Templates by BIGtheme NET

Os Passos de Maria

 

Aparição da Virgem Maria em Zeitun, Egito, 1968

 

Tudo começou neste dia e nesta hora.
Todo o mistério da nascente Cristandade na Terra começou neste momento singelo e singular da História: SALVE CHEIA DE GRAÇA!Sim, Gabriel deu a primeira notificação do Início da Igreja de Cristo na Terra, porque Ela, o eleito e puro vaso de Deus, recebeu a semente que iria expandir-se numa Egrégora e corrente de fé, amor e luz que, chegando nos dias de hoje, contabilizaria o número de 144 mil espíritos batizados na fé verdadeira.
Religiões temos muitas no mundo, falsas ideologias e mentiras satânicas mascaradas e disfarçadas para enganar a muitos, seduzindo-os com doces palavras e brilhantes argumentos, isso é o que mais existe no mundo moderno, onde a informação despenca sobre nós mais depressa do que um raio sobre a Terra durante uma tempestade…

 

Mas a fé pura, a luz legítima da consciência, o amor cristão real, ele é raro, raros são os que possuem e professam estas coisas.
Temos teorias, sim, temos crenças, sim, temos esperanças, sim, mas precisamos manter a aguda e humilde consciência de que muito ainda nos falta para alcançarmos o status de verdadeiros filhos de Deus na estrada.

 

O amanhã, quem garantirá como vai ser?
E quando vier a dor profunda?
E quando vier a perda sangrenta?
E quando vier a escassez, o problema gigantesco, a carência inesperada?
Como vamos nos portar?
Com fé ou com dúvida?
Com gratidão ou com rebeldia?
Com amor ou com revolta?
Com bênçãos ou com blasfêmias?

 

Sermos gratos quando tudo vai bem, até que não é tão difícil…. soa quase como uma obrigação cristã… mas sermos gratos quando tudo perdemos e tudo sofremos, mesmo que seja em nome de uma causa de martírio de amor, quem vai conseguir?

 

Reflitam, porque a Igreja de Cristo começa neste exato momento da Anunciação… a Virgem foi a Primeira Igreja e Santuário de Sua Morada.

E ela nos ensina o caminho para nos tornarmos igualmente morada de Deus, desde que sejamos puros e virginais por dentro e por fora como ela foi… porque a Pomba do Espírito Santo jamais baixa em templos cujo piso está imundo por paixões… Ela sequer pousará em seus telhados de pensamento…
Aqui começa a Igreja dos 144 mil de Cristo.

 

Ela, a Divina Senhora, é a pedra fundamental de toda essa construção que está para ser finalizada e arrebatada aos céus pelos anjos vigilantes.

E é ela mesma, a Divina Maria, que vigia o mundo em constantes aparições, sempre reiterando as boas palavras do Evangelho e combatendo como pode contra as mentiras do Dragão Vermelho infiltradas em praticamente todas as religiões da Terra, sem ter qualquer que escape….

 

Porque o Diabo é muito bom para se disfarçar, até atrás da Cruz,,, mas ela, que foi designada por Deus a esmagar a cabeça da Serpente, conhece cada um destes disfarces e corre para avisar o mundo em mensagens, antes que chegue o Dia do Grande Juízo.

 

Então será sábio ouvir um pouco mais o que ela tem a nos dizer, e diz há uns 2000 anos, eco das palavras do Mestre da Cruz, e Senhor do Amor que ela gerou…

 

Está chegando a Hora da Igreja de Cristo, e ela não tem quase nada a ver com nenhuma religião da Terra, a maioria já poluída pelas filosofias disfarçadas do materialismo…

“E junto à cruz estavam a mãe de Jesus, e a irmã dela, e Maria, mulher de Clopas, e Maria Madalena. Vendo Jesus sua mãe e junto a ela o discípulo amado, disse: Mulher, eis aí teu filho. Depois, disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. Dessa hora em diante, o discípulo a tomou para casa” (João 19:25-27).

 

Este episódio define muita coisa.

Aos pés da Cruz, João apóstolo e a mãe de Jesus, Maria, junto das outras mulheres, até que Jesus confia a guarda de sua Mãe ao amado apóstolo… os padres e os intérpretes da letra morta vêem nisso apenas um estreitamento das relações familiares entre aqueles que ele, Jesus, mais amava, sua mãe e João.


Porém, sabemos que Maria representava a Igreja nascente de Cristo na Terra, ela que é a Mãe encarnada a reunir todos os filhos da fé doravante, batizando-os um a um com as águas do novo evangelho ao mundo levado pelos apóstolos e todos os heróis e mártires da fé que lhes seguiram….


João foi um deles, o mais importante, digamos, por ter recebido de Jesus, mais tarde, as linhas da Revelação do fim do ciclo e os destinos da Igreja e da humanidade….


Maria representou a Igreja, e João, o seu guardião… Pedro passou a cuidar da Igreja pública, popular, espalhada pelos quatro cantos do mundo, mas João se tornou o depositário dos segredos do coração de Cristo, e tudo isso começou quando ele repousou sua cabeça no peito do Mestre, durante a Última Ceia, ouvindo segredos que nenhum outro apóstolo conhecera….


Jesus, da Cruz, contemplou aceso o Novo Reino chamado MAYAB, e até lá, 2000 anos se passariam de muitas lutas, sofrimentos, guerras e mentiras de poder e manipulação de poder usando a fé, comercializando os evangelhos, levando tiranos ao trono em nome de Deus que nunca foram…


Maria recebia a sua missão, como João.
Ela deveria esperar até o retorno de Cristo e, enquanto isso, circularia pela Terra, aparecendo a todos os povos, sempre exortando-os às boas palavras do Evangelho, a evitar o pecado e a desobediência.


Quando doze estrelas brilhassem sobre a sua cabeça, o ciclo da Igreja na Terra estaria completo, e todas as religiões teriam cumprido o seu papel de ensinar a Verdade maior ao mundo chamada CRISTO, em tudo o que ele significa e é.
Por outro lado, João recebeu a missão de ESPERAR NA TERRA ATÉ QUE CRISTO RETORNASSE.


Não que ele não morreria, como questionaram os apóstolos na ocasião (leia-se João 21).


Morreria, mas sempre retornaria para exercer a mesma função de guardião da Verdade-Cristo, ao lado de Maria, numa missão polarizada entre Mãe e (novo) filho por Cristo consignado…
Basta pesquisar os muitos mistérios em torno da pessoa de João Apóstolo, e perceber que o seu evangelho, feito de pura luz, a nenhum outro se compara, nem canônico e nem apócrifo, e que ele sempre foi o maior testemunho da fé de um homem que não era a luz, mas viu a luz e a publicou ao mundo.


Por tudo isso, João teve que permanecer até o retorno do mestre em seu exílio no deserto, nas ilhas, na vida de espera de um bode expiatório… longo deserto até alcançar a montanha da revelação.
E se Jesus volta, João regozija, porque está para terminar o seu exílio…. já que a Igreja celeste começa a abrir as suas portas e a chamá-lo, como aos outros.


E o primeiro a ser chamado foi exatamente o irmão de João, Tiago, como veremos a seguir, e seu chamado já foi dado não por Cristo, mas por Maria, a Igreja materializada na Terra…

A entidade humana e divina de Maria recebeu ordens expressas de Cristo na Cruz e, ao lado de João, aquele que não morreria mas esperaria até o retorno do Mestre, se tornaria Guardiã da Igreja e dos Evangelhos.

 

Questão de lógica: quem disse que o Espírito Santo cessaria sua Revelação Espiritual ao mundo em João e o Apocalipse? Quem disse que esta seria a última comunicação espiritual do Paráclito? Muito pelo contrário, a medida que nos aproximamos da Era das Trevas e da Chegada do Anticristo, a ação do Espírito Santo no sentido de revelar LUZ ao mundo seria intensificada.

 

O próprio Paulo argumenta: qualquer evangelho pregado por Anjo que seja diferente deste, seja anátema (maldição)

Ora, Paulo não afirma que Anjos cessariam sua comunicação, apenas declara que toda comunicação posterior aos escritos da Bíblia não poderia ser diferente daquela dada anteriormente!
E a Virgem Maria, nas suas cíclicas aparições, conforme o mandato que Cristo lhe deu, guardiã da Sua Igreja, tem rodado o mundo e escolhido não padres e nem pastores, mas pessoas simples e puras, para enviar suas advertências contra a face de TODAS AS IGREJAS, CATÓLICAS E PROTESTANTES, que hoje revolvem na lama do pecado, do materialismo, do comércio e mercantilismo da fé, da promiscuidade e da vergonha… praticamente nenhuma religião cristã institucionalizada permaneceu pura e intacta dos pecados da luxúria e da cobiça material, traindo sistematicamente os mandamentos do Evangelho em nome de suas próprias opulências carnais e egocêntricas.

 

Por que muitos ignorantes ainda tomam a pessoa de Maria como obra do mal sendo que o papel de suas mensagens, aparições e milagres são, todos eles, sem falhar nenhum, obras abertas da defesa do Evangelho e da Pessoa Sagrada de Seu Filho, Jesus Cristo?

 

Fora isso, temos todos os acervos da Cabala Secreta e do estudo da fonte genuína da sabedoria da Torá, que nomeiam DEUS num termo assexuado, ou ainda MACHO E FÊMEA, porque assim o Senhor Jeová os criou, MACHO E FÊMEA A SUA IMAGEM E SEMELHANÇA… quer dizer, DEUS É BINÁRIO, É MASCULINO E FEMININO. Maria representa a Face Feminina de Deus profundamente mesclada a Face Masculina de poder e autoridade. A Face Materna.

