Templates by BIGtheme NET

O Segredo do Cristal

 

 

Cantado e decantado ao longo das gerações que sustentam a tradição mágica e mística dos seus poderes, o Cristal encantado é muito mais do que isso: é uma dádiva da natureza em termos de amplificação dos poderes vibracionais da matéria!

Diante de certas vibrações, o Cristal (Quartzo, um dos melhores neste aspecto) se torna um tremendo amplificador natural. Ele não gera vibrações, mas pode amplificá-las, e muito.

E não estou falando das famosas propriedades piezoelétricas do quartzo, usadas na geração de osciladores de grande precisão. Não é nem de eletricidade que eu estou falando. Estou falando de vibrações sonoras.

 

Espirais de energia dos cristais de ponta

 

Na questão elétrica, temos que a frequência natural de oscilação do quartzo é 32768 Hz = 2^15 Hz. Um número elevado que, se interpretado em termos harmônicos, geraria uma nota Dó bastante aguda e inaudível, na escala dos ultrassons.

 

Estrutura da malha tetraédrica das moléculas dos cristais (silicatos)

Mas não é essa a questão. O Quartzo está definido na natureza por um sistema trigonal (ou romboédrico) de cristalização, que pode ser considerado uma derivada do sistema hexagonal, o que significa, em termos de Geometria Harmônica, uma relação direta com a famosa matriz CUBO DE METATRON e suas derivadas harmônicas, Cubo esse que é a Matriz do Hexágono ou Estrela dita Macrocósmica, de 6 pontas: porque o Universo foi criado em Seis dias simbólicos (seis períodos cósmicos).

 

 

O Cubo de Metatron e os cinco sólidos de Platão

Nossas células têm a mesma configuração hexagonal em seu comportamento vibratório harmônico, porque as células são os primeiros sistemas vitais independentes gerados no corpo a partir de moléculas orgânicas complexas. Certamente que a vida já começa em cada cromossomo, em cada gene, em cada filamento de DNA, mas em termos de “sistemas vitais completos”, a célula – independente de qual tecido ela seja – é o primeiro sistema vital do organismo, tanto que existem organismos unicelulares na natureza dotados de vida independente, como bactérias, protozoários, algas, certos fungos, etc.

O coração emite, de um secreto átomo de Carbono (o átomo NOUS) a vibração fundamental da VIDA, que, com sua NOTA FUNDAMENTAL, se irradia por todas as partes do corpo, configurando em cada célula aquele desenho hexagonal que nem sempre os microscópios podem captar… e essa vibração de nota fundamental foi disparada no primeiro instante de vida do novo Ser, não aquele instante em que ele rompeu a madre da mãe e chorou ao nascer… mas aquele instante em que ele fora concebido no mesmo ventre pela fusão dos gametas dos seus pais eleitos pela Divina Providência.

Neste momento, aqueles dois gametas fusionados criaram a primeira célula de vida independente do novo ser, a célula-matriz de todo o novo organismo que é lentamente edificado no sagrado útero materno, e nesta célula-chave da nova vida, penetrou e habitou aquele átomo secreto de Carbono reencarnante, e ele começou mesmo a nova edificação ao pulsar, vibrar e sustentar – ao longo de toda a vida – aquela nota fundamental do Ser, como a pulsação do coração, e essa nota impele a célula em suas subsequentes duplicações (Mitose) que permitem o lento desenvolvimento do embrião e, depois de nove meses, em geral, o seu nascimento como corpo formado e pronto para receber uma alma consciente (Neshamá).

Esse átomo consciente de Carbono veio do Limbo, Astral inferior ou Quinta Dimensão inferior (famoso mundo dos mortos) e lá estava todo esse tempo DORMINDO ou SONHANDO com a vida passada antes de regressar a uma nova matriz… depois que fora pesado, julgado e reprogramado em detalhes para seu novo corpo, vida e destino.

Esse átomo que ninguém conhece mas todo mundo é, é a sua própria identidade atômica na natureza e no universo das formas dentro da evolução e involução do mundo material, ele é que carrega toda a soma de coisas e valores que cada um de nós somos e temos, filamento de corda vibrante que sustenta toda a nossa história espiritual, das origens num passado remoto até um infinito distante lá na frente… ele é o verdadeiro mestre-de-obras de cada novo corpo que nos assistirá.

Dele sai aquela nota fundamental de vibração primordial injetada na célula-ovo e que tomamos como pulsação cardíaca: porque o coração é o primeiro núcleo de vida consciente que se forma no embrião. E falo também do embrião dos mundos, estrelas e até galáxias… que possuem igualmente, em seus tronos centrais, um diminuto átomo de Carbono, só que pertencente a um Anjo de Grande Poder… a diferença entre o mesmo átomo de Carbono de um Anjo e uma flor é a consciência… quanto maior a consciência, maior a Obra que esse átomo realiza no Universo material das formas.

