Templates by BIGtheme NET

O Todo-Poderoso Heptagrama

 

O Pentagrama é uma figura geométrica bastante conhecida no Esoterismo e Magia em geral por causa de suas relações com o padrão áureo, o número Phi e a série numérica Fibonacci, encontrada em sua estrutura.

 

Simbolo do planeta Vênus, da Estrela Sirius, é a chamada Estrela Flamígera, ou fogo-luz doutrinária, donde vieram todas as nossas ciências ocultas na antiguidade, símbolo que ostenta muitas Ordens Herméticas e até brasões nacionais (via Maçonaria antiga).

 

 

Outro símbolo geométrico conhecido é o Eneagrama, formado por nove raios (360°/9 = 40°) e que ilustra as nove identidades da alma, em linhas paralelas com a Numerologia, etc.

 

 

Contudo, a figura de maior poder dentro destas formas geométricas de polígonos regulares é, sem dúvida, o Heptagrama. A Estrela de Sete Pontas.

 

 

Aliás, o Heptagrama é o polígono regular cuja divisão do ângulo interno é o que mais se aproxima da abertura interna da Grande Pirâmide do Egito (360°/4 = 51, 428°)

 

Sete, na Numerologia, Magia e Cabala, representa a Universalidade de tudo. A Totalidade que procede da Unidade, a começar pelos sete dias (Sete estágios cósmicos) da Criação, conforme o Gênesis.
E nessa linha, temos as sete notas musicais, as sete cores do Espectro, os sete dias da semana, os Sete Arcanjos de Deus etc…

 

 

O Heptagrama é, essencialmente, um símbolo de poder.
Sete é o número do Espírito, porque o Espírito tem sete princípios fundamentais em sua natureza original, o que se alinha com as Sete dimensões básicas do Universo, em relação ás quais cada um destes sete princípios do Espírito individual se alinha e se conecta na sintonia das vibrações ressonantes.

 

Essas correspondências foram exploradas pela Astrologia antiga combinada na Magia da influência dos sete planetas e suas linhas de analogia com o universo setenário humano e natural.

 

 

Heptagrama e a tábua setenária dos planetas, das cores e dos tons musicais

 

A Alquimia definiu o processo completo em sete etapas fundamentais até que a Pedra Filosofal (a meta final dos alquimistas) fosse projetada. Muitos selos alquimistas foram escritos em Heptagramas, por exemplo, aqueles que continham as sete letras do Acróstico VITRIOL (vitríolo, um dos agentes da Alquimia) e o segredo da descida aos mundos na busca da Pedra oculta.

 

 

Os sete elementos da cosmologia antiga somavam então os quatro estados da matéria (terra, água, ar e fogo, ou sólido, líquido, gasoso e plásmico) aos três estados da energia, ou ainda, as três forças envolvidas na criação).

 

 

Tábua hermética dos sete planetas

 

 

Nas Escrituras bíblicas, Sete são os principais nomes de Deus:

 

 

IHVH (o Nome inefável do Tetragrama),

 

ELOHIM (o primeiro Nome de Deus mencionado, no Gênesis, como Entidade coletiva, criadora – o Verbo),

 

EL (partícula fundamental do nome divino, usado em prefixos e sufixos de denominações espirituais, por exemplo, em EL.OHIM, em ELoAh, e no nome dos Anjos, Miguel, Uriel, Gabriel, Rafael, etc.

 

ELION (Deus Altíssimo, HwLYON)

 

SHADAI (Deus Todo-Poderoso, ShDI)

 

KADOSH (Deus Santo, QDUSh)

 

ADONAI (Meu Senhor, o Nome que os antigos judeus usavam para se referir ao Impronunciável IHVH).

 

********
No Novo Testamento, Jesus se refere a Deus usando o termo ABA, Pai, procedente do hebraico antigo para AB (Av), Pai.

 

Tanto que o nome do patriarca Abrahão vem deste termo PAI
(ABRHAM), Pai exaltado, Pai da multidão.

 

(***)

Podemos considerar o SETE como a Identidade do UM manifestada através do desdobramento desse UM espiritual nas Sete faixas dimensionais fundamentais do Universo.

 

Como se a luz branca fosse o Espírito unitário que se desdobra em sete cores, cada faixa de cor contendo uma frequência diferente. Algo que foi materializado em nosso corpo físico na estrutura dos sete chakras, que representam esse “esqueleto” do Espírito em sete naturezas internas, já classificadas pelo conhecimento antigo (teoria hindu):

 

1. RUPA (Corpo Físico)
2. JIVA (Corpo, força vital)
3. LINGA SHARIRA (Corpo, princípio astral)
4. KAMA RUPA (Corpo, principio mental)
5. MANAS (Corpo, princípio anímico)
6. BUDDHI (Corpo ou princípio consciencial)
7. ATMAN (Corpo espiritual, princípio espiritual)

 

 

Tábua dos sete chakras e cores/frequências

 

De acordo com o Ocultismo doutrinário mais confiável, o Espírito traz sete naturezas internas, e cada uma destas naturezas se move no Universo de sete dimensões fundamentais através de veículos de manifestação constituídos. O corpo físico, por exemplo, é o assento final da vida do Espírito, mas não é o único assento. Na verdade, a onda da vida desce do primeiro assento e fonte, o espírito, e se propaga em todo o espectro restante, dotando cada veículo de uma natureza vital, psíquica e consciencial própria e peculiar, e seguem interligadas o tempo todo, em todas as dimensões, apesar de nossa consciência ainda estar fragmentada, desconectada (por exemplo, quando dormimos, sentimos ainda essa separação inconsciente com a nossa porção de alma do outro lado do sono)…

 

 

Viagem astral envolvendo as sete cores dos ckahras em movimento, transportados para o corpo astral

 

Analisando a geometria do Heptagrama, e traçando o percurso da série numérica de um a sete, não pelo círculo externo, mas pelo sentido das diagonais internas, obtemos uma curiosa relação numérica com o pentagrama:

 

 

 

Observe os três números obtidos horizontalmente: 36, 54, 72.