 

Isso continua no Novo Evangelho, porque em vez de chamar o Pai por Jeová (IHVH), Jesus escolheu o nome ABA que significa PAI no hebraico, mas no secretismo cabalístico, significa A+B, que é Aleph+Beit, que é o Homem e a Mulher… e ainda, o Princípio (A) inserido na Casa (B, Beith), o Útero Sagrado… como pode uma criatura ser tão mesquinha e cega ao ponto de pretender excluir a Imagem do Eterno Feminino da Sentença de Lei e Existência do próprio Criador? A Igreja, o santuário, o Templo e o Tabernáculo são e sempre foram símbolo do Útero Sagrado e do Segundo Nascimento dos Filhos de Deus pelo poder do Espírito Santo, alcançando a nota de semelhança com Jesus Cristo, nosso Irmão Maior.

 

Mas quando muitos apedrejam a imagem de Maria, na verdade estão agindo inspirados pela Mente Satânica, aquela que se pôs em duelo com a mulher desde o início dos tempos, já que sabemos que Satã tem ódio supremo de Maria, pois não conseguiu envenenar esta mulher em particular em sua luxúria contaminadora, como faz com Eva e todos os outros seres humanos desde a queda do Éden, expondo-os em fraqueza moral e degradação espiritual.

 

E por não conseguir vencer Maria, aquela que se tornou Mãe do Salvador, Satã resolveu PERSEGUIR A MULHER, como o Dragão do Apocalipse 12, enquanto a Mulher sempre tentou lhe esmagar a cabeça… essa batalha continua até os dias de hoje… a Serpente odeia a Mulher… odeia o feminino… olhem bem, abram bem os olhos, vejam quantos “movimentos modernos” não só religiosos mas culturais estão atacando a entidade feminina, o atributo da virgindade e a maternidade de muitas formas… não posso ser mais específico, mas sei que muitos entenderão.

 

Porque dela sairia a santa geração da Israel espiritual. Todos os ataques contra o Sagrado Feminino de Deus são inspirados pela Mente Satânica, a mesma serpente que investiu contra Eva e destilou veneno de fornicação do casal puro do princípio, para poluir a semente divina no homem e derribar a criação espiritual do Jardim do Éden. Qualquer estudioso sério e profundo das Escrituras com conhecimentos específicos sabe perfeitamente de todas estas coisas. E como eu, rende culto e devoção ao Eterno Feminino representado pela figura sagrada de Maria, a Mãe do Salvador.

 

É inacreditável constatar que ainda existem pessoas, e não são poucas, que creditam a Deus apenas uma imagem masculina, repelindo qualquer relação da Divindade Andrógina com a face do Eterno Feminino em sua expressão mais bela, pura e perfeita chamada MÃE! Isso ainda me causa um espanto incrível.

 

Pena perceber que a CRENÇA CINZELADA PELA LETRA MORTA às vezes não é capaz nem de usar um pouco de lógica e razão.
Afinal, disse Jó que O PURO SÓ PODE NASCER DO QUE LHE SEJA IGUALMENTE PURO… Jesus é em igual condição a Maria.
Se Maria não fosse importante na Obra da Encarnação do Filho, Deus usaria outro método, ou já enviaria Jesus encarnado dos céus sem qualquer participação humana.

 

Maria, a Mãe, é a imagem da Igreja, da Congregação, da Assembléia, do Templo, que tem que estar Virgem, Puro e Imaculado para a descida do Espírito Santo, o que me faz rir por dentro ao ver tantos padres e pastores, vivendo em pecado, fornicação e desejo de luxúria, achando que o Espírito santo desce neles e fala neles. O Espírito Santo, o mesmo que fecundou a Puríssima Virgem Maria, JAMAIS desceria em santuários cheios de atos imundos e pensamentos poluídos. Canal sujo não pode escoar as suas Águas da Vida.

 

Mas Maria fala e seus filhos a escutam: ela é, ao lado de João, a Guardiã da Igreja e dos ensinamentos puros de Jesus até o seu retorno, querendo ou não os crentes mais radicais que insistem no argumento mais ignorante, aquele que atribui como sendo OBRA DO DIABO tudo aquilo que não podem compreender…

 

Maria guardou os caminhos de Igreja e em todas as suas aparições, Ela fala justamente contra esses falsos doutores de Igreja que, de vários modos, estão corrompendo os ensinamentos sagrados e puros de Jesus Cristo, transformando-os em investimentos materiais num suposto paraíso post-mortem.

 

“Não levem nem ouro e nem prata no alforje.
O que receberam de graça, deverão dar de graça”
(Jesus)

A Crença congela…
A letra morta mata…
A Fé ilumina…
e a Verdade liberta!

*************************
Uma Nova Vida renasce… não é o Filho da Sagrada Mãe que nasce hoje, mas é a própria Sagrada Mãe que renasce para que seu Filho possa nascer dela… não é nascimento, é renascimento, é ressurreição.
Não é o Filho. Agora é a Mãe… O Puro nasce do Puro. O Santo vem do Santo.
Oráculos messiânicos dos tempos que chegam…
***************************************

O CENTRO DO LIVRO DO APOCALIPSE

Algumas curiosidades matemáticas concordantes.
Primeiro ponto, o Livro do Apocalipse tem 22 capítulos.
E o dia 23 de Setembro começa, para os Judeus, na tarde de 22 de Setembro, ao por do Sol.

 

Curiosamente, na Pirâmide de Chichen Itzá, México, é nesta época do Equinócio de Setembro que se forma o padrão luz e sombra de sete triângulos que representam o corpo da Serpente Emplumada, que na mitologia, desce dos céus para salvar o mundo e guiar a civilização (e a Pirâmide representa a escadaria e a Montanha celeste por onde o deus maia desce, Kukulkan).

 

Outras curiosidades numéricas.

Se o Livro do Apocalipse tem 22 capítulos, podemos dividir em 11-11, e esse padrão numérico aparece em muitos códigos (inclusive crops circles) para demonstrar efeitos sincronitários entre as dimensões do Universo, com lapsos temporais e coincidências incríveis que, no fundo, são eventos convergentes, exatamente como este em torno do dia 23 de Setembro que todos temos testemunhado.

 

Então, o MEIO OU O CENTRO do Livro do Apocalipse se localiza no final do capítulo 11 e no começo do capítulo 12.

O final do capítulo 11 fala na Sétima Trombeta (que o Anjo que desce do céu anuncia ser o toque derradeiro para que todas as coisas começassem a acontecer na Terra, conforme os profetas de Deus anunciaram no passado, e isso se lê no cap. 10). E essa sétima trombeta mostraria a Arca da Aliança no céu (?) debaixo de terremotos, trovões, tempestades e outros sinais.

 

E entra o capítulo 12, falando do Grande Sinal no céu, que é este do dia 23 de Setembro (amanhã), e então, podemos assegurar que ESTE GRANDE SINAL NO CÉU COMPORTA O CENTRO DE GRAVIDADE DE TODO O APOCALIPSE!

 

As estrelas envolvidas.

Júpiter esteve todo o tempo passeando diante da estrela Alfa de Virgem (a mais brilhante), a azul Spica (Espiga) e depois se afastou um pouco, mas ainda está lá, aos pés da Virgem, próximo da Lua.

 

O Sol estará na altura do ombro esquerdo da Virgem, junto da estrela ZANIAH, que significa Prostituta, o que é interessante, porque a Virgem representa o oposto da Prostituta do Apocalipse.
E se a Prostituta do Apocalipse é Babilônia ou o mundo moderno e sua geração de almas perdidas, a Virgem que dá a luz agora traz na Criança a nova geração, da qual sairá a raça eleita, de acordo com a profecia de Virgilio.

 

Já a Lua estará do lado da estrela Riji Al Awwa, que em árabe significa “O LATIDO AOS SEUS PÉS”, algo assim, e se interpretarmos que o Cão é uma designação também do Diabo, entre tantas, tem sentido que a Virgem pise com a Lua imaculada de sua geração sagrada o Cão que morde, como a serpente, no calcanhar, no alvo da fraqueza moral humana.

São conexões muito interessantes, afinal.

 

Sim, é correto entender que o CENTRO DO APOCALIPSE seja mesmo o nascimento desta Criança, que traz em si a semente de todas as promessas de Deus, promessas de renovação, salvação e novo mundo e humanidade. E para que ela possa vir ao mundo e trazer seu domínio, o domínio de Cristo, é necessário que o Dragão e suas hostes despenquem dos céus…

 

Tanto que, na hora de dar a luz, a Virgem terá a Lua aos seus pés, e sob eles está a constelação da serpente… como foi prometido no Gênesis 3, a Mãe Sagrada pisaria a cabeça da serpente quando gerasse a Divina e Eleita Criança de toda a renovação… esta que vai nascer amanhã na energia das estrelas, conforme disseram todos os nossos irmãos do passado, aqueles sábios que hoje descansam nos braços da Eternidade e ansiosos se levantam, como nós, para ver o cumprimento de todas as coisas anunciadas por Deus.

*******************************************

O LABORATÓRIO DAS RAÇAS

 

Há na Bíblia, Gênesis 6, a famosíssima passagem sobre os Nefilim: “E os Filhos de Deus desceram e se uniram sexualmente às filhas dos homens…”

Me diga: poderia isso acontecer se, entre os Filhos de Deus e as filhas dos homens, não houvesse compatibilidade genética, de modo a se produzirem descendentes?

Pelas leis da genética, não é preciso haver linhas similares entre os DNAs das espécies que se cruzam para que a matemática do novo embrião seja viável?

E as semelhanças nas aparências entre nós, humanos, e extraterrestres da mesma aparência, seriam então perfeitamente demonstrativas da teoria híbrida.

A propósito, teorizo outro ponto, que pode ser um tanto polêmico para crentes.

