilustrou livros sobre Paris e as regiões francesas. Ele produziu livros para jovens.

 

Ele pintou inúmeros cartazes para empresas ferroviárias, bem como documentos oficiais e títulos em papel. Ele contribuiu para muitos jornais e revistas, como o francês e o Paris Courier.
Em 1905, ele foi nomeado pintor da Marinha.

 

Durante a Primeira Guerra Mundial, ele produziu várias composições para o jornal L’Illustration , incluindo os monumentos destruídos pela guerra: o Ypres Cloth Hall , a Catedral de Reims e a Prefeitura de Arras.

WIKIPÉDIA

Premonição, pintura de 1924

 

Esse pintor retratou várias cenas de destruição na França, na época da Primeira Guerra Mundial (1914-1918).

 

Uma pintura sua, entre várias, de um incêndio na Catedral Notre Dame de Reims (onde os grandes reis da França eram coroados, tradicionalmente), tem sido associada de forma premonitória ao recente incêndio na Catedral Notre Dame de Paris, em 15 de Abril de 2019.

 

Catedral de Reims, França

 

Durante 1917, a catedral foi duramente atingida pela Primeira Guerra Mundial. Cerca de 300 bombas incendiarias foram lançadas sobre Reims, danificando gravemente sua abóbada. Após a guerra é iniciada uma extensa recuperação da catedral, que só estaria totalmente concluída em 1937.

 

Catedral Notre Dame de Paris, estilo arquitetônico bastante parecido com o da Catedral de Reims

 

E realmente algumas coisas chamam a atenção.

Porque, se a pintura do incêndio em Reims (1917) foi realizada posteriormente (em 1924), por que a chamaria de “Premonição”?

Que premonição existe em pintar algum evento ocorrido depois, e não antes de sua execução?

Estaria ele se referindo a algum evento futuro?

 

Arras sob as chamas, pintura de Gustave Fraipont

 

Como o incêndio (de causas ainda desconhecidas) na Catedral Notre Dame de Paris, a mais famosa das Catedrais Notre Dame francesas?

Outro detalhe interessante:

 

O atual presidente da França, Emmanuel Macron, aos 41 anos, se depara com um incêndio histórico na catedral de Paris, e de causas nebulosas, que têm dado margem a uma série de especulações conspiratórias.

 

Arras sob chamas, outra pintura do mesmo tema

 

Pelas imagens, vemos o quão parecida são as duas Catedrais no estilo arquitetônico.

Curiosamente, o incêndio de Reims foi em 1917, durante a Primeira Guerra Mundial, e 100 anos depois, em 2017, Emmanuel Macron se elege presidente da França.

 

Então… a premonição do pintor Gustave Fraiport poderia vincular o atual incêndio de Notre Dame de Paris com eventuais movimentos de Guerra nos bastidores da Política mundial, plantando incêndios como este, tal como se cogita tenha sido o famoso 11 de Setembro, motivador da guerra dos USA contra o Iraque, sob o governo de George Bush (filho), alegando falsa bandeira de armas químicas que nunca foram encontradas naquele país?

 

Vamos aguardar… porque, nos bastidores da Política internacional, tudo é possível… para descobrir porque o pintor francês associou o incêndio PROVOCADO durante a Primeira Guerra, na Catedral de Reims, muito parecida com Notre Dame de Paris, a uma premonição ou evento futuro anunciado, evento de guerra.

 

Lembrando que o profeta  Nostradamus fez inúmeras profecias sobre incêndios e guerras em Paris e na França.

Esse pode ser o primeiro da lista.

 

 

 

 

JP em 19.04.2019

 

Veja também

 

Apocalipse e o incêndio da Catedral Notre Dame de Paris

 

Comentários