Eles correspondem aos ângulos internos do Pentagrama, e todos eles somam o mesmo número, 3+6 = 5+4 = 7+2 = 9.

Essa harmonia numeral foi um dos indicadores aos antigos magos para estabelecer a sequência dos dias da semana e as regências planetárias a partir dessa disposição das diagonais do Heptagrama.

 

Diagonais internas do Heptagrama

 

Sunday (dia do Sol) = Domingo
Monday (dia da Lua) = Segunda-feira
Tuesday (dia de Tyw) = Terça feira
Wednesday (dia de Odin) = Quarta feira
Thursday (dia de Thor) = Quinta feira
Friday (dia de Freya) = Sexta feira
Saturday (dia de Saturno) = Sábado

 

Na antiga nomenclatura inglesa dos sete dias da semana, três deles foram compostos com relação ao Sol, Lua e Saturno (Domingo, Segunda e Sábado), sendo que Saturno rege o Sábado, o sétimo dia, o dia mais sagrado segundo o Judaísmo (Shabat, dia do descanso), o que o Catolicismo mudou para Domingo, dia do Sol, para fazer referência ao dia em que Jesus Cristo ressuscitou.

 

 

Os outros dias, Terça, quarta, quinta e sexta, procedem dos nomes de deuses germânicos. Inclusive a deusa germânica Freya, que originou o Friday (Sexta feira) tem as mesmas características da deusa romana Vênus (grega Afrodite) a quem a Sexta Feira se relaciona.

 

Os Sete Espíritos estão no governo das sete dimensões e tudo o que existe nelas, e portanto, devem reger também o tempo… os sete tempos, os tempos em cada nível dimensional.

 

 

Na Magia dos Anjos, o Heptagrama representa a Força dos Sete espíritos em ação no nosso Universo, e se o Espírito tem sete naturezas internas, eis que, na correspondência externa, todo e qualquer sistema de universo, mundo, galáxia, estrela, terá como regência fundamental a presença de sete espíritos por base de Hierarquia constituinte.

 

O Setenário define as estruturas do Universo, e se o Triângulo representa a Matriz criadora de tudo (a primeira figura geométrica), o Heptagrama representa o esqueleto estrutural de todas as coisas criadas.

 

Na Árvore Cabalística, a sétima sefirá pertence a Vênus, e seu nome é Netsah (Glória, eternidade, vitória).

 

O Heptagrama é a grande chave da Magia, superando o próprio Pentagrama em poder, por causa da universalidade do número sete.

 

Arcano Sete do TARO, o Carro, a Vitória

 

Sete é um número de poder que conduz a Vitória.
O que o Arcano sete do Taro interpretou na figura de um Carro de guerra e um condutor triunfante, e a magia das runas, na letra Z, a letra que representa o raio dos deuses, uma arma ou instrumento de poder que conduz a vitória.

 

Assim, para que possamos obter um poder completo, que possa nos conduzir à vitória em qualquer situação, temos que trabalhar com o setenário das forças.

 

E até nos domínios da disciplina de práticas, ele aparece, na seguinte ordem de fatores:

Tábua disciplinar setenária

1. Vontade, entusiasmo (o querer)
2. Coração tranquilo (o equilíbrio)
3. Controle físico e mental (o relaxamento)
4. Concentração (a objetividade)
5. Respiração (a energização)
6. Imaginação (a visualização)
7. Permanência (tempo mínimo)

 

 

Curiosidade: os crops circles do Heptagrama

 

Os primeiros crops circles com geometria do Heptagrama começaram a aparecer em 1998, alguns numa textura de plantação deitada que parecia mais com um veludo, uma tapeçaria:

 

Crop circle 09.08.1998 UK

 

Crop circle 09.07.1998 UK

 

Crop circle 05.07.1998 UK

 

Crop circle 25.08.2008 UK

 

O modelo acima é uma versão crop circle com diversos elementos ocultistas envolvidos, uma das principais formações do tipo até hoje.

 

E recentemente, em 2016 e 2018, os Heptagramas voltaram.

 

Crop circle 07.07.2016 UK

 

O modelo acima apareceu em Stonehenge, e formou o padrão 7.7.7 na data (07.07.16).

 

Crop circle 04.06.2018 UK

 

Crop circle 20.06.2018 UK

 

Estes modelos falam de relações com Alquimia planetária, os Sete Anjos e outras conexões com o Apocalipse.

Certamente que uma geometria vital como esta, a geometria do Sete, não poderia faltar nas mensagens crop circle, ao lado das outras.

 

 

 

JP em 30.04.2019

Comentários