É que, em várias passagens da Bíblia, mui especialmente no Velho Testamento, certas concepções “sagradas” eram realizadas por Anjos em ventres de mulheres incapacitadas, seja por idade, seja por esterilidade, como foi o caso de Sarah, mãe de Isaac, e o caso de Ana, mãe de Samuel, bem como o caso de Sansão, o equivalente do grego Héracles (Hércules).

É claro que chegaremos na concepção virginal de Nossa Senhora, mãe de Jesus:

o que vemos aí é um claro programa de mistura genética da parte destes misteriosos “Anjos”, em mulheres que eles consideravam virtuosas e dignas de receber a misteriosa semente do Espírito da Vida (IHVH), a qual resultavam, por regra, em filhos com qualidades excepcionais de força, inteligência e liderança.

 

A regra era a maternidade humana e a paternidade divina, exatamente como consta no Gênesis 6: Filhos dos Deuses e filhas dos homens. E não o contrário.

 

Isso quer dizer que estes se tornariam semideuses entre os homens, e que, no DNA deles, haviam duas genéticas, a “angélica” e a terrestre. Essa idéia dos semideuses foi muito popular nos mitos greco-romanos, e todos aqueles heróis mencionados, como o próprio Hércules, ou Perseu, eram híbridos, filhos dos deuses e de mães terrenas, não o inverso.

 

Isso denota claramente a criação de uma raça híbrida no seio da humanidade, acontecendo de forma sutil e imperceptível, e eu creio que esse programa não acabou. Pode até ser o caso de estar ainda acontecendo, especialmente em pessoas com algum talento sobrenatural ou alguma característica de “semideus”.

 

O inverso da abdução negativa e violenta dos Grays acontece aqui: uma lenta concepção cruzada entre humanos e “anjos” (Vênus, principalmente) na criação de um novo modelo de raça que mais a frente começará a se manifestar.

Homens e mulheres (também) com metade do seu DNA terrestre, e a outra metade, extraterrestre, produzindo neles todo tipo de diferencial de talento, força, inteligência, amor.

 

Então, eles tem que ser bem parecidos com a gente (embora muito superiores em virtudes, pureza, qualidades) para que tal criação pudesse existir, à luz das leis da genética, concorda?

 

Uma outra coisa muito curiosa: há uma “lenda” que diz que o Imperador romano Júlio Cesar, e o imperador Augusto, pertencentes a uma grande família romana, a gens Júlia, teriam sido descendentes de Vênus, através de Enéias, outro semideus desta linhagem, filho da própria Afrodite (o que é mais raro nos mitos, filho de um homem e de uma deusa). Essas linhagens “celestiais” e seus filhos semidivinos existem em todas as culturas, e se encontramos nas raízes arianas de nossa raça a presença dos famosos Nórdicos ou venusianos (do bem), poderiam ser estes os mesmos Anjos bíblicos trabalhando em concepções programadas em mulheres sagradas, eleitas, castas.

 

Porque, para eles, essa castidade do ventre receptor de sua semente era fundamental. Ser filho de mulher impura, vulgar, equivalia a ser um caído, sem brincadeira. Por isso a castidade e a pureza sexual era, para aquela cultura, coisa fundamental. A imoralidade, a depravação e todo tipo de conduta sexual impura degeneravam a semente, e espíritos elevados não usavam tais matrizes contaminadas para seus ensaios genéticos. Isso explica o rigor da Torá na questão da pureza sexual.

 

Tudo é uma questão de interpretação correta e eu diria, avançada, das Escrituras.

 

Então, o Espírito Santo que fecundou Maria, e que também é associado ao Espírito de Vênus na Cabala e na Simbologia, é o mesmo IHVH do Velho Testamento em busca de uma raça pura, aquele mesmo que permitiu a concepção da esposa de Abraão em elevada idade, o que já era impossível para ela.

 

Ainda que em tudo isso haja relação com a teoria dos Arianos, isso não significa que aquela raça seria exclusivamente loira ou nórdica, até porque os próprios judeus antigos não tinham essa característica, tinham lá seu cabelo bem escuro, barba grossa e cor de pele nada rosada, nem olhos azuis.

 

A mutação seguiu seu curso, e aquele Anjo do Senhor, sempre presente nos relatos de concepções sagradas, era o mesmo Senhor (IHVH) que algumas das vezes apareceu como Homem diante dos seus eleitos. Então, como disse desde o início, Elohim é Deus no sentido coletivo, Deus Universal e Impessoal, mas não IHVH. Se Ele era tão rigoroso com as questões sexuais a ponto de passar a fio de espada os degenerados de seu tempo, hoje entendemos melhor o motivo.

 

A degeneração sexual era a porta de entrada para o comprometimento de toda uma casta, e se hoje o mundo está tão decaído, basta fazer a simples relação com o que eu disse. Raça pura é raça elevada. A degeneração sexual foi a porta de entrada principal de todas as imperfeições genéticas.

 

Estamos num mundo que, por um lado, desenvolve a sua medicina e, por outro, instiga a sociedade na imoralidade em múltiplos canais midiáticos. Então, acendendo uma vela para a vida e outra para a morte, nunca sairão do buraco.

 

As quatro grandes pragas do Apocalipse: Fome, Guerra, Doença e Catástrofes naturais, por incrível que pareça, tem relação de causa e efeito com os quatro grandes defeitos carnais do homem, a saber:
GULA é a causa egóica da FOME.
IRA é a causa egóica da GUERRA.
PREGUIÇA é a causa egóica das CATÁSTROFES NATURAIS.
LUXÚRIA é a causa egóica de todas as DOENÇAS!

 

IHVH é o Grande Espírito regente de Vênus, que se fez entidade humana, como um grande Anjo ou Hierarquia, para realizar tal trabalho na Terra, isso desde Adão e Eva. Se Sitchin tivesse estudado um pouco mais destas teologias antigas, não teria dito tantas inverdades e difundido-as como fatos.

 

E isso é tão verdade que Jesus disse dele mesmo, no Apocalipse: “Eu sou a Estrela da Manhã”.

 

O que pode querer dizer que havia semente venusiana em sua carne. Como na de muitos outros semideuses e pessoas extraordinárias que já passaram para este mundo.

 

Há realmente um laboratório secreto de híbridos venusianos de um lado, criando seres superiores na Terra, e de outro lado, um laboratório de criaturas decaídas, envolvendo as terríveis abduções dos grays.

Podemos até prever dois exércitos se formando, o de luz e o de trevas, ensejando realmente uma grande Batalha Final.

 

Mas um laboratório de IHVH e seus Anjos não é para criar escravos, como entenderam os equivocados. E sim, o berçário de um Pai cheio de amor por seus filhos, não escravos. Quanto ao laboratório GRAY, aí sim, pode funcionar a idéia de Sitchin sobre o homem escravo de barro.

 

Deus nos fez seus filhos, os homens é que se fizeram escravos uns dos outros.

 

É o caso de dizer: a Virgem Maria experimentou o sexo dos Anjos e o abraço do Espírito Santo. Também não podemos reduzir essa concepção maravilhosa a um ato de técnicas laboratoriais. E para um homem-Anjo, não deve ser difícil operar uma tal concepção: como acontece com as flores, sementes cruzadas e transportadas a distância pelos anjos da vida, os agentes polinizadores.

 

Os teóricos do antigo homem de barro e escravo servil de Sitchin não viram o ato de amor divino por trás de toda essa operação. Apenas projetaram tendências humanas modernas naqueles modelos antigos. Continuaram com as lentes do óculos embaçadas pelo auto-conceito.

 

Disse Jesus: Dai a Cesar o que é de Cesar, e a Deus o que é de Deus.
E disse mais: O que nasce da carne é carne, o que nasce do espírito é espírito.

 

Saber conciliar espírito e carne (essência e forma) numa mesma ação de evolução consciente é a chave. Os intérpretes seculares da Bíblia, por vezes, se deparando com trechos incompreensíveis, tentaram adaptar o entendimento das Escrituras de acordo com sua humana concepção: e isso é o que aconteceu, de modo que temos hoje três Bíblias: a Bíblia original, a Bíblia traduzida e a Bíblia interpretada.

 

Então, fica complicado continuar com aquele chavão de que “a Bíblia é coisa escrita por homens” num sentido pejorativo indicando imperfeição e manipulação. A Verdade é: a Bíblia foi escrita por homens que se transformaram em canais do Espírito de Deus, e que apenas registraram as suas palavras, suas ordens, leis e mistérios.

 

Por exemplo, no Gênesis 18, há uma parte desconcertante, onde o Senhor IHVH aparece a Abraham, debaixo de um grande carvalho, e ali, aparece com dois anjos ao seu lado. E o mesmo texto prossegue, chamando as três entidades, Deus e seus dois Anjos, de homens!
Três homens diante de Abraham. Ora, não são deuses? Sim. Mas não são homens? Também.

 

Cristo é Deus no homem, e o homem em Deus. Qual o problema? Porque não podemos aceitar as duas paralelas aqui convergindo no Infinito?

 

O Espírito é Deus dentro do homem, que é carne, mas é alma. Alma e carne partilham da mesma vida consciente. E foi este mesmo Senhor, na forma de Homem sagrado, isto é, com corpo físico, que declarou a Sarah sobre sua concepção programada, donde lhe nasceria Isaac, mesmo estando ela em idade avançada (99 anos).

 

Se o Senhor apareceu na forma de homem, poderia realizar uma concepção sagrada, ainda que sem contato físico, de acordo com os poderes transcendentais da sua categoria divina associados ao Espírito Santo, que é a Terceira Face de Deus, relacionada à VIDA dentro da Sexualidade sagrada.
Como ocorreu a Maria.

 

Claro, podem alegar que Abraham foi o pai natural de Isaac, ou José foi o pai de Jesus, mas uma coisa é certa, nada de natural pode haver na gestação de uma mulher com idade avançada ou de uma virgem.

Há que se ter um agente espiritual intermediário atuando.

