Templates by BIGtheme NET

Os Mortos podem ensinar e guiar os vivos?

 

 

 

Então me explica o versículo abaixo de Eclesiastes, por favor!

“Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os MORTOS NÃO SABEM COISA NENHUMA, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento.”
(Eclesiastes 9-5). “

O que a Bíblia anuncia está em perfeita concordância com os conhecimentos antigos, as imagens míticas da Grécia, do Egito e do Tibet, entre outras, que declara que os mortos (comuns) não vão para o céu, mas ficam dormindo profundamente no UMBRAL, como num sonho prolongado, até o dia em que são chamados a Julgamento, para reencarnar ou para despencar no abismo. Isso não está só na Bíblia, como muitos pensam, mas faz parte do conhecimento paralelo e até mesmo anterior à sabedoria bíblica, naquelas culturas mencionadas.

Os mortos aos quais o livro de Eclesiastes se refere são os vivos que viveram uma vida comum ou pecaminosa, e nunca trabalharam em busca da santidade ou iluminação, apenas se entregaram aos desejos carnais e ao amor ao dinheiro e materialismo, colocando não a Deus em primeiro plano em suas vidas, mas o desejo dos seus egos.

Claro que almas assim, ao morrer, não brilham com luz do outro lado, mas são como espectros lentos, acinzentados e pálidos, completamente adormecidos e ignorantes de sua condição.

Como poderiam estes seres inconscientes de si mesmo… guiar os vivos na boca de médiuns?

Os mortos ficam incomunicáveis no Salão dos Mortos, Limbo, Umbral, Tártaro, etc… e quem invoca mortos, pode até receber visitas de entidades, mas que, com absoluta certeza, não são dos mortos invocados, mas de espíritos enganadores que se fazem passar por eles e, ludibriando canalizadores e ouvintes adormecidos, lêem suas mentes e falam exatamente O QUE AS PESSOAS QUEREM OUVIR… e gostando do que ouvem, legiões de seguidores passam assim a simpatizar com doutrinas mentirosas, exatamente conforme o planejado por aquelas entidades disfarçadas…

Temos o nosso próprio exemplo: quando dormimos, realizamos um ensaio de morte todas as noites!
Sim, porque, como os mortos, abandonamos o nosso corpo físico nas horas do sono, com a diferença de que enquanto o nosso cordão vital ainda está ligando o corpo físico ao corpo astral, o cordão dos mortos já foi cortado na hora da morte, de modo que seus corpos astrais são como espectros pálidos, sem vida (sem a fonte da vida física).

E o que ocorre com a nossa alma fora do corpo enquanto dormimos?

Não é um completo adormecimento?
Um total esquecimento das coisas vividas do outro lado?
Alguns ainda conseguem ter sonhos e lembranças do outro lado, mas muitos nem isso conseguem ter.
No caso dos mortos, acontece como um sonho interminável, porque eles não podem retornar aos corpos físicos pela manhã e despertar, como nós, os vivos.

Aliás, os mortos podem sim entrar em contato conosco em SONHOS, pelo simples fato de que não foram eles que vieram a nós, mas nós, os vivos, fomos até eles, no plano astral, Limbo, Umbral etc. Daí que, muitas vezes, encontramos estes entes queridos e podemos interagir com eles.
Deus não fechou todas as portas para a saudade dos que foram.
Deus deixou dois instrumentos para continuarmos em contato com os que se foram:
As orações e os nossos sonhos! E quem consegue a viagem astral consciente, este tem portas abertas para muita coisa!

Por isso, vale a pena empreender mais tempo com práticas de despertar da consciência no plano astral.
Projetores astrais conscientes têm uma grande vantagem sobre o resto da humanidade: eles podem conservar o estado de vigília depois da morte por causa da habilidade adquirida em vida.

Dai a nossa insistência sobre o tema DESPERTAR EM VIDA para não DORMIR NA MORTE.
Temos que ser mais realistas, deixar de guiar nossas esperanças e vidas por crenças não verificadas pela consciência acordada, deixar de acreditar em tudo o que ouviram, em tudo o que Entidade X e Y disse, como receptores passivos de sentenças que nunca questionamos!

Quem realmente busca a Verdade nunca pode ter medo de destruir crenças, quando descobre que foi enganado toda a sua vida.

Disse o Santo profeta do Apocalipse:

“Amados, não deis crédito a qualquer espírito; antes, provai os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora”
(1 João 4:1).