Quando a célula central da nova vida começa a pulsar, impelida pela vibração original, começa a se duplicar, transferindo a mesma vibração em espécie para todas as novas células num efeito de grade, e num ritmo cascata… até completar todo o edifício orgânico. Com o tempo, as células duplicadas vão se especializando em tecidos e se diferenciando em órgãos funcionais.

O átomo de Carbono tem a mesma configuração atômica do Cubo de Metatron (6e + 6p + 6n), e é por isso que foi escolhido para servir de carro-chefe às evoluções da vida na natureza e nas esferas materiais. Esse átomo de Carbono dotado de sua consciência própria é que vai imprimindo em cada célula as definições da matriz geométrica original por meio de um efeito de ressonância em toda a estrutura celular do corpo, vibrante por igual, pulsante no mesmo tom nutridor e mantenedor que sai do coração, a morada daquele átomo.

Aliás, o chakra do coração é representado como uma Mandala de 12 pétalas, que é uma derivada direta do Cubo (6) de Metatron e do design atômico do Carbono.

 

Chakra Anahata do coração, 12 pétalas

 

Assim, por uma questão de afinidade geométrico-harmônica, algumas classes de cristal podem ser usadas em TECNOLOGIAS PARA PROMOVER REGENERAÇÃO CELULAR. Decerto, tecnologias extraterrestres DO BEM, que se destaque isso!

As pirâmides sempre sugeriram esse caminho, o poder da geometria da forma na relação com o máximo acúmulo possível da energia vital ambiente. Pirâmides de cristal puro seriam a solução mais eficiente para promover verdadeiros MILAGRES na questão e conservação dos corpos – falo de múmias vivas e frescas, o verdadeiro mistério dos deuses do Antigo Egito, e que nada tem a ver com as múmias secas e mortas dos faraós, cujos sacerdotes já tinham perdido há muito a tradição e ciência real e secreta da conservação de corpos em estado de incorruptibilidade, mesmo depois da morte, sem entrarem no processo de decomposição. 

 

E esse segredo é muito maior do que supostas substâncias secretas e até mesmo o badalado ouro monoatômico. Eu falo do primeiro elixir da vida, um elixir feito de músicas e harmònicos saindo de uma corda secreta a entrar em poderosa ressonância com o coração, ainda que adormecido pelo corte do Fio de Antakarana, este que transmite as vibrações do espírito para a parte física *ou vestuário de carne do mesmo espírito.

O elixir musical que reverbera como orquestra de cordas em todas as células e órgãos do templo do Espírito Santo cantor e compositor, através das leis elementares da ressonância, impelindo todo o conjunto a vibrar junto, em sutil e afinada harmonia, de acordo com o vigor primordial da juventude. E a tal fonte da Juventude tem muito mais a ver com um instrumento de cordas que voce aprendeu a tocar do que com uma bica de águas raras…

Imagine as células como um grande CORO DE VOZES!
E o maestro regente, aquele átomo do coração?
É exatamente assim que funciona!

Voltando ao tema das MÚMIAS VIVAS, para as quais os deuses antigos construíram necrópoles como Gizé ou Teotihuacan, dedicadas aos corpos dos deuses de retorno, o que colocava as múmias em estado de conservação eram dois elementos combinados: a estrutura do cristal por receptáculo dos corpos, alimentado por frequências de sustentação, e a conexão não perdida com aquela alma consciente, Neshamá, que, se no morto comum, é tragada pela Quinta dimensão inferior até a próxima reencarnação, na múmia viva, essa Neshamá ainda fica por perto, criando um laço subjetivo de vida em termos de conexão com a fonte não totalmente desligada aqui, e essa rara disposição se dá por obra do mérito e graça daquela alma em particular.

Não é um mistério fácil de ser explicado em poucas linhas, embora seja real e mais antigo do que múmias secas por antigas técnicas de mumificação.

Esse é o modelo mais avançado para o tratamento de regeneração vital de células, órgãos e tecidos.

Sabe-se que o Quartzo ou Dióxido de Silício (SiO2) é o segundo mineral mais abundante no planeta, perdendo só para os feldspatos. Sua estrutura cristalina (trigonal-hexagonal) é tal que, na visão espacial, grupos de tetraedros compõem volumes onde cada átomo de Oxigênio fica repartido entre dois tetraedros. E o Tetraedro é um dos cinco sólidos perfeitos da natureza, possuidor de uma geometria muito afinada com os mistérios das dimensões ocultas. 


A forma final do cristal de quartzo na natureza é a de uma pirâmide hexagonal que brota com sub-pirâmides ao lado, às vezes, em forma de drusas.