O dogma diz: o Poder de Deus basta para solucionar o caso. Mas a verdade não pode se limitar ao dogma. O dogma é a limitação para mentes ainda despreparadas às verdades maiores e mais profundas do Universo, da Vida e de Deus.

 

No Novo Testamento, o Senhor (IHVH) recebeu outra denominação: o Espírito Santo que vem da parte de Deus, e outra vez a fórmula tríplice é aqui associada, porque este Espírito Santo geralmente apresentava-se em duplas (os dois varões luminosos de algumas passagens), em relação aos quais o Senhor IHVH era o vértice de triângulo.

 

De qualquer forma, há que se saber onde entra Satan em toda essa ópera. Ele é o anjo caído e inimigo direto de IHVH, tanto que a tradução do seu nome é “opositor”. E duas são as principais táticas de oposição deste ser e sua egrégora (legião) sobre a humanidade: a MENTIRA E A DEPRAVAÇÃO SEXUAL.

 

Pelo uso do estratagema da mentira, ele perverte as sabedorias e confunde os caminhos do homem, e pelo uso da indução à carnalidade e imoralidade, ele ataca a árvore na raiz, isto é, degenera a semente sagrada de nossa origem adâmica e nos torna em animais violentos, fracos, cheios de vícios e com doenças que se multiplicam a cada dia. Satan e sua hoste de anjos caídos são os grandes vilões contra a evolução programada de IHVH.

 

Saiba, mundo, que a mentira e a depravação sexual são os ardis do inimigo oculto do gênero humano.

 

De um lado, a força dos deuses tem raiz na pureza, e de outro, a malignidade dos caídos tem raiz na sua depravação sexual. Isso porque a Árvore da Vida reparte raízes com a Árvore da Ciência no Jardim do Éden, aquele primeiro jardim de cultivo vital. Afinal, todo cultivo está sujeito a pragas e ervas daninhas.

 

Com a mentira, Satan nos fecha as portas de todo e qualquer caminho espiritual, e com a depravação sexual, ataca a árvore em sua raiz, que tomba fraca, contaminada, isso porque a raiz da vida está na sexualidade. Não foi do ato sexual de nossos pais que nossa genética começou a ser elaborada? Aí está a raiz de nossa vida, compartilhada pela alma que vestiu essa carne após seu primeiro suspiro no nascimento.

 

Vida e alma compartilham sua raiz na sexualidade, daí o fato que todas as escolas e ordens antigas tinham o sexo como coisa sagrada e pura. A julgar pelos caminhos da humanidade moderna na questão, bem se entende a causa primária de toda a sua vastíssima corrupção e decadência.

 

Todos os canais de entretenimento estão a serviço da imoralidade. O jogo de muitas religiões modernas e culturas está em separar SEXUALIDADE E ESPIRITUALIDADE, como se uma nada tivesse a ver com a outra: sendo que tem tudo a ver, já que, se a espiritualidade e a sexualidade compartilhar a mesma raiz, isso significa que um ser espiritual necessariamente é um ser moralmente e sexualmente puro. Já um ser imoral e degenerado não poderá ser espiritual. Muitas filosofias modernas criam essa cisão entre espírito e sexo para atirarem as pessoas na imoralidade e romper-lhes o canal com o Sagrado.

 

Isso não é uma casualidade. É obra bem pensada e bem planejada, para atirar todas as pessoas no abismo da involução.
Afinal, eu pergunto: QUAL É A MAIOR FRAQUEZA DO SER HUMANO MODERNO?
O sexo, sem dúvida.
É exatamente atacando na maior fraqueza que o Inimigo oculto está operando nessa Batalha pela posse das almas.

 

Quando voce quer derrubar um inimigo, não o ataca em suas maiores fraquezas?

O sexo é a maior fraqueza humana. É onde Satan opera com maior intensidade.

Todo ser sexualmente puro e forte será espiritualmente puro e forte.
A relação, portanto, é direta.
O ser espiritualmente forte e puro fez da pedra cinzelada a sua base, a base do seu templo. Já o ser degenerado é aquele que escorrega e cai na pedra de tropeço e escândalo, como observou Jesus.

 

Agora se entende o papel de Satan, o tentador, como agente subversivo nessa obra evolucionária de Vênus. Agora se entende porque a casta dos profetas, santos e homens de Deus eram homem moralmente puros, vindo daí a sua força.

 

A Pureza é o leite que beberam todos os heróis antigos da força, bíblicos e não-bíblicos, tanto que Sansão era nazireu. Homens depravados e atolados no vício são, por efeito, homens fracos, segundo a teoria de que a força real está no auto-controle.

 

Os testes no deserto, para Moisés, Elias, Jesus e outros profetas e líderes, eram testes de resistência sobre os impactos da carne, sobre todo o medo, toda fome, e principalmente, todo desejo sexual.

 

Quem controla a sua sexualidade controla o instinto, que é o canal primário da animalidade dentro do homem. Agora, quem dá lenha constante para que esse fogo arda sem cessar, rapidamente degenera seu DNA, suas faculdades mentais mais nobres, sua inteligência e talentos divinamente herdados, e se converte em besta humana, inclinada a todo tipo de torpeza, sujeira e violência, porque o animal é o que ele nutriu, e não o espiritual, além de abrir caminho para todo o tipo de doença, já que o karma direto da luxúria são as doenças.

 

Se todos nós ainda somos suscetíveis a doenças, é porque nosso corpo ainda não é puro, ainda há traços de luxúria e degeneração sexual nele, desde a herança genética que possuímos, filhos de Adão e Eva… A proposta de Cristo na Cruz foi a de reconstruir o corpo de Adão e Eva caídos na raça humana, através do poder crístico. Quando o velho homem é atirado na cruz para que possa nascer o novo homem.

 

Que o mundo saiba que o Mal invisível colocou duas pedras de tropeço bem visíveis para que toda a humanidade caia: a mentira e a depravação sexual. Entenda-se agora porque a Torá tinha que ser tão rigorosa na questão sexual, a partir do momento que uma laranja podre corrompe todas as laranjas sadias da árvore.

 

Isso nos leva ao Apocalipse 14 e aos eleitos do Cordeiro: “E foram comprados da Terra aqueles 144 mil porque eram puros … não se contaminaram com mulheres (paixões sexuais)… e em sua boca não se achou mentira”.

 

Contudo, o Mal invisível conseguiu fazer publicidade da mentira e transformar o amor casto em coisa ultrapassada. Fez da imoralidade sexual um modismo infiltrado em tudo. Já é automático em nossa cultura a vulgarização do sexo.

Está tão enraizado isso que não tem outra forma de depurar tamanha contaminação, tão alastrada e enraizada no seio da humanidade.

 

Satan conseguiu o que queria. E agora contempla a ruína dos fracos na palavra e na continência do desejo. Porque a mentira vende o homem ao sistema, e a corrupção carnal é o que verdadeiramente o atira ao abismo da involução, esse abismo do qual Cristo veio para tentar nos salvar, dando ele o próprio exemplo, ao permitir-se ser tentado pelo inimigo da humanidade no deserto onde só os fortes vencem, fortes na palavra e fortes no amor.

 

“Não há religião superior a Verdade!”

Esse é o único antídoto contra toda mentira, fanatismo e condicionamento cego.

Finalizando, nenhum destes conceitos me rouba a visão esplêndida da Concepção Imaculada, virtude materna ainda memorável e digna de toda veneração e respeito. E hoje, após essa matéria, poderemos então compreender o significado mais profundo da VIRGEM ESMAGANDO A CABEÇA DA SERPENTE COM SEUS PÉS IMACULADOS.

Porque Imaculada era a sua castidade, e isso a fez mulher forte e eleita pelo Espírito de Deus entre todas as mulheres da Terra, capacitada a ser a mãe humana do salvador divino.

 

Como disse Leonardo da Vinci:

Quanto mais eu compreendo algo, mais eu o amo.

 

Quanto ao fator evolução, não podemos nos esquecer que a raça original sofreu adaptações e mutações por causa das diferenças climáticas. Povos brancos se criaram mais em clima frio, enquanto os morenos em climas tropicais, e os negros, em climas muito quentes, tudo devido à questão da melanina como fator de proteção da pele sob os raios de Sol e variantes de temperatura. Isso também produziu mutações genéticas nos cabelos e cor de olhos, baseados no mesmo fator de pigmentação em função das variações de luz e calor nos meridianos da Terra. Isso se chama adaptação ao meio, e também entra como fator crucial na questão evolucionária. Ocorre com todas as plantas e animais também, e a partir de uma semente original comum, as espécies vão produzindo mutações por causa dos impactos ambientais.

 

Equação que tem duas coordenadas simples: herança x meio ambiente.

 

Entra também o aspecto da miscigenação. Dizem que os índios norte americanos tem laços genéticos com os orientais, dadas algumas semelhanças. Mas se considerarmos os EUA, este país é muito grande e existem ali variedades muito grandes de clima, e muitos dos índios morenos viviam nas regiões desérticas, como os Hopis, os Anasazi, e outros, pele mais escura.

 

Mas se formos ver, os “índios” do Alaska, são bem brancos.

Um país enorme como os EUA admite muitos climas e variantes, e podemos tomar o próprio Brasil como exemplo.

 

Mas a miscigenação entra aí também, cruzamento de raças, é outro fator ambiental a ser considerado.

 

Sem contar com as miscigenações extraterrestres.

 

No final de tudo isso, saio com a solução desse mistério contido de forma direta no nome de MARIA e no significado dele:

 

MRIM (MIRIAM): MR = AMARGURA IM = MAR

A humanidade e sua evolução genética se faz dentro de um mar de amarguras para o coração da Grande Mãe de todos nós! Porque a Grande Mãe tem por meta gerar a Grande Raça-CRISTO, aquela Egrégora de Poder e Cristo em escala coletiva que irá reconstruir o mundo e nos trazer de volta a uma Idade de Ouro, em oitavas acima inimagináveis de poder, luz e consciência!