Só os mortos que despertam a consciência em vida e assumem em vida algum tipo de mestrado e santidade de alma é que terão consciência do outro lado da vida, e serão guiados por Anjos de Deus aos seus destinos merecidos.

Muitas dessas almas especiais, a Igreja colecionou na sua lista de santos e mártires, mas sabemos que, tirando toda a iconografia publicitária que a Igreja faz, estas almas realmente alcançaram em vida um status de consciência mais elevado, o que as torna despertas e até ativas no mundo astral, após a morte.

Claro que existem espíritos elevados e inteligências superiores que podem entrar em contato com os vivos, através da telepatia, por exemplo (eles repudiam a incorporação, para eles, um tipo de possessão voluntária).

Porém, na maioria das vezes, muitas entidades malignas disfarçadas é que entram em comunicação com os vivos via canalizações, pelo simples fato do médium se encontrar adormecido, sem consciência desperta para IDENTIFICAR PLENAMENTE QUEM É A ENTIDADE QUE LHE ESTABELECE CONTATO.

Ou seja, lhe basta uma entidade aparecer e dizer que é “fulano da luz”, e o médium se dá por satisfeito, e todo mundo ao redor dele fica convencido também… mas será que é tão simples assim?

Sabem donde vem e quem é esta “entidade” e quais suas reais “intenções”?
Porque, de boas intenções, o Inferno está cheio!

“Oh, mas a entidade diz tudo certinho, acerta tudo!”

É MESMO?

Acaso demônios não tem poder para ler as mentes dos presentes e repetir tudo o que está dentro delas?

Entidades malignas também tem poder para realizar todos os prodígios relatados.

O adormecimento nos torna muito ingênuos e incautos, na grande maioria das vezes.

Portanto, sinto muito por todas as crenças propagadas pelas doutrinas mentirosas da atualidade.

Temos que realmente nos colocar em nível de igualdade com supostas entidades da luz, e subir até onde elas atuam, isto é, no mundo astral/mental da consciência desperta e investigar tudo.

Tudo mesmo. Origem e intenção de todas as religiões.

A ciência de Hermes, coletada pela Teosofia, pode nos dar asas nos pés e na mente para essa jornada aqui ensinada.

Porque os grandes conhecimentos de Hermes, deturpados por tantas pseudo-doutrinas modernas, ainda são o melhor canal da Verdade para quem está buscando a Iluminação genuína, guiada não por “espíritos dos mortos”… mas pela própria consciência desperta.

Quer ir para o céu após morrer?

Comece a trabalhar isso em vida, agora mesmo, rapidamente.

Fazendo o bem ao próximo e, principalmente, amando a Deus sobre todas as coisas.

E tente despertar a consciência, aprimorar o auto-conhecimento e eliminar o maior número possível de defeitos da sua natureza originalmente santa e pura.

Porque me espanta ver como tanta gente que vive o materialismo acima de tudo e ainda acha que vai para o céu depois da morte., sendo que a ascensão ao céu é justamente o resultado da transcendência do materialismo em vida!

Apesar de que o auto-engano ainda não foi proibido…

Só vai para o céu após a morte quem já começou a ascender ao céu em vida, praticando ações dignas de um céu real, e não um céu de mentirinha criado para todo mundo que desencarna só para consolar o homem no seu vale de lágrimas e exílio da Graça Divina… vamos encarar a Verdade sem medo.

Não há outra forma de libertação!

Quer ajudar seus entes queridos que morreram?
Só tem um jeito.

Ore, mas ore muito pela alma deles, para que o Pai Eterno lhes conceda nova oportunidade de voltar a escola da vida e possam se tornar merecedores da redenção que finalmente os habilite a vida eterna.

Morrer não outorga vida eterna a ninguém, e mesmo que a chispa de alma seja imortal por definição, uma alma que viveu só no pecado e no erro em vida não assume essa imortalidade após a morte de modo algum.

Muitas doutrinas falsas estão interpretando tudo errado…premeditadamente!

Contudo, orar pelas almas daqueles que amamos e já se foram, é o melhor que todos nós, daqui, do plano dos vivos, podemos fazer por eles.

Na verdade, é a única coisa que está ao nosso alcance fazer.

Na certeza de que, ainda que adormecidos, as almas dos mortos sentirão profundamente toda a energia do amor verdadeiro a eles enviada pelos vivos em suas orações e lembranças.

Isso é uma certeza.

 

JP em 02.11.2019

Comentários