Contemplando a malha cristalina do quartzo, voce repara uma semelhança com a estrutura dos favos da colméia, ou seja, uma organização hexagonal do espaço, criando uma perfeita rede de ressonância harmônica, a propriedade da SIMETRIA na matéria que o distingue de outras substâncias amorfas, tornando-o tão útil nas operações que envolvem propagação e amplificação de frequências.

E agora compreendemos porque o Planeta Terra tem uma enorme massa de quartzo compondo suas estruturas internas: é o suporte mineral para a evolução da vida em larga escala, ou seja, em escala de Alma cósmica ou planetária, numa cadeia evolutiva ligando várias espécies entre si.

 

Com a Pirâmide de cristal puro na forma antiga, quatro faces, e eu falo mesmo de uma pirâmide de grandes proporções, não de granito ou blocos de pedra, mas de cristal puro, que pode ter câmeras internas, recebendo toda a vibração acústica natural do planeta (porque o coração da Terra – ou de outro planeta) tem suas vibrações de pulso naturais.

E essa pirâmide, submetida aos alinhamentos cósmicos e seus disparos gravitacionais e energéticos de núcleos que se estimulam quando se alinham no mesmo plano do espaço próximo, então temos uma soma de fatores que otimizariam o segredo vital desta forma de tecnologia de pirâmides de cristal.

Outro detalhe são as suas quatro faces que, na verdade, são quatro entradas para as energias elementais naturais, associadas aos quatro pontos cardeais. Tudo em busca do quinto elemento, que é a quintessência etérica do misterioso suporte invisível da própria VIDA em evolução na forma material!

Além disso, a pirâmide ao estilo de Gizé (a Grande Pirâmide) traz embutida em sua arquitetura o número áureo FI, que é 1.618, o conhecido Número da Vida, sob o qual estão proporcionalizadas todas as formas de vida e até a distribuição das galáxias no Universo.

Tais super pirâmides cristalinas, além de captar os alinhamentos cósmicos carregados de frequências inaudíveis, teriam o poder de acumular a energia vital dos planetas em que estão assentadas, a partir do coração dos mesmos. Então, dentro de uma câmera interna nas mesmas, imagine só o extraordinário campo de energia gerado!

Tivemos notícia da descoberta de pirâmides de cristal submersas no mar do Caribe… de modo que essa possibilidade é muito plausível!

Dizem que Atlântida usava o Cristal para suprir todas as suas demandas de energia… me parece contemplar alguma coisa aqui…

 

O Famoso crop circle o índio, dia 5.7.2009. Com seu cocar de 14 penas. Esse crop circle apareceu diante da colina artificial de Silbury Hill, na Inglaterra. E essa colina fez o papel de Pirâmide para os povos antigos que a erigiram, representando o templo de descanso do deus.

 

 


O outro crop circle é de 21.6.2001, que apareceu justamente no dia do Eclipse solar. O Sol nasce por trás de uma pirâmide com 14 raios claros alternados com 14 escuros.
E onde está o quartzo aí?
Precisamente no número 14, que é o número atômico do Silício, o fundamento mineral do quartzo!

E ainda lembro da resposta de Chilbolton à mensagem de Arecibo, também em 2001, no mesmo ano. O que desconcertou os pesquisadores, entre outras coisas, foi que os ETs acrescentaram aos quatro elementos fundamentais à vida na Terra (enviados como sendo o Hidrogênio, o Carbono, o Nitrogênio e o Fòsforo), acrescentaram o SILÍCIO!

 

E como o Silício poderia ser fundamental à vida orgânica?
Conexões de silício tomando parte das estruturas nervosas de determinadas raças alienígenas, cumprindo então a função de dar suporte a um cérebro e poderes mentais supremos, além da nossa compreensão, como uma espécie de tecnologia viva da informação em rede cósmica, por causa de uma evolução biológica do sistema nervoso ao qual se ajuntou o SILÍCIO?

Então, as 14 penas do cocar do Índio de mente resplandecente poderia sugerir esse mistério… bem como os famosos crânios de cristal puro!

Mas isso é só o começo do mistério. Atlântida deveria ter prodígios fantásticos dentro desse universo de possibilidades tecnológicas e mágicas aos quais os cristais, as formas naturais de geometria harmônica mineral, são associados.


Certamente que o legado de Atlântida veio das estrelas!
Até porque Enok e outros profetas levados ao céu falam de cidades de cristal e moradas com fundações de cristal brilhando ao Sol sob raras luzes divinas antes nunca vistas na Terra…

 

Em resumo: todo cristal soa uma música afinada com toda a Natureza, emitindo ressonâncias de todo o Universo macrocósmico em movimento, e pode se tornar uma fonte aplicável de cura e de energia para a humanidade, no dia em que ela desentupir os ouvidos e escutar outra vez a canção eterna da geometria sagrada…

 

JP em 11.08.2019

Comentários