 

Assim sendo, que o ETERNO FEMININO regresse depressa ao mundo e nos dê um segundo nascimento, e complete a Grande Obra do Espírito Santo de IHVH no sentido de destruir nosso corpo de pecado e nos restaurar nosso corpo divino original e puro, sem o qual não poderemos, sob hipótese alguma, retornar ao Jardim do Primeiro e Verdadeiro Amor…

 

As aparições marianas, todas elas, desde o começo, significaram o Nascimento da Igreja-Cristo e o combate a serpente original, de acordo com estes mistérios revelados.

 

Eis o sentido do termo ISRAEL.
Sabe o que significa?
Os fortes em Deus.
ISRAEL portanto nunca foi uma nação isolada.
ISRAEL é e será, no conceito oculto da Bíblia, aquela família de seres espiritualmente fortes e levantados sobre todas as batalhas contra a carne, a mente e o desejo.
Somente esta casta poderá falar em Nome de Deus no futuro da Terra.
ISRAEL é a própria Nação-Cristo do amanhã.

 

**************************************************

APARIÇÕES MARIANAS E A UFOLOGIA

 

As aparições de¨Maria por séculos ao redor do mundo, em todos os sítios da Terra, e em grande numero delas acompanhadas de eventos ufológicos reais, muitos deles documentados e testemunhados por milhares, trazem o elo final de ligação entre a Ufologia e seu alvo espiritual para o futuro da humanidade.

 

Pois, se o COMO do fenômeno possa ser explicado pelas leis de uma Alta Ciência, o seu PORQUÊ só poderá ser explicado definitivamente pelos caminhos da fé.

 

E a parte principal da Bíblia que traz esta chave está aqui, sempre esteve, há dois mil anos em que fora escrita: a Igreja real, a grande reunião dos filhos redimidos de Cristo, aqueles que irão começar tudo outra vez depois do fim, como foi nos fins precedentes.

 

“E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça.
E estava grávida, e com dores de parto, e gritava com ânsias de dar à luz.
E viu-se outro sinal no céu; e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre as suas cabeças sete diademas.
E a sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que havia de dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe tragasse o filho.
E deu à luz um filho homem que há de reger todas as nações com vara de ferro; e o seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono.”
Apocalipse 12:1-5

 

Então, para a linda face da Virgem Maria, a Grande Mãe da Humanidade, chegam os UFOs, que são seus cavaleiros celestiais, porque o retorno da Deusa, em todos os sentidos, é parte fundamental da profecia da reconstrução do Novo Mundo:

 

*Alguns pontos se destacam nas aparições de Zeitun, Egito, entre 1968 e 1971, relativamente às centenas de outras aparições em todo o mundo:

 

1. A Virgem se permitiu fotografar, filmar e VER para milhares e milhares de pessoas que lá estiveram, coisa que não fazia nas outras aparições, restrita aos videntes, como em Fátima ou na França.

 

2. A Virgem não passou nenhuma mensagem ao longo de todos os muitos dias que por lá esteve: sua IMAGEM e presença era toda a MENSAGEM AO MUNDO.
Nenhuma palavra foi ouvida de seus lábios. A Virgem ERA PURA LUZ. Isso foi a sua única “PALAVRA”

 

3. As aparições da Virgem em Zeitun foram uma celebração de cultos e crenças, porque ali assistiram-na muçulmanos, protestantes, ortodoxos, católicos, ateus e todo tipo de gente, numa grande reunião e celebração de fé e esperança representando isso a própria Igreja no sentido de unidade fraternal das pessoas, independente de suas crenças, e todos diante de Sua grande Mãe.

 

4. Estas aparições em Zeitun estavam bem próximas das pirâmides de Gizé, no Egito.

 

5. Foram das aparições de maior tempo e duração. Algumas vezes, chegou-se a ver a silhueta da Virgem e outros sinais do céu por nove horas ininterruptas.

 

6. Estas aparições se repetiram muito recentemente, em 2009, desejando como que recordar aquele evento único em que a Mãe de Cristo se manifestou ao mundo, visivelmente, em pura luz e esplendor, com todas as imagens, fotos e documentos validados por equipes científicas e eclesiásticas.

 

7. E até agora tudo permanece sem uma explicação “natural” ou que satisfaça a ciência convencional. Uma manifestação real de uma divindade celestial diante do mundo.

 

Por tudo isso o evento de Zeitun continua único, incomparável, podendo ser apreciado e confirmado até para quem não lhe dá crédito.

 

E o mais importante: foram aparições totalmente carregadas de muitas manifestações ufológicas, para quem quisesse ver: luzes, pombos brilhantes, orbs, nuvens com brilho e cheiro de incenso, ufos e estrelas bailando no céu, e é claro, a imagem da Virgem que apareceu muitas e muitas vezes, sobre o telhado, e algumas vezes, dentro da Igreja.

 

Que a Sagrada Mãe de Cristo ilumine a todos nós, e ao mundo, porque o Dragão Vermelho já se levanta para fazer a guerra, depois que seu intento de devorar o Sagrado Filho for frustrado.

 

Meditemos em tudo isso: lembrando que naquela ocasião, durante suas muitas aparições, todas as pessoas congregaram-se maravilhadas diante da Mãe Divina, esquecendo suas diferenças e abraçando-se como irmãos, enlaçados pelo amor e pela magia do milagre, algo que deveria ser sempre assim, independente de aparições, algo que viesse do nosso coração naturalmente.

 

E ali, a Virgem conseguiu o maior dos milagres: unir todas as pessoas na mesma fé!

 

O poeta Virgílio falou sobre o retorno da Virgem e da futura Era de Ouro:

“JÁ RETORNA A VIRGEM E RETORNA O REINO DE SATURNO:JÁ DO ALTO DOS CÉUS NOS ENVIAM UMA NOVA PROGÊNIE. FAVORECE TU, CASTA LUCINA, O MENINO QUE ORA NASCE, POR QUEM PRIMEIRO CESSARÁ UMA RAÇA DE FERRO E UMA RAÇA DE OURO SURGIRÁ NO MUNDO TODO; JÁ O APOLO TEVE SENHORIA…”

 

Aí está… a identidade do MENINO de cujo ventre sairá a Nova Raça, e o prometido retorno da Virgem, aquela que patrocinará a Nova Era de Ouro sob o Sexto Sol…

******************************************************

EXTRAINDO OS SIGNIFICADOS DA MAGNÍFICA APARIÇÃO DA VIRGEM MARIA EM ZEITUN, EGITO

 

Porque UFOs e Extraterrestres (se é que podemos explicar tudo em função deles) INSISTEM na Imagem da Virgem Maria para fazer as aparições mais espetaculares (e sem explicação até hoje) em toda a Terra?

 

Como é possível não se espantar com as aparições (testemunhadas por milhares) em Zeitun, no Egito, desde 1968, e que não pararam mais?

 

Seria porque Maria representa a Igreja, e porque a Igreja representa a Reunião daqueles Filhos de Deus na Terra, a serem “resgatados” pelos “Anjos”, estes que denominamos (aqui) de Extraterrestres?

 

Seria esta a mensagem? A vinda da Igreja, da reunião, da egrégora 144000?

 

O que de muito extraordinário aconteceu, em nível de Ufologia e Religião, na cidade de Zeitun, desde 1968, e por várias vezes, com milhares de testemunhas e nenhuma explicação até agora?

 

O que as aparições de Maria, ao redor da Terra, pretendem? Mostrar ao mundo o sentido da reunião da Igreja verdadeira, não de pedra, mas de filhos redimidos, para um novo começo?

 

Ela, a Grande Mãe, Aquela que simboliza a Eclésia, servida pelos Anjos e suas luzes no céu?

 

Porque as instituições científicas e autoridades não explicam o mistério de Zeitun (entre outras)?

 

É a Grande Mãe chamando, chamando…

 

http://www.zeitun-eg.org/assiut.htm

http://www.politicadeestado.com/index.php/item/4587-las-impresionantes-apariciones-de-maría-que-vieron-250-mil-personas-nuestra-señora-de-la-luz-zeitun-egipto-2-de-abril.html

 

Algumas imagens selecionadas das pedras de Jalisco (entre centenas de outras, igualmente interessantes): sempre o tema do “filho” gerado na Terra e oferecido “àqueles” que vem do céu. Interessante convergência com o tema do Apocalipse 12, e entre culturas tão distantes, a bíblica e a pré-colombiana.
Esse “filho” esperado pelo Trono de Deus e perseguido pelo Dragão Vermelho, junto com a sua Mãe, representa o primeiro arrebatado ao trono, o primeiro representante daquela “Igreja”, Eclésia ou “família” selecionada da Terra, sobre os quais os Anjos (ETs) têm vivo interesse. Há uma convergência inacreditável entre a temática destas pedras e os argumentos do Apocalipse.

 

E deu à luz um filho homem que há de reger todas as nações com vara de ferro; e o seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono.

Será que os supostos “fraudadores” destas enigmáticas pedras pensaram em todos estes detalhes? Duvido muito.

 

Mas me parece que as (muitas) aparições de Zeitun realmente não tem nada de Astronauta: nas fotos e até nos vídeos realmente se vê o perfil da Virgem Maria, num deles, repetindo o ícone de Nossa Senhora das Graças de forma muito clara. Então, em Fátima, não sabemos a real imagem dela, já que foram relatos sem fotos. Mas agora, o caso é outro. São imagens e, por incrível que pareça, sem relatos, porque a Presença D’Ela não precisou de nenhuma mensagem.

 

De qualquer forma, mesmo que fosse um astronauta, porque ele daria instruções aos pastores até para advertir e condenar os caminhos da própria Igreja? Não teria como a Igreja manipular isso, né? E de mais a mais, qual o interesse de astronautas na Igreja?

