Templates by BIGtheme NET

O Segredo do Santo Oito – Parte IV

A FILOSOFIA DO SANTO OITO

Como uma Balança (Arcano 8 do Taro, a Lei, a Justiça) que sempre oscila e nunca está parada, porque sua função e missão no Universo é preservar o Ponto de Equilíbrio de todas as coisas, o OITO mantém todas as coisas em funcionamento perfeito, harmônico e justo.

Encontrar o ponto de equilíbrio em nossa própria esfera humana de ação e pensamento é a chave-mestra da realização.

Isso explica porque OITO foi o número do Nobre Caminho ensinado por Buda em sua via eleita, o CAMINHO DO MEIO, e porque OITO foram as bem-Aventuranças anunciadas por Cristo na Montanha, a Montanha da realização espiritual e humana (detalhe: as duas últimas sentenças se fundem em uma somente, por isso podemos contar oito bem-aventuranças no Sermão da Montanha, conforme Mateus 5: 1-12)

Paralelo entre Cristo e Buda? Certamente!

Porque a Verdade de Cristo e a Iluminação de Buda procedem da mesma Fonte Divina acessível na

auto-realização!

Infelizmente, vivemos em um tempo em que muita gente associa o Sagrado OITO a fórmulas de dinheiro e prosperidade material… o tempo da inversão e da perversão dos valores sagrados e antigos nos alcançou…

OITO é o caminho do Meio entre os dois lados extremos da vida, que atiram os fracos para os lados, para os exageros ou as carências, mas a força real é a que nos mantém no caminho do meio, que é a via realizadora.

Excessos significam pecado, perda, destruição e morte.

O Meio-termo ou a via do Equilíbrio é que edifica a virtude e a imortalidade reais no homem. Exercer o CONTROLE do caminho do Meio é a via da edificação espiritual real, porque virtudes só podem nascer no estado de equilíbrio, já que defeitos são nascidos dos atos extremos da vida.

A Lei do Equilíbrio

No âmbito microcósmico dos átomos e partículas, essa Cadeia Dupla equilibrante se chama Eletromagnetismo e Quantum.

No âmbito macrocósmico das grandes estrelas e galáxias, essa Cadeia Dupla se chama Gravidade.

Nas esferas do Espaço, a cadeia Dupla se chama movimento, e nas escalas de tempo, é chamada Ciclo.

No âmbito dos fenômenos naturais, essa Cadeia Dupla se chama Causa e Efeito, e no âmbito moral, é a Virtude.

No âmbito legal, ela se chama Justiça, e no âmbito cognitivo, Verdade.

No âmbito das religiões, ela é a Doutrina, e no âmbito da Magia, seu nome é Alquimia.

No âmbito da ciência, seu nome é Descoberta, e no campo das percepções da alma, Revelação é seu nome.

No campo da busca interior, a Cadeia Dupla Equilibrante se chama Despertar, e na esfera da fé, Milagre é o seu nome.

No âmbito da Medicina, a Cadeia dupla é saúde e cura, e no cenário das energias, Transmutação é o seu nome.

No terreno do conhecimento prático, Tecnologia é o seu nome.

Movimento é a resultante universal entre impulso e inércia, e movimento é tudo o que ela é!

Na verdade, é ela, a Dupla Cadeia Equilibrante, que move tudo!

No âmbito do pensamento, a Cadeia Dupla concede Gênio e Iluminação, e no âmbito do corpo, ela fornece Vida.

Nos domínios da morte, a Cadeia Dupla se chama Reencarnação, e na esfera mais alta da Imortalidade, ela funciona como Ressurreição.

Na esfera da sexualidade, reprodução é seu nome.

E na esfera biológica funcional, ela é a Androginia.

No âmbito dos seres físicos planetários, essa Cadeia Dupla Equilibrante se chama Natureza, e no âmbito da identidade espiritual mais profunda, seu nome é Almas Gêmeas (ou Espírito Santo, o Realizador da Palavra do Filho na Unidade DEUS Pai-Mãe).

Na esfera dos ideais, a Cadeia Dupla é perfeição, e na escala das formas, Simetria é o seu nome.

No campo harmônico, a cadeia dupla se chama Ressonância, e no campo musical, Harmonia. Nas artes em geral é Beleza.

Finalmente, no âmbito da grande família dos espíritos do Universo, essa cadeia Dupla se chama AMOR, a definição final de Deus, e aquela que é também o seu ponto de partida!

Segundo Apolônio de Tyana, na Oitava Hora simbólica, “as estrelas se falam, a alma dos sóis correspondem com o espírito das flores, cadeias de harmonia fazem corresponder entre si todos os seres da natureza”…

e isso é uma inegável declaração poética da Cadeia Dupla.

Os gregos, inclusive, chamavam o OITO de número todo-poderoso, e tinham até um antigo provérbio que dizia: “todas as coisas são Oito!”

E fica claro que o AMOR É A CADEIA DUPLA EQUILIBRANTE, que atravessa tudo, cria e transforma tudo, dá sentido e propósito a tudo, esclarece tudo, revela tudo, cura tudo e de tudo liberta, e a tudo ilumina e eleva, aperfeiçoa e embeleza, purifica e enobrece, porque tudo começa e tudo se encerra no Oito, tudo se abre e tudo se fecha no Zero-Infinito, fonte da Luz, do Poder, da Mente, da Sabedoria e da Vida eterna, origem de todas as origens e fim de todos os fins… porque AMOR é DEUS com outro Nome… e OITO representa OS SEUS BRAÇOS AMOROSOS ABRAÇANDO TUDO O QUE ELE CRIOU, e desejando trazer tudo para o seu Coração…

Comentários