Templates by BIGtheme NET

O Segredo de Deus no código do Seis

 

 

 

 

 

No Sexto Dia da Criação, Deus criou o homem e a mulher, puros e perfeitos, destinados a vida eterna. Mas por vontade própria (livre-arbítrio e o direito de escolher entre o Bem e o Mal, entre obedecer as leis de Deus ou transgredí-las) toda uma raça caiu na geração animal, e a pedra de tropeço foi (e ainda é) o sexo, declaradamente, a fraqueza real de toda a humanidade.

E a inteligência do inimigo está por trás da maior e mais lucrativa indústria de entretenimento de todas, a indústria da pornografia e do erotismo. Não se fatura mais em nenhum outro segmento cultural, só rivalizado pelo setor alimentício.

Quebrar a roda,o looping das reencarnações, só é possível quando o animal for sacrificado dentro de nossa mente animal e instintiva. Esse era o principal sentido do sacrifício dos animais nos altares da antiga Israel, purificando o povo de suas repetidas torpezas carnais…sob as repetidas advertências de YHWH:

Sejam Santos, como EU SOU SANTO!

A raiz de toda malignidade humana reside ai…nas corruções carnais que ferem a santidade do Espírito Santo em seu Tabernáculo de carne e osso.. suas luxúrias, suas gulas, suas perversões, adultérios e todo o resto que ferem o espírito da Verdade em sua essência mais pura, santa e sagrada, rompendo todas as alianças, quebrando todos os pactos e invalidando todos os acordos entre Deus e a humanidade reiteradas vezes…

Fomos criados à imagem de Anjos mas grande parcela da humanidade caiu e se comporta como bestas enlouquecidas pela violência e pelo desejo impuro… para que depois, muitos se façam de inocentes ou desentendidos dos rigores da Lei Maior, já que tal conduta insana está poluindo a Terra e aniquilando o que ainda resta da essência da humanidade tal como Deus a criou..

Prossigamos em busca do Segredo de Deus no código do Seis.

No capítulo 6 do Gênesis, Deus decide extinguir a raça pecadora, mas preserva a casta de Noé, e lhe dá o segredo de uma Arca (Arcano 6, a Estrela de Deus, o Sol, a Vida) e Noé preserva sua vida, como de sua família e dos animais.

No capítulo 6 do Êxodo, Deus faz promessas a Moisés, que libertaria o povo do cativeiro no Egito. O real cativeiro é o pecado, porque ele decreta a morte. Obedecer as leis de Deus é viver para sempre, é o pacto de vida eterna.
Deus promete reintroduzir o povo no jardim que mana leite e mel, Canaã, prefiguração do Éden perdido.

No Deuteronômio 6, Moisés repete ao povo estas mesmas coisas, declarando que a obediência as Leis de Deus é a garantia de vida, de liberdade, da felicidade e da abundância.

Em Josué 6, a cidade de Jericó é destruída, e começa a ocupação da Terra Prometida pelos judeus após o término do Êxodo de 40 anos no deserto.

Em Juízes 6, o Anjo de Deus fala a Gideão, um dos juízes e libertadores de Israel.

Em I Samuel 6, a Arca da Aliança é restituída aos judeus, e em II Samuel 6, ela retorna a Jerusalém, debaixo de grande festa e alegria do Povo (a Arca, paralelo com a Arca de Noé: o segredo do Poder de Deus).

Em I Reis 6, Salomão edifica o Templo (onde a Arca repousaria, no Santo dos Santos). Notem os paralelos encontrados em vários livros bíblicos, capítulo 6.

Em Esdras 6, o templo destruído é reedificado e consagrado. Outra vez, o templo, onde ficava a Arca.

Em Salmos 6, Davi ora e suplica pela misericórdia de Deus, e é atendido. A Vida eterna é uma dádiva da Misericórdia divina.

Em Isaías 6, o profeta tem a visão dos Serafins, os mais elevados espíritos da Hierarquia cósmica, e cada um tem seis (6) asas! E eles ardem enquanto louvam o Eterno, e um deles purifica a boca de Isaías com brasas de fogo espiritual tiradas do Trono de Deus, para que Isaías começasse seu ministério de profeta.

Em Daniel 6, a famosa passagem da cova dos leões, onde o profeta é salvo miraculosamente pelo Anjo de Deus. Ele recebeu o dom da vida e a salvação da morte, como os integrantes da Arca de Noé. Não é hexagonal (6) a geometria da Flor da Vida, e não vem a Vida de Deus?

Em Oséias 6, versículo 2, está escrito:
“Depois de dois dias o Senhor nos dará a vida, e ao terceiro dia nos ressuscitará, e viveremos diante Dele”.
E escreve: Porque Eu quero a Misericórdia, e não o sacrifício, e o conhecimento de Deus mais do que holocaustos”!
Lembrando que Oséias é o primeiro profeta da lista dos doze profetas menores do Velho Testamento, e que seu nome (HUShHw) procede da mesma raiz dos nomes de Josué e Jesus, significando, todos eles, Salvadores, ou Salvação.

Miquéias (MIKH) é o sexto profeta menor, e é exatamente ele que anuncia a cidade de Belém (Efrata) como o lugar do nascimento do Messias. Belém, a estrela de Belém, Sirius, a Casa do Pão, o Pão da vida eterna. O Nascimento daquele que vive para sempre, o Cristo, o ungido da Estrela! O nome MIKH é anagrama de KIMH, ou Kimá, nome bíblico das Plêiades, a relação com as estrelas, a fonte de vida dos planetas.

