Templates by BIGtheme NET

O Plano Astral – considerações

 

 

Muitos dos sonhos que se dizem premonitórios acontecem na mesma dimensão astral, aquela onde projetores astrais treinados se movem despertos, e como o tempo é relativo, muitas coisas que já se manifestam por lá, na dimensão astral (que não deixa de ser paralela) depois se cristalizam aqui, na dimensão física.

Relatividade em ação.

Por isso é grande o numero de pessoas sonhando com guerras, inundações, etc. Sem falar na possibilidade imensa de contato alienígena nas dimensões paralelas da matéria… muito menos denso e complicado para se estabelecer todo tipo de conexão psíquica.

Certamente que há todo um conjunto de procedimentos para as pessoas interessadas nessa experiência transformadora. Os antigos sábios não tinham medo da morte porque praticavam a viagem astral conscientemente, e sabiam como era do outro lado.

E por isso, abdicavam de todo o materialismo.

Se faziam conscientes dos resultados terríveis de uma vida dedicada ao materialismo e aos vícios após a morte, na sua continuação “astral”… porque entendiam claramente que o Inferno não era uma mera invenção ou dogma das religiões, mas o conjunto daquelas consequências terríveis de uma vida dedicada aos maus caminhos.

O Plano Astral em nossas vidas sobrepõe-se ao Mundo Físico até porque morrer é o caminho inverso do nascer.

Passamos 1/3 de nossa vida física no plano astral, enquanto dormimos. Sonhos são memórias residuais dessa vida astral, que consome 1/3 da nossa vida física útil.

Uma pessoa que viveu 60 anos, passou 20 anos no mundo astral. Uma grande fatia de vida que poderia ser consciente, útil e instrutiva se as pessoas dessem mais importância ao que acontece do outro lado do sono.

Mas a cultura materialista não permite isso. O sono é apenas para descansar o corpo físico e só. E sonhos não passam de projeções cerebrais bioquímicas em estados de “alucinação temporária…”

Mentira altamente limitadora para o aprendizado da consciência.

Sonhos lúcidos, por exemplo, são projeções astrais não recordadas em tempo real, mas interpretadas como sonhos pelo cérebro no ato do retorno ao corpo físico.

Mas podem ser consideradas projeções astrais recordadas depois. E um tanto alteradas pela leitura do sonho no cérebro no ato do retorno. Mas quem tem essa facilidade é um gancho para se obter as projeções astrais em tempo real.

E eu digo por experiência própria, porque eu tenho o hábito de anotar sonhos há mais de 20 anos… tenho tudo guardado, e assim, consigo checar coisas que sonhei há vários anos atrás acontecendo agora.

Se não anota, a pessoa esquece depressa o sonho. Mas como anoto e estudo, então tenho essa consciência.

É incrível, se as pessoas aprendessem a anotar suas vivências, nem imaginam o tesouro acumulado nos anos que passam.

A grande maioria dos sonhos acontece mesmo, com voce, com pessoas a volta, situações do mundo etc.

Vivências do plano astral, o tempo lá é outro, vemos antecipados os eventos físicos.

E a melhor notícia, muitos destes sonhos não só mostram as coisas que vão acontecer como também soluções subjacentes a elas!

Muita gente, inclusive eu, relata sonhos e experiências de contato com Aliens no mundo astral. Alguns falam em discos voadores, mas eu já tive várias experiências onde via/interagia com alienígenas, via seus discos voadores em movimento, e também via instrumentos tecnológicos.

Isso me leva a crer que extraterrestres se movem com consciência no mundo astral, e interagem com humanos nos sonhos, nas experiências lúcidas.

Então, a ciência astral representa uma grande porta a ser aberta, e um grande vetor de conhecimento a ser inserido nos interesses de uma Nova Ufologia, transcendendo o objeto de suas observações e análises para muito além do referencial tridimensional!

Sim, o sono é uma transição entre dois planos de consciência.

Reparou como o cérebro muda de frequência na passagem do sono? Aquelas leituras alfa, beta, teta, que fazem da frequência cerebral de atividade e repouso?

Pois é, são sinais do cérebro mudando de plano de consciência. Isso de 8 horas é de cada um, varia muito. Mas é uma média. O corpo físico descansa, mas uma coisa: o cérebro nunca dorme.

Ele somente muda de atividade, de plano de consciência. Até pessoas em coma. Seu corpo pode até estar vegetando, mas a alma e a mente estão num sonho contínuo, digamos assim, vivendo no plano astral.

São dimensões diferentes, suas leis são diferentes também… por exemplo, gravidade zero, já que projetores astrais voam… e pra mim, particularmente falando, essa é a melhor parte da experiência astral, a sensação de voar.

Na verdade, isso desfoca a realidade tridimensional.

O ser vivo, qualquer ser vivo, é multidimensional. Sua consciência atua em todos os níveis.

Biologicamente falando, o sono é uma necessidade vital para reposição de energia, descanso.

O corpo se renova enquanto dorme. Mas a questão aqui é a mente.

A mente não pertence a uma única dimensão, ela é um veículo multidimensional. Daí que não é questão de PRECISAR entrar no plano astral. É natural mesmo para a mente transitar entre as dimensões, ainda que faça sem consciência.

A mente não é física. O corpo é. Não a mente.

O que seria mais certo dizer?

Somos um corpo que tem uma mente… ou…

Somos uma mente que tem um corpo?

 

********************

Há muita coisa que você não sabe sobre aquele perdido 1/3 da sua vida … na cama. Porque seu corpo está dormindo, mas não o seu um terço restante (mente e alma).

JP em 24.06.2019

Comentários