Templates by BIGtheme NET

Os Sete Corpos do SER

A Teosofia ensina que a alma tem sete vestimentas, e que o corpo é a primeira e mais densa? Veja o setenário que veste o espírito.

1. corpo físico, celular, projetado na terceira dimensão.

Chamado no Hinduísmo de Rupa, ou parte física.

2. corpo etérico, ou organismo vital que cobre o físico, captado como aura, intimamente relacionado com a circulação sanguínea, projetado na quarta dimensão.

Chamado de Jiva, força vital.

Estes dois constituem nosso fundamento vital.

3. corpo astral, aquele que nos projeta em sonhos, viagens e EQMs, chamado corpo emocional da alma.

Chamado Linga Sharira, corpo astral.

4. corpo mental, aquele que identifica o organismo racional da alma. Estes dois, astral e mental, se projetam na quinta dimensão. Chamado Kama Rupa, ou mente sensorial.

5. corpo causal, agente do poder da vontade da alma, aquele através do qual se operam os prodígios da vontade e da criatividade. Chamado Manas ou expressão da alma.

6. corpo búdico, aquele que procede das dimensões mais altas do universo, a ante-sala do espírito, é aquele corpo que recebe as mais altas vibrações do espírito e as transmite ao corpo da vontade na forma de inspiração superior. Chamado Buddhi ou Iluminação do Espírito.

Estes dois últimos projetam-se na sexta dimensão.

7. O corpo átmico ou espiritual, as chamadas vestiduras de glória, estas que os mais altos seres usam para se mover na sétima dimensão, com aparência de chamas, Serafins,o poder criador puro. Este corpo átmico é o primeiro invólucro do espírito e veste-o, e dele recebe o poder mais elevado, a vibração mais intensa, qual uma chama, a se derramar para os corpos inferiores e se converter naqueles princípios desdobrados.

Chamado Atman, o Espírito, a centelha divina no homem.

É através da natureza ATMAN, a mais elevada do Ser Individual, que todas as emanações, poderes, energias e vibrações do INFINITO chegam até o ser, em suas camadas inferiores por ATMAN retransmitidas. ´Se nosso Ser é um edifício em camadas, ATMAN é o nosso pináculo, e por ele recebemos todas as emanações do Sol Absoluto ou Entidade DEUS em sua concepção Infinita.

 

A simbólica e antiga dança dos sete véus representa esse despir do espírito divino, camada por camada, para que a Individualidade possa mergulhar na Totalidade. Outros setenários simbólicos na mesma identidade: o candelabro de sete braços, com sete chamas, ou as serpentes do setenário de fogo da Iniciação, ou os sete dons do espírito santo, as sete cores do Arco-Íris e as sete notas da escala musical natural, etc.

O homem interno é setenário.

 

Cada serpente da aura de Buda representa a vitalidade de cada um dos sete corpos, um kundalini na raiz de cada um deles.

As ilustrações antigas e iniciáticas confirmam o setenário interior da alma.

Infelizmente, muitos sistemas modernos de crença estão amputando uma fatia gorda dos antigos ensinamentos, tornando a visão das coisas muito superficial e distorcida.

Se precisamos de todos os argumentos da Verdade para nos libertar, esses argumentos devem começar nas escolhas corretas em relação a toda doutrina que nossa alma decide ingerir nessa vida.
Porque tudo será lançado ao subconsciente numa lenta e invisível edificação de bases, como o crescimento de uma raiz, e a menos que ela seja ampla e bem apoiada, a casa cairá e a árvore tombará diante da menor tempestade do destino que nos submeta às provações do tempo.

Crop circle setenário (o homem-Iniciado_ dia 25.08.2008 UK

 

O Ser Arco-Íris que ainda não somos, mas que precisamos ser, para nos fundir na Luz branca do espírito e voltar ao Sagrado Sol Infinito, que nos enviou brancos e puros para este mundo, e a existência material, como um prisma, nos dividiu em sete cores, em sete princípios espirituais, para que pudéssemos trabalhar cada um deles, fortalecendo assim, na soma, o branco original, que voltaria mais branco e brilhante ao Sol do que antes, quando pelo Sol foi exalado para a Escola da Vida…

JP em 22.05.2019

Comentários