 

Mesmo que seja para corrigí-la?

 

Diante destas imagens, creio que seja impossível maiores questionamentos, elas falam por si. Do tipo tentar jogar tudo como obra extraterrestre. Não, o contexto espiritual cristão é bastante evidente aqui.

 

Que então as pessoas se perguntem: qual o vivo interesse de extraterrestres na Igreja, no espiritual da Terra? Porque aparecem junto aos pastores fazendo exortações espirituais mas nunca aparecem para cientistas trazendo teorias científicas ou corrigindo as atuais?

 

Só não vale aquela velha alegação dos crentes, que é a Santíssima Virgem Satanás disfarçado.

 

Porque os crentes também usam essa alegação para os extraterrestres em suas naves, qualificando-os, todos, por demônios.

 

Deus é andrógino, é Masculino-Feminino.

 

“À Minha imagem e semelhança os criei, Macho e Fêmea”.

**************************************************

CANÇÃO DE AMOR À DIVINA

 

Virgem Mãe Santíssima, Abençoada seja a concepção do teu ventre! Alma celestial, que na condição de mais pura, atrai a virtude do Altíssimo sobre si, de cujo seio se levanta o Sol Supremo da Divindade, o Verbo realizador da Vontade do Todo-Poderoso! Descei dos nove céus, ó Urânia, e vinde habitar nos meus pensamentos. Derrama em mim as tuas abundantes graças, purifica a minha alma pecadora com as lágrimas destiladas na fonte do teu amor. Deposita em mim a semente de luz que germina no calor do teu coração imaculado.

 

Ó Majestade da face pura pelas luzes do Sol vestida, és a beleza sublime esculpida pela Primeira Inteligência que intensamente te desejou e te fez gloriosa em tua sabedoria para reinar ao seu lado, como esposa e rainha, eternamente. Ó formosa imagem a Deus semelhante, ó venturosa manifestação de vida incessante, ó infinita consagração do amor, vinde a mim em nome de todas as Nossas Senhoras que aparecem aos inocentes desde o início do mundo. Vinde para revelar o teu mistério, levantar o teu véu, rasgar o teu selo.

 

Fazei de mim o teu instrumento, porque meu anseio único é aspirar a ti, ó quintessência da felicidade! Sou teu filho, e te chamo pelo nome: Ana, Maya, Maria, Isis, ou simplesmente MÃE! As estrelas do céu, no abismo da noite, e as pérolas do mar no abismo das águas, que nunca te esconderam segredos, são testemunhas do teu amor imenso, porque estes dois infinitos somados não o superam: teu amor é a ponte entre eles.

 

Eu te invoco, Santa Cabalah, Torá incorruptível, Haguia Sofia, Coração de toda a divindade. Eu te clamo, castíssima primogênita do céu, Jerusalém dos anjos e dos espíritos bem-aventurados, paraíso das almas santas e puras como tu, ó diadema de santidade, és o belo arco-íris, a ponte entre o céu e a Terra, a aliança entre o homem e a mulher, entre Deus e a humanidade dolente.

 

Todas as esperanças são depostas em tuas mãos, ó arca bendita de salvação! Eu te suplico, ó santo graal da vida eterna, transbordante taça de felicidade, alimento dos eleitos. És a perfeição em forma de mulher, a bondade em forma de compaixão e a supremacia na força da maternidade, e o mundo inteiro te rende louvores porque somente tu poderias receber a visita da Pomba em santuário tão puro e inviolado, que beijou o teu ventre para que céu e Terra testemunhassem o nascimento do Salvador, que emergiu de tuas entranhas como um Sol se levantando da escura e profunda noite.

 

És a canção mais linda de bem-aventuranças, a estrela mais brilhante de esperança, o templo mais elevado onde os anjos e os homens comungam o mesmo desejo que repousa na promessa que Deus cumprirá através de ti. Nesse templo, cujo teto é de estrelas, teu coração se abre aos devotos como porta que contempla um insondável oceano cujas ondas, as comoções do teu incessante amor, reverberam suas orações até o trono do Altíssimo, na face que sorri em tua mais inacessível interioridade.

 

Tu és o fundamento e a cúpula, tu és a estrutura do templo, a pedra angular, a ciência que o constrói e a devoção que o preenche: tu és religião sem palavras, devoção sem rituais, estesia que inflama nos espíritos asceses inefáveis, arroubos insaciáveis e conversões inexplicáveis.

 

Tu és a consciência real do poder que te cobre desde as alturas, administrando-o com suma maestria no universo dos seres, e tamanha perfeição, que se estende dos mundos para as estrelas e as galáxias, revelam apenas uma singela porção da preciosa luz que cintila em teu olhar de Mãe Infinita e Onipresente. Que essa luz fecunda penetre em mim e transfigure a minha alma, que experimentará o êxtase do nascimento de Cristo no tabernáculo do coração.

 

Janela sempre aberta, porta acessível, estrada de flores referta, minha alma deserta te procura, tamanha ternura: generosa é sempre a tua oferta! Teus olhos, portais do Paraíso, sereno convite do teu sorriso, que eu diviso entre prantos e suspiros. Campos Elíseos para os meus pés descalços, revela as cascatas de luz além dos meus passos, refrigera a minha alma! Canta em meus sonhos, amada minha, as melodias desse desejado jardim, envia teu querubim que me conduza a ti.

 

Musa dileta, privilégio das alturas, beijo do orvalho e frescor da alvura. Mais belo que o céu é o teu semblante adorável; mais profundo que o mar é o teu olhar invencível; teu sorriso evoca a paz celestial, e tuas palavras espargem no ar os aromas do paraíso, convidando os humildes e puros ao exercício da tua devoção. Por fim, teu coração imaculado triunfará, e a Terra toda será inundada por essa onda de amor e paz que nasce nas praias do teu espírito maternal. E todo aquele que se banhar em tuas águas será batizado e receberá um novo coração para te amar sem limites.

 

Em toda luz que brilha, se esconde uma carícia do teu olhar; em todo filho que nasce, tu demonstras uma esperança viva ao mundo; por cada alma que se arrepende, uma pedra a mais é acrescentada à tua coroa. Os coros angélicos cantam hosanas ao teu esplendor: são flores de luz no teu jardim celeste, raios dourados bordando as tuas vestes, mas devolvem pouco a ti em resposta a tanta glória que de ti procede, e nos céus a tudo excede: por teus filhos, intercede, ó Santíssima!

 

Rosa do Empíreo, os arcanjos são tuas pétalas luminosas, o Filho é o teu núcleo perfumado e tuas raízes estão no Espírito Santo: o que é Deus, senão esse conjunto? Minha alma em teu ser é semente, ó solo fecundo de amor, rico em virtudes, pródigo em boas obras. As preces dos santos e seus rogos tantos são incensos que sobem à tua presença, na cúpula das estrelas, e tuas graças milagrosas descem como chuvas dadivosas.

 

A sensibilidade do amor produz em teu espírito infinito recursos inesgotáveis, e a prece sincera nos aproxima da sublime misericórdia que palpita em teu seio, da qual Deus te fez depositária. Com tuas lágrimas benfazejas, os anjos construíram uma escadaria de cristal que se eleva até a Casa Paterna: lava os meus pés nas águas da redenção, para que eu seja digno de subir a Deus contigo!

 

Tu és a Escada do céu, os anjos proclamam a tua glória entre as estrelas, que foram criadas para te adornarem, porque a noite é o manto da tua realeza, o universo é o espelho da tua formosura, mostrando aos nossos olhos um corpo místico cravejado de diamantes na seda escura: maior que a verdade que revelas é o mistério que ocultas!

 

Me torna semelhante a ti, condição única para que o meu nome seja perpetuado na memória de Deus quando as estrelas tiverem se apagado e o universo não mais existir. Em ti, minha vida se renova e a minha alma canta! Em ti, meus olhos contemplam a Face de Deus e meus ouvidos escutam as sinfonias dos céus. Em ti, amor e sabedoria confluem no grau máximo para que realizes maravilhas, prodígios e milagres!

 

Em ti, o Éden é o recesso do teu peito, ditoso regresso pelo qual venho e peço. Excelso regaço pelo qual canto, esplêndido abraço que espero tanto! Teu colo é meu laço, e dele não me desfaço jamais. Matriz dos espaços siderais, nutriz dos mortais e imortais, fautriz dos avais ao Êxodo que se aproxima, me anima na fé.
Se o terror da morte se dissipa ao teu simples olhar, invencível és, e tua brandura é a minha fortaleza. Teu mistério é minha certeza: Mãe propícia, deleite e delícia nas horas amargas, alivia minhas cargas. Me abraça na hora na hora da morte, o que é fraco em mim torna forte, minha consorte: sê minha coluna, minha estela, e escreve o meu sonho nela, realiza meus ideais.

 

Governa meu destino, em ti sou menino, te celebro neste hino. Pactua comigo este compromisso eterno que assino agora, cuja urgência me devora. Divina Senhora, rubor das Auroras, penhor dos contritos, consolo dos aflitos, vinde a mim nessa longa noite, suprime o açoite, abranda o castigo, permanece comigo.
Protótipo da divindade oculta, modelo de perfeição absoluta, castidade me faculta. Tu és a sagração do sublime ofício de Mãe, a estrela ascendente neste Vale de Lágrimas. Paixão divina, esperança matutina, vinde a mim, favorece minha sina.

 

Mãe Divina, manancial infinito de amor e graça, abençoa a minha alma. Em ti, sou campina verde, pradaria em flor, colina tranquila, estação do amor. Em ti, sou a onda que desliza no mar, sou a brisa que amacia a relva, sou o Sol e o Luar, sou o arvoredo da selva. Sou as estrelas faiscantes, sou a Alma do mundo vibrante, sou o infinito amor de agora como antes.

