Templates by BIGtheme NET

O Último Mistério de Gobekli Tepe decifrado…

O curioso é que nenhuma das tradições destes povos, Dogons, Maias, Hopis, Celtas, Judeus, e tantos outros, nos chegaram atualmente com a menção enfática de que estes seres das estrelas eram malignos, escravizadores e ladrões de ouro e minérios… pelo contrário, elas todas concordam que se tratavam de deuses das estrelas que vieram trazer as ciências e a civilização ao ser humano, bem como a vida, a semente e a herança estelar no DNA… sendo este o OURO mais precioso que eles vieram para nos DAR, e não para roubar…

Só Zecharia Sitchin viu isso…
(…)
GOBEKLI TEPE

Göbekli Tepe (Monte com Barriga ou Monte com Umbigo em turco) é o topo de uma colina onde foi encontrado um santuário, no ponto mais alto de um encadeamento montanhoso que forma a porção mais a sudeste dos montes Tauro, a aproximadamente 15 km a nordeste de Şanlıurfa (Urfa) no sudeste da Turquia.

sítio arqueológico, que está sendo escavado por arqueólogos alemães e turcos, foi construído por caçadores-coletores no décimo milénio a.C., antes do advento do sedentarismo. Junto com o sítio de Nevalı Çori, revolucionou o conhecimento do neolítico e as teorias sobre o início da civilização.

tel possui 15 metros de altura por 300 de diâmetro e inclui dois complexos que se acredita serem de natureza social ou ritual que datam do décimo ao oitavo milênio a.C.”

(Wikipédia)

Reparem que a data estimada de suas origens, entre o décimo e o oitavo milênio a.C. (10.000 a.C.) batem com a data estimada do Dilúvio, conforme registro do Gênesis 6, que afogou uma raça anterior a civilização atual, ariana, e que não começou na Suméria, há cerca de 6.000 anos, mas antes dela. 

E Gobekli Tepe pode ser o primeiro registro da civilização atual, conservando um mesmo status cultural em civilizações posteriores que, assim, demonstram ter herdado suas culturas e modelos doutrinários, arquitetônicos e religiosos.

Gobekli Tepe é provavelmente a construção mais antiga da nossa civilização atual, colada com a Suméria… Não longe do Monte Ararat, onde a Arca de Noé, fugindo do Dilúvio, encalhou, esta linda edificação, da mesma forma que as outras, também sinaliza para as estrelas e faz referências às constelações em suas estelas e monumentos… ao estilo circular de Stonehenge, mais uma edificação, talvez a mais antiga, a apontar a origem da humanidade nas estrelas…. e sabe qual a parte do céu que Gobleki Tepe sinaliza?

A constelação zodiacal de TOURO, onde se encontram aquele grupo estelar familiar, Sirius, Plêiades e Órion… sempre as mesmas…

A distribuição dos edifícios de Gobleki Tepe em linha com a posição das estrelas principais das Plêiades.


Está escrito no Gênesis 8 que, ao sair da Arca, a primeira coisa que Noé fez foi construir um altar e oferecer holocaustos animais ao Senhor Deus.

Noé, ao sair da Arca com sua família, edifica um altar e oferece o primeiro sacrifício a Deus diante da nova Terra, sob o arco-iris


Bem, Gobleki Tepe é este altar, e ao redor dele, Noé construiu um templo sagrado, mapeando as estrelas dos deuses peixe protetores… porque todos os animais e seres vivos morreram no Dilúvio… exceto… os peixes!

Muitos animais foram esculpidos naquelas pedras erigidas, o que pode representam uma espécie de MEMORIAL da Arca e das espécies salvas… bem como da família de Noé, havendo inclusive uma estátua com a imagem de um tipo de Sacerdote, provavelmente o próprio Noé!

Os animais preservados na Arca foram entalhados nas estelas e marcos de pedra, Gobleki Tepe é o memorial de Noé antes de partir para a Mesopotâmia e iniciar a Suméria… quando Enki lhe assistiu!

Analogia do formato da montanha com a constelação de TOURO. Gobekli Tepe significa, no turco, MONTANHA DO UMBIGO, e Plêiades em vários idiomas é chamada Centro ou Umbigo do céu…

 

Símbolo da Máscara Dogon chamado KANAGA, que representa a ligação céu-Terra.

 

Uma das muitas estelas, com o TOURO gravado na pedra, ao lado de muitos outros animais.

 

Comparações entre o Touro (mapa) da região de Gobleki Tepe com o Touro desenhado numa caverna pré-histórica da França.

O fato é que o sítio arqueológico de Gobekli Tepe, atual Turquia, possui o padrão de muitos sítios arqueológicos posteriores, onde era costume entalhar em pedra todas as referências às constelações dos deuses civilizadores daqueles povos, e animais e outras figuras representando estas mesmas constelações, como a constelação central de Touro e as estrelas sempre unânimes nestas citações antigas, Pleiades, Orion e Sirius… em templos, em estelas e memoriais, em altares e outros objetos de culto e agradecimento daqueles povos antigos para com seus deuses civilizadores das estrelas, que prometeram retornar um dia, no final do grande ciclo.

Estes monumentos não eram somente observatórios astronômicos, mas também e principalmente, templos de culto e reverência, sendo este o principal motivo dos sábios daquela época em possuir precisão de observação das estrelas… para mensurar o movimento dos DEUSES a elas associados, em suas moradas…

JP em 16.03.2019

 

 

Comentários