Em Zacarias 6, o Renovo (o que brota de si mesmo) é mencionado, uma alegoria do Messias, e diz que ele reedificará o Templo (outra vez, o templo) e outros virão de longe (os 144 mil) para ajudar o Messias na reedificação do Templo, isto é, do culto, da Verdade perdida no santuário da mente.

Mateus 6 ensina a oração do Pai-Nosso, e fala nos tesouros do céu.

A Mensagem do Espírito na Sexta Igreja é a que se relaciona diretamente com a porta aberta nos céus que será atravessada pelos 144 mil, porque o nome da Igreja, Filadélfia, significa FRATERNIDADE DO AMOR:

“E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre:
Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome.”

Apocalipse 3:7,8

Uma mensagem a parte entre as sete, falando em chaves, portas abertas e ascensão!

No Apocalipse 6, o Cordeiro abre seis selos do Livro de Deus, e no sexto selo, debaixo de sinais no céu e na Terra, inicia o grande Dia do Juízo divino, mas o Anjo do Sol (6) que traz o sinal do Deus vivo na mão (6) pede que haja tempo de assinalar os 144 mil escolhidos da reedificação do Messias, estes que partilharão a vida de Cristo porque acreditaram nele e fizeram a sua vontade, e viverão com ele para sempre.

Fica clara agora a mística do número Seis na forma de um Selo, de um Segredo de Vida, Flor da Vida, Merkabah, e a Estrela da nação eleita. Um padrão repetido nos livros com formato de código!

Um selo de vida eterna, que eu demonstro agora analisando o capítulo bíblico de número 6 mais importante de toda a Biblia:

JOÃO 6
(Que voce mesmo analise e compreenda após essa revelação do código Seis de Deus)

**************************************************

O Escudo de Davi

Voltemos à Estrela de Davi, também conhecida como Escudo de Davi, o grande Rei de Israel, a quem o nome de Jesus Cristo foi associado por descendência e por realeza, como o verdadeiro Rei de Israel, num sentido que, transcendendo a mera eleição étnica, alcança o valor das almas fortes em Deus (Israel significa Forte em Deus).

MGN DVID, Escudo de Davi, isso vale 93+24 = 117
O mesmo número da famosa expressão bíblica ANJO DO SENHOR, MLAK-IHVH = 91+26 = 117.

KUKB DVID, Estrela de Davi, isso vale 48+24 = 72, o número mais importante da Cabala, associado aos mistérios do Pentagrama, a Estrela do Conhecimento e da luz.

Isso quer dizer que podemos associar a Estrela de Davi ao escudo e entender que se trata de um símbolo de proteção divina, a proteção da Luz de Deus!

E se a Estrela de Davi também anuncia o ajuntamento de uma nação espiritual eleita, isso significa que todos os eleitos são participantes dessa nova geração espiritual ligada ao Nome e Obra de Jesus Cristo, a raiz e a geração de Davi, conforme o Apocalipse.

O Capítulo 6 de João também é o mais longo de todos, com 71 versículos, dada a sua importância.

Generalidades sobre o Simbolo do Selo de Deus

Agora entendemos porque são tão especiais e significativas as geometrias 6 e os símbolos sagrados derivados dela, como a Flor da Vida, o Carro de Deus (Merkabah), a Estrela de 6 pontas, símbolo do Sol, da Luz e da Vida, chamada Estrela Macrocósmica e símbolo de Israel, e todas as retratações da geometria 6 nas formas vivas, nas células e nas cadeias vitais, carbono 6, nos flocos de neve, nas colméias, nas plantas, etc.

A colméia das abelhas e seus casulos hexagonais são um bom exemplo e ilustração da Vida como entidade Coletiva, da Cadeia Vital orquestrada pela Geometria Sagrada do Hexágono, o Selo do Deus Vivo e o Verbo/Elohim de sua Energia Criadora presente em tudo.

Mas de nada valerão estes tesouros da ciência divina se o Selo da Vida Eterna não for imprimido na alma que perece nas trevas intelectuais, nas areias doutrinárias mortas e nas crenças que não são capazes de resgatá-lo da sina fatal, da Roda, do tempo e do veneno da serpente, o que realmente fez com que Adão e Eva, imortais lá no início, perdessem a Graça da União Divina. Porque ao desobedecerem as Leis sagradas, eles romperam com a Fonte, e a rebeldia continua até hoje, e nada faz o orgulho ceder, nem mesmo o destino final dos cemitérios.

O homem se acha Deus. E por isso diz que não precisa de Deus. Mas vencerá a morte?

Na sua arrogância a humanidade se fez cega, e quando a morte começa a chamar em seu leito é que toda alma teme e treme, e o bom senso lhe volta a mente, pena que tarde, tarde demais… porém, tudo, tudo mesmo, o humano ser resgataria da parte de Deus se recobrasse sua santidade em estado de humildade que finalmente enxerga a verdade de sua atual condição!

“E ao anjo da igreja de Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus:
Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente!
Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.
Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu”

Apocalipse 3:14-17

JP em 04.12.2019

 

Veja também:

 

O SELO DE SALVAÇÃO DA HUMANIDADE

 

A verdadeira Matrix – onde tropeçaram os Anjos?

 

Comentários