 

Em todas as Senhoras te reconheço: Nossa Senhora das Graças, Imaculada Conceição, Rainha do Rosário e Rainha da Paz. És a alma de minha alma, o alvor dos pensamentos luminosos e vigor dos sentimentos bondosos. Fonte inesgotável de misericórdia e perdão, és concórdia e união, redenção na feliz condição de tua Maternidade virginal.

 

Pentalfa matinal, acende teus cinco raios na minha testa, e o Cristo em meu peito gesta! Invade o meu ser, ó Divina, abrindo o caminho da Pomba, que há de reacender a sagrada chama no altar do meu peito. Floresce em mim como rosa mística de tantas pétalas quanto virtudes. E nessa plenitude, desabrocha e exala o aroma de uma espiritualidade genuína.

 

Ó Lucina, que tua luz serena me acompanhe nas solidões. Teu olhar, que anula as maldições, espante as aflições. Pelos portões, que me venham as tuas bênçãos. Ó ternura do afeto, reclama teu filho dileto, primor da inocência, juventude infinda, santa clemência que ao céu nos convida, árvore da vida, medicina das gentes, amor tão clemente que transcende a razão, e na convulsão da Terra açoitada pela Guerra, ó Luz Beatíssima, consoladora dos que sofrem, cobrí-nos dos ventos que soprem as narinas do Dragão.

 

No apogeu da tua luz, dama venerável, revela a trilha que ao refúgio conduz. No recesso do teu coração, meu refúgio é a oração, e na catedral do teu espírito, descanso tranqüilo, santuário festivo do qual não me esquivo, antes procuro dia e noite porque ali o açoite não entra, e atrás dos seus muros me encontro seguro.
Semeia em mim o jardim de tuas virtudes que tanto agradam ao Pai e põem o céu em festa. Faz do teu amor o meu pão espiritual e da tua luz a minha única religião.

 

No teu acalanto, magia transcendente, manto envolvente de encanto, voz esplendente que comove o santo e desperta o indolente. Rosa de Maio, Manhã de setembro, aos poucos me lembro… doçura excelente do mel, prazer divino que preenche o céu, nada em ti é amargura ou fel, e ainda que em tristura se apresente pelo pecado do mundo, o que quer que se invente de imundo não te toca, porque de ti a mancha se desloca como as sombras da luz. Deus soprou em ti pureza e perfeição, e tão grande te fez em condição quando inventou o amor em teu coração.

 

Liberta-me das correntes do pecado, mãe augusta, deusa venusta, do meu lado sê presente. Livramento do cárcere, contentamento de ser novamente, renascimento iminente. Cura-me das enfermidades, afasta-me das maldades, me inspira a caridade: porque tu és minha rainha, dedico-te agora a ladainha, que não é minha, mas dos anjos, e com eles, de elogios por ti me esbanjo:

 

“Virgem Maria, rogai por nós! Santa Mãe de Deus, Santa Virgem das virgens, Mãe de Jesus Cristo, Mãe da Divina Graça, Mãe Puríssima, Mãe Castíssima, Mãe Imaculada, Mãe Intacta, Mãe Amável, Mãe Admirável, Mãe do Bom Conselho, Mãe do Criador, Mãe do Salvador, Virgem Prudentíssima, Virgem Venerável, Virgem Louvável, Virgem Poderosa, Virgem Benigna, Virgem Fiel, Espelho de Justiça, Sede da Sabedoria, Causa da Nossa Alegria, Vaso Espiritual, Vaso Honorífico, Vaso Insigne de Devoção, Rosa Mística, Torre de Davi, Torre de Marfim, Casa de Ouro, Arca da Aliança, Porta do Céu, Estrela da Manhã, Saúde dos Enfermos, Refúgio dos Pecadores, Consoladora dos Aflitos, Auxílio dos Cristãos, Rainha dos Anjos, Rainha dos Patriarcas, Rainha dos Profetas, Rainha dos Apóstolos, Rainha dos Mártires, Rainha dos Confessores, Rainha das Virgens, Rainha de todos os Santos, Rainha concebida sem pecado original, Rainha do Santo Rosário, Rainha da Paz: atendei-nos!”

 

Virgem Mãe Santíssima, me habilita no sacrifício, a via única que conduz ao Pai. Me entrega uma cruz, me veste de branco e coloca a Lua sob meus pés. Concede-me o sacerdócio do teu amor e o ministério da tua paz. Forjai-me com tua castidade, o escudo argentino contra os espíritos do Mal, e ensina-me a fé verdadeira, a espada dourada de todas as vitórias em Cristo. Me empresta asas e me guia ao deserto da purificação. Na penitência eu me aproximo de ti.

 

Coloca doze estrelas sobre minha cabeça, me veste de Sol e escreve teu Nome em minha testa, para que eu possa confessar no Tribunal de Deus, no dia do Juízo Final, que minha Mãe Divina concedeu-me a vitória! O exército dos anjos tem escrito o teu Nome no seu estandarte, e por ele marcham, e por ele vencem! Porque a tua vitória final, consignada por Deus desde o início, está próxima, quando haverás de esmagar a cabeça de Satanás sob teus pés: o universo inteiro, que espera por esse dia, gritará em júbilo a uma só voz, e todos aqueles que contribuíram para o teu triunfo serão convidados de honra nas bodas do Espírito com a Esposa Celestial.

 

Virgem pura, amor do meu amor, luz da minha luz, Sol de todos os meus ideais, lava a minha alma no sangue de Cristo, me batiza no poder de Cristo. Coloca meus pés na senda de Cristo, meus olhos na Causa de Cristo e, acima de tudo, meu coração no Amor de Cristo: porque em ti desejo renascer, não como o filho rebelde e mortal que volta ao pó da terra, mas como o obediente filho do céu, que o Pai espera de braços abertos.

 

Bendita luz de Maria, sede minha via. Do seio de Maria, virá a harmonia que sem ela não seria. Divina Alegria, magia do amor, universo em flor no nome de Maria, a Mãe do Salvador. Virgem Maria, sede meu penhor, com louvor eu te clamo nos rogos meus porque te amo, Maria, Mãe do Amor, a Graça de Deus!

 

*************************************

 

DEUS PAI-MÃE E OUTROS MISTÉRIOS DA BÍBLIA SECRETA

 

Se Deus está no espelho de sua Criação, e todas as coisas tem pai e mãe, então porque Ele precisou de Maria? Porque simplesmente não materializou seu Filho na Terra sem a necessidade de um ventre, o qual foi saudado pelo próprio Anjo Gabriel em pessoa?
Como ousam os ignorantes dizer que Maria se tratava de mulher comum?

Não disse Gabriel diante dela: Bem-aventurada sois entre todas as mulheres, saudando-a por estar Cheia de Graça do Espírito Santo?

Explorando a questão:

ABA = Pai, no aramaico (como Jesus se refere ao PAI em algumas passagens).
Palavra que vem de AB, lê-se Av, pai.
Mas é composta de duas letras: A-B, Alfa-Beta, ou Alef-Beit, que na Cabala significa o Masculino e o Feminino (1-2), cuja soma é 3 (Filho)

 

Olha que interessante a Cabala revela:

AB = PAI
AM = MÃE

 

Somando, temos
AB + AM = 3+41 = 44

 

O que nos leva a palavra de mesmo valor, ChUL, que significa GERAR, CRIAR, FAZER GERAR, ser gerado, trazido a luz.
Tudo no Universo tem o positivo e o negativo, o masculino e o feminino, o Yang e o Yin, o ativo e o passivo, o Pai e a Mãe.
E a Cabala concorda com isso.

 

A CABALA DO AMOR

 

AMOR em hebraico: AHBH
Lê-se Ahavá.
Valor numérico: 1+5+2+5 = 13
Número total das sefirotes da Grande Árvore Cósmica.
Letras: A – H – B – H : Alef – Hê – Beit – Hê
Simbolismo: A (Homem, semente, princípio)
H (sopro vital, alma)
B (Casa, terra, útero, receptáculo da semente, matriz)
H (sopro vital, alma)

 

AHBH = Amor.
O princípio e origem (A) encontra descanso no receptáculo, na casa da semente (B).
Alma dupla, He-He, I-H-V-H, estrutura similar do Nome de D’eus ou Tetragramaton.

 

A H B H
I H B H

 

Deus, o Espírito (IHVH) em almas duplas, masculino-feminino, água-terra, semente e solo, origem e receptáculo.
AMOR, soma 13, o número de todas as transformações.
IHVH, nome do espírito divino, soma 10+5+6+5 = 26, que é duas vezes 13

Ou seja, AHBH + AHBH = IHVH, importante equação cabalística que diz
Amor + Amor = D’eus, neste caso, emitido expressamente pela união entre o Masculino e o Feminino.

 

Na palavra hebraica AMOR, AHBH, a luz da Cabala, representou-se o encontro entre as duas forças do masculino e feminino, uma na semente (sexualidade) e outra na alma (psiquismo).

 

A-B, masculino-feminino na origem sexual
H-H, masculino-feminino no psiquismo (animus-anima)
Por isso, o Templo de Salomão foi representado em sua entrada por duas colunas, chamadas JAKIN-BOAZ, (IKIN-BHwZ) que somam 90+79 = 169, que é o quadrado de 13, e que marca os três números, no eixo central da Árvore Sefirótica, indicando o Ser Supremo (1-Keter-Netuno), e o Masculino (6-Tiferet-Sol) e o Feminino (9-Jesod-Lua).

 

Quadrado de 13, AMOR x AMOR = 13 x 13 = 169, o Templo de Salomão, o corpo, a vida, a Igreja em sentido corporal e congregacional…

Ou seja: AMOR + AMOR = 13 + 13 = 26 = IHVH, o Espírito de D’eus
e também AMOR x AMOR = 13 X 13 = 169 = JAKIN-BOAz, A morada, Shekiná, que é justamente a potência feminina de D’eus na Cabala.

