Templates by BIGtheme NET

O Símbolo de Nêmesis, o Segundo Sol

Eu criei esse símbolo faz vários anos, porque não vi nenhum símbolo adequado ao objeto que vai se tornar, em breve, o segundo Sol oficial de um sistema solar binário recém descoberto pela Astronomia oficial.

Ele seria, na Astrologia, o regente superior do signo de Libra, a Balança, a união dos dois pratos (ou sóis), que, como uma balança, realinha todas as energias e estruturas do sistema solar binário, quando então estes dois sois se aproximam de seu centro comum de gravidade (já que estrelas binárias orbitam ao redor de um centro gravitacional comum, cuja distância de ambas dependerá das massas envolvidas e das distâncias ajustadas entre suas órbitas (coisas de cálculo diferencial aplicados à Mecânica Celeste).

Pois o símbolo satisfaz as duas condições, astrológica (para o simbolismo de Libra, tornando Vênus seu co-regente, e regente principal de Touro) e astronômica, demonstrando o laço gravitacional entre os dois sois a gerir o equilíbrio gravitacional do sistema solar binário como um todo (o efeito dupla cadeia) e que esse equilíbrio seria totalmente alinhado em tempos de aproximação orbital entre os dois sóis de seu centro de gravidade comum.

A cruz na base simboliza essa soma, essa unificação de energias, bem como o signo do Infinito, na forma de um laço de cadeia dupla.

Ps: os Sumérios falavam em doze astros (planetas) na totalidade do sistema solar, incluindo Sol e Lua na mesma lista de Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno, Plutão, Sedna.
Sedna, um planetóide além da órbita de Plutão, foi o décimo primeiro (11°) planeta da lista. Só faltava descobrir o décimo segundo. E ele é Nemesis.

Assim, o Apocalipse 12 está perto de ser confirmado: uma coroa de doze estrelas sobre a cabeça da Mulher (Gaia, a Terra) que vai dar luz a nova consciência da humanidade em seu refúgio de “quarentena espiritual” já preparado por Deus no tempo da ascensão das trevas e das forças de dissolução, ou seja, no tempo em que o 12° astro se aproximasse para coroar a Terra com a última das doze estrelas faltantes…

“Os Crononautas
Um Novo Colombo nos Barcos do Tempo vai navegar rumo ao Novo Mundo da Quarta Dimensão, seguindo o paralelo marcado pelo Trópico de Capricórnio meio grau abaixo, que é a sua estrela-guia e rota espiritual além do Grande Mar Oeste… em busca do Portal do Sol.
(em breve, nos melhores cinemas da vida real…”

JP em 22.03.2020

Comentários