Onde está a Arca da Aliança?

Se os israelitas de ontem e os israelenses de hoje acreditassem em Jesus Cristo, talvez compreendessem melhor a passagem do Apocalipse 11 que determina a localização da Arca de Deus, certamente num lugar seguro e longe do alcance de suas garras, ou de nazistas, ou de americanos ou de qualquer outro governo e instituição muito disposta a encontrá-la para desvendar sua tecnologia e aproveitar como ARMA DE GUERRA.
Vejamos o que diz o Apocalipse 11, quando a sétima trombeta foi tocada:

” E abriu-se o céu e o templo de Deus, e a arca da sua aliança foi vista no seu templo, e houve relâmpagos, e vozes, e trovões, e terremotos e grande chuva de pedras”
Apocalipse 11: 19

Primeiro: o Templo fica no céu, não na Terra. E na linguagem do Apocalipse, a identidade deste Templo de Deus, associado ao seu Tabernáculo no céu, nesta e noutras passagens relacionadas, fica em VÊNUS. O que faz muito sentido, porque estes artefatos, tecnologias, Cabala, conhecimentos, profecias, Torá, revelações … vieram de Anjos tipificados por Venusianos junto dos povos antigos, como os hebreus, os maias, os hopi etc.

Ou seja, Venusianos já levaram essa Arca da Aliança faz tempo para lá, a salvo dos humanos… da mesma forma que, na destruição do Templo de Salomão no tempo dos babilônios, a arca tinha sido escondida pelo profeta Jeremias num monte que só ele conhecia, por Deus indicado, o que é encontrado na passagem do livro II de Macabeus, capítulo 2… pena que os livros dos Macabeus, I e II, estão sendo retirados de muitas bíblias modernas… esta é a última referência histórica da Arca na Bíblia, no antigo testamento.

Segundo: arqueólogos e caçadores de tesouros devem ter em conta que, por causa do detalhamento da Arca da Aliança no livro do Êxodo 25, muitas CÓPIAS desta Arca, nas mesmas dimensões e material usado (ouro e madeira de acácia), foram feitas por outros povos, desejando a mesma fórmula de poder registrada por Moisés nos seus escritos. Assim, modelos como a Arca existente na Etiópia, e outras que possam ser encontradas, serão RÉPLICAS DA ARCA DA ALIANÇA, e não o artefato real, como eu disse, localizado pelo Apocalipse 11 em Vênus, a qual, por algum milagre, magia ou mesmo atividade Ufológica, será MOSTRADA no Templo do céu a toda humanidade (eu ainda me pergunto como poderia acontecer isso).
Enfim, para Deus nada é impossível.

Mas até hoje os sacerdotes etíopes juram que a arca verdadeira é a sua.
Uma última teoria é a de que a Arca ainda esteja aqui na Terra (a verdadeira) mas muito bem escondida, e no final dos tempos, seja levada ao Templo do céu e de lá apresentada ao mundo. Só sei que muitas emoções ainda aguardam aos terráqueos, especialmente aos incrédulos.

além do objeto real, tem o simbolismo do objeto, como força de proteção e redenção na Presença de Deus. Jesus encarna o poder na Arca na palavra, a Arca de Noé, que tem a mesma proporção da Arca da Aliança, em 5/3, aliás, proporção destacada do famoso Cubo de Metatron, a matriz de todas as geometrias e proporções sagradas da sabedoria antiga, donde extraimos ao mesmo tempo a Arvore da Vida, a Flor da Vida e o Fruto da vida…

A mesma disposição mantida no templo de Salomão, que representa a edificação interior que permite a execução da Aliança real com Deus (dentro e no exterior), sustentada por dois querubins (o andrógino original) numa corrente de sabedoria secreta transmitida a frente pelos cavaleiros templários e reeditada mais tarde pelos maçons franceses…

E todo o aparelhamento do Tabernáculo de Moisés e Aarão são extensões desse segredo e simbologia…. coisa que os pesquisadores do arco materialista não conseguem compreender, e talvez nem queiram, sedentos apenas nos segredos tecnológicos de poder do objeto. Mas jamais entenderão a fundo o que significa o Templo e a presença do Espírito de Deus a preenchê-lo…

A Arca da Aliança é a chave, o Éden é a Terra prometida, Querubins estão às portas exigindo a androginia perdida… androginia já citada no I Ching com seu milenar Yang-Yin, na alquimia medieval com seu Enxofre e Mercúrio, e na magia astrológica com seus binômios Sol e Lua….assim solucionados pela Cruz, símbolo antigo e moderno para soma, fusão, reunião dos dois aspectos do Espírito Santo diante do Filho, para que a equação da Trindade fique completa, e três chamas finalmente possam contemplar a Unidade em presença.

Curiosidade
Quando os filisteus roubaram a arca da aliança dos hebreus pela primeira vez, Deus lhes lançou tumores terríveis, os quais eles tiveram que restituir aos hebreus na forma de objetos de ouro, ao lado de ratos esculpidos, tudo junto com a devolução da arca.

Em algumas traduções, eu li que eram tumores anais…
e vi alguma relação aí com o ocultismo da arca, sua sacralidade e uma relação indireta com a prática detestável da sodomia, tão abominada por YHWH… e a coisa mais comum em nosso tempo.
Não foi em Sodoma e Gomorra que caiu fogo do céu e devorou os sodomitas por causa daquele estilo depravado de vida?

A arca tinha o mesmo poder de fogo consumidor… há, nas nuances do símbolo, uma relação entre a arca e o osso sacro, como uma arca, que guarda a preciosa raiz da árvore da vida no corpo, chamada OSSO LUZ, *(luz mesmo, no hebraico) que também era representada pela amendoeira (o fruto na casca).
Mistérios sem fim, meu amigo…
Aliás, Luz era a cidade onde Jacó dormiu e viu a escadaria dos Anjos, chamada por ele, depois, de Betel, a Casa de Deus, paralelismo entre a cidade, o osso sacro, a arca, o fogo poderoso ali contido e o kundalini dos hindús.

JP em 08.05.2020

Comentários
Compartilhar