Morada, útero, maternidade, mãe, mãe sagrada…

 

Treze são os meses lunares do calendário anual hebreu.
Treze é o tempo, na simbologia esotérica.
Treze é a transformação, a morte que renova.

 

O fruto no ventre feminino tem que morrer ou se transformar sucessivas vezes, para poder nascer como indivíduo completo, 9 meses depois, no mesmo ritmo da Lua influenciando a gestação humana.

 

Jesus e os doze apóstolos, treze indivíduos, e ele, o décimo terceiro, o Cordeiro, morreu para ressuscitar.

 

“Mulher, eis o teu filho!
João, eis a tua mãe!”
Por isso, João se tornou o depositário dos mistérios do Cristianismo Puro e da Religião da Deusa…

 

O Eterno Feminino está em tudo… O Masculino inicia a criação, e o Feminino a completa.

 

E mais:

Betulah (Virgem) = BTULH = 2+400+6+30+5 = 443, mesmo valor de BETEL, CASA DE DEUS
BITAL = 2 + 10 + 400 + 1 + 30 = 443
A VIRGEM É A CASA DE DEUS, A morada da vida que se concebe pelo poder do Espírito Santo…

 

Essas são só análises iniciais, existe muito mais informação na Biblia hebraica com reflexos nos evangelhos de cunho gnóstico…mas a dica é estudar mais a Cabala e as ciências secretas que abrem os códigos da Biblia. Garanto que passaremos a ver Deus com outros olhos.

 

Temos que não seguir crenças ocas, que a própria B’iblia reputa como Letra Morta.
Temos que viver a nossa fé de forma prática e verdadeira,com o coração.

Chega dessa guerrinha de igrejas, desse olho clínico só nas concepções dos outros… católicos versus protestantes, espíritas versus esoteristas, ateus versus religiosos… isso não é e nunca foi consciência.

Religião que entra em conflito com outras deixou de ser religião.
É como o pacifista com a bandeira branca numa mão e a espada na outra.

 

Consciência é viver a Verdade, só isso, mas enquanto as pessoas ficarem se apegando a crenças e defendendo o seu partido religioso ao mesmo tempo que atacam os outros partidos, nada vai mudar, porque é o ego falando, e não a consciência…. é a crença, e não o coração.

 

Cristo é o alvo da nossa fé, modelo de virtude e verdade. Se as pessoas vivessem mais essa verdade ao invés de cismarem com crenças e disputas religiosas, sairia o mundo deste buraco em que se encontra.

 

Até entendo porque ateus metem tanto o pau nos religiosos. Por causa disso. E em parte, dou-lhes a razão.

Porque os ateus não entendem como pessoas que defendem seus ideais religiosos podem se tornar violentas e fanáticas quando suas crenças são questionadas.

O ego tem a péssima mania de ver o erro somente nos outros, enquanto tem sempre a melhor opinião de si.

 

Disse Cristo:
Tira a trava do teu olho primeiro antes de tentar tirar a trava do olho do teu irmão…. mas é difícil, a compulsão pelo juízo alheio é muito forte no ego, é uma das suas tantas camuflagens e formas de defesa e auto-preservação.

 

Não é atacando o Vaticano que os protestantes serão melhores.
Devemos tirar primeiro a trava enorme do nosso próprio olho, depois poderemos ver os erros do Vaticano e das outras religiões.

 

Mas enquanto alguns evangélicos se sentirem os únicos eleitos sobre a Terra, serão os mais culpados e condenados de todos.

 

Lembra, a história da primeira pedra?
Pois é…

****************************************************
A SANTA MADRE IGREJA
Poucos entendem o sentido espiritual mais elevado da expressão IGREJA, e menos pessoas ainda conseguem estabelecer a relação entre Ela e a Sagrada Pessoa do Eterno Feminino, Mãe dos Deuses, a Grande Matriz da Vida, tanto material quanto espiritual, e a Doadora do Segundo Nascimento, quando a alma se faz desperta e livre do EGO.
É preciso compreender que na Igreja de Cristo concorrem somente as pessoas que realmente estão colocando o CRISTO no centro de gravidade de suas vidas, buscas, obras e afetos… o que é ainda mais raro de se ver em qualquer lugar, em toda parte.

Porque
DE MIL QUE ME PROCURAM…
UM ME ENCONTRA.
DE MIL QUE ME ENCONTRAM…
UM ME SEGUE.
DE MIL QUE ME SEGUEM…
UM É MEU!

Muitos procuram o caminho espiritual mas não o centralizam em Cristo.

Muitos encontram esse centro de gravidade em Cristo mas não o colocam em prática.

Por fim, muitos colocam esse caminho na prática, mas os obstáculos da vida, do tempo e do corpo os fazem cair, fracassar, desistir.
Só os que persistem são, de fato, DELE, recebendo em si a Força-Cristo que na sua alma vai gerar o verdadeiro Filho de Deus, aquele que pode retornar para o lar nas estrelas…
O resto… é tudo ilusão que o tempo vai levar e a mente vai esquecer.
Poucos entendem os passos da Pomba buscando alcançar a Igreja em Maria…
(***)
Aqui começa a Igreja de Cristo, através do primeiro apóstolo mártir, São Tiago, aquele que deu origem ao Caminho de Santiago de Compostella. através da primeira das aparições de Maria, estando ela provavelmente viva ainda em Jerusalém, ou quem sabe, na França, instruindo o primeiro apóstolo-mártir na sua peregrinação.
Aparece ela sobre um pilar único, daí o seu nome, Nossa Senhora do Pilar.
“Segundo uma visão da freira alemã Anna Catarina Emmerich (1774-1824), Maria, a mãe de Jesus, teria aparecido diante do apóstolo Tiago quando este se encontrava em Saragoça, na Espanha, no século I. Maria estaria envolta em uma coluna de luz e lhe teria ordenado a construção de um templo naquela localidade.”

Aqui começou o mistério das peregrinações sagradas, dos templos, das representações da Igreja de Cristo na pessoa sagrada e humana da Virgem Maria, a Imagem do Eterno Feminino, o primeiro templo donde toda vida vem ao mundo.

O pilar é o próprio Tiago, mas faltaria outro pilar para completar a Igreja: é o apóstolo João, seu irmão, aquele que deveria esperar.
Alfa e ômega do mistério.

Tiago deveria ser o primeiro a morrer: o Alfa da Igreja, a primeira coluna, Jakin.
João deveria esperar até o retorno do Cristo: o Ômega da Igreja, a segunda coluna, Boaz.

Porque Maria seguiu ao lado de João nesse curso de 2000 anos, protegendo a pureza dos evangelhos contra os repetidos ataques do anticristo infiltrados em todo tipo de lugar, cultura pervertida, ciência ateísta, filosofia materialista, políticas socialistas-comunistas, Nova Ordem, Illuminati, etc.

Afinal, a mãe dos irmãos Zebedeu, os Filhos do Trovão, pediu a Jesus Cristo que, quando chegasse o seu reino, os seus dois filhos sentassem à direita e a esquerda do mestre.

Pois bem, disse Jesus:

Poderão beber do meu cálice?
Sim, foi sua resposta.
E Jesus completou: contudo, quem decide essa posição é o Pai, e não eu.
E os dois apóstolos irmãos assumiram o preço do seu pedido.
Tiago, o alfa da Igreja de Cristo, o primeiro mártir na Espanha.
João, o ômega, que ficaria até o fim, esperando pelo retorno do mestre neste vale de lágrimas.

Os dois bodes da expiação.
O bode do sacrifício e o bode do exílio.
Um deve morrer, e o outro deve esperar no deserto das dores…
Um encara a espada, e o outro, o longo cárcere.
Mistérios da Igreja, duas colunas, as duas testemunhas do Apocalipse de retorno.
E finalmente a Igreja se completará, na energia do Eterno Feminino a reunir todos os seus filhos em Terra antes de ganhar asas de águia e voar para o deserto, fora da fúria destruidora do Dragão Vermelho, que parte para a guerra…
******************************************
Mãe… como pode tanto amor caber numa palavra tão pequenina? Como pode tanta grandeza caber num coração tão humilde? Vaso de ternura, cura minha amargura, leite dos teus seios de sabedoria, saciem minha alma, amor encarnado, sublime, elevado, conduz meus passos na estrada do destino, sou menino, desafino quase sempre, e se não fosse por ti, ó Adorável, estaria perdido, como barco no mar das tormentas sem bússola e sem pátria, sem estrela e sem praia… sim, tu és minha estrela guia, teu coração é a minha estrela e o amor que ele me dá, é toda a minha luz… e de nenhuma outra preciso e nunca precisarei.

Me recebe em teu peito, amada dos meus dias, sonho da minha eternidade além dos portais do tempo e da morte.
Feliz Todos os Dias das Mães!
****************************************
O Grande Poder da Divina Mãe do Universo….

Ela é e sempre será a fonte do MILAGRE DO AMOR.
Ei, você, que busca um Milagre do Amor na sua vida…. nunca se esqueça do coração que abriga o Maior Amor do Mundo, que está capacitado a todo tipo de milagre, inclusive o maior deles…. que é o ato de dar a Luz ao Salvador ….

Vamos explorar todas as luzes que a Bendita Deusa e Mãe do Mundo vem entregando a humanidade desde sempre, luzes, mistérios e segredos um tanto desconhecidos pela própria Igreja católica, sempre envernizada no seu dogma…

 

*******************************************
Veja também:
http://tonocosmos.com.br/o-grande-segredo-dos-cavaleiros-templarios-e-a-conexao-com-o-apocalipse-12/
JP em 09.04